Listagem de Estágios

12º


2886. 3D Model (Modelação Geométrica 3D, FEM e Impressão 3D)


Instituição: Centro de Investigação em Modelação e Optimização de Sistemas Multifuncionais (CIMOSM), Instituto Superior Engenharia de Lisboa
Responsável: Ricardo Portal
Nº Alunos: 6
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Tecnologia
Data: de 26-06-2023 a 30-06-2023 Horário: Tarde
Investigador(es): Ricardo Portal, Ivo Bragança, João Milho, Afonso Leite


Descrição: O estágio 3D Model visa mostrar-te a importância da modelação geométrica necessária ao desenvolvimento de produtos, quer sejam novos ou apenas réplicas para a impressão 3D, por exemplo.
Irás adquirir conhecimentos básicos no projeto e Desenho Técnico Assistido por Computador. Vais aprender como modelar diferentes geometrias a 3D através de um software CAD que permite o desenvolvimento rápido, simples e facilmente alterável de objetos e conjuntos simples.
Poderás dar asas à tua imaginação, materializando-a posteriormente numa impressora 3D.
Vais ainda analisar computacionalmente as peças que modelares e verificar a influência dos materiais e de diferentes alterações geométricas, verificando se as peças resistem aos esforços aplicados ou se se irão partir.

Observações: Instituto Superior de Engenharia de Lisboa
R. Conselheiro Emídio Navarro 1, 1959-007 Lisboa

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: ISEL (Instituto Superior de Engenharia de Lisboa) Hora: 14h00
Pessoa de contacto: Ricardo Portal, Ivo Bragança, João Milho, Afonso Leite

Estágio já em curso / terminado

3027. À caça das partículas elementares na natureza


Instituição: Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas (LIP)
Responsável: Sofia Andringa
Nº Alunos: 8
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Física
Data: de 10-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Tarde
Investigador(es): Sofia Andringa, Pedro Abreu, Luis Afonso


Descrição: Neste estágio procuramos dar a conhecer o mundo das partículas elementares e os seus métodos de investigação. Organizamos a _caça_ em torno de algumas tarefas, com que vamos respondendo a várias perguntas: que partículas são estas e quais as suas propriedas? onde existem e qual o seu papel na natureza?

No LIP estudamos as partículas elementares produzidas nos grandes aceleradores de partículas ou pelos raios cósmicos, participamos nas grandes experiências do LHCa mas também em observatórios de neutrinos ou matéria escura. Desenvolvemos detetores para estas experiências e para serem usados na medicina ou no espaço.

No estágio, vamos conhecendo as várias partículas: o fotão, o electrão, o positrão, o muão, o neutrinos, os bosões Z, W e H. Partículas a partícula vão aparecendo conceitos novos e estabelecem-se pontes entre eles. Seguimos as várias atividades que constituem o trabalho dos físicos de partículas: da pesquisa bibliográfica à recolha de dados no laboratórios_ dos cálculos simples aos programas de análise mais detalhados_ até à comunicação dos resultados.

Propomos um _bocadinho_ de cada coisa, mas o enfase pode ser ajustado conforme o interesse dos participantes. Vamos então à caça das partículas na Natureza.

O estágio irá decorrer só de tarde, entre as 14h00 e as 18h00, de 10 a 21 de julho.

Observações: O estágio é no LIP- Lisboa.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: LIP LISBOA: Av.Prof. Gama Pinto, 2, 1649 - 003 Lisboa Hora: 2:00:00 PM
Pessoa de contacto: Sofia Andringa

Estágio Esgotado


3005. A cultura de células como ferramenta para o estudo do cancro


Instituição: Instituto de Investigação Clínica e Biomédica de Coimbra (iCBR) da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Responsável: Salomé Pires Lourenço
Nº Alunos: 1
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Ciências da Saúde
Data: de 31-07-2023 a 04-08-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Eurico Pereira


Descrição: O aluno irá perceber o que é a cultura de células, e de que forma pode ser utilizada para o estudo do cancro em todas as suas vertentes, desde a prevenção ao tratamento. Irá ter contacto com técnicas de cultura celular e ensaios de biologia celular e molecular.

Observações: O que é a cultura de células? De que forma a cultura de células pode ser utilizada para o estudo do cancro em todas as suas vertentes, desde a prevenção ao tratamento? Vem conhecer como se trabalha com cultura celulares.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada da sub-unidade 1 da FMUC (porta de vidro de frente para a Unidade Central), Salomé Pires Hora: 9h30
Pessoa de contacto: Salomé Pires

Estágio Esgotado


2939. À Descoberta da Electroquímica


Instituição: Centro de Química da Madeira (CQM), Universidade da Madeira
Responsável: José Mesquita
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Físico-Química, Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): José Mesquita


Descrição: A eletroquímica estuda reações de oxidação-redução que se desenvolvem em eléctrodos. É uma área da Química muito dinâmica e que desempenha um papel importante em vários domínios da Ciência e da Tecnologia. Neste contexto, propõe-se o desenvolvimento de uma série de atividades experiências
demonstrativas da eletroquímica que forneçam uma panorâmica desta área da Química.

Observações: .O participante deverá trazer bata de laboratório.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Universidade da Madeira, Edifício da Penteada, Piso 0, Sala 0.57 Hora: 10:00
Pessoa de contacto: José Mesquita

Estágio Esgotado


3175. Á descoberta de novos fármacos contra a tuberculose


Instituição: Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa - Instituto de Investigação do Medicamento - iMed
Responsável: João Pedro Almeida Pais
Nº Alunos: 1
Anos: 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): João Pedro Pais


Descrição: Tuberculose é uma doença que afecta cerca de um terço da população mundial, causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis, o segundo agente infeccioso mais mortal em 2021, após o SARS-CoV-2. Apesar de dispormos de tratamentos eficazes, o seu elevado custo, regimes longos e o aparecimento de bactérias resistentes ao tratamento, fazem com que seja imprescindível a descoberta de novos medicamentos contra a tuberculose.
Neste estágio propomos que o aluno participe no desenvolvimento de novos compostos com propriedades antituberculares. Durante o estágio será efectuada a síntese e purificação de um composto e, em seguida, serão estudadas algumas das suas propriedades físico-químicas de interesse, nomeadamente o coeficiente de partição.

Observações: Será necessário o aluno trazer bata de laboratório

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada principal da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa Hora: 9h30
Pessoa de contacto: João Pedro Pais

Estágio Esgotado


3121. À descoberta do ADN de variedades antigas


Instituição: Centro de Investigação e Tecnologias Agroambientais e Biológicas (CITAB), Universidade de Trás os Montes e Alto Douro
Responsável: Isaura Castro
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Agronomia, Biologia
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Isaura Castro, Márcia Carvalho


Descrição: Sabias que te podes alimentar de _Lagarto_, _Carrasco_, _Fradinho_, _Chicharo_, _Porta-da-Loja_, _Gigante-do-Douro_, _Focinho-de-Burro_, _Sangue-de-Boi_, _Rabo-de-Ovelha_ e _Esgana-
Cão_? Estes são alguns exemplos de variedades menos conhecidas de melão, feijão-frade, maçã e videira que correm o risco de desaparecer. É muito importante o seu estudo e preservação. O estudo do seu ADN faz parte integrante desta estratégia de conservação das variedades antigas de alimentos que consumimos no dia-a-dia de forma a promover a sua produção e consumo. O que te propomos é extrair e observar ADN de algumas destas variedades. Terás oportunidade de realizar as metodologias de extração de ácidos nucleicos, eletroforese e amplificação por PCR e discutir os resultados com investigadores.

Observações: Necessário bata.
Oferta de almoços.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Capela da UTAD Hora: 10:00
Pessoa de contacto: Isaura Castro_ Márcia Carvalho

Estágio Esgotado


2856. À descoberta do medicamento de fio a pavio!


Instituição: Centro de Investigação em Biociências e Tecnologias da Saúde (CBIOS), Universidade Lusófona
Responsável: Catarina Pereira Leite
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Ciências da Saúde
Data: de 05-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Catarina Pereira Leite, Catarina Rosado, Nuno Saraiva e Patrícia Rijo.


Descrição: Se tens curiosidade em descobrir como se desenvolve e produz um medicamento, este estágio é para ti!

Os medicamentos são preparações farmacêuticas constituídas por um fármaco (uma molécula com atividade biológica) e por vários excipientes, que são substâncias que permitem obter as várias formas farmacêuticas que conheces: comprimidos, cápsulas, cremes, pomadas…

Em oito dias poderás descobrir:
a) Como extrair e isolar fármacos e excipientes de produtos naturais, como larvas de insetos
b) Como testar e caraterizar a eficácia e toxicidade de fármacos
c) Como a solubilidade dos fármacos influencia o tipo de medicamento a desenvolver
d) Como desenvolver, produzir e testar medicamentos

Junta-te a nós e vem dar os primeiros passos como agente promotor da saúde!

Observações: O estágio decorrerá todos os dias das 9h às 17h.

No campus da Universidade Lusófona, os participantes terão acesso a restaurantes e a espaços amplos com disponibilização de micro-ondas onde poderão fazer as suas refeições.

Este estágio será orientado por uma equipa multidisciplinar de investigadores do CBIOS, nomeadamente: Catarina Pereira Leite, Catarina Rosado, Nuno Saraiva e Patrícia Rijo.

Mais informações sobre o CBIOS: http://cbios.ulusofona.pt/

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada principal da Universidade Lusófona (Campo Grande, 376 1749-024 Lisboa) Hora: 9:30:00 AM
Pessoa de contacto: Catarina Pereira Leite

Estágio Esgotado


2788. À Descoberta dos Zeólitos: Propriedades e aplicações na indústria e no dia-a-dia


Instituição: Centro de Estudos de Engenharia Química (CEEQ), Instituto Superior de Engenharia de Lisboa
Responsável: Angela Martins Nunes
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Físico-Química, Geologia, Química
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Angela Martins Nunes_ Nelson Guerreiro Cortez Nunes


Descrição: No século XVIII o mineralogista sueco Crönsted descobriu uns minerais estranhos aos quais atribuiu o nome de zeólitos, por composição das palavras gregas “zein” (ferver) e “lithos” (pedra). Durante muitos anos estes materiais eram apresentados apenas como curiosidades mineralógicas…Actualmente estes materiais têm uma vasta aplicação industrial, como permutadores iónicos (indústria de detergentes, como amaciadores de águas), adsorventes (filtros, descontaminação de efluentes) e catalisadores (refinação de petróleo e petroquímica).
Propomos com este estágio explorar as propriedades físico-químicas dos zeólitos que estão na origem das várias aplicações industriais destes materiais.

Observações: À Descoberta dos Zeólitos: Propriedades e aplicações na indústria e no dia-a-dia - Estágio na área da Química-Física/Engenharia Química

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Átrio do Edifício P do ISEL Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Angela Nunes

Estágio Esgotado


2760. A física de outros universos


Instituição: Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP)
Responsável: Carlos Martins
Nº Alunos: 1
Anos: 12º
Data: de 03-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): A equipa inclui 2 alunos de doutoramento, 4 alunos de mestrado, e 9 alunos de licenciatura. Outros estagiários de Espanha, Hungria e Portugal estarão no CAUP nas mesmas datas.


Descrição: O aluno será integrado num projecto internacional que usa o espectrógrafo ESPRESSO para testar o modelo cosmológico padrão e procurar indícios da presença de nova física para além deste. Em particular, pretende-se estudar a possibilidade de as leis da física que conhecemos não serem válidas em regiões ou épocas diferentes do universo. O aluno poderá contribuir para alguns dos testes já em curso e para a definição e prioritização de testes futuros.

Experiência de programação (em linguagens como Python ou Matlab), análise e visualização de dados é importante. Apenas serão consideradas candidaturas que para além da carta de motivação incluam um certificado com as notas e uma carta de recomendação de um professor. Após a parte presencial do estágio, o projecto pode ser continuado remotamente. Possivelmente o aluno terá também oportunidade de participar no Encontro Nacional de Astronomia 2023 (datas a confirmar).

Observações: Dúvidas informais sobre o estágio e os seus requisitos podem ser enviadas a Carlos.Martins@astro.up.pt

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Centro de Astrofísica da Universidade do Porto Hora: 9:00
Pessoa de contacto: Carlos Martins

Estágio Esgotado


3156. A Natureza como inspiração para reduzir a escassez de água.


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: Ana Almeida
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Físico-Química, Química, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Pedro Gil (aluno de MSc) e bolseiro (MSc) a contratar em Julho


Descrição: A água é essencial para a nossa vida e para o nosso bem estar. A falta de água afeta 4 em cada 10 pessoas. E se conseguíssemos produzir em laboratório estruturas que conseguissem capturar água e que pudessem ser usadas em qualquer lado? No CENIMAT estamos neste momento a desenvolver membranas biodegradáveis inspiradas em estruturas presentes na natureza, como as teias de aranha, para recolher água do nevoeiro.
Neste estágio convidamos-te a projetar um protótipo para recolha de água sem o recurso de energia externa, como baterias, para ser usado em países suscetíveis à ocorrência de episódios regulares de seca. O protótipo vai ser montado usando membranas compostas por nano/micro filamentos de celulose produzidas por electrofiação e impressão 3D.

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a um projeto financiado pela Fundação para Ciência e a Tecnologia em 2022 que está a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no Cenimat e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edifício CENIMAT Hora: 10:00h
Pessoa de contacto: Ana Almeida

Estágio Esgotado


2877. A NATUREZA CRIATIVA!


Instituição: Centro de Investigação em Educação Básica (CIEB), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: António Meireles
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Biologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): António José Santos Meireles Jacinta Helena Alves Lourenço Casimiro da Costa Delmina Maria Pires


Descrição: Já pensaste que explorar a natureza pode ser o princípio para um projeto criativo? Num estágio interdisciplinar, que cruza Ciência, Arte e Design, pretende-se desenvolver projetos criativos tendo a natureza como inspiração. É uma oportunidade para desenvolveres a tua criatividade pelo estudo de elementos naturais e a aplicação dos seus princípios em projetos criativos.
A Ciência, a Arte e o Design, embora com outras designações e até, sem terem uma designação própria, desde há muito tempo se articulam no sentido de explorar novos campos da expressão e do conhecimento. Lembra-te de Leonardo da Vinci, que analisando a anatomia das aves e desenhando o seu voo, encontrou um potencial para responder ao antigo sonho de fazer um ser humano voar, projetando aparelhos voadores precursores das asas delta e dos para-quedas. Mais recentemente, fatos de banho de competição foram desenvolvidos a partir da pele de tubarões permitindo aos nadadores serem muito mais rápidos!

Observações: -

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Laboratório de Artes na Montanha – Graça Morais. Rua Oróbio de Castro, nº. 1, 5300 - 220 Bragança Hora: 10:00
Pessoa de contacto: António Meireles

Estágio Esgotado


3113. A Química e a Biologia aliados na luta contra o cancro


Instituição: Instituto de Investigação Clínica e Biomédica de Coimbra (iCBR) da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Responsável: Salomé Pires Lourenço
Nº Alunos: 1
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Ciências da Saúde, Química
Data: de 24-07-2023 a 28-07-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Ana Rita Gomes


Descrição: O aluno irá contactar com duas áreas fundamentais na descoberta de novos fármacos para o tratamento do cancro, a biologia e a química. Irão ser abordados, muito sucintamente, alguns aspetos da síntese de novas entidades farmacológicas e com mais detalhe, a cultura de células. O aluno irá ter contacto com as mais variadas técnicas de cultura de células a duas dimensões e irá perceber de que forma este tipo de estudos é fundamental na área do cancro.

Observações: Como é que surgem novos fármacos no mercado? O que é cultura de células e qual a sua finalidade? Aqui podes descobrir as respostas a estas perguntas e saber como se trabalha com diversas técnicas de biologia celular e molecular.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada da sub-unidade 1 da FMUC (porta de vidro de frente para a Unidade Central), Salomé Pires Hora: 9h30
Pessoa de contacto: Salomé Pires

Estágio Esgotado


3192. A Química na nossa Vida


Instituição: Centro de Estudos de Engenharia Química (CEEQ), Instituto Superior de Engenharia de Lisboa
Responsável: Maria Isabel Godinho
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Agronomia, Biologia, Ciências da Saúde, Físico-Química, Química
Data: de 26-06-2023 a 30-06-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Maria Isabel Godinho, Hugo Silva, Nelson Silva, Manuel Matos


Descrição: A Química é uma ciência da qual dependemos constantemente no nosso dia-a-dia. Como exemplos podemos considerar a nossa higiene diária, na qual utilizamos produtos fabricados por processos químicos, o nosso pequeno almoço em que os iogurtes e os cereais que comemos são preparados em indústrias químicas ou a roupa que vestimos que é fabricada com têxteis e tingida com corantes preparados quimicamente. Mesmo na determinação de parâmetros clínicos que permitem avaliar o nosso estado de saúde, as análises químicas e as bioanálises estão sempre presentes. Em suma, estamos diariamente acompanhados pela química que nos ajuda a ter uma vida mais saudável, saborosa e confortável. Neste estágio realizaremos a análise e caracterização química de produtos importantes para o nosso dia-a-dia assim como de amostras biológicas em que determinaremos alguns parâmetros clínicos importantes para a nossa saúde. Para o efeito irás utilizar as técnicas de análise que os químicos usam nos seus laboratórios. Analisaremos, por exemplo, o flúor na pasta dos dentes, o ferro em águas de diferentes proveniências ou o teor de sódio e potássio na tua própria urina. Ficarás assim a saber como são analisados os produtos que usas todos os dias e como se pode avaliar o teor de sal no teu organismo. Ficarás também a conhecer o que faz e como faz um químico na sua rotina diária. A química passará assim a ter menos segredos para ti e perceberás porque esta é uma ciência essencial para todos nós.

Observações: _A química passará assim a ter menos segredos para ti e perceberás porque esta é uma ciência essencial para todos nós_

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: ISEL - átrio principal Hora: 10:00
Pessoa de contacto: Maria Isabel Godinho

Estágio Esgotado


2789. A Química na nossa Vida


Instituição: Centro de Estudos de Engenharia Química (CEEQ), Instituto Superior de Engenharia de Lisboa
Responsável: Hugo Félix Silva e Nelson Alberto Silva
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Ciências da Saúde, Química
Data: de 26-06-2023 a 30-06-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Hugo Félix Silva Nelson Alberto Silva Manuel Matos Isabel Godinho


Descrição: A Química é uma ciência da qual dependemos constantemente no nosso dia-a-dia. Como exemplos podemos considerar a nossa higiene diária, na qual utilizamos produtos fabricados por processos químicos, o nosso pequeno-almoço em que os iogurtes e os cereais que comemos são preparados em indústrias químicas ou a roupa que vestimos que é fabricada com têxteis e tingida com corantes preparados quimicamente. Mesmo na determinação de parâmetros clínicos que permitem avaliar o nosso estado de saúde, as análises químicas e as bioanálises estão sempre presentes. Em suma, estamos diariamente acompanhados pela química que nos ajuda a ter uma vida mais saudável, saborosa e confortável. Neste estágio realizaremos a análise e caracterização química de produtos importantes para o nosso dia-a-dia assim como de amostras biológicas em que determinaremos alguns parâmetros clínicos importantes para a nossa saúde. Para o efeito irás utilizar as técnicas de análise que os químicos usam nos seus laboratórios. Analisaremos, por exemplo, o fluor na pasta dos dentes, o ferro em águas de diferentes proveniências ou o teor de sódio e potássio na tua própria urina. Ficarás assim a saber como são analisados os produtos que usas todos os dias e como se pode avaliar o teor de sal no teu organismo. Ficaras também a conhecer o que faz e como faz um químico na sua rotina diária. A química passará assim a ter menos segredos para ti e perceberás porque esta é uma ciência essencial para todos nós.

Observações: _A química passará assim a ter menos segredos para ti e perceberás porque esta é uma ciência essencial para todos nós_

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: ISEL - Átrio principal Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Hugo Filipe Félix Antunes da Silva

Estágio Esgotado


3171. Algas marinhas – da praia ao laboratório


Instituição: CIIMAR - Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental
Responsável: Graciliana Lopes
Nº Alunos: 4
Anos: 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Físico-Química, Química
Data: de 31-07-2023 a 04-08-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Ana Rocha_ Graciliana Lopes_ Guilherme Scotta Hentschke_ Isabel Oliveira_ João Carneiro_ Mariana Hinzmann


Descrição: As algas marinhas são organismos fotossintéticos que vivem predominantemente em ambiente aquático (oceanos). São conhecidas por contribuírem significativamente para a produção de oxigênio, sendo responsáveis por mais de metade do oxigénio produzido no planeta terra! Para além de serem muito ricas em nutrientes, são também capazes de produzir outros compostos com interesse para as indústrias farmacêutica, cosmética, alimentar, aquacultura e para a agricultura.
Neste estágio, os alunos selecionados terão oportunidade de participar numa pequena expedição à nossa zona costeira, nas imediações do edifício do CIIMAR, onde acompanharão a colheita de macroalgas, microalgas, e de material rochoso com biofilmes de microalgas e cianobactérias. As amostras serão transportadas para o laboratório, onde serão feitas as suas caraterizações e tratamento para posterior análise. As macroalgas serão lavadas para a remoção de eventuais espécies contaminantes, e caraterizadas morfologicamente através de um guia ilustrado de macroalgas. O material rochoso será usado para o isolamento de microalgas e cianobactérias, usando meios de cultura diferenciais. Através da utilização de microscópio óptico, também se fará a caracterização morfológica do material coletado. Os alunos terão oportunidade de visitar a sala de cultura de microalgas e cianobactérias do CIIMAR, no Biotério de Organismos Aquáticos (BOGA), onde aprenderão como se efetua a produção destes microrganismos após o seu isolamento. A biomassa recolhida (macroalgas) e produzida (microalgas) será usada para a produção de extratos. Os alunos aprenderão técnicas de extração (sólido/líquido), e posterior exploração dos extratos obtidos na pesquisa de bioatividades de interesse em diversas áreas.
Os alunos terão oportunidade de executar ensaios in vitro, de avaliação da capacidade de sequestro de radicais livres, e de acompanhar a pesquisa de potencial anti-inflamatório em cultura celular, contactando com diversas técnicas, materiais e equipamentos de laboratório. Terão também oportunidade de conhecer uma das espécies de peixe modelo mais usadas em investigação (o peixe zebra), acompanhando e conhecendo o seu desenvolvimento embrionário. Irão também perceber como é que esta espécie é usada para perceber a toxicidade de novos compostos. Após as análises laboratoriais, os alunos terão uma experiência na área da bioinformática, como ferramenta essencial na análise de dados de campo, e na predição da atividade biológica de diferentes matizes.

Observações: Os candidatos ao estágio devem fazer-se acompanhar diariamente de bata.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: CIIMAR/CIMAR, Interdisciplinary Centre of Marine and Environmental Research, Novo Edifício do Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões, Avenida General Norton de Matos, S/N, 4450-208, Matosinhos, Portugal Hora: 10h00
Pessoa de contacto: Ana Rocha_ Graciliana Lopes_ Guilherme Scotta Hentschke_ Isabel Oliveira_ João Carneiro_ Mariana Hinzmann

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


3162. Análise Computacional de Biomoléculas


Instituição: Departamento de Física, Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD)
Responsável: Norberto Jorge Alves Parente Gonçalves
Nº Alunos: 2
Anos: 11º, 12º
Área: Biologia, Física, Informática, Química
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Norberto Jorge Gonçalves


Descrição: Queres explorar o funcionamento interno da própria vida? Com a análise computacional de biomoléculas, pode utilizar o seu computador para estudar as estruturas e processos complexos dos organismos vivos, desde o ADN às proteínas e às células inteiras!
A análise computacional de biomoléculas é um domínio em rápido crescimento que combina a informática, a biologia e a química para compreender os mecanismos fundamentais da vida. Utilizando ferramentas computacionais como simulações de dinâmica molecular, mecânica quântica e bioinformática, é possível estudar o comportamento das biomoléculas a nível atómico, prever as suas interacções e conceber novos medicamentos e terapias.
Este domínio é crucial para muitas áreas de investigação, incluindo a descoberta de medicamentos, a biotecnologia e a medicina personalizada. Ao tornar-se um cientista computacional, pode ajudar a compreender melhor o corpo humano e a desenvolver novos tratamentos para doenças.
Por isso, se quiser usar o computador para explorar os mistérios da vida, junte-se hoje ao excitante campo da análise computacional de biomoléculas!

Observações: Vem disfrutar do ambiente académico único que é o campus da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, com o seu Jardim Botânico.
Bem como, desta cidade acolhedora que é Vila Real com o seu grande espaço verde que é o Parque Corgo com o seu ambiente florestal e espçao cultural.

Se quiseres regressar com todo o ambiente compuacional que vais usar e puderes, trás o teu computador pessoal.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada Pólo II, Escola de Ciências e Tecnologia, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Hora: 9:00
Pessoa de contacto: Norberto Jorge Gonçalves

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


3197. Antibióticos: da medicina ao ambiente


Instituição: Centro de Investigação em Biotecnologia Médica e Saúde Translacional - ESS/IPP
Responsável: Mónica Vieira
Nº Alunos: 3
Anos: 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Química, Tecnologia
Data: de 26-06-2023 a 30-06-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Mónica Vieira_ Joana Almeida, Carla Guedes


Descrição: A descoberta dos antibióticos no século XX revolucionou a medicina diminuindo drasticamente as mortes causadas por
infecções, salvando, dessa forma milhares de vidas humanas.
A sua utilização em grande escala rapidamente se tornou uma realidade. As aplicações do antibióticos propagaram-se também para lá
da medicina e estenderam-se à biotecnologia animal, agrária e molecular.
Contudo, as bactérias, dotadas de grande plasticidade genética conseguiram, rapidamente, desenvolver estratégias de combate e de
inativação destas verdadeiras “armas biológicas”, os antibióticos.
Hoje em dia estão em marcha diversas estratégias quer médicas, epidemiológicas, biotecnológicas e bio-computacionais de forma a
combater a capacidade de as bactérias resistirem aos antibióticos que passam pela modificação molecular dos antibióticos à busca de
novas estratégias bio-terapêuticas.
Neste seminário vamos percorrer os bastidores onde esta luta está a ser travada, mostrando-te o que os nossos cientistas estão a
fazer nos seus campos de batalha – isto é, nos laboratórios de investigação científica!

Observações: Escola Superior de Saúde, no Pólo Universitário da Asprela, próximo do IPO Porto e Hospital de São
João.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Escola Superior de Saúde-IPP, Rua António Bernardino de Almeida, 400 4200-072 Porto Hora: 9:30
Pessoa de contacto: Mónica Vieira

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


3115. Aplicação de Plasma Frio Atmosférico no Cancro da Mama


Instituição: Instituto de Investigação Clínica e Biomédica de Coimbra (iCBR) da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Responsável: Mafalda Laranjo
Nº Alunos: 1
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Ciências da Saúde
Data: de 07-08-2023 a 11-08-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Mafalda Laranjo, Catarina Ferreira


Descrição: O estudante terá oportunidade de acompanhar experiências com linhas celulares de cancro mama e compreender a relação entre estes modelos celulares e o desenvolvimento de potenciais novos tratamentos. O estudante irá contactar com a cultura celular e a avaliação da resposta das populações tumorais da mama ao tratamento com plasma atmosférico.

Observações: A área da Oncobiologia está em crescimento contínuo e o desenvolvimento de novos tratamentos é um desafio diário. Por isso, se te interessas por esta área, vem conhecer o nosso laboratório e o trabalho que aqui desenvolvemos. Não percas a oportunidade e vem aprender mais sobre técnicas de cultura celular e as suas aplicações práticas.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada do iCBR da FMUC (porta de vidro) Hora: 09h30
Pessoa de contacto: Mafalda Laranjo

Estágio Esgotado


3194. Aplicações de ferramentas biotecnológicas no melhoramento e conservação da videira


Instituição: Departamento de Genética e Biotecnologia, Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD)
Responsável: Ana Lúcia Rebocho Lopes Pinto e Sintra
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Agronomia, Biologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Ana Lúcia Rebocho Lopes Pinto e Sintra, Laura Sofia da Silva Saldanha


Descrição: Os jovens tomarão contacto com algumas das biotecnologias utilizadas no melhoramento da videira, como a micropropagação, a indução e expressão de embriogénese somática, a duplicação cromossómica e os métodos de conservação in vitro.
Os jovens integrar-se-ão nos trabalhos de investigação a decorrer no laboratório, realizando algumas das actividades em curso: preparação de meios de cultura, esterilização de material diverso e manipulação de explantes e culturas de videira em condições de assepsia. Além de estabelecer material em cultura, observarão diversos tipos de cultura in vitro de videiras, como calos embriogénicos, embriões somáticos em diferentes estádios de desenvolvimento e plântulas obtidas por germinação de embriões somáticos ou resultantes de micropropagação.
Dada o importante e único património genético das videiras portuguesas, importa conhecer a sua importância como fonte de variabilidade para a selecção e conhecer os métodos actualmente existentes para a sua conservação, particularmente numa altura em que as alterações climáticas o colocam em perigo. Desta forma, os jovens irão igualmente experimentar as metodologias de alguns dos métodos de conservação in vitro (em meio mínimo ou envolvendo encapsulação e crescimento a baixa temperatura) actualmente utilizados.

Observações: Trazer bata e calçado fechado confortável.
O estágio contempla o fornecimento de almoço para os 3 jovens. Eventualmente, existe a possibilidade de alojamento e jantar para 2 jovens.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada principal do Pólo 1 da Escola das Ciências da Vida e do Ambiente Hora: 10 h
Pessoa de contacto: Ana Lúcia Rebocho Lopes Pinto e Sintra

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2870. Aprender com Robótica


Instituição: Centro de Investigação em Digitalização e Robótica Inteligente (CeDRI), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: Paulo Leitao
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Informática, Robótica
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Paulo Leitao_ Victoria Melo_ Gustavo Funchal_ Alexandre Oliveira Junior


Descrição: Pretende-se com esta ação disseminar a aprendizagem de robótica móvel usando a plataforma educacional Lego MindStorms, motivando os alunos para a assimilação de diversos tópicos, como sejam a matemática, física, eletrónica e computação.
Cada aluno terá que construir um robô móvel e autónomo usando a plataforma Lego MindStorms e programá-lo devidamente para executar algumas tarefas, como a de seguir uma pista marcada no chão, resolver um pequeno labirinto ou jogar futebol.

Observações: Receção da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Bragança

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: CeDRI Hora: 9:30:00 AM
Pessoa de contacto: Paulo Jorge Pinto Leitao

Estágio Esgotado


3169. Aproveitamento de resíduos alimentares industriais: queres vir ajudar a salvar o planeta?


Instituição: Centro de Investigação em Biociências e Tecnologias da Saúde (CBIOS), Universidade Lusófona
Responsável: Andreia Rosatella
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Química
Data: de 05-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Andreia Rosatella, Rafaela Santos, e Patrícia Rijo


Descrição: O constante aumento da população mundial alinhado com o crescimento da industria, resulta num elevado volume de resíduos industriais a nível mundial, especialmente na industria alimentar. Estes resíduos não podem ser diretamente despejados no meio ambiente, devido à sua elevada toxicidade, e consequente degradação dos solos, e do meio aquático. No entanto, estes resíduos podem ser importantes fontes de compostos com atividade biológica, que uma vez recuperados, poderão ser valorizados como novos aditivos naturais. Neste projeto vais ficar a saber o que são líquidos iónicos, e como estes podem ajudar a salvar o planeta contribuindo para uma economia circular. Vais preparar diferentes líquidos iónicos e ver as diferentes aplicações que podem ter. Grandes conquistas, começam com pequenos passos… queres ajudar a salvar o nosso planeta?

Observações: O estágio decorrerá todos os dias das 9h às 17h.

No campus da Universidade Lusófona, os participantes terão acesso a restaurantes e a espaços amplos com disponibilização de micro-ondas onde poderão fazer as suas refeições.

Este estágio será orientado por uma equipa multidisciplinar de investigadores do CBIOS, nomeadamente: Andreia Rosatella, Rafaela Santos, e Patrícia Rijo.

Mais informações sobre o CBIOS: http://cbios.ulusofona.pt/

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada principal da Universidade Lusófona (Campo Grande, 376 1749-024 Lisboa) Hora: 9h30
Pessoa de contacto: Andreia Rosatella

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


3670. Arqueologia do Ouro no Rio Alva


Instituição: Centro de Estudos em Arqueologia Artes e Ciências do Património (CEAACP), Universidade de Coimbra
Responsável: Maria da Conceição Lopes
Nº Alunos: 4
Anos: 11º, 12º
Data: de 24-07-2023 a 28-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Fernando Neves


Descrição: A exploração de ouro no Rio Alva e afluente deixou um conjunto de testemunhos, dos quais os mais evidentes são o acampamento romano de Lomba do Canho e as múltiplas Conheiras (cascalheiras) ao longo do Rio Alva e ribeiras afluentes, particularmente a Ribeira da Mata que passa em Coja.

O estudo deste património ancestral está associado a um projecto multidisciplinar que pretende compreender como esta intensa exploração se articula territorial e temporalmente com outros vestígios do passado no concelho de Arganil. Assim, os estagiários Ciência Viva terão a oportunidade de ser arqueólogos por uma semana, adquirindo experiência em arqueologia. Os alunos realizarão, no decurso da semana de estágio, a limpeza, fotografia e desenho de estruturas relacionadas com o passado de Arganil. Adquirindo, paralelamente, novas apetências, ao nível da informática, com a aprendizagem de utilização de softwares aplicados à Arqueologia, como o GIMP e Inkscape (softwares livres), através dos quais reproduzirão, informaticamente, o desenho realizado em campo.

Observações: Como as atividades decorrem ao ar livre devem trazer: chapéu, protetor solar, roupa de campo (roupas e calçado confortável), cantil e mochila, saco cama e material de higiene pessoal.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Núcleos Museológicos de Etnografia e Arqueologia de Arganil Hora: 10:00
Pessoa de contacto: Fernando Neves

Estágio já em curso / terminado

2768. As alterações climáticas no microbiota dos oceanos


Instituição: Centro de Ciências do Mar do Algarve (CCMAR), Universidade do Algarve
Responsável: Joao Carlos Cardoso
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): João Cardoso Inês Leal


Descrição: O microbiota representa o conjunto de microrganismos de um determinado ecossistema. São principalmente bactérias muito abundantes nos oceanos e que vivem em equilíbrio com os organismos marinhos. As alterações climáticas e a atividade humana estão a ameaçar este equilíbrio afetando a vida marinha. Neste trabalho vamos utilizar técnicas de microbiologia e da bioquímica (crescimento bacteriano e ensaios enzimáticos) para comparar o efeito do aumento de temperatura e diminuição do pH dos oceanos no crescimento e na virulência de bactérias marinhas e prever qual a sua consequência para o futuro da vida nos oceanos.

Observações: Não estão previstas atividades durante o fim-de-semana, pelo que não estão contempladas refeições durante este período. Só será assegurado o alojamento a alunos deslocados.
Para trabalhos de laboratório, o aluno deverá trazer e usar a sua bata pessoal.
Para trabalho e saídas de campo, o aluno deverá usar protetor solar, chapéu e beber água com frequência, por causa do calor.
Não está incluído o transporte entre o local de alojamento (baixa de Faro) e o Campus de Gambelas. O aluno poderá apanhar autocarros (ver proximo.pt/pt/).

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Frente ao edf. 7 - campus de Gambelas da UAlg Hora: 10:00:00
Pessoa de contacto: João Cardoso

Estágio Esgotado


3206. Atividades Terapêuticas das Plantas Medicinais e outros Produtos de Origem Natural


Instituição: Centro de Investigação em Saúde e Ambiente CISA.ESS| P.Porto
Responsável: Cláudia Marta Libreiro de Pinho
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Ciências da Saúde
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Ana Isabel de Freitas Tavares de Oliveira_ Cláudia Marta Libreiro de Pinho_ Fernando Xavier Ferreira Moreira_ Marlene Elisabete Moreira dos Santos Lima_ Patrícia Carla dos Santos Correia_ Rita Mónica Ferraz Ferreira de Oliveira


Descrição: As plantas e outros produtos de origem natural (ex: algas e fungos) têm constituído ao longo dos anos, as bases para o tratamento de diversas doenças, quer de forma tradicional, devido ao conhecimento das propriedades de determinada planta, que é passado de geração a geração, quer pela utilização de espécies de origem natural, como fonte de moléculas ativas. Desta forma, o estágio pretende dar a conhecer alguns usos terapêuticos de plantas e outros produtos naturais, determinar algumas atividades biológicas dos produtos (ex: atividade antioxidante, antibacteriana, citotóxica) e realizar algumas formulações.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: ESS-P.Porto (recepção da escola) Hora: 9:30
Pessoa de contacto: Cláudia Marta Libreiro de Pinho

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2960. Bactérias resistentes aos antibióticos – um problema de saúde pública


Instituição: Departamento de Ciências Veterinárias, Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD)
Responsável: Prof. Patricia Poeta
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Patrícia Poeta, Carolina Sabença, Telma Sousa


Descrição: Durante milhares de anos, as bactérias expostas a agentes antibacterianos desenvolveram vários mecanismos de resistências que lhes permite sobreviver em diferentes meios. O uso extensivo de penicilina e de outros antibióticos na medicina humana, medicina veterinária, agricultura provocou uma pressão seletiva de bactérias que levou a um aumento no número de estirpes bacterianas resistentes aos antibióticos. Atualmente, já foram detetadas bactérias resistentes a todos os antibióticos utilizados pelo ser humano. Portanto, estamos a testemunhar um grave problema de saúde pública. O objetivo deste estudo é revelar a dinâmica da relação entre antibióticos e bactérias, demonstrar métodos de deteção fenotípica da resistência antimicrobiana e explicar os mecanismos moleculares usados pelas bactérias para contornar os efeitos dos antibióticos.

Observações: Necessário o uso de bata.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Laboratório de Microbiologia Médica Hora: 10:30:00 AM
Pessoa de contacto: Patricia Alexandra Curado Quintas Dinis Poeta, , Carolina Sabença, Telma Sousa

Estágio Esgotado


2938. Biosinatura Volatómica de Pacientes Covid-19


Instituição: Centro de Química da Madeira (CQM), Universidade da Madeira
Responsável: Rosa Perestrelo
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Físico-Química, Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Rosa Perestrelo


Descrição: No início de 2020 o Mundo surpreendido por uma situação pandémica, causada pelo coronavírus da síndrome respiratória aguda grave 2 (SARS-CoV-2), que o paralisou de norte a sul e que teve um forte impacto na Sociedade a vários níveis – económico, politico, social, educacional, ambiental, cultural e principalmente na área da Saúde. Os números mostram a realidade vivenciada – quase 400 milhões de pessoas infetadas e mais de 5,6 milhões de mortes (WHO).
Deste modo perante situações pandémicas ou epidémicas, é da maior importância, não só o aumento do número de indivíduos testados, mas também a rapidez do diagnóstico, tendo como objetivo a detecção rápida dos indivíduos infetados por forma a proceder à implementação célere de medidas de isolamento que conduzam à contenção da transmissão do vírus.
Tendo por base a experiência anterior de trabalhos realizados com pacientes oncológicos e doenças respiratória de natureza infeciosa, podemos afirmar que estes indivíduos expressam um padrão metabólico distinto que se reflete na suas diferentes bioassinaturas ómicas. Suportados na expressão diferenciada dos metabolitos secundários voláteis de indivíduos infetados com COVID-19 e indivíduos saudáveis, pretende-se neste estágio estabelecer a bioasinatura volatómica dos indivíduos infetados como uma estratégia para identificar um painel de potenciais biomarcadores que poderão constituir-se como um meio de diagnóstico complementar aos tradicionalmente usados- PCR e antigénio, que detetam proteínas específicas do vírus SARS-CoV-2, produzidas pelo vírus replicante nas vias respiratórias, mesmo em indivíduos assintomáticos.
O objetivo deste projeto é extrair e analisar a composição volátil da urina de indivíduos infetados com o COVID-19 e comparar com a bioasinatura urinária de indivíduos saudáveis por HS-SPME.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Centro de Química da Madeira Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Rosa Perestrelo

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2903. Células Sanguíneas à Vista: Exploração laboratorial


Instituição: Centro de Investigação em Saúde e Ambiente CISA.ESS| P.Porto
Responsável: Sandra Mota
Nº Alunos: 6
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Tarde
Investigador(es): Sandra Marlene da Silva Mota Maria Manuela Amorim Silva e Sousa Maria do Céu Ribeiro Lamas Carla Susana Pessegueiro Serra Stephanie Lopes Ferreira Maria Inês Dias Lopes Bárbara Inês Costa


Descrição: O sangue é um tecido que percorre todo o nosso corpo. É formado por diferentes tipos de células suspensas no plasma. Se a olho nu parece homogéneo, microscopicamente podemos constatar que é composto por glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas. Assim, através de várias análises sanguíneas podemos avaliar a morfologia e funcionamento normal ou patológico destas células sanguíneas.
Perante determinadas patologias, as células sanguíneas poderão assumir um papel terapêutico. Para isso, é necessário a classificação do grupo sanguíneo segundo o sistema ABO e RhD e respetiva compatibilidade.
Neste contexto, os estagiários terão oportunidade de contactar e desenvolver, em contexto laboratorial, várias metodologias que permitem o estudo do sangue periférico e a sua utilização terapêutica,nomeadamente:
- Observação microscópica das células sanguíneas.
- Realização de hemogramas.
- Determinação dos principais grupos sanguíneos.
- Percurso da dádiva de sangue até ao doente.
Como podes verificar muitas serão as aventuras até chegares ao centro deste tecido. Queres descobrir?
Inscreve-te!

Observações: Será necessário bata

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Receção da Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto Hora: 14:00
Pessoa de contacto: Todos os elementos estarão presentes em diferentes períodos da semana

Estágio Esgotado


3188. Ciência dos Dados - Histórias Que Os Dados Escondem


Instituição: Centro de Investigação em Digitalização e Robótica Inteligente (CeDRI), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: Maria de Fátima Pacheco
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Informática, Matemática
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Maria de Fátima Pacheco, Ana Pereira, Florbela Fernandes, Beatriz Flamia Azevedo, Felipe Gimenez


Descrição: Neste estágio, os estudantes aprenderão a ser exploradores de dados, integrados num projeto de investigação em curso (iMath - An Intelligent System to Learn Mathematics) e terão a oportunidade de desenvolver a sua compreensão dos principais conceitos da ciência de dados e machine learning - pre-processamento, análise de dados, amostragem, correlação/causalidade - através de ferramentas gratuitas disponíveis online, tais como Google Sheets, Knime ou Python. No final do estágio os alunos terão adquirido competências para a elaboração e avaliação de argumentos baseados em dados e maior consciência do poder dos dados na sociedade.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTiG) do Instituto Politécnico de Bragança Hora: 9.30h
Pessoa de contacto: Maria de Fátima Pacheco, Felipe Gimenez

Estágio Esgotado


3161. Ciências dos Dados


Instituição: Departamento de Física, Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD)
Responsável: Norberto Jorge Alves Parente Gonçalves
Nº Alunos: 2
Anos: 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Física, Informática, Matemática
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Norberto Jorge Gonçalves e Maria Adelaide Andrade


Descrição: Quer tornar-se um detective da era digital? Com a ciência dos dados, pode utilizar as suas capacidades analíticas para descobrir informações a partir de grandes quantidades de dados e ajudar a tomar melhores decisões para empresas e organizações!
A ciência dos dados é um domínio multidisciplinar que combina estatística, informática e conhecimentos especializados para extrair conhecimentos dos dados. Ao utilizar técnicas como a aprendizagem automática, a extracção de dados e a visualização de dados, pode analisar conjuntos de dados grandes e complexos para revelar padrões, tendências e correlações que podem não ser visíveis a olho nu.
No mundo de hoje, os dados estão em todo o lado, desde as redes sociais às compras online e aos registos médicos. Ao tornar-se um cientista de dados, pode ajudar as organizações a compreender os seus clientes, optimizar as suas operações e tomar decisões informadas. Isto faz com que a ciência dos dados seja uma competência muito procurada em muitos sectores, incluindo finanças, saúde e tecnologia.
Por isso, se gosta de resolver puzzles e quer ter um impacto no mundo real com as suas competências analíticas, junte-se hoje ao empolgante campo da ciência de dados!

Observações: Vem disfrutar do ambiente académico único que é o campus da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, com o seu Jardim Botânico.Bem como, desta cidade acolhedora que é Vila Real com o seu grande espaço verde que é o Parque Corgo com o seu ambiente florestal e espçao cultural.

Se quiseres regressar com todo o ambiente compuacional que vais usar e puderes, trás o teu computador pessoal.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada Pólo II, Escola de Ciências e Tecnologia, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Hora: 9:00
Pessoa de contacto: Norberto Jorge Gonçalves

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2876. ClimACT (climate action)


Instituição: Centro de Investigação em Educação Básica (CIEB), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: Maria José Afonso Magalhães Rodrigues
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Biologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Maria José Rodrigues e Ricardo Ramos


Descrição: s Alterações Climáticas são, sem dúvida, um dos maiores desafios do nosso tempo. Estamos a sentir as consequências das nossas ações, seja por ondas de calor, secas, incêndios florestais e inundações, entre outros exemplos. Prevê-se que se continuarmos a queimar combustíveis fósseis a este ritmo, o planeta poderá atingir mais dois graus de aquecimento até 2050 - o limiar que muitos cientistas identificaram como demasiado perigoso. Qual é a ciência por trás dessas projeções?
Durante este estágio, vamos refletir sobre os princípios científicos que nos ajudam a compreender as alterações climáticas. Precisamos compreender a ciência para resolver as mudanças ambientais, sociais e económicas mais amplas que a mudança climática está a trazer.
No final deste estágio, os estudantes serão capazes de:
- Compreender como o sistema climático está a mudar o planeta e as suas consequências no desenvolvimento sustentável_
- Refletir sobre medidas, ações e comportamentos que façam face à crise climática.
- Problematizar as políticas públicas internacionais e locais para enfrentar as alterações climáticas
O estágio permitirá aos estudantes discutir e refletir sobre os princípios básicos das ciências que sustentam uma maior compreensão sobre e para as alterações climáticas.
Neste estágio, poderão conhecer e explorar o impacto de vários cenários de emissões de gases de efeito estufa no desenvolvimento sustentável.
Este estágio além de interdisciplinar, centra-se nos domínios das ciências do ambiente e das ciências sociais, terá também uma componente prática em laboratório e ar livre.

Observações: ---

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Escola Superior de Educação de Bragança Hora: 10:00 h
Pessoa de contacto: Maria José Rodrigues e Ricardo Ramos

Estágio Esgotado


3001. Como as culturas de células nos permitem estudar as doenças cardiovasculares?


Instituição: Instituto de Investigação Clínica e Biomédica de Coimbra (iCBR) da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Responsável: Tania Martins-Marques
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Ciências da Saúde
Data: de 28-08-2023 a 01-09-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Tânia Martins Marques, Henrique Girão


Descrição: As doenças cardiovasculares são as principais responsáveis pela morbibilidade e mortalidade em todo o mundo. Embora se tenham feito importantes avanços que aumentaram significativamente o sucesso das estratégias terapêuticas, o enfarte do miocárdio representa ainda cerca de 60% das mortes por doença isquémica do coração em Portugal, o que corresponde a mais de 4000 óbitos anualmente. O melhor conhecimento da fisiopatologia da doença é assim essencial para que se possam identificar abordagens inovadoras de diagnóstico precoce, e novas formas de tratamento. Os alunos irão contactar com várias metodologias utilizadas na área de investigação da Biologia Celular, nomeadamente para o estabelecimento de modelos celulares válidos e robustos para o estudo das doenças cardiovasculares (e.g. modelos de isquemia cardíaca ou arritmias), e sua caracterização através de abordagens bioquímicas (e.g. Western Blot).

Observações: As doenças cardiovasculares são as principais responsáveis pela morbilidade e mortalidade em todo o mundo. Embora se tenham feito importantes avanços que aumentaram significativamente o sucesso das estratégias terapêuticas, o enfarte do miocárdio representa ainda cerca de 60% das mortes por doença isquémica do coração em Portugal, o que corresponde a mais de 4000 óbitos anualmente. O melhor conhecimento da fisiopatologia da doença é assim essencial para que se possam identificar abordagens inovadoras de diagnóstico precoce, e novas formas de tratamento. Durante este estágio, os alunos terão contacto com diversas técnicas e metodologias com vista ao estabelecimento de modelos de base celular para o estudo das doenças cardiovasculares.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada Edifício iCBR, Polo III da Universidde de Coimbra. Pessoa de contacto: Tânia Marques. Hora: 9h00
Pessoa de contacto: Tânia Martins-Marques

Estágio já em curso / terminado

3129. Como estudamos no laboratório as doenças que afetam a visão?


Instituição: Instituto de Investigação Clínica e Biomédica de Coimbra (iCBR) da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Responsável: Raquel Boia
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 24-07-2023 a 28-07-2023 Horário: Tarde
Investigador(es): Raquel Boia e Ana Raquel Santiago


Descrição: Várias são as doenças oculares que afetam a visão levando a uma perda de visão ou cegueira irreversível. Como exemplo temos o glaucoma que é uma das principais causas de cegueira em todo o mundo. Atualmente o glaucoma não tem cura pelo que é de extrema importância estudarmos no laboratório os mecanismos que contribuem para esta doença e, assim, identificar novas terapias para o glaucoma.

Observações: O glaucoma, uma das principais causas de cegueira a nível mundial, caracteriza-se pela perda substancial de células ganglionares da retina e por danos no nervo ótico, que é constituído pelos prolongamentos das células, os axónios, que transmitem a informação visual ao cérebro. As terapias atualmente disponíveis para o glaucoma focam-se na pressão intraocular elevada, que é o seu principal fator de risco, mas esta terapias apenas retardam a progressão da doença não evitando a perda de visão ou cegueira. No laboratório estamos focados em estudar esta doença de forma a identificar novas terapias para o glaucoma.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada Edifício iCBR, Polo III da Universidade de Coimbra Hora: 14h
Pessoa de contacto: Raquel Boia

Estágio Esgotado


3211. Como morrem as nossas células?


Instituição: Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa - Instituto de Investigação do Medicamento - iMed
Responsável: Joana D Amaral
Nº Alunos: 2
Anos: 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Físico-Química, Química, Tecnologia
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): André Santos, Andreia Carvalho, Anne Savall, Joana Amaral, Maria João Nunes, Marta Afonso, Vanda Marques


Descrição: Sabias que, em média, cerca de 50 mil milhões (50.000.000.000) de células do nosso corpo morrem todos os dias? E que essas células precisam de ser eliminadas para sermos saudáveis? Algumas células morrem com o envelhecimento, mas outras morrem em qualquer idade e por motivos diferentes: na sequência de uma doença, por exposição a agentes tóxicos físicos, químicos ou biológicos, ou simplesmente porque deixaram de ser necessárias ou passaram a ser indesejáveis. Curiosamente, há células que resistem à morte, tornando a vida impossível...
Mas, como morrem as células? E o que as impede de morrer? Será possível reprogramar e reconduzir as células para a vida ou para a morte? Este estágio proporciona a integração dos alunos numa equipa de investigação, execução de experiências simples, visitas a laboratórios, sempre acompanhados por investigadores que procuram diariamente respostas para estas, e outras, perguntas.

Observações: Trazer bata

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa Hora: 9:30:00 AM
Pessoa de contacto: Joana Amaral

Estágio Esgotado


2774. Como se cultivam os peixes?


Instituição: Centro de Ciências do Mar do Algarve (CCMAR), Universidade do Algarve
Responsável: Sofia Engrola
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Biologia
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Sofia Engrola


Descrição: O desenvolvimento da indústria de Aquacultura é essencial para responder à crescente procura de proteína animal para consumo humano. A investigação em nutrição e alimentação de peixes em aquacultura tem um papel principal na relação entre a Indústria, a Sociedade e o Ambiente. Neste sentido, o participante neste estágio irá aprender os cuidados que são necessários para alimentar os peixes em aquacultura, assim como monitorizar os parâmetros de qualidade de água para que os mesmos cresçam em pleno.

Observações: Não estão previstas atividades durante o fim-de-semana, pelo que não estão contempladas refeições durante este período. Só será assegurado o alojamento a alunos deslocados.
Para trabalhos de laboratório, o aluno deverá trazer e usar a sua bata pessoal.
Para trabalho e saídas de campo, o aluno deverá usar protetor solar, chapéu e beber água com frequência, por causa do calor.
Não está incluído o transporte entre o local de alojamento (baixa de Faro) e o Campus de Gambelas. O aluno poderá apanhar autocarros (ver proximo.pt/pt/).

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Frente ao edf. 7 - campus de Gambelas da UAlg Hora: 10:00
Pessoa de contacto: Sofia Engrola

Estágio Esgotado


2971. Como transferir genes para plantas à boleia do Agrobacterium tumefaciens


Instituição: Departamento de Genética e Biotecnologia, Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD)
Responsável: Ana Lúcia Rebocho Lopes Pinto e Sintra
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Agronomia, Biologia
Data: de 24-07-2023 a 28-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Ana Lúcia Rebocho Lopes Pinto e Sintra_ Laura Sofia da Silva Saldanha


Descrição: A engenharia genética constitui uma metodologia cada vez mais utilizada no estudo da função dos genes nas plantas, bem como no seu melhoramento de plantas. O Agrobacterium tumefaciens é uma bactéria muito útil neste processo, dada a sua capacidade natural de transferir genes para plantas.
Os jovens terão contacto com algumas técnicas utilizadas na engenharia genética de plantas, nomeadamente o crescimento das culturas bacterianas, a cocultura de Agrobacterium tumefaciens com discos foliares ou folhas da planta de tabaco (planta modelo), a eliminação ulterior da agrobactéria e a aplicação de métodos de selecção de células geneticamente modificadas, com vista à regeneração de plantas geneticamente modificadas. Os jovens terão oportunidade de observar a expressão do gene repórter utilizado, através de um método histoquímico de detecção da expressão transiente da enzima produzida.


Assim, este estágio permitirá tomar contacto directo com esta metodologia muito útil e central em numerosas áreas de investigação, através da realização dos passos fundamentais do processo.

Observações: Trazer bata e calçado fechado confortável.
O estágio contempla o fornecimento de almoço para os 3 jovens. Eventualmente, existe a possibilidade de alojamento e jantar para 2 jovens..

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada principal do Pólo 1 da Escola das Ciências da Vida e do Ambiente Hora: 10:00 AM
Pessoa de contacto: Ana Lúcia Pinto Sintra

Estágio Esgotado


3160. Computação Científica


Instituição: Departamento de Física, Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD)
Responsável: Norberto Jorge Alves Parente Gonçalves
Nº Alunos: 3
Anos: 11º, 12º
Área: Biologia, Física, Informática
Data: de 16-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Norberto Jorge Gonçalves e Maria Adelaide Andrade


Descrição: Tens curiosidade em saber como podemos utilizar os computadores para resolver problemas complexos em ciência e engenharia? Com a computação científica, podes explorar os mistérios do universo, prever a propagação de doenças e conceber materiais avançados para um mundo melhor!
Ao aprender a programar em linguagens como Python, pode utilizar ferramentas computacionais para analisar dados, criar simulações e visualizar fenómenos científicos. Estas competências são essenciais para muitos domínios, incluindo a física, a biologia, a química e a engenharia.
Além disso, a computação científica é uma competência valiosa para o futuro. À medida que a tecnologia continua a avançar, haverá uma procura crescente de profissionais capazes de utilizar métodos computacionais para resolver problemas do mundo real.
Por isso, se queres explorar as fronteiras da ciência e adquirir competências valiosas para o futuro, junta-te hoje ao excitante mundo da computação científica!

Observações: Vem disfrutar do ambiente académico único que é o campus da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, com o seu Jardim Botânico.
Bem como, desta cidade acolhedora que é Vila Real com o seu grande espaço verde que é o Parque Corgo com o seu ambiente florestal e espçao cultural.

Se quiseres regressar com todo o ambiente compuacional que vais usar e puderes, trás o teu computador pessoal.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada Pólo II, Escola de Ciências e Tecnologia, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Hora: 9:00
Pessoa de contacto: Norberto Jorge Gonçalves

Estágio Esgotado


3157. Conhecendo o solo: como estudar e conservar


Instituição: Centro de Investigação de Montanha (CIMO), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: Tomás de Figueiredo
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Agronomia, Biologia, Geografia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Tomás de Figueiredo, Ana Caroline Royer, Arthur Aparecido Janoni Lima, Renecleide Viana dos Santos, Tamires Bertocco


Descrição: O solo é um recurso natural não renovável a escala da vida humana. Um centímetro de solo pode demorar mais de 1000 anos a formar-se e, portanto, é necessário conservar o solo para não comprometer o fornecimento dos serviços de ecossistema que o solo nos oferece. A erosão é um dos principais fenómenos que leva a perda de solo. A presença de cobertura vegetal tem um papel fundamental na prevenção da erosão, já que confere proteção direta ao solo e aumenta a sua capacidade de retenção e de infiltração da água.
Durante o estágio no laboratório de física dos solos, abordaremos conceitos sobre a formação do solo, suas características físicas, químicas e biológicas e sua importância para o meio ambiente. Veremos que há muitos tipos de solos, e como devemos proteger cada um. Demonstraremos como coletar solo e realizar algumas análises básicas de humidade, densidade e permeabilidade. Realizaremos práticas sobre o fenómeno da erosão do solo, através de simulações de chuva. Com isso, vamos permitir que os participantes observem o papel protetor da vegetação no solo e sua importância para conservar os solos. Dessa forma poderão analisar quais os efeitos sobre a capacidade de infiltração da água, sobre a perda de solo e sobre como conservar o solo.
Também vamos falar sobre a matéria orgânica e o seu papel fundamental na manutenção da saúde do solo. Daremos um passeio pela horta do IPB e verificaremos na prática como o uso de compostos ricos em matéria orgânica aumentam a produtividade e melhoram a estrutura e a qualidade dos solos.
Vamos _sujar as mãos_ com solo? Esperamos você!

Observações: Os alunos deverão trazer bata para uso em laboratório e roupa adequada (calçado fechado) para saídas de campo. Estágio com oferta de almoço e possibilidade de alojamento para alunos candidatos selecionados e afastados do local de habitação.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Centro de Investigação de Montanha (CIMO) Hora: 9:30
Pessoa de contacto: Tomás de Figueiredo, Ana Caroline Royer, Arthur Aparecido Janoni Lima, Renecleide Viana dos Santos, Tamires Bertocco

Estágio Esgotado


2775. Converter o telemóvel num microscópio 3D


Instituição: Centro de Ciências do Mar do Algarve (CCMAR), Universidade do Algarve
Responsável: tmcorreia@ualg.pt
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Teresa Matias Correia


Descrição: Neste estágio vais aprender como funcionam os microscópios 3D e como são usados em investigação na área da biologia marinha e biomedicina. A principal tarefa vai ser montar um microscópico que usa o telemóvel para gerar imagens em 3D de objetos transparentes, como peixinhos, berlindes ou gomas. Mais especificamente os objetivos são:

1.Aprender sobre diferentes técnicas de imagiologia, como por exemplo tomografia axial computorizada e tomografia ótica.
2.Aprender como funcionam as técnicas de tomografia e como se geram imagens a partir de fotografias tiradas à volta de objetos.
3.Participar numa demostração ao vivo em que vamos usar um microscópio 3D topo de gama para aprender como funciona, para que serve e que tipo de imagens podemos ver.
4.Montar o nosso microscópio 3D. Vamos precisar de uma luz e de um telemóvel para tirar fotografias!
5.Aprender no laboratório como se preparam as amostras transparentes que usamos para ver com microscópios 3D.
6.Tirar MUITAS fotografias às nossas amostras, berlindes e gomas.
7.Aprender e ver na prática como usamos programas de computadores para gerar as imagens 3D a partir das fotografias.

Observações: Não estão previstas atividades durante o fim-de-semana, pelo que não estão contempladas refeições durante este período. Só será assegurado o alojamento a alunos deslocados.
Para trabalhos de laboratório, o aluno deverá trazer e usar a sua bata pessoal.
Para trabalho e saídas de campo, o aluno deverá usar protetor solar, chapéu e beber água com frequência, por causa do calor.
Não está incluído o transporte entre o local de alojamento (baixa de Faro) e o Campus de Gambelas. O aluno poderá apanhar autocarros (ver proximo.pt/pt/).

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: À porta do CCMAR, Edifício 7, Campus Gambelas, Faro Hora: 10:00
Pessoa de contacto: Teresa Matias Correia

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2786. Corantes Fluorescentes: Síntese de Fluoresceína


Instituição: Centro de Estudos de Engenharia Química (CEEQ), Instituto Superior de Engenharia de Lisboa
Responsável: Alexandra Isabel Costa
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Físico-Química, Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Alexandra Isabel Costa/Patrícia David Barata


Descrição: A fluoresceína é um composto orgânico sintético da família dos xantenos, uma classe de compostos com vasta aplicação como corantes.
A sua síntese foi realizada pela primeira vez pelo químico alemão Adolf von Bayer (Prémio Nobel da Química em 1905). Apresenta-se como um pó vermelho-alaranjado escuro de baixa solubilidade em água.
A sua designação tem origem na coloração fluorescente amarela-esverdeada que apresenta quando em solução básica. Foi pela primeira vez utilizada em 1877 na detecção de águas subterrâneas no sul da Alemanha.
Devido à sua elevada fluorescência e baixa toxicidade, é um fluoróforo com aplicações muito diversas, nomeadamente em microscopia de fluorescência, em medicina forense, em exames de diagnóstico clínico e em cosmética.
O presente trabalho tem como objectivo a síntese da fluoresceína. A sua caracterização será realizada por espectroscopia de infravermelho (FTIR), ultravioleta-visível (UV-Vis) e fluorescência.

Observações: Estágio na área da síntese química.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Átrio Principal do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Alexandra Isabel Martins Paulo da Costa

Estágio Esgotado


2987. Cosmecêuticos nanoformulados. Sabes o que são? Vem descobrir!


Instituição: Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa - Instituto de Investigação do Medicamento - iMed
Responsável: Sandra Simões
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Agronomia, Biologia, Ciências da Saúde, Química, Tecnologia
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Sandra Simões, Manuela Carvalheiro


Descrição: O cosmecêuticos são produtos que realizam ações cosméticas muito mais ativas, ou seja, são mais eficazes no cuidado da pele porque lhe fornecem compostos que a ajudam a ser mais saudável e mais bonita. Os cosméticos nanoformulados possuem uma característica adicional que é a de possuírem estruturas nanométricas que ajudam a que a ação na pele dos compostos veiculados seja mais eficaz. Este estágio pretende dar a conhecer a aplicação da nanotecnologia à cosmética e as técnicas utilizadas para a preparação e caracterização de lipossomas de origem natural. O estágio permitirá também descobrir os benefícios de alguns ingredientes que usamos na cozinha na preparação de cosmecêuticos.

Observações: Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa, Av. Prof. Gama Pinto, 1649-003 Lisboa

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada da Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa Hora: 9:30:00 AM
Pessoa de contacto: Sandra Simões

Estágio Esgotado


2846. CSI HONEY – Vem descobrir a origem do mel de melada de carvalho


Instituição: Centro de Investigação de Montanha (CIMO), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: Soraia Falcão
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Agronomia, Biologia, Físico-Química, Química
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Soraia Falcão Miguel Vilas Boas Filipe Freitas Mariline Borges


Descrição: Quando pensamos em mel, associamos a sua origem ao néctar das flores. Sabias, que nem só de néctar as abelhas produzem mel, também podem usar secreções de partes vivas das plantas ou de excreções de insetos sugadores que permanecem nas partes vivas das plantas, sendo estes chamados méis de melada. Com uma cor mais escura e um aroma único, os méis de melada são mais ricos em compostos bioativos que lhes conferem uma maior atividade terapêutica. Dadas estas características, o interesse do consumidor por este tipo de mel tem vindo a aumentar, o que se reflete no seu maior valor comercial. O carvalho é considerado como uma fonte botânica deste tipo de mel, tanto através dos seus exsudados vegetais como das secreções produzidas pelos insetos que fazem o seu ciclo de vida nesta árvore. Para evitar adulterações e aumentar seu valor comercial, é fundamental encontrar características específicas associadas a este tipo de mel, para isso a determinação da sua origem é fundamental para construir o bilhete de identidade deste mel, determinando sua origem botânica.
Este estágio tem como objetivo caracterizar o mel de melada de carvalho Quercus pyrenaica através da identificação de compostos marcadores, que nos vão dar pistas acerca da origem porque são únicos para este tipo de mel. Além do mais vais poder recolher e identificar os insetos presentes nos carvalhos, que produzem melada, de forma a poder diferenciar a origem do mel.
Para isso, vais analisar os compostos fenólicos e voláteis (aroma) de méis de melada do Parque Natural de Montesinho, provenientes de colmeias localizadas em zonas de carvalhos. Após a extração, os compostos serão analisados por técnicas cromatográficas. Para a identificação dos insetos produtores de melada, terás a oportunidade de fazer uma visita de campo ao Parque Natural de Montesinho e aprender a colocar armadilhas, a recolher os insetos e depois a identificá-los no laboratório.
Candidata-te e vem conhecer o fascinante mundo dos produtos da colmeia, em especial o mel e descobrir que há muito mais na origem do mel que as flores.

Observações: Os alunos deverão trazer bata para uso em laboratório e roupa adequada para saídas de campo. Estágio com oferta de almoço e possibilidade de alojamento para alunos candidatos selecionados e afastados do local de habitação.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Centro de Investigação de Montanha (CIMO) Hora: 9:30
Pessoa de contacto: Soraia Falcão

Estágio Esgotado


3153. CSI no Instituto Superior de Agronomia: Quem é o suspeito?


Instituição: Centro de Estudos Florestais (CEF), Instituto Superior de Agronomia
Responsável: Isabel Marques
Nº Alunos: 8
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Agronomia, Biologia, Físico-Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Isabel Marques, Ana Rodrigues


Descrição: Um passeio pela verde Tapada da Ajuda revela um cadáver. E agora? O que aconteceu e como podemos investigar?
Semelhante a uma Investigação Criminal Humana, as plantas florestais também deixam vestígios. Observar esses vestígios pode dizer de que espécie é e, possivelmente, há quanto tempo está lá. Este é o mote de partida para integrar os estagiários nas atividades metodológicas do Centro de Estudos Florestais. Serão realizadas atividades bioquímicas, fisiológicas e moleculares que permitirão os estagiários conhecer as distintas atividades realizadas com plantas florestais. Algumas das metodologias que vão ser realizadas são muito utilizadas na certificação da boa qualidade das plantas florestais.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Átrio de entrada do Edifício Principal do Instituto Superior de Agronomia Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Isabel Marques_ Ana Paula Dias Rodrigues

Estágio Esgotado


3123. Cultura de células para estudar a degenerescência macular da idade


Instituição: Instituto de Investigação Clínica e Biomédica de Coimbra (iCBR) da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Responsável: Rosa Fernandes
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Química
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Rosa Fernandes


Descrição: A degenerescência macular da idade (DMI) é uma doença degenerativa da retina e uma das principais causas de perda de visão em pessoas com idade avançada. A DMI afeta a região central da retina responsável pela visão central nítida, necessária para atividades como leitura, condução e reconhecimento facial.
Em Portugal, assim como em outros países, a DMI é uma preocupação crescente de saúde pública devido ao envelhecimento da população. Apesar de haver algumas opções de tratamento, não existe cura para a DMI. Uma melhor compreensão da doença é essencial para o tratamento atempado e o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas mais eficazes.
Neste estágio, vais poder contactar com culturas celulares estabelecidas no laboratório que permitem estudar a DMI. Vais realizar ensaios bioquímicos que permitem a deteção de proteínas nas células do epitélio pigmentado da retina.

Observações: Durante o estágio, poderás compreender de que forma se pode estudar uma doença degenerativa da retina, a degenerescência macular da idade, utilizando culturas celulares. Neste trabalho, terás a possibilidade de contactar com várias metodologias da área da Biologia Celular e Molecular, nomeadamente, cultura de células, microscopia ótica, preparação de lisados celulares, quantificação de proteínas, e sua deteção por Western blot.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: 1º Dia de Estágio - Entrada do Edifício do iCBR, Polo III da Universidade de Coimbra Hora: 9h00
Pessoa de contacto: Rosa Fernandes

Estágio Esgotado


3163. Cybertruck eco – efficiency


Instituição: Centro de Investigação em Organizações, Mercados e Gestão Industrial (COMEGI), Universidade Lusíada-Norte
Responsável: Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão
Nº Alunos: 6
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Física, Robótica
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Prof. Doutor Pedro Reis Gomes


Descrição: Esta atividade fundamenta o seu objetivo no conceito “aprender pela observação e experimentação”. Nesse sentido, propõe-se a investigação e desenvolvimento de um protótipo capaz de interagir com o meio, através da monitorização, supervisão e ação sobre o mesmo. O projeto é modular com base numa plataforma móvel a desenvolver, “O Cybertruck”. A mobilidade desta plataforma será projetada, com recurso a fontes de energia alternativas como painéis fotovoltaicos (eficiência energética). Os sensores e atuadores estarão ligados em rede sem fios (tecnologia IoT) com supervisão de microcontroladores. Toda a estrutura do “Cybertruck” será desenhada e imprimida em 3D.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão Hora: 9h00
Pessoa de contacto: Prof. Doutor Pedro Reis Gomes

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


3186. Da casca do camarão ao objeto 3D – Vem conhecer os Hidrogéis.


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: Susete Nogueira Fernandes
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Ciências da Saúde, Físico-Química, Química, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): João Paulo Borges, Susete Fernandes, Paula Soares, Tiago Linares, Inês Santos, Carolina Salgueiro


Descrição: Descrição: Extraído da casca de um desperdício como a do camarão ou outro crustáceo, o quitosano é um produto natural que dissolvido em pequenas quantidades de vinagre e em água pode originar estruturas 3D na forma de hidrogéis. Sendo biocompatível e auto-regenerativo, este hidrogel em combinação com outras substâncias é estudado em diversas aplicações biomédicas, como regeneração de tecidos, sistema de libertação de fármacos ou mesmo adesivos para reparação de feridas.
Durante o estágio o convidamos-te a:
o Produzir hidrogéis - desenvolver todo o trabalho experimental até a produção de materiais 3D de quitosano.
o Determinar a resposta do objeto 3D à deformação por aplicação de uma força (propriedades mecânicas)
o Avaliar capacidade auto-regenerativa – partir para voltar à forma original

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no Cenimat e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edifício CENIMAT Hora: 10:00
Pessoa de contacto: Tiago Linares, Inês Santos e Carolina Salgueiro

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2904. Da célula ao DNA: uma viagem molecular!


Instituição: Centro de Investigação em Saúde e Ambiente CISA.ESS| P.Porto
Responsável: Sandra Mota
Nº Alunos: 6
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Tarde
Investigador(es): Sandra Marlene da Silva Mota Maria Manuela Amorim Silva e Sousa Maria do Céu Ribeiro Lamas Maria de Fátima Pinto Monteiro Joel Nuno da Silva Alves Pinto Nuno Miguel da Silva Maia Stephanie Lopes Ferreira Maria Inês Dias Lopes Bárbara Inês Costa


Descrição: No núcleo das nossas células encontramos a nossa informação genética, sobe a forma de DNA.
É nela que se encontra, por exemplo, a informação para a cor dos nossos olhos e cabelos. Mas qual a importância de descodificarmos esta informação? Como conseguimos descodificar essa informação? E de que forma este conhecimento pode melhorar as nossas vidas?
Neste estágio de verão pretendemos dar-vos estas respostas.
Vamos partir à descoberta do material genético contido nas nossas células! Em busca da descoberta de uma característica ou de uma doença! Vamos estudar os cromossomas e o DNA realizando todo o processo desde a extração de material genético das células, passando pela sua amplificação através da PCR, terminando na visualização do DNA e sua análise por sequenciação.
Junta-te a nós nesta aventura!

Observações: Será necessário bata

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto Hora: 14:00
Pessoa de contacto: Todos os elementos estarão presentes em diferentes períodos da semana

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2970. Da experimentação à simulação: aerodinâmica


Instituição: Departamento de Física, Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD)
Responsável: Armando da Assunção Soares
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Electrónica, Física, Informática, Robótica, Tecnologia
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Armando Soares, Adelaide Andrade, Liliana Caramelo e Marco Naia


Descrição: O estágio consiste na demonstração e automatização de uma experiência de engenharia, e na validação de um modelo computacional do fenómeno observado. Com esta experiência pretende-se testar/automatizar uma experiência para medir as diferenças de pressão sobre objetos aerodinâmicos. Os estagiários irão lidar com conceitos de dinâmica de fluidos, eletrónica e informática/programação. A automatização é feita com recurso a placas de arduino. As simulações computacionais são realizadas nos computadores pessoais dos alunos.

Observações: Da experimentação à simulação: aerodinâmica

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: F3.24, Dep Fisica (Polo II ECT-UTAD) Hora: 11h:30
Pessoa de contacto: Armando Soares

Estágio Esgotado


2969. Da experimentação à simulação: Eletromecânica


Instituição: Departamento de Física, Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD)
Responsável: Armando da Assunção Soares
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Electrónica, Física, Informática, Robótica, Tecnologia
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Armando Soares, Marco Naia. Adelaide Andrade e Liliana Caramelo


Descrição: O estágio consiste na demonstração e automatização de uma experiência de engenharia, e na validação de um modelo computacional do fenómeno observado. Com esta experiência pretende-se automatizar um circuito fechado de água e idealizar/realizar uma experiência para medir uma força electroestática criada por fricção. Os estagiários irão lidar com conceitos de dinâmica de fluidos, electrostática, eletrónica e informática/programação. A automatização é feita com recurso a placas de arduino. As simulações computacionais são realizadas nos computadores pessoais dos alunos.

Observações: Da experimentação à simulação: Eletromecânica

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: F3.24, Dep Fisica (Polo II ECT-UTAD) Hora: 11h:30
Pessoa de contacto: Armando Soares

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2991. Da pesquisa de georrecursos à sua caracterização e produção


Instituição: Geobiociências, Geoengenharias e Geotecnologias (GeoBioTec) - FCT NOVA
Responsável: Carlos Galhano
Nº Alunos: 10
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Agronomia, Biologia, Físico-Química, Geologia, Tecnologia
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Carlos Galhano José António Joaquim Simão Nuno Leal Lígia Castro Pedro Lamas Paulo Legoinha Ana Paula Silva Paulo Caetano


Descrição: No âmbito de investigações em curso e de atividades do Departamento de Ciências da Terra (FCT NOVA), propõe-se o acompanhamento de trabalhos relativos ao percurso que os georrecursos como as águas, os minerais ou as rochas seguem desde a fase inicial de avaliação de uma área potencial no terreno, passando pela fase de amostragem e ensaios de laboratório para caracterizar a sua qualidade, culminando na modelação, respetiva exploração e transformação. Assim, os estagiários irão acompanhar um levantamento de terreno com mapas, aprender a executar ensaios de laboratório, bem como procedimentos básicos de interpretação e modelação com recurso a ferramentas de tecnologias de informação e observar aspetos da extração desses materiais essenciais ao nosso desenvolvimento sustentado.

Observações: O estágio inclui o almoço para todos os participantes bem como eventuais saídas de campo.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Departamento de Ciências da Terra da FCT NOVA no Campus de Caparica Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Carlos Galhano

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2989. De nanopartículas a uma vacina para o cancro


Instituição: Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa - Instituto de Investigação do Medicamento - iMed
Responsável: Liane Moura
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Dra. Liane Moura, Prof. Liana Silva, Prof. Helena Florindo


Descrição: O cancro é a segunda causa de mortalidade no mundo inteiro, tendo sido responsável por 10 milhões de mortes em 2021. Os tratamentos atuais contra o cancro incluem intervenção cirúrgica, radioterapia e quimioterapia que estão associados a elevada toxicidade e morbidade. Assim, é urgente desenvolver novas estratégias terapêuticas para estimular respostas anti-tumorais de forma eficiente e segura.
As células cancerígenas utilizam diferentes mecanismos para ultrapassar a resposta do nosso sistema imunitário, o que lhes permite desenvolver estruturas com enorme agressividade. As vacinas são uma das armas mais poderosas que o Homem tem contra as doenças infeciosas e, os recentes desenvolvimentos em imuno-oncologia apontam para o seu papel promissor no controlo de diferentes tipos de cancros. Esta abordagem imunoterapêutica resulta no desenvolvimento de uma resposta imunológica de memória, a qual, por exemplo, poderá atuar rapidamente caso um tumor volte a surgir no corpo de um doente oncológico em remissão.
Nesta atividade iremos utilizar a nanotecnologia para desenvolver vacinas terapêuticas que irão estimular as células fagocitárias no sentido de induzir uma resposta imunológica específica contra um determinado tipo de tumor, como o melanoma. Para além da formulação e caraterização deste produto, iremos também avaliar o impato destas nanovacinas na estimulação de células imunológicas em cultura celular.

Observações: trazer Bata

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada da Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa Hora: 9:30:00 AM
Pessoa de contacto: Liane Moura

Estágio Esgotado


2759. Desafios da Sociedade no séc. XXI


Instituição: CEI-Iscte | CIES-Iscte
Responsável: CEI-Iscte | CIES-Iscte
Nº Alunos: 15
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Sociologia
Data: de 26-06-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): A confirmar equipa


Descrição: Queres saber quais os atuais desafios da nossa sociedade? Neste estágio pretendemos dar uma perspetiva global de possíveis respostas e oportunidades a alguns dos desafios que lançamos sobre temas mais debatidos na atualidade como:
• desinformação
• guerra
• movimentos sociais
• ativismo social e estudantil
• a igualdade de género.
• a sustentabilidade

Ao longo de duas semanas vamos demonstrar como pode a investigação ter um papel ativo na identificação de soluções, procurando não só estimular a criatividade científica dos jovens no campo da Sociologia e dos Estudos Internacionais, como a capacidade de trabalhar em equipa na elaboração e concretização de curtos projetos de investigação. Estes projetos serão desenvolvidos pelos participantes ao longo da segunda semana de estágio, e terão como base metodologias e técnicas de investigação diversificadas que serão apresentadas de forma prática e dinâmica pelos investigadores do Iscte. Esta iniciativa é organizada por duas Unidades de Investigação do Iscte-Instituto Universitário de Lisboa: o Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES) e o Centro de Estudos Internacionais (CEI), que pretende dar a conhecer o quotidiano de um centro de investigação, os seus espaços, protagonistas, projetos e metodologias.

Observações: Acesso ao Edifício Sedas Nunes, a partir da Rua Paul Choffat, Lisboa.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Recepção do Edifício Sedas Nunes (piso 1), Iscte - Instituto Universitário de Lisboa Hora: 10h30
Pessoa de contacto: Sofia Rocha, Rita Alves, Raquel Silva e Sara Oliveira (responsáveis pela organização de eventos e comunicação das Unidades de Investifação)

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2862. Descoberta de novos fármacos anti-HPV para a terapia do cancro do colo do útero


Instituição: Centro de Investigação em Ciências da Saúde (CICS), Universidade da Beira Interior
Responsável: Ângela Maria Almeida de Sousa
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Ciências da Saúde
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Ângela Sousa_ Diana Gomes_ Miguel Ferreira.


Descrição: O presente projeto tem como objetivo integrar os alunos no grupo de investigação de “Biopharmaceuticals and Biomaterials” do Centro de Investigação em Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior (CICS-UBI) e mostrar abordagens terapêuticas, inovadoras e personalizadas, que estão a ser desenvolvidas neste grupo de investigação, contra o cancro do colo do útero resultante da infeção persistente do Vírus do Papiloma Humano (HPV). Assim, os alunos terão contacto com estratégias terapêuticas baseadas na descoberta de novos fármacos anti-HPV que vão bloquear as oncoproteínas do HPV causadoras deste tipo de cancro. Os alunos irão ter contacto com programas bioinformáticos para prever os potenciais novos fármacos anti-HPV e comprovar o reconhecimento dos fármacos selecionados sobre a oncoproteína E6 do HPV por técnicas específicas de estudos de interação. Posteriormente serão formulados e caracterizados sistemas de entrega lipídicos para entregar os fármacos mais promissores as células cancerígenas HPV positivas, negativas e células não cancerígenas (estudos in vitro), para verificar se estas moléculas terão um efeito específico somente em células cancerígenas infetadas por HPV. Com este estágio, também se pretende promover o conhecimento científico num ambiente a que os alunos do Secundário normalmente não têm acesso, de forma a abrir novos horizontes caso queiram optar por estas linhas de trabalho no futuro.

Observações: Os alunos devem trazer bata de laboratório. O horário de fim do estágio na sexta-feira pode ser flaxível em função do horário de transporte de cada aluno. Qualquer questão relativamente ao estágio, alojamento ou refeições (Almoço/Jantar) podem contactar a responsável do estágio por email (angela@fcsaude.ubi.pt).

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Portaria da Faculdade de Ciências da Saúde, localizada próximo ao Hospital Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Ângela Sousa

Estágio Esgotado


3151. Descobrindo as nossas centrais energéticas: as folias das mitocôndrias


Instituição: Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC), Universidade de Coimbra
Responsável: Paulo J. Oliveira
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Paulo Oliveira


Descrição: Os/as estudantes irão ser integrados/as no grupo MitoXT, que estudo o papel das nossas centrais energéticas, as mitocôndrias, na saúde e na doença. Os/as estudantes irão observar várias técnicas avançadas para a investigação mitocondrial, e efectuar mesmo algumas experiências básicas. Participarão ainda em reuniões de grupo e terão imersão completa no que é ser cientista.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Largo D. Dinis, Coimbra Hora: 10:00 (17 de Julho de 2023)
Pessoa de contacto: Paulo Oliveira

Estágio Esgotado


2974. Descobrir a importancia da mielina no nosso sistema nervoso


Instituição: Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa - Instituto de Investigação do Medicamento - iMed
Responsável: Adelaide Fernandes
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Adelaide Fernandes Andreia Barateiro Elisa Farsetti


Descrição: Sabias que para a correta passagem da informação de um neurónio para o outro é preciso que os seus axónios estejam envolvidos por uma bainha de mielina? Esta membrana lipídica permite que os neurónios comuniquem de forma mais rápida e eficaz. Quando a mielina é danificada, o que acontece em diferentes doenças como na doença Esclerose Múltipla, ocorre a manifestação de sintomas diversos desde a perda de sensibilidade, de movimento, de visão ou de audição. Este estágio dá a conhecer a relevância da mielina na formação e função do sistema nervoso, bem como as células envolvidas na sua destruição e regeneração aquando de uma doença neurodegenerativa.

O estágio iniciar-se-á com uma apresentação da nossa Faculdade de Farmácia e do nosso Instituto de Investigação do Medicamento, e irá finalizar-se com uma interação entre os alunos dos diversos estágios onde serão divulgadas as atividades científicas.

De seguida, os alunos irão contactar de perto com modelos onde podemos estudar a mielina e a sua relação com as células do cérebro, bem como perceber o papel da inflamação para a destruição e regeneração da mielina em doenças neurodegenerativas. Irão ter a oportunidade de visualizar as diferentes células quer de uma forma mais simplificada numa caixa de cultura, quer de forma mais complexa em tecido cerebral de amostras decorrentes dos nossos projetos de investigação. Perceber como o microambiente local é fundamental não só para o dano da mielina, mas também para a limpeza dos seus detritos e consequente recuperação de nova mielina.

No final os alunos apresentarão e discutirão a sua experiência laboratorial numa sessão conjunta com colegas de outros estágios na Faculdade de Farmácia.

A participação neste estágio contribuirá de certo para um enriquecimento do seu conhecimento na área das neurociências, bem como do seu percurso formativo, permitindo um contacto mais próximo com diferentes domínios que constituem as Ciências Farmacêuticas e o Medicamento.

Observações: Trazer bata

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada da Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa Hora: 9:30:00 AM
Pessoa de contacto: Adelaide Borralho

Estágio Esgotado


2982. Desenvolvimento de Fármacos Anti-convulsivantes


Instituição: Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa - Instituto de Investigação do Medicamento - iMed
Responsável: Maria de Jesus Saldanha Rocha
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Maria de Jesus Perry Maria Eduarda Mendes


Descrição: A Epilepsia ocupa o 4º lugar nas doenças neurológicas. Sabe-se que 1 em cada 26 pessoas desenvolverá epilepsia em qualquer altura da sua vida.
Para além da doença em si condicionar a vida dos doentes, os tratamentos médicos e cirúrgicos utilizados estão associados a um número elevado de efeitos secundários adversos. Como os anti-convulsivantes existentes partilham estes efeitos secundários (sedação, apatia, irritabilidade, dificuldade de falar, depressão, etc…), verifica-se que muitos pacientes abandonam as terapêuticas. Neste projecto pretende-se que os alunos se envolvam na síntese, purificação, identificação estrutural e estudo de propriedades moleculares de um anti-convulsivante, com a dinâmica própria das metodologias aplicadas pela química terapêutica no desenvolvimento de fármacos. No final ser-lhes-á proporcionada a apresentação e discussão dos resultados alcançados por recurso a aplicações multimédia.

Observações: Trazer bata.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada da Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa Hora: 9:30:00 AM
Pessoa de contacto: Maria Jesus Perry

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2867. Desenvolvimento de Throttle Quadrant para cockpit Airbus A320


Instituição: Centro de Investigação em Digitalização e Robótica Inteligente (CeDRI), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: José Augusto Carvalho
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Electrónica, Física, Informática, Robótica, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): José Augusto Carvalho


Descrição: O Instituto Politécnico de Bragança está a desenvolver uma réplica de um cockpit de aeronaves Airbus A32x. O cockpit consiste no conjunto de módulos que compõem os sistemas do avião. Estes sistemas estão ligados através de redes de comunicação Ethernet e CAN de forma a comunicarem entre si e o simulador de voo XPlane. Neste estágio propõe-se o desenvolvimento de uma interface física para comando da potência dos motores do Airbus A32x.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Bragança Hora: 9:30:00 AM
Pessoa de contacto: José Augusto Carvalho

Estágio já em curso / terminado

2948. Deteção de metais pesados na água fazendo uso de um corante


Instituição: Centro de Química de Coimbra (CQC), Departamento de Química, Universidade de Coimbra
Responsável: Sérgio Paulo Jorge Rodrigues
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Química
Data: de 28-08-2023 a 01-09-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es):


Descrição: A contaminação do solo e água por metais pesados é um problema ambiental prioritário. Ao contrário dos contaminantes orgânicos, os metais pesados não são biodegradáveis e tendem a acumular-se nos organismos vivos, provocando, quando em excesso, um grande número de doenças. Torna-se, assim, importante não só controlar as fontes de poluição, como também desenvolver métodos que permitam detetar metais pesados em águas residuais e de consumo. Neste trabalho, pretende-se analisar a possibilidade do uso de um corante na deteção de metais pesados na água. O trabalho iniciar-se-á com a caracterização do corante e de um sal do metal considerado com espectroscopia de infravermelho. A etapa seguinte envolverá o estudo por espectroscopia de ultravioleta-visível do corante em solução aquosa na ausência e presença de quantidades definidas do metal. Estes resultados permitirão observar alterações no espectro de ultravioleta-visível do corante na presença do metal e, eventualmente, também a alteração da cor da solução, constituindo assim um método de deteção da presença do metal na água. Os espectros de infravermelho e de ultravioleta-visível obtidos serão interpretados com a ajuda de métodos computacionais de química quântica e serão investigadas as causas das alterações observadas na presença do metal.

Observações: na

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada do Departamento de Química, Polo I, Universidade de Coimbra Hora: 10:00
Pessoa de contacto: Licínia L. G. Justino

Estágio Esgotado


3154. Do olival ao copo


Instituição: Centro de Investigação de Montanha (CIMO), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: Filipe Madeira
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Agronomia, Biologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Filipe Madeira, Nuno Rodrigues, Isabel Rodrigues


Descrição: Em Trás-os-Montes, a oliveira é uma das principais culturas com uma grande importância ao nível socioeconómico, paisagístico e cultural. A preservação deste ecossistema, onde podemos encontrar variedades de oliveiras tradicionais e centenárias aliado ao modo de produção sustentável faz com que nesta região se produzam azeites de alta qualidade. Para que isso continue a acontecer é necessário assegurar a passagem de conhecimento entre gerações. Desta forma no estágio de verão queremos brindar os nossos jovens participantes com experiências que vão desde o olival ao copo. Os participantes terão atividades em campo onde poderão aprender a distinguir variedades de oliveiras típicas da região, ver árvores centenárias, conhecer os principais _inimigos e amigos_ da cultura, aprender a identificá-los e quais os métodos que se usam para combatê-los. Em laboratório os participantes terão a oportunidade de aprender o que é um azeite, e de que forma podemos caracterizá-lo. Quais os principais atributos (aromas e sabores) que podemos encontrar no azeite. Poderão também ver e desenvolver novos produtos à base de azeite. Esta experiência permitirá aos participantes aprender sobre um dos alimentos mais nobres da dieta mediterrânea, o AZEITE.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Centro de Investigação de Montanha (CIMO) Hora: 9:30
Pessoa de contacto: Filipe Madeira

Estágio já em curso / terminado

2826. E se aplicarmos teias magnéticas em medicina?


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: João Paulo Borges
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Ciências da Saúde, Física, Físico-Química, Química, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): João Paulo Borges Paula Soares Hélder Marinho


Descrição: O uso potencial de nanofibras em aplicações na área da saúde é variado: implantes para engenharia de tecidos, veículos para libertação controlada de fármacos, em diagnóstico e instrumentação, tecidos protetores contra agentes ambientais ou infeciosos nos hospitais, entre outros. Nanofibras de polímeros (o que são?!) biocompatíveis e biodegradáveis têm sido usadas como substratos para tecidos de vasos sanguíneos, cartilagem, osso, nervos ou para recobrimento de feridas. A grande vantagem das nanofibras em aplicações em medicina regenerativa/Engenharia de Tecidos (o que significa?!) reside, fundamentalmente, nas elevadas razão área superficial/volume e permeabilidade.
Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h.
Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no DCM.

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no Cenimat e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edifício CENIMAT Hora: 10:00h
Pessoa de contacto: Hélder Marinho

Estágio Esgotado


3000. E se... colocarmos as células da microglia sob pressão?


Instituição: Instituto de Investigação Clínica e Biomédica de Coimbra (iCBR) da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Responsável: Ana Raquel Santiago
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 24-07-2023 a 28-07-2023 Horário: Tarde
Investigador(es): Ana Raquel Santiago Raquel Sofia Freitas Boia


Descrição: O glaucoma é uma das principais causas de cegueira a nível mundial e o aumento da pressão intraocular é um dos principais fatores de risco para desenvolver a doença. Neste estágio vamos estudar o efeito da pressão elevada na reatividade das células da microglia, as células residentes do Sistema Nervoso Central com funções imunes, muito semelhantes aos macrófagos. Vais ter oportunidade de preparar culturas de células da microglia, expor as células a pressão elevada numa câmara apropriada e realizar um ensaio de fagocitose com microesferas fluorescentes. No final vamos observar os resultados obtidos no microscópio de fluorescência e tirar as conclusões do estudo.

Observações: Se queres saber mais sobre as doenças que causam cegueira e perceber como as estudamos, vem para o nosso laboratório realizar as experiências que ajudam a desvendar as suas causas. Neste estágio, vamos submeter as células da microglia (os macrófagos do sistema nervoso central) a pressão elevada e determinar a eficácia com que as células vão fagocitar microesferas verdes fluorescentes. Vamos compreender as vantagens do uso da cultura de células para identificar os mecanismos das doenças que nos ajudam a identificar novos tratamentos.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada Edifício iCBR, Polo III da Universidde de Coimbra. Pessoa de contacto: Raquel Santiago Hora: 14h
Pessoa de contacto: Ana Raquel Santiago

Estágio Esgotado


2834. Eco-design em papel para geradores de energia interativos


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: Suman Nandy
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Electrónica, Física, Química, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Suman Nandy (CENIMAT) Guilherme Ferreira (CENIMAT) Sumita Goswami (Almascience) Shubham Das (Almascience)


Descrição: Na presente era de digitalização inteligente, uns dos maiores problemas que enfrentamos é o
crescimento de resíduos eletrónicos não recicláveis e o grande consumo de energia. Por esta
razão, investigação científica em energia sustentável têm consistentemente sido focada em
geração de energia a partir de fontes amigas do ambiente e ao mesmo tempo reduzir o uso de
materiais tóxicos e matérias-primas. O Pacto Ecológico da UE e os Objetivos de
Desenvolvimento Sustentáveis da ONU também enfatizam que “a integração inteligente de
renováveis, eficiência energética e outras soluções sustentáveis, em vários sectores vão ajudar
a atingir as metas de descarbonização com custo mais baixo possível”. É a altura de agirmos
juntos!
Assim, este projeto considera duas premissas muitos importantes: energia limpa e zero e-
waste (resíduos eletrónicos). Neste contexto, este projeto inovador compreende a utilização
de papel como substrato para eletrónica inteligente. A celulose, que é o principal elemento
dos substratos de papel, é uma plataforma promissora para muitas áreas de aplicações
eletrónicas incluindo: embalagem de produtos, diagnósticos clínicos, controlo de qualidade
alimentar, monitorização ambiental e tecnologias de segurança. A celulose é barata e
biocompatível, têm também uma tremenda importância na economia global, em particular na
Europa, representando cerca de 30% da produção mundial total.
A ideia principal por detrás da proposta é o desenvolvimento de um papel energético sensível
ao toque, que vai gerar corrente através de interações do ambiente à volta: incluindo
vibrações, movimentos ou interações humanas. Durante este programa, o substrato de papel
vai ser funcionalizado com materiais poliméricos num método de síntese simples. Este papel
funcional vai ser desenhado para “dispositivos de energia interativos” com a junção de uma
camada de papel com tinta metálica imprimida. O programa irá mostrar como este dispositivo
em papel gera sinais elétricos através do toque humano (deslizar com os dedos, pressão com a
palma da mão, etc.). Este sinal elétrico pode ser usado para acender LEDs ou usado para sinais
interativos (como mudança de cor, movimento de objetos, gaming, etc.)
Objetivos Gerais:
 Fabricação de um papel ativo funcional com polímeros conjugados como componente
chave
 Design de dispositivos em papel para geradores de energia interativos que produzem
sinal elétrico com o toque humano
 Design de dispositivos autoalimentados em papel como sensores de toque interativos
 Demonstração final dos protótipos e apresentação final

Este programa será executado pelo CENIMAT (FCT-NOVA) em conjunto com o Almascience.

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no Cenimat e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edifício CENIMAT Hora: 10:00h
Pessoa de contacto: Guilherme Ferreira, Sumita Goswami, Shubham Das

Estágio Esgotado


3122. Edição de genoma (CRISPR/CAS9) para criar um modelo de Retinopatia Pigmentar


Instituição: Instituto de Investigação Clínica e Biomédica de Coimbra (iCBR) da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Responsável: Henrique Alves
Nº Alunos: 1
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Francisco Ambrósio, Inês Rego


Descrição: Este estágio oferece uma oportunidade única para estudantes contactarem com diversas técnicas laboratoriais. O estagiário irá trabalhar ao lado de investigadores com experiência na utilização da tecnologia CRISPR/Cas9 para criar um modelo celular (in vitro) de Retinopatia Pigmentar Tipo 25. O aluno irá ser introduzido a técnicas de edição genética, métodos de cultura celular e biologia molecular, contribuindo para um projeto de investigação inovador nas áreas das ciências da visão. Este estágio é ideal para estudantes interessados em seguir um curso universitário na área da biologia, bioquímica, medicina ou áreas relacionadas.

Observações: Address:
Polo III - Health Sciences Campus

Azinhaga Santa Comba, Celas

3000-548 Coimbra

PORTUGAL



Coordinates:

40.218725, -8.416054

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Instituto de Investigação Clínica e Biomédica de Coimbra (iCBR) Hora: 9:00
Pessoa de contacto: Henrique Alves

Estágio já em curso / terminado

3198. Efeito protetor de compostos naturais em tumores cerebrais


Instituição: Centro de Investigação em Biotecnologia Médica e Saúde Translacional - ESS/IPP
Responsável: Sílvia Fernandes
Nº Alunos: 3
Anos: 11º, 12º
Área: Ciências da Saúde
Data: de 26-06-2023 a 30-06-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Sílvia Patrícia Morim Fernandes_ Mariana Oliveira Vieira_ Ricardo Vieira Ferraz


Descrição: O glioblastoma é o tumor cerebral primário mais frequente e agressivo. O tratamento disponível atualmente não apresenta ainda a taxa de sucesso pretendida, pelo que é urgente o estudo e desenvolvimento de novos compostos e abordagens terapêuticas. Como exemplo, salienta-se o ácido betulínico (BA). O BA é um composto natural isolado principalmente da casca de bétulas brancas. O BA e seus derivados são alvo de estudo há várias décadas devido às suas propriedades anti-tumorais, anti-inflamatórias e antibacterianas. Em alguns tipos de cancro já é conhecida a citotoxicidade seletiva do BA, ou seja, o composto apresenta-se capaz de induzir a morte das células tumorais, com reduzidas taxas de morte nas células humanas normais. Contudo, este efeito a nível dos tumores cerebrais requer mais investigação, pelo que este estágio poderá ser um bom ponto de partida para aqueles que ambicionam uma carreira de investigação dedicada aos tumores do órgão mais misterioso do corpo humano – o cérebro.

Observações: O estágio decorrerá no Centro TBIO, da Escola Superior de Saúde, no Pólo Universitário da Asprela, próximo do IPO Porto e Hospital de São João.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Escola Superior de Saúde do IPP_ Rua Dr. António Bernardino de Almeida, nº 400, 4200-072 Porto Hora: 9:00
Pessoa de contacto: Sílvia Patrícia Morim Fernandes

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


3172. Efeitos sobre a saúde do extrato de casca da pera Rocha- Avaliação de atividades biológicas


Instituição: Centro de Estudos de Engenharia Química (CEEQ), Instituto Superior de Engenharia de Lisboa
Responsável: Rita Pacheco
Nº Alunos: 2
Anos: 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Química
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Rita Pacheco


Descrição: A pera Rocha é um produto nacional de interesse estratégico. A utilização da pera Rocha para produção de alguns produtos gera um volume considerável de resíduos com impacto ambiental. A reutilização destes resíduos, ricos em compostos bioativos com potenciais efeitos benéficos sobre a saúde é um dos objetivos deste projeto. Os alunos vão preparar o extrato e avaliar algumas das suas atividades biológicas, nomeadamente a atividade antioxidante e a inibição da enzima acetilcolinesterase. O estudo do potencial antioxidante do extrato preparado é importante para a prevenção de uma série de doenças associadas ao stress oxidativo, como doenças inflamatórias e cancerígenas. Por outro lado, a inibição da enzima acetilcolinesterase é um dos alvos terapêuticos para o tratamento da doença de Alzheimer.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Atrio principal do Eifício P do ISEL Hora: 10h no dia 10.07
Pessoa de contacto: Rita Pacheco

Estágio Esgotado


2767. Encontrar novos agentes anti-inflamatórios que nos protejam das doenças crónicas inflamatórias associadas ao envelhecimento


Instituição: Centro de Ciências do Mar do Algarve (CCMAR), Universidade do Algarve
Responsável: Dina Simes
Nº Alunos: 2
Anos: 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Química
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Dina Simes, Carla Viegas


Descrição: Com o aumento da esperança de vida, as doenças associadas ao envelhecimento ou doenças inflamatórias crónicas, como é o caso da doença cardiovascular ou da osteoartrite, representam um dos maiores desafios da saúde a nível mundial. A existência de novos agentes anti-inflamatórios que ajudem a prevenir estas doenças é crucial para proporcionar uma vida mais longa e com maior qualidade.
Usando sistemas modelo in vitro de cultura celular, com células humanas, como os monócitos, macrófagos e células vasculares, a função destes novos agentes como anti-inflamatórios e protetor vascular pode ser testada e a sua eficácia avaliada.

Nesta atividade os alunos irão contactar na prática com várias técnicas e metodologias utilizadas na área de investigação da Bioquímica e Biologia Celular e Molecular, como a cultura de células, a quantificação de proteínas e a realização de imunoensaios. Simultaneamente pretende-se estimular o espírito científico e critico dos alunos envolvendo-os na formulação de hipótese, desenho experimental e análise de resultados.

Observações: Não estão previstas atividades durante o fim-de-semana, pelo que não estão contempladas refeições durante este período. Só será assegurado o alojamento a alunos deslocados.
Para trabalhos de laboratório, o aluno deverá trazer e usar a sua bata pessoal.
Para trabalho e saídas de campo, o aluno deverá usar protetor solar, chapéu e beber água com frequência, por causa do calor.
Não está incluído o transporte entre o local de alojamento (baixa de Faro) e o Campus de Gambelas. O aluno poderá apanhar autocarros (ver proximo.pt/pt/).

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Frente ao edf. 7 - campus de Gambelas da UAlg Hora: 10:00:00
Pessoa de contacto: Dina Simes, Carla Viegas

Estágio Esgotado


2959. Exploração do mundo microbiano: adoção do conceito “One Health” para um futuro sustentável


Instituição: Departamento de Ciências Veterinárias, Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD)
Responsável: Prof. Patricia Poeta
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Patrícia Poeta, Telma Sousa, Carolina Sousa


Descrição: Através da lente do conceito “One Health”, que reconhece a interdependência entre a saúde humana, animal e ambiental, é ainda mais crucial a compreensão do mundo microbiano. Microrganismos como bactérias, vírus e fungos estão presentes em todos os ecossistemas, desde o solo até a água, e desempenham papéis importantes na manutenção do equilíbrio ecológico. No entanto, esses microrganismos também podem causar doenças em humanos, animais e plantas, e a disseminação de doenças infeciosas é um problema global crescente. É crucial entender a dinâmica dessas interações ecológicas para proteger a saúde humana, animal e ambiental. Com uma abordagem holística e colaborativa, a adoção do conceito “One Health” pode ajudar a enfrentar os desafios globais de saúde pública e promover um futuro mais sustentável para todos.
Assim, pretendemos que o aluno entenda o papel dos microrganismos e os seus impactos na saúde humana, animal e ambiental. Para isto, iremos isolar bactérias e fungos do Homem (mãos, boca, ouvidos, etc), animais e do meio ambiente (ar, solos).

Observações: Necessário o uso de bata

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Laboratório de Microbiologia Médica Hora: 10:30:00 AM
Pessoa de contacto: Patricia Alexandra Curado Quintas Dinis Poeta, Telma Sousa, Carolina Sousa

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2797. Extração e Saponificação da Trimiristina da Noz-Moscada


Instituição: Centro de Estudos de Engenharia Química (CEEQ), Instituto Superior de Engenharia de Lisboa
Responsável: Patrícia Alexandra Miranda David Barata
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Físico-Química, Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Alexandra Isabel Costa Patrícia David Barata


Descrição: Os produtos naturais são uma fonte de um grande número de compostos biologicamente ativos que vão dos venenos e das drogas, a medicamentos de grande interesse.
A trimiristina é um triglicérido do ácido mirístico, que como muitos outros ácidos gordos ocorre na natureza como um éster de glicerol, encontrando-se presente na noz-moscada (especiaria obtida do fruto da moscadeira (Myristica fragrans)).
É largamente utilizada como condimento na alimentação, apresentando relevantes propriedades antioxidantes.
O presente trabalho tem como objetivo o isolamento da trimiristina presente na
noz-moscada, por extração sólido-líquido. A sua identificação será realizada por determinação do ponto de fusão (p.f.), cromatografia em camada fina (c.c.f.), com revelação com vapores de iodo e espectroscopia de infravermelho (FTIR).

Observações: Técnicas experimentais de nível intermédio.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Átrio Principal do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Patrícia Barata

Estágio Esgotado


2832. Faz do Sol a tua Fonte de Energia


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: Manuel João Mendes
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Electrónica, Física, Robótica, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Dr. Antonio Vicente, Guilherme Ribeiro, Guilherme Ferreira, Ivan Santos


Descrição: Sabias que a energia solar que chega à Terra é 1000 vezes superior a toda a energia consumida no planeta?
Neste estágio vais aprender a aproveitá-la com células solares, conhecendo alguns processos de fabrico destes dispositivos e acerca do seu funcionamento e aplicações no mundo real.
Vamos dimensionar e construir carregadores solares para alimentar carros telecomandados movidos com luz, e outros dispositivos eletrónicos (ex: telemóveis ou outros à tua escolha), por forma a saberes energizar todos os teus dispositivos portáteis onde quer que estejas só com luz solar!

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no Cenimat e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edifício CENIMAT, campus FCT-NOVA (Caparica) Hora: 10h
Pessoa de contacto: Manuel Joao de Moura Dias Mendes

Estágio Esgotado


3127. Genomas num instante


Instituição: Centro de Ciências do Mar do Algarve (CCMAR), Universidade do Algarve
Responsável: Bruno Louro
Nº Alunos: 2
Anos: 12º
Área: Biologia
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Bruno Louro


Descrição: Este estágio propõe a sequenciação do genoma de algumas espécies animais da região do Algarve utilizando a tecnologia de sequenciação em tempo real da Oxford Nanopore. A metodologia adotada será constituída por extração de DNA, processamento das amostras de DNA para sequenciação e utilização do sequenciador de Nanopore para obter informações genéticas destas espécies. Os dados obtidos serão analisados bioinformaticamente e armazenados na base de dados GenBank.

Observações: Não estão previstas atividades durante o fim-de-semana, pelo que não estão contempladas refeições durante este período. Só será assegurado o alojamento a alunos deslocados.
Para trabalhos de laboratório, o aluno deverá trazer e usar a sua bata pessoal.
Para trabalho e saídas de campo, o aluno deverá usar protetor solar, chapéu e beber água com frequência, por causa do calor.
Não está incluído o transporte entre o local de alojamento (baixa de Faro) e o Campus de Gambelas. O aluno poderá apanhar autocarros (ver proximo.pt/pt/).

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Frente ao edf. 7 - campus de Gambelas da UAlg Hora: 10:00
Pessoa de contacto: Bruno Louro

Estágio Esgotado


3707. Geodinâmica dos ambientes de sapal e ilha barreira da Ria Formosa


Instituição: Instituto Português do Mar e da Atmosfera, I.P. (IPMA)
Responsável: Teresa Drago
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Geologia
Data: de 24-07-2023 a 28-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Teresa Drago, Tanya Silveira, Jacqueline Santos


Descrição: Este estágio tem por objetivo, o estudo morfológico, hidrodinâmico e sedimentar, dos ambientes de sapal e ilha barreira da Ria Formosa (Algarve) como contribuição para a gestão costeira. Os alunos terão oportunidade de colocar as “mãos na massa”, realizando trabalho de campo e laboratório. O trabalho de campo incluirá o levantamento topográfico de um perfil de praia recorrendo ao Sistema Global de Navegação por Satélite_ colheita de amostras de sedimentos da praia e sapal e estimativa de altura, período e direção das ondas. Já no laboratório, realizar-se-ão análises granulométrica dos sedimentos colhidos (por crivagem), determinação do teor em carbonatos de cálcio e identificação da composição mineralógica da areia à lupa binocular. Haverá ainda uma sessão dedicada ao processamento de dados e a sua discussão. No final, cada aluno fará uma apresentação de 2 minutos de um tema abordado à sua escolha.

Observações: Este estágio inclui atividades ao sol, no mar e sapal pelo que se aconselha trazer protetor solar, troca de roupa e galochas.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: s atividades desenvolver-se-ão no IPMA Tavira e área adjacente. O IPMA situa-se em frente ao Forte do Rato, no caminho para o Hotel Vila Galé Albacora e têm as seguintes coordenadas - Latitude 37º 07’17.93’’N | Longitude 7º37’12.13’’W Hora: 9h
Pessoa de contacto: Teresa Drago

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


3094. Há justiça na exposição à poluição do ar?


Instituição: Departamento de Ambiente e Ordenamento (DAO), Universidade de Aveiro
Responsável: Alexandra Monteiro
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Geografia, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Alexandra Monteiro_ Vera Rodrigues_ Myriam Lopes


Descrição: Este estágio está inserido no projeto de investigação ALICE (justiça ambiental na exposição à poluição atmosférica), e propõe-se que os jovens integrem esta equipa de trabalho e participem em algumas tarefas do projeto, juntamente com a equipa multidisciplinar deste projeto. Numa primeira tarefa, será feita a recolha de artigos e notícias sobre justiça ambiental relativamente à poluição do ar. Depois, os alunos terão oportunidade de trabalhar com dados de qualidade do ar e avaliar como é a qualidade do ar na região de Aveiro (caso de estudo do projeto). Para além disso, os alunos serão ainda desafiados a criar e promover as redes sociais do projeto ALICE, de modo a disseminar os seus resultados e metodologia.
Trata-se, pois, de um estágio interdisciplinar, que envolve atividades de vão desde o conhecimento científico (na área das ciências do ambiente), até à área do marketing (com a criação e promoção de redes sociais).
Se gostas deste tipo de desafios, candidata-te...estamos à tua espera! Vais gostar!
Porque a vida, na verdade, é uma autentica interdisciplina, certo?

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Departamento de Ambiente e Ordenamento, Universidade de Aveiro Hora: 9h30
Pessoa de contacto: Alexandra Monteiro

Estágio Esgotado


2828. Impressão 3D de Materiais


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: Isabel Maria Mercês Ferreira
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Electrónica, Física, Físico-Química, Química, Robótica, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Miguel Brito


Descrição: Diferentes tipos de materiais podem ser impressos em 3D. Este estágio é dedicado à impressão dos que podem ser aplicados na biomedicina e os supercondutores, que levitam a baixa temperatura. Para utilizar as impressoras é necessária uma aprendizagem sobre o desenho 3D de peças e a sua transferência adequada para o software da impressora. As etapas subsequentes incluem a formação de pastas e sua impressão ou a impressão de filamento de modo a obter a peça com a geometria desenhada.

Observações: A investigação nesta área é recente no departamento de ciência dos materiais e inovadora mundialmente e resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no Cenimat e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edifício Cenimat Hora: 10h
Pessoa de contacto: Miguel Brito

Estágio Esgotado


3183. Impressão 3D de materiais metálicos


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: João Pedro Oliveira
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Física, Robótica, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): João Pedro Oliveira, Nithin Reddy, Liu Lei


Descrição: A impressão 3D está cada vez mais presente na nossa vida. Nesta actividade vamos não só imprimir peças metálicas, mas também aprender como controlar impressoras ou mesmo fazer a nossa própria impressora. Além disso iremos igualmente ver quais as características de resposta do componentes metálicos produzidos.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edíficio CENIMAT Hora: 10.00
Pessoa de contacto: João Pedro Oliveira

Estágio Esgotado


2835. Impressão 3D de materiais reciclados


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: João Pedro Oliveira
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Robótica, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): João Pedro Oliveira, Rui Gonçalves


Descrição: A reciclagem de plásticos e um dos grandes problemas ambientais da humanidade. Por isso,é preciso arranjar maneira de dar uma nova vida aos plásticos em fim de vida e uma das opções é através da impressão 3D para o fabrico de novos componentes.
Nesta actividade irás ver (e fazer) impressão 3D de plásticos reciclados e verificar como as suas propriedades mecânicas e superficiais podem ser modificadas. Além disso terás igualmente a oportunidade de fabricar as tuas próprias peças de modo a veres o potencial desta tecnologia revolucionária.
Vem ajudar o nosso planeta através da reutilização de plásticos para a impressão 3D.

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no Cenimat e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edíficio CENIMAT Hora: 10.00
Pessoa de contacto: João Pedro Oliveira, Rui Gonçalves

Estágio Esgotado


2842. Impressão de tintas funcionais para a eletrónica sustentável


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: Emanuel Carlos
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Electrónica, Física, Físico-Química, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Pedro Moreira Raquel Martins


Descrição: Criar dispositivos electrónicos de baixo custo é muito importante para o futuro da nossa sociedade. A utilização de materiais mais abundantes e amigos do ambiente, e de tecnologias de processamento de baixo custo, como a impressão, são vitais para este objectivo. Neste trabalho podes desenhar e criar circuitos eletrónicos simples utilizando uma impressora similar à que tens em casa, mas que consegue imprimir tintas condutoras à base de nanoparticulas (10000 vezes mais pequenas que o diâmetro do teu fio de cabelo).

Este estágio disponibiliza almoços.

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no Cenimat e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edificio CENIMAT Hora: 10:00h
Pessoa de contacto: Emanuel Abreu Antunes Gameiro Carlos

Estágio Esgotado


2869. Introdução à programação do braço robótico Braccio com Arduino


Instituição: Centro de Investigação em Digitalização e Robótica Inteligente (CeDRI), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: José Luis Lima
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Electrónica, Robótica, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Jose Lima_ Arezki Abderrahim Chellal


Descrição: Prepara-te para mergulhar no mundo da robótica com o TinkerKit Braccio! Este incrível braço robótico totalmente funcional, controlado por um microcontrolador Arduino, pode ser configurado de infinitas maneiras para executar múltiplas tarefas. Imagine ser capaz de mover objectos com facilidade ou fixar uma câmara ou painel solar para explorar o mundo de uma forma totalmente nova. Neste programa de uma semana, terá a oportunidade de aprender o básico da programação com o microcontrolador Arduino e utilizá-lo para controlar o TinkerKit Braccio. Faça fluir os seus sucos criativos e deixe a sua imaginação correr solta enquanto descobre as possibilidades ilimitadas desta incrível tecnologia!

Observações: Neste programa poderá trabalhar com objectos electrónicos como LEDs, díodos, resistências, motores e até mesmo um braço robótico! Ensinar-lhe-emos como utilizar uma dispositivo Arduino para programar e controlar todos estes componentes. O arduino é um microcontrolador, os microcontroladores são a base de todos os objectos eléctricos modernos e ligados, tais como o seu telefone e controlo remoto de TV. Também lhe mostraremos como operar o braço robótico Braccio, desde o básico até à prática. Este programa está dividido em duas partes para que possa aprender tudo e divertir-se a criar circuitos electrónicos.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: CeDRI (IPB) Hora: 9:00:00 AM
Pessoa de contacto: Instituto Politécnico de Bragança (IPB)

Estágio já em curso / terminado

2937. Introdução ao Cálculo Científico e Modelação Molecular


Instituição: Centro de Química da Madeira (CQM), Universidade da Madeira
Responsável: Pedro Pires
Nº Alunos: 3
Anos: 11º, 12º
Área: Físico-Química, Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Pedro Pires


Descrição: Este estágio tem por objetivo principal, desenvolver conhecimentos e competências básicas nas áreas do Cálculo Científico e da Modelação Molecular, numa duração aproximada de 24 horas. Nas primeiras 12 horas, os participantes aprenderão a utilizar a folha de cálculo (ex: Excel ou similar) para: realizar cálculos em Química e Física_ aprender métodos numéricos para resolução de problemas. Na segunda metade do estágio, utilizarão software específico para modelar e visualizar moléculas simples e proteínas. O estágio não requer conhecimentos prévios de programação, mas os estudantes deverão trazer um computador portátil, com o sistema operativo Windows, onde possam instalar o software.

Observações: Para a participação no estágio será necessário trazer um computador portátil, com o sistema operativo Windows, onde possam instalar o software.
O software que será utilizado é _open source_ e será fornecido pelo orientador do estágio.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Universidade da Madeira, Edifício da Penteada, Piso 0, Sala 0.57 Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Pedro Pires

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2819. Janelas e ecrãs inteligentes feitos por ti


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: Joana Vaz Pinto
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Electrónica, Física, Físico-Química, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Joana Vaz Pinto, Beatriz Tavares, António Belo, Margarida Rodrigues


Descrição: Certamente já te perguntaste como são feitas as janelas fotocrómicas, eletrocrómicas ou termocrómicas, que mudam de cor deixando passar a luz ou bloqueando a sua passagem. E se durante esta semana pudesses construir uma destas janelas usando materiais mágicos? Iremos explorar materiais que são transparentes e condutores e materiais que têm propriedades cromogénicas, ou seja, em que podemos alterar a sua cor usando estimulos elétricos ou térmicos. Além disso irás poder ver como desenhar padrões por fotolitografia para construir um ecrâ inteligente cromogénico com o teu desenho. Estes ecrãs são semlhantes aos que usas no télemovel e poderás ver mais detalhe o que está lá dentro, descobrir como funcionam e o que está por detrás de cada ponto das imagens que vemos. É o que te convidamos a fazer neste estágio!

Neste estágio iremos abrir mostradores de cristal líquido convencionais, e construir ecrãs e janelas inteligentes baseados em materiais cromogénicos usando técnicas de padronização como a fotolitografia e ver como se comparam com os de cristal líquido.

Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h. Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no DCM.

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no Cenimat e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edifício CENIMAT Hora: 10:00
Pessoa de contacto: Joana Vaz Pinto

Estágio Esgotado


2945. Juntos somos mais fortes, mas brilhamos mais?!


Instituição: Centro de Química de Coimbra (CQC), Departamento de Química, Universidade de Coimbra
Responsável: Sérgio Paulo Jorge Rodrigues
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Química
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Telma Costa, Ana Clara B. Rodrigues, Carla Cunha


Descrição: Neste estágio os alunos terão a possibilidade de conhecer os laboratórios do grupo de Fotoquímica da Universidade de Coimbra. Durante uma semana irão utilizar diversas técnicas que permitirão a caracterização fotofísica de moléculas orgânicas.
Numa primeira fase será efetuada a caracterização de dois compostos aromáticos em solução, pireno (Py) e 1,1,2,2-tetraphenylethylene (TPE), através de espectroscopia de absorção UV/visível e fluorescência de estado estacionário e estado dinâmico. Estas técnicas serão utilizadas para verificar o efeito da agregação na fluorescência do Py e TPE em solventes orgânicos e em misturas acetonitrilo/água. Tensioativos, como SDS ou CTAB, serão usados para provocar um aumento da solubilidade do Py em água e respetivo aumento da intensidade de fluorescência.
Na segunda fase, os compostos orgânicos serão dispersos numa matriz polimérica e estudados através de microscopia de tempos de vida de fluorescência (FLIM).
Serão discutidos os seguintes tópicos: correlação da solubilidade com a estrutura e uso de tensioativos para aumento da solubilidade de compostos apolares em meio aquoso_ o fenómeno de emissão de luz (fluorescência) induzida por agregação vs. diminuição de fluorescência com a agregação do fluoróforo, e a importância de investigar compostos com alta eficiência de emissão de luz no estado sólido.

Observações: na

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada do Departamento de Química, Polo I, Universidade de Coimbra Hora: 10:00
Pessoa de contacto: Telma Costa e Ana Clara B. Rodrigues

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


3138. Laboratório STEAM: Criação e Programação Sonora


Instituição: Centro de Investigação em Educação Básica (CIEB), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: Mário Cardoso
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Mário Cardoso_ Nelson Quina


Descrição: Se a tecnologia, a arte e a criação são a tua paixão, então este Curso de Verão será a oportunidade para aprender e desenvolver de forma interdisciplinar projetos artísticos criativos, com particular incidência na abordagem STEAM. Este curso visa proporcionar ao formando os conhecimentos e as competências necessárias e operacionais no âmbito da criação e programação sonora/musical. Nas sessões de trabalho serão utilizados materiais tecnológicos como o Arduino, Raspberry Pi, Max/Msp, Logic Pro e outros materiais complementares.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Escola Superior de Educação, Instituto Politécnico de Bragança Hora: 9h00
Pessoa de contacto: Mário Cardoso_ Nelson Quina

Estágio já em curso / terminado

2967. Laboratório – trabalho experimental real e virtual


Instituição: Departamento de Física, Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD)
Responsável: Marco Paulo Duarte Naia
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Física, Físico-Química
Data: de 28-08-2023 a 01-09-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Marco Paulo Duarte Naia, Maria Adelaide Andrade e Raimundo Nonato de Medeiros Jr.


Descrição: No estágio serão realizadas de forma guiada algumas atividades experimentais exploradas na disciplina de Física e Química A lecionadas nos 10 e 11º anos do ensino secundário. No entanto os alunos poderão desenvolver as atividades no laboratório real ou num laboratório virtual. As atividades serão planeadas de forma aos alunos poderem formalizar os seus resultados e aprendizagens de maneira que os alunos possam no final compara e discutir as vantagens e desvantagens dos tipos de trabalho.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Departamento de Física da UTAD. Átrio do Polo II da ECT no Campus da Quinta de Prados. Hora: 10h:00min
Pessoa de contacto: Marco Paulo Duarte Naia

Estágio Esgotado


3177. Let’s go green in the city1


Instituição: Centro de Estudos de Engenharia Civil (ISEL)
Responsável: Alexandra Rodrigues
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Físico-Química, Tecnologia
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Alexandra Rodrigues Ana Barreiros Carla Viveiros Idália Gomes Paulo Martins Teresa Santos


Descrição: O aumento dos efeitos relacionados com as alterações climáticas exige uma mudança significativa do estilo de vida de todos nós, sendo necessário repensar a forma como todos nós atuamos no dia a dia e como interagimos com a natureza. As cidades cobrem cerca de 3% da terra do nosso planeta, mas produzem cerca de 72% dos gases com efeito estufa e estima-se que até 2050 quase 85% dos europeus vivam em áreas urbanas, colocando-se enormes desafios às cidades, no que concerne à sua sustentabilidade.
Vem aprender a fazer a transição verde!
Vamos discutir as causas e consequências das alterações climáticas, a importância da economia circular, o impacto da alimentação e falar de Pegadas ecológica/carbono/hídrica. Vamos falar do ciclo da água e de estratégias para poupança e reutilização de água e aferir a qualidade da água no laboratório. Vamos falar de fontes de energia renováveis e como estas fontes estão a ser aplicadas no ISEL. Vamos discutir a questão dos resíduos e analisar o seu potencial de reutilização e aprender a fazer compostagem. Vamos ainda falar de construção sustentável, novos materiais, espaços verdes, qualidade do ar e mobilidade suave, com atividades de laboratório.

Observações: O ISEL situa-se em Marvila, estando uma das entradas no Campus situada junto à estação de Metro de Chelas.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Rua Conselheiro Emidio Navarro nº1 1959-007 Lisboa - Ponto de encontro na entrada do edificio P (alto da escadaria) Hora: 9h
Pessoa de contacto: Alexandra Rodrigues

Estágio Esgotado


3178. Let’s go green in the city2


Instituição: Centro de Estudos de Engenharia Civil (ISEL)
Responsável: Alexandra Rodrigues
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Físico-Química, Tecnologia
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Alexandra Rodrigues Ana Barreiros Carla Viveiros Idália Gomes Paulo Martins Teresa Santos


Descrição: O aumento dos efeitos relacionados com as alterações climáticas exige uma mudança significativa do estilo de vida de todos nós, sendo necessário repensar a forma como todos nós atuamos no dia a dia e como interagimos com a natureza. As cidades cobrem cerca de 3% da terra do nosso planeta, mas produzem cerca de 72% dos gases com efeito estufa e estima-se que até 2050 quase 85% dos europeus vivam em áreas urbanas, colocando-se enormes desafios às cidades, no que concerne à sua sustentabilidade.
Vem aprender a fazer a transição verde!
Vamos discutir as causas e consequências das alterações climáticas, a importância da economia circular, o impacto da alimentação e falar de Pegadas ecológica/carbono/hídrica. Vamos falar do ciclo da água e de estratégias para poupança e reutilização de água e aferir a qualidade da água no laboratório. Vamos falar de fontes de energia renováveis e como estas fontes estão a ser aplicadas no ISEL. Vamos discutir a questão dos resíduos e analisar o seu potencial de reutilização e aprender a fazer compostagem. Vamos ainda falar de construção sustentável, novos materiais, espaços verdes, qualidade do ar e mobilidade suave, com atividades de laboratório.

Observações: O ISEL situa-se em Marvila, estando uma das entradas no Campus situada junto à estação de Metro de Chelas.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Rua Conselheiro Emidio Navarro nº1 1959-007 Lisboa - Ponto de encontro na entrada do edificio P (alto da escadaria) Hora: 9h
Pessoa de contacto: Alexandra Rodrigues

Estágio Esgotado


3114. Matemática e Tecnologia - MathE


Instituição: Centro de Investigação em Digitalização e Robótica Inteligente (CeDRI), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: Florbela Pires Fernandes
Nº Alunos: 2
Anos: 11º, 12º
Área: Matemática, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Florbela Fernandes Beatriz Flamia Fátima Pacheco Ana Pereira


Descrição: Pretende-se que os alunos elaborem, diversos materiais para serem disponibilizados na plataforma MathE (plataforma online de apoio à aprendizagem da matemática desenvolvida no âmbito do projeto MathE - Improve Math Skills in Higher Education ).
Ao longo do trabalho será usado LaTeX para escrita de documentos científicos e para escrita de linguagem matemática em websites.
No final do estágio os alunos devem dominar o básico de LaTeX para ser possível formular questões na plataforma MathE, bem como, associar vídeos explicativos a cada uma das questões desenvolvidas na plataforma.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Escola Superior de Tecnologia e Gestão - Instituto Politécnico de Bragança Hora: 9h30min
Pessoa de contacto: Florbela Fernandes, Beatriz Flamia

Estágio Esgotado


2841. Materiais para captura de CO2


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: Marta Corvo
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Física, Físico-Química, Química, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Marta Corvo Raquel Barrulas Diogo Ferreira


Descrição: Queres ajudar a combater as alterações climáticas?
Para tornarmos as técnicas de produção habituais mais verdes, precisamos de inventar novos modos de evitar as emissões de CO2. Neste estágio convidamos-te a desenvolver e testar um novo material que poderemos utilizar para capturar CO2. Terás oportunidade de fazer reações químicas e caracterizar os materiais desenvolvidos. Por último, irás testar o comportamento destes materiais na presença de CO2 utilizando técnicas de ressonância magnética nuclear.

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no Cenimat e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edifício Cenimat Hora: 10:00
Pessoa de contacto: Marta Corvo

Estágio Esgotado


2973. Micropropagar plantas medicinais, e depois?


Instituição: Departamento de Genética e Biotecnologia, Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD)
Responsável: Fernanda Maria Madaleno Rei Tomás Leal Santos
Nº Alunos: 5
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Agronomia, Biologia
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Fernanda Maria Madaleno Rei Tomás Leal Santos / Suzanna Correia


Descrição: Sabias que aproximadamente ¼ dos medicamentos que tomamos são obtidos de plantas medicinais?
Vem aprender como podemos multiplicar essas plantas, para as ter disponíveis durante todo o ano e não estarem em perigo de extinção devido à elevada procura. Vem conhecer alguns dos metabolitos secundários a partir dos quais se preparam os medicamentos e saber como podemos extraí-los das plantas.

Recomenda-se que os participantes tragam bata e calçado confortável para caminhar.

Observações: Recomenda-se que os participantes tragam bata e calçado confortável para caminhar.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: UTAD, Edificio Blocos Laboratoriais sala A0.09 Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Fernanda Maria Madaleno Rei Tomás Santos

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2883. Modelação Digital 3D - MD3D


Instituição: Centro de Investigação em Modelação e Optimização de Sistemas Multifuncionais (CIMOSM), Instituto Superior Engenharia de Lisboa
Responsável: José Rodrigues
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Informática, Matemática, Tecnologia
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): José Alberto Rodrigues, Amélia Loja, André Carvalho


Descrição: A modelação digital 3D traduz-se na construção de um modelo tridimensional, com recurso a um software baseado em modelos matemáticos de representação. A evolução sentida nas últimas décadas nos softwares permite trabalhar, quer na criação de novos objetos, quer na reprodução de objetos existentes, o designado procedimento de engenharia inversa.
Estes progressos beneficiam as indústrias que trabalham no contexto de digitalização de objetos, impressão 3D, e visualizações foto-realistas de modelos digitais, ou até mesmo a Animação 3D e Efeitos Visuais para Cinema.
Neste estágio acompanharemos, com a utilização de diversos softwares, os processos desde a reprodução/criação de modelos até à sua impressão 3D, simulando o processo de criação industrial.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Átrio do edifício P (edifício principal) Hora: 9:15
Pessoa de contacto: José Rodrigues

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


3120. Nanomateriais para aplicações biomédicas


Instituição: Centro de Química da Madeira (CQM), Universidade da Madeira
Responsável: Helena Maria Pires Gaspar Tomás
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Ciências da Saúde, Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Helena Tomás, Ana Sofia Duarte, Fátima Mendes


Descrição: Os nanomateriais podem ser usados em medicina para o diagnóstico, tratamento e acompanhamento de várias doenças (nanomedicina). Neste estágio, os estudantes vão participar em diversas experiências cujo objetivo é desenvolver nanomateriais para terapia genética, ou seja, nanomateriais que atuem como transportadores de ácidos nucleicos para o interior de células. O estágio envolve a cultura de células animais, a utilização do microscópio de fluorescência e a execução de diversas técnicas bioquímicas.

Observações: Os estudantes devem trazer uma bata para trabalhar no laboratório.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Universidade da Madeira, Edifício da Penteada, Piso 0, Sala 0.57 Hora: 10h
Pessoa de contacto: Helena Tomás, Ana Sofia Duarte, Fátima Mendes

Estágio Esgotado


3209. Nanotecnologia em acção!


Instituição: INESC Microsistemas e Nanotecnologias
Responsável: Helena Alves
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Física, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Helena Alves, Virgínia Soares


Descrição: A nanotecnologia é uma área da Ciência que está cada vez mais presente no nosso dia a dia com aplicações muitas vezes discretas, mas significativas. É fundamental para o desenvolvimento de tecnologias, estendendo a sua aplicação a campos tão diversos como a indústria automóvel, aeroespacial, biomédica, eletrónica e bioquímica.
É graças à nanotecnologia que é possível o desenvolvimento de aparelhos cada vez mais compactos (exemplo: telemóveis, computadores, pulseiras com potencial de monitorização da saúde e deteção precoce de doenças).
Em laboratório vais aprender:
- Técnicas de nanoengenharia de dispositivos elétricos, magnéticos e biomédicos_
- Visitar uma sala limpa e compreender a sua importância_
- Fazer modelação 2D
- Fabricar nanoestruturas e nanodispostivos recorrendo a algumas das técnicas de produção de microcomponentes e nanomateriais.
- Avaliar a microestrutura e algumas propriedades dos componentes produzidos.

Os estagiários terão assim, oportunidade de se envolverem em tarefas de iniciação à nanotecnologia e da sua importância em diversas Engenharias através de aplicações lúdicas.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: INESC MN – Rua Alves Redol 9, 1000-029 Lisboa Hora: 9h00
Pessoa de contacto: Helena Alves

Estágio Esgotado


2893. Neurofármacos : contaminantes aquáticos, efeitos e soluções!


Instituição: Centro de Investigação em Saúde e Ambiente CISA.ESS| P.Porto
Responsável: Piedade Aurora Gonçalves de Barros
Nº Alunos: 5
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Piedade Barros Beatriz Machado


Descrição: Os contaminantes emergentes são substâncias encontradas em pequenas concentrações, mas que, a longo prazo, trazem risco, pois provocam problemas na qualidade da água, nos organismos aquáticos e na saúde humana. São exemplos de contaminantes emergentes os produtos farmacêuticos, anticoncecionais, produtos de beleza, protetor solar, pesticidas entre outros e podem ser encontrados em fontes de abastecimento de água, águas subterrâneas e até mesmo na água potável. Alguns fármacos não são removidos nas estações de tratamento de água, e uma vez que são desenvolvidos para serem estáveis e não se degradarem facilmente, são persistentes na água dos ecossistemas. Neste estágio vamos estudar os efeitos que os neurofármacos, medicamentos usados no tratamento de doenças do sistema nervoso, têm nos organismos aquáticos. Vamos realizar ensaios para estudar os efeitos que estes fármacos provocam e ainda vamos testar a possibilidade de utilizar uma planta aquática no tratamento da água contaminada.

Observações: Centro de Investigação em Saúde e Ambiente da Escola Superior de Saúde. Rua Dr. António Bernardino de Almeida, 400 4200-072 PORTO
É necessário usar bata durante o estágio.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Escola Superior de Saúde. Átrio da entrada principal. Hora: 9:15:00 AM
Pessoa de contacto: Piedade Barros_ Beatriz Machado

Estágio Esgotado


3112. Novas abordagens terapêuticas para o cancro do endométrio


Instituição: Instituto de Investigação Clínica e Biomédica de Coimbra (iCBR) da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Responsável: Mafalda Laranjo
Nº Alunos: 1
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Ciências da Saúde
Data: de 23-08-2023 a 29-08-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Mafalda Laranjo, Beatriz Serambeque


Descrição: O estudante irá acompanhar experiências com linhas celulares de cancro do endométrio e perceber de que forma é que através destes modelos celulares se pode caracterizar a doença e desenvolver novos tratamentos. O estudante irá contactar com a cultura celular e a avaliação da resposta das populações tumorais do endométrio à terapia fotodinâmica.

Observações: Se te interessas pela área da Oncobiologia e queres aprender mais sobre técnicas de cultura celular e as suas aplicações, vem conhecer o nosso laboratório e o trabalho que desenvolvemos nesta temática.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Hora: Entrada do iCBR da FMUC (porta de vidro)
Pessoa de contacto: Mafalda Laranjo

Estágio Esgotado


3167. Novos neurónios na idade adulta?


Instituição: Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa - Instituto de Investigação do Medicamento - iMed
Responsável: Susana Solá
Nº Alunos: 2
Anos: 12º
Área: Ciências da Saúde
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Susana Solá


Descrição: Ao contrário do que anteriormente se pensava, o sistema nervoso não é fixo nem incapaz de se regenerar. De facto, ao longo da vida adulta, o cérebro humano possui a capacidade de produzir novos neurónios a partir de células estaminais neurais. Este processo é designado como neurógenese adulta e, ao longo dos últimos anos, a investigação nesta área tem sofrido grandes progressos. Estudos recentes têm revelado que as células estaminais neurais são decisivas, ao longo da vida, para assegurar processos de memória e aprendizagem, mas também atenuar as respostas ao stress e inclusivamente prevenir o comportamento depressivo. Curiosamente, existe, também, uma forte influência da dieta, do microbioma intestinal e do exercício físico na regeneração neural mediada pelas células estaminais neurais.

Neste estágio, os estudantes poderão executar algumas técnicas de laboratório simples com o objetivo de compreender melhor o papel das células estaminais neurais na atividade cerebral. Poderão, ainda, avaliar o efeito de alguns estímulos externos na atividade e diferenciação das células estaminais neurais, como por exemplo, diferentes sinais de stress (e.g stress oxidativo e sinais crónicos associados à Depressão), alguns metabolitos microbianos associados a certas dietas e ainda reguladores metabólicos associados ao exercício físico.

Em suma, pretende-se que os estudantes possam ter uma experiência imersiva no mundo da investigação, melhorando as suas estratégias de análise dos resultados, o seu pensamento crítico, a sua capacidade de trabalhar em equipa, mas sobretudo, o seu entusiasmo pela ciência.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada Principal da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa Hora: 09:30 am
Pessoa de contacto: Susana Solá

Estágio Esgotado


3706. O ambiente passado a partir de uma sondagem marinha


Instituição: Instituto Português do Mar e da Atmosfera, I.P. (IPMA)
Responsável: Teresa Drago
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Geologia
Data: de 21-08-2023 a 25-08-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Teresa Drago, Cristina Roque


Descrição: Este estágio tem por objetivo o estudo de uma sondagem marinha (Monte Portimão) colhida a 3520 m de profundidade, com vista à reconstrução paleoambiental dos últimos 40 mil de anos. Os alunos terão oportunidade de colocar as “mãos na massa”, realizando trabalho de laboratório, onde além da descrição da sondagem, realizarão/participarão na análise das fotos, raios X, análise granulométrica, determinação dos carbonatos e matéria orgânica dos sedimentos e análise mineralógica da fração arenosa. Haverá ainda uma sessão dedicada ao processamento de dados e a sua discussão. No final, cada aluno fará uma apresentação de 2 minutos de um tema abordado à sua escolha.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: As atividades desenvolver-se-ão no IPMA Tavira. O IPMA situa-se em frente ao Forte do Rato, no caminho para o Hotel Vila Galé Albacora e têm as seguintes coordenadas - Latitude 37º 07’17.93’’N | Longitude 7º37’12.13’’W Hora: 9h
Pessoa de contacto: Teresa Drago

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2793. O fantástico Mundo da proteína fluorescente verde!


Instituição: Centro de Estudos de Engenharia Química (CEEQ), Instituto Superior de Engenharia de Lisboa
Responsável: Magda Semedo
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Físico-Química, Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Magda Semedo e Sónia Martins


Descrição: As proteínas fluorescentes verdes têm fascinantes aplicações na Medicina, na Biologia Celular e na Biotecnologia. Estas proteínas podem ser utilizadas para iluminar outras proteínas, pelo que têm sido utilizadas pelos cientistas como marcadores fluorescentes em células vivas e em diversos organismos.
Este trabalho tem como objetivo a inserção numa estirpe de Escherichia coli do gene que codifica para a proteína fluorescente verde, isolado da medusa bioluminescente Aequorea victoria do Oceano Pacífico. Para o efeito, as células bacterianas são previamente preparadas para que possam incorporar DNA exógeno. Essas células, designadas por células competentes são transformadas com o vector de clonagem de genes, o plasmídeo pGLO. Após a transformação, a bactéria expressa o gene adquirido e produz a proteína fluorescente verde, que lhe confere a cor verde brilhante sob luz ultravioleta, característica destas medusas. A Escherichia coli transformada é posteriormente inoculada em meio líquido e após o crescimento da cultura, as células são recolhidas e o plasmídeo pGLO isolado.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Átrio Principal Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Magda Semedo

Estágio Esgotado


2999. O que são os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável?


Instituição: Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Lisboa
Responsável: Ana Delicado
Nº Alunos: 10
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Sociologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Maria Manuel Vieira, Vanessa Cunha, Marcelo Carmelo, Luísa Schmidt


Descrição: Sabes o que são, quantos são e para que servem os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS)? Neste estágio vais conhecer alguns a partir da perspetiva das ciências sociais.
Partimos da ideia de que não deve haver uma única pessoa que não tenha já encontrado ou visto 17 quadradinhos coloridos alinhados ao lado uns dos outros, com um desenho no meio. Quase todos saberão que os 17 quadradinhos coloridos correspondem aos célebres 17 ODS, ou melhor, Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.
Os ODS surgiram porque a ONU, ou seja, o conjunto dos quase 200 países que existem no mundo, cujo secretário-geral é António Guterres, reconheceram a necessidade e urgência de alcançar até 2030, 17 objetivos claros, e que devem ser implementados em todos os países do mundo, orientando políticas nacionais e medidas de cooperação internacional.
Os temas e problemas são tão diversos e importantes como: a erradicação da pobreza e da fome, redução das desigualdades sociais, acesso à saúde, à educação, à água e ao saneamento, combate às alterações climáticas e à degradação dos ecossistemas marinhos e terrestres, energia acessível e limpa, reforço da igualdade de género, produção e consumo responsáveis e cidades sustentáveis, novos empregos, acesso à justiça, combate à corrupção e instituições fortes que protejam os bens comuns.
Os ODS foram aprovados em 2015 e são eles que constituem a esperança para construirmos um mundo melhor para toda a Humanidade esteja ela onde estiver, tenha ela o grau de desenvolvimento que tiver, seja ela quem for. Isto porque se trata de um desenvolvimento que respeite e regenere o ambiente, invista numa economia mais verde e tenha em conta o bem-estar de todas as sociedades.
Com o apoio do Observa – Observatório de Ambiente, Território e Sociedade vais explorar as dimensões sociais de vários ODS relativos ao Planeta: Água Potável e Saneamento (ODS 6), Energias Renováveis e Acessíveis (ODS 7), Cidades e Comunidades Sustentáveis (ODS 11), Produção e Consumo Sustentáveis (ODS 12), Ação Climática (ODS 13). Através de jogos e atividades desafiantes vais ficar a conhecer mais sobre este tema e experimentar as metodologias que as ciências sociais utilizam para compreender estes fenómenos.
Com especialistas do Observatório Permanente de Juventude e do Observatório das Famílias e Políticas de Família vais investigar a situação dos jovens em três ODS: Vida Saudável (ODS 3), Educação de Qualidade (ODS 4) e Igualdade de Género (ODS 5). A partir dos temas da sinistralidade rodoviária, do (in)sucesso escolar e da saúde sexual e reprodutiva, vais ficar a saber porque é que faz sentido abordar estes três ODS em conjunto e olhar para os jovens à lupa das ciências sociais.
Com os investigadores do Observatório da Qualidade da Democracia irás aprofundar os dois últimos ODS da lista: Paz, Justiça e Instituições Eficazes (ODS16) e Parcerias para a Implementação dos Objetivos (ODS 17). Com base nas ferramentas da Ciência Política, vais analisar as metas relativas a estes objetivos, bem como o seu cumprimento em diferentes geografias do mundo.
No final do estágio terás adquirido um conjunto de conhecimentos e competências que poderás utilizar nos teus projetos escolares.

Observações: O ICS localiza-se na Cidade Universitária, junto ao ISCTE e à Biblioteca Nacional. A estação de metro mais próxima é a de Entrecampos.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: ICS-Ulisboa, Av Prof. Aníbal de Bettencourt, 9, Lisboa, Sala 2 Hora: 9:30:00 AM
Pessoa de contacto: Ana Delicado

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2858. O que vês ao Espelho: Realidade ou Ficção?


Instituição: Centro de Investigação em Biociências e Tecnologias da Saúde (CBIOS), Universidade Lusófona
Responsável: Cíntia Pêgo
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 05-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Cíntia Pêgo, Emília Alves e Leandro Oliveira


Descrição: Conheces o teu corpo? Se tens curiosidade sobre como se distribui o teu músculo e a tua gordura, então este estágio é para ti!

A obesidade não é somente estética. O excesso de peso, e sobretudo o excesso de gordura, apresentam vários riscos para a saúde da sociedade. Para podermos levar a cabo dietas mais personalizadas e específicas para o tratamento destas diferentes doenças, é importante primeiro conhecermos a realidade do nosso corpo. A avaliação da quantidade de gordura e músculo é essencial para a melhor adaptação da nossa alimentação. Será que a sociedade conhece realmente o seu corpo? Será que a imagem que vemos no espelho reflete a realidade do que somos?

Em oito dias poderás:
a) Aprender o conceito de composição corporal: as diferenças entre músculo, osso e gordura
b) Discutir as diferentes formas de avaliação da composição corporal
c) Avaliar as diferenças entre a própria perceção do peso e do corpo e a realidade
d) Descobrir como influencia a alimentação e a dieta na distribuição dos tecidos corporais
e) Apresentar e discutir resultados, de uma forma fundamentada

Junta-te a nós e vem descobrir que somos o que comemos!

Observações: O estágio decorrerá todos os dias das 9h às 17h.

No campus da Universidade Lusófona, os participantes terão acesso a restaurantes e a espaços amplos com disponibilização de micro-ondas onde poderão fazer as suas refeições.

Este estágio será orientado por uma equipa multidisciplinar de investigadores do CBIOS, nomeadamente: Cíntia Pêgo, Emília Alves e Leandro Oliveira.

Mais informações sobre o CBIOS: http://cbios.ulusofona.pt/

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada principal da Universidade Lusófona (Campo Grande, 376 1749-024 Lisboa) Hora: 9:30:00 AM
Pessoa de contacto: Cíntia Pêgo

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2761. Observação da expansão do universo em tempo real


Instituição: Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP)
Responsável: Carlos Martins
Nº Alunos: 2
Anos: 12º
Data: de 03-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): A equipa inclui 2 alunos de doutoramento, 4 alunos de mestrado, e 9 alunos de licenciatura. Outros estagiários de Espanha, Hungria e Portugal estarão no CAUP nas mesmas datas.


Descrição: O aluno será integrado num projecto internacional que desenvolve estratégias observacionais optimizadas para a caracterização das propriedades da energia escura. Em particular, pretende-se utilizar para esse fim medições em tempo real da taxa de expansão do universo (designado redshift drift) que serão pela primeira vez feitas pelo instrumento ANDES, cuja Fase B de construção está a decorrer. O aluno poderá contribuir para o planeamento destas observações.

Experiência de programação (em linguagens como Python ou Matlab), análise e visualização de dados é importante. Apenas serão consideradas candidaturas que para além da carta de motivação incluam um certificado com as notas e uma carta de recomendação de um professor. Após a parte presencial do estágio, o projecto pode ser continuado remotamente. Possivelmente o aluno terá também oportunidade de participar no Encontro Nacional de Astronomia 2023 (datas a confirmar).

Observações: Dúvidas informais sobre o estágio e os seus requisitos podem ser enviadas a Carlos.Martins@astro.up.pt

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Centro de Astrofísica da Universidade do Porto Hora: 9:00
Pessoa de contacto: Carlos Martins

Estágio Esgotado


2878. OleaChain: Sustentabilidade alimentar numa abordagem STEM


Instituição: Centro de Investigação em Educação Básica (CIEB), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: Cristina Mesquita
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Agronomia, Sociologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Cristina Mesquita Cristina Ribeiro Maria Luísa Azevedo Manuel Vara Pires


Descrição: Este estágio está incluído no projeto OleaChain: Habilidades para sustentabilidade e inovação na cadeia de valor dos olivais tradicionais no Interior do Norte de Portugal, desenvolvido pelo Instituto Politécnico de Bragança. Tem como objetivo valorizar os produtos regionais, mais especificamente o azeite. Neste projeto, o Centro de Investigação em Educação Básica (CIEB) assume o compromisso de trabalhar o conceito da sustentabilidade alimentar e da abordagem STEM, relacionando-as à fileira do olival. Neste estágio terás a oportunidade de explorar os processos de transformação da azeitona em azeite, através das áreas de ciências, tecnologia, engenharia e matemática. Este estágio irá permitir que conheças diferentes pontos da cidade de Bragança, que contactes com os laboratórios do Instituto Politécnico de Bragança e com diferentes materiais didáticos. Pretende-se que seja um estágio dinâmico, onde poderás desenvolver saberes no âmbito da robótica, pensamento computacional, nutrição e outros aplicados à educação.

Observações: O Estágio tem como objetivo valorizar os produtos regionais, mais especificamente o azeite. Neste projeto, o Centro de Investigação em Educação Básica (CIEB) assume o compromisso de trabalhar o conceito da sustentabilidade alimentar e da abordagem STEM.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Centro de Investigação em Educação Básica, Instituto Politécnico de Bragança Hora: 9h30
Pessoa de contacto: Cristina Mesquita, Cristina Ribeiro, Maria Luísa Azevedo Manuel Vara Pires

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


3141. Organização e controlo da produção: do artesão à linha de produção


Instituição: Centro de Investigação em Digitalização e Robótica Inteligente (CeDRI), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: Maria Clara Bento Vaz
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Informática, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário:
Investigador(es): Maria Clara Vaz, Paulo Leitão


Descrição: Neste estágio, os estudantes aprenderão os princípios de organização e controlo de processos de fabrico através da simulação de vários cenários, recorrendo a um jogo da produção, onde serão aplicados os principais conceitos de gestão de operações que visam um desempenho eficaz, sustentável e eficiente. Nos vários cenários, os alunos poderão participar ativamente, assumindo os vários papeis no jogo de produção desde o artesão à sua integração nos centros de trabalho de uma linha de produção. No final do estágio os alunos terão adquirido competências de apoio à organização, coordenação e controlo de atividades que utilizam diferentes recursos e na obtenção de indicadores de desempenho de processo.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Receção da ESTiG-IPB Hora: 9:30 ou 14:30 (conforme o programa do primeiro dia)
Pessoa de contacto: Maria Clara Vaz

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


3298. Parlamento Oceânico


Instituição: MARE-NOVA
Responsável: Carla Silva
Nº Alunos: 5
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Sociologia
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Mônica Mesquita (coord.), Daniel Oliveira, Sílvia Franco, Felipe Alvarado & Marta Torres.


Descrição: O Observatório de Literacia Oceânica, um grupo de investigação do Centro MARE, tem desenvolvido o Parlamento Oceânico com o objectivo de promover o debate sobre o oceano com toda a sociedade, nomeadamente, as entidades governamentais, instituições públicas e privadas, associações, comunidades, estudantes, investigadores, moradores, artistas. A escolha do Parlamento Oceânico vem da necessidade de se criar espaços socioculturais - movimento ativistas, não só na constituição de uma Carta do Oceano - um manifesto orgânico e em constante evolução, já iniciado em sua Primeira Sessão realizada em 2018, mas também para manter uma discussão de fronteira, alimentando uma nova consciência sobre o Direito ao Oceano. Dia 10 de julho de 2023 teremos uma sessão do Parlamento Oceânico, em sua estrutura própria criada pelo coletivo de arquitetos - Zuloark, a qual hoje se encontra nos Jardins da Biblioteca da Universidade NOVA de Lisboa, campus Caparica. Esta sessão está conectada a atividade do European Martime Day - EMD 2023, tem como tema central _O Oceano que o Oceano quer_ e será desenvolvida em português - face ao público-alvo. Teremos a presença de um facilitador, bem como quatro especialistas de diferentes áreas do saber, para que nos primeiros 20 minutos da sessão seja estabelecido um ambiente dialógico frutífero. A sessão decorrerá em 2h. Neste sentido, o estágio de uma semana no Observatório de Literacia Oceânica, cuidada pela coordenadora do mesmo - Professora Doutora Mônica Mesquita, abre-se para receber 5 alunos que, junto com a equipa do Parlamento Oceânico, vivenciará o processo final de implementação, estudará alguns requesitos necessários para desenvolver um movimento ativista pacifista, participará ativamente na escrita coletiva da Carta do Direito ao Oceano.

Observações: Horário das 10h-16h, com excepção do primeiro dia 10h-20h.
Área do estágio: Socioambiental

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Universidade NOVA de Lisboa/Faculdade de CIências e Tecnologia/Departamento de Ciênciase Engenharia Ambiental/Gabinete 460 Hora: 10h
Pessoa de contacto: Mônica Mesquita

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


3208. Personalizando a saúde: descobre como os genes influenciam a resposta aos medicamentos


Instituição: Centro de Investigação em Saúde e Ambiente CISA.ESS| P.Porto
Responsável: Marlene Santos
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Marlene Santos, Ana Oliveira, Claudia Pinho, Rita Oliveira, Fernando Moreira, Patricia Correia e Renato Carvalho


Descrição: Nesta atividade prática, os estudantes vão explorar como os genes influenciam a resposta individual aos medicamentos. Com amostras biológicas, os alunos vão extrair o DNA e analisar os polimorfismos de nucleótido único (SNPs) em genes relacionados com a resposta aos medicamentos, como o gene VKORC1, responsável pela resposta à varfarina. Com o uso de softwares de análise de dados, os estudantes vão interpretar os resultados e discutir as diferenças genéticas entre eles e como essas diferenças podem influenciar a resposta individual aos medicamentos. Esta atividade vai permitir aos estudantes desenvolver habilidades de pesquisa e análise de dados, além de compreender como os testes genéticos podem ser usados para personalizar os tratamentos.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Receção da ESS Hora: 9.30h
Pessoa de contacto: Marlene Santos

Estágio já em curso / terminado

2853. Plantas aromáticas: do laboratório ao prato


Instituição: Centro de Investigação e Tecnologias Agroambientais e Biológicas (CITAB), Universidade de Trás os Montes e Alto Douro
Responsável: Maria Manuela Outeiro Correia de Matos
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Agronomia, Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Maria Manuela do Outeiro Correia de Matos Fernanda Leal Ana Cláudia Coelho Marlene Santos Suzana Correia


Descrição: Como sabes as plantas aromáticas têm cada vez mais interesse para a área alimentar, sendo muito procuradas por produtores e consumidores, pois além de dar cor e sabor aos cozinhados, são importantes aliadas da saúde. Vem conhecer algumas das plantas aromáticas mais utilizadas, estudar a sua diversidade através da análise do seu DNA, confirmar as suas propriedades antimicrobianas e aprender como podemos produzi-las em laboratório e como tê-las disponíveis durante todo o ano, à “distância de um clique”, para usarmos em cozinha gourmet.

Observações: Atividade prática laboratorial

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: UTAD, Blocos Laboratoriais , Gabinete A0.03 Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Maria Manuela Outeiro Correia de Matos

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2940. Polimorfismo do chocolate e de ativos farmacêuticos


Instituição: Centro de Química de Coimbra (CQC), Departamento de Química, Universidade de Coimbra
Responsável: Sérgio Paulo Jorge Rodrigues
Nº Alunos: 4
Anos: 11º, 12º
Área: Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Teresa Roseiro, Ermelinda Eusébio, João Baptista


Descrição: Muitos compostos orgânicos apresentam múltiplas formas cristalinas, isto é, no estado sólido as moléculas podem organizar-se em arranjos tridimensionais distintos os quais são denominados polimorfos. As várias formas cristalinas possuem características físico-químicas diferentes, de que são exemplos a temperatura de fusão, a solubilidade e a velocidade de dissolução. Este aspeto tem grande relevância em diversos campos sendo de salientar as indústrias farmacêutica e alimentar.
Relativamente ao chocolate, um dos ingredientes mais importantes é a manteiga de cacau a qual é composta por vários triglicerídeos. A forma como as moléculas de triglicerídeos se organizam no estado sólido é responsável pelas propriedades apresentadas pelo chocolate tais como ponto de fusão, brilho e textura. São conhecidas várias formas polimórficas para a manteiga de cacau sendo a forma denominada V ou beta a que possui as características organoléticas desejadas. Neste estágio serão analisados vários chocolates disponíveis no mercado, de modo a avaliar a forma polimórfica que se encontra presente nas amostras estudadas.
Serão também preparadas formas polimórficas de alguns fármacos por cristalização em solventes, por exemplo a pirazinamida usada no tratamento da tuberculose e o paracetamol, um analgésico, as quais serão posteriormente caracterizadas por diversos métodos instrumentais de análise.

Observações: na

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada do Departamento de Química, Polo I da Universidade de Coimbra Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Teresa Roseiro

Estágio Esgotado


3204. Preparação de manipulados em Farmácia


Instituição: Centro de Investigação em Saúde e Ambiente CISA.ESS| P.Porto
Responsável: Ana Isabel Oliveira
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Físico-Química
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Ana Isabel Oliveira, Cláudia Pinho, Fernando Moreira, Marlene Santos Lima, Patrícia Correia, Rita Ferraz de Oliveira


Descrição: A preparação de medicamentos e outros produtos manipulados faz parte integrante das funções da Farmácia, sendo fundamentais para a prestação de cuidados de saúde.
Cabe ao Profissional de Farmácia preparar formas galénicas adequadas às necessidades de cada doente, respeitando as Boas Práticas de Fabrico de Manipulados e as normas regulamentares oficiais.
Os manipulados constituem portanto alternativas terapêuticas, permitindo a preparação individualizada de medicamentos mais adequados ao perfil fisiopatológico de cada doente. A preparação de manipulados pode ainda ser indicada noutros contextos, nomeadamente na dermocosmética. Em ambas as situações podem ser usados compostos de origem sintética, semi-sintética e natural (especificamente de origem vegetal).

Observações: O estágio irá decorrer nas instalações da Escola Superior de Saúde e Centro de Investigação em Saúde e Ambiente, do Politécnico do Porto.
Este estágio não disponibiliza almoço nem deslocação.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: átrio (receção) da Escola Superior de Saúde - Politécnico do Porto Hora: 9.30h
Pessoa de contacto: Ana Isabel Oliveira, Cláudia Pinho, Fernando Moreira, Marlene Santos Lima, Patrícia Correia, Rita Ferraz de Oliveira

Estágio Esgotado


3125. Preparação de potenciais fármacos de origem natural


Instituição: Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa - Instituto de Investigação do Medicamento - iMed
Responsável: Filipa Siopa
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Físico-Química, Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Milene Fortunato e Filipa Siopa


Descrição: Os produtos naturais (NPs), de organismos terrestres ou aquáticos, fornecem um número enorme de esqueletos químicos estruturalmente diversos, representando um valioso recurso para a descoberta de novos medicamentos. Todos os anos surgem no mercado diversos medicamentos com origem em produtos naturais. A maioria é aplicada ao tratamento de cancro e infeções bacterianas, como os derivados de NPs aprovados em 2017 e 2019, Mundesine e Xenlita, respetivamente. Porém, o acesso a moléculas bioativas derivadas de NPs permanece um grande desafio. O tradicional método de isolamento inclui várias etapas de purificação que, em geral, só permitem a obtenção de baixas quantidades dos compostos alvo. Além disso, a descoberta de compostos bioativos baseados em NPs é realizada principalmente por meio do isolamento de substâncias individuais guiadas pela sua bioatividade, deixando para trás um grande número de compostos estruturalmente diversos que não são bioativos.

Este projeto pretende a criação de uma metodologia integrada que permite a reação ortogonal entre grupos funcionais presentes em diversas moléculas de extratos naturais e unidades químicas contendo estruturas semelhantes a fármacos. Essa estratégia facilitará o isolamento das NOVAS moléculas sintetizadas a partir do extrato bruto, fornecendo uma complexidade adicional.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa Hora: 9h30
Pessoa de contacto: Filipa Siopa

Estágio Esgotado


2787. Produção de bioplásticos com polímeros de origem natural


Instituição: Centro de Estudos de Engenharia Química (CEEQ), Instituto Superior de Engenharia de Lisboa
Responsável: Ana Catarina Cardoso de Sousa
Nº Alunos: 4
Anos: 11º, 12º
Área: Físico-Química, Química
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Ana Catarina Cardoso de Sousa


Descrição: Actualmente, o petróleo é ainda a principal fonte primária para a produção de plásticos. No entanto, pelo facto de ser uma fonte não renovável, o seu consumo provoca um desequilíbrio ambiental. Paralelemente, o crescimento do consumo de plásticos somado ao seu baixo teor de degradabilidade, têm gerado um grave problema de contaminação ambiental, tornando-se assim necessário a produção de substitutos ambientalmente sustentáveis, os chamados bioplásticos, importantes no sentido da utilização de matérias primas renováveis e diminuição da acumulação de resíduos plásticos sintéticos no meio ambiente.
No presente estágio serão produzidos filmes de bioplásticos, partindo de amido, gelatina e outras matérias-primas de origem natural. Os filmes produzidos serão caracterizados relativamente à sua estrutura química e avaliadas no que se refere a algumas propriedades físicas e mecânicas.

Observações: Estágio na área da química - Nível introdutório

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Laboratório de Química Inorgânica do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Ana Catarina Cardoso de Sousa

Estágio Esgotado


2936. Produtos Naturais - extracção e avaliação de propriedades biológicas


Instituição: Centro de Química da Madeira (CQM), Universidade da Madeira
Responsável: Paula Castilho
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Agronomia, Biologia, Ciências da Saúde, Físico-Química, Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Paula Castilho Rui Ferreira


Descrição: Os compostos obtidos a partir de diversas plantas aromáticas podem ser usados para combater pragas agrícolas como fungos e insectos. Neste estágio, vamos recolher plantas já identificadas como fungicidas e repelentes de insectos prejudiciais, secá-las de forma controlada e obter extractos alcoolicos e voláteis. Vamos identificar os componentes maioritários por técnicas simples e avaliar a sua toxicidade sobre organismos modelo. O estágio envolve algum trabalho de campo fora das instalações da Universidade.

Observações: Produtos Naturais - extracção e avaliação de propriedades biológicas
Trazer bata

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Sala 0.57 do Campus Universitário da Penteada Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Paula Cristina Castilho

Estágio Esgotado


2961. Produtos naturais com propriedades antibacterianas como potencial alternativa ao uso dos antibióticos


Instituição: Departamento de Ciências Veterinárias, Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD)
Responsável: Prof. Patricia Poeta
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Patrícia Poeta, Vanessa Silva, Adriana Silva


Descrição: Devido ao uso excessivo de antibióticos, as bactérias desenvolveram resistências o que dificultou ou impossibilitou o tratamento da infeção. Assim, é necessário e urgente encontrar alternativas para superar a resistência aos antibióticos, a fim de garantir o tratamento adequado no caso de infeções bacterianas que são responsáveis por mais de meio milhão de mortes no mundo a cada ano. Assim, a necessidade de soluções alternativas para lidar com este problema trouxe um interesse renovado em produtos naturais como fontes de potenciais antimicrobianos e que sejam capazes de combater estas bactérias patogénicas resistentes. Os produtos naturais podem potencializar a atividade antimicrobiana dos antibióticos comumente utilizados e para além disso também possuem outras propriedades biológicas importantes. Desta forma, constitui objetivo deste estágio dar a conhecer produtos naturais que possam ser utilizados como adjuvantes de antibióticos e esclarecer quais os compostos bioativos destes produtos que são responsáveis pela sua ação antimicrobiana. Além disso, irá ser avaliada a atividade antimicrobiana de um extrato derivado de um produto natural contra bactérias patogénicas e com perfis de resistências aos antibióticos.

Observações: Necessário o uso de bata

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Laboratório de Microbiologia Médica Hora: 10:30:00 AM
Pessoa de contacto: Patricia Alexandra Curado Quintas Dinis Poeta, Vanessa Silva, Adriana Silva

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2859. Proteger o planeta na cozinha


Instituição: Centro de Investigação em Biociências e Tecnologias da Saúde (CBIOS), Universidade Lusófona
Responsável: Paula Pereira
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Ciências da Saúde
Data: de 05-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Marisa Nicolai, Maria Lídia Palma e Paula Pereira


Descrição: Este estágio é para ti que tens curiosidade e queres criar um novo alimento!

O alimento é qualquer substância utilizada como fonte de energia para podermos realizar todas as funções vitais. Mas, lembra-te que a alimentação está cada vez mais relacionada com outros aspetos importantes tais como a cultura e sobretudo com o nosso ambiente e planeta.

Em oito dias poderás:
a) Aprende o conceito de economia circular – neste Novo Mundo onde “nada se perde, mas tudo se transforma”
b) Desenvolver várias receitas que contêm ingredientes inovadores e sustentáveis
c) Realizar a caraterização nutricional destes alimentos
d) Apresentar e discutir resultados, de uma forma fundamentada

Junta-te a nós e vem aprender a “Magia da Nutrição”!

Observações: O estágio decorrerá todos os dias das 9h às 17h.

No campus da Universidade Lusófona, os participantes terão acesso a restaurantes e a espaços amplos com disponibilização de micro-ondas onde poderão fazer as suas refeições.

Este estágio será orientado por uma equipa multidisciplinar de investigadores do CBIOS, nomeadamente: Marisa Nicolai, Maria Lídia Palma e Paula Pereira.

Mais informações sobre o CBIOS: http://cbios.ulusofona.pt/

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada principal da Universidade Lusófona (Campo Grande, 376 1749-024 Lisboa) Hora: 9:30:00 AM
Pessoa de contacto: Paula Pereira

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


3207. Quanta energia poderemos produzir a partir de uma água residual?


Instituição: Departamento de Ambiente e Ordenamento (DAO), Universidade de Aveiro
Responsável: Helena Nadais
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Físico-Química, Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Maria Helena Gomes de Almeida Gonçalves Nadais Flávio Gonzaga Castro Silva Rosivania Ferreira da Silva


Descrição: Enquadramento:
O leite tem sido uma fonte de alimento para a população humana desde tempos imemoriais e, hoje em dia, as indústrias de lacticínios representam um dos maiores segmentos mundiais da indústria de produção alimentar. As águas residuais (ou efluentes) produzidas nestas indústrias representam um grave problema ambiental, se não forem tratadas adequadamente. Geralmente, estas águas residuais podem ser encaminhadas para sistemas de tratamento biológicos, dando origem à produção de energia na forma de biogás. A estimativa do volume de águas residuais geradas anualmente em Portugal por este tipo de indústrias é superior a 6 500 000 m3. Neste trabalho pretende-se avaliar o potencial de produção de energia (biogás) a partir destas águas residuais utilizando um mini-reator biológico alimentado com uma água residual de uma indústria de lacticínios.

Objetivo: Determinar o potencial energético de um efluente de uma indústria de lacticínios.

Plano de trabalhos:
1) Montagem da instalação laboratorial (reator biológico de 5 litros, sistema de aquecimento, linha de recolha de biogás),
2) Caracterização da água residual a utilizar,
3) Preparação e arranque do sistema laboratorial,
4) Monitorização do biogás e metano produzidos,
5) Observação ao microscópio das espécies microbiológicas envolvidas no processo de produção do biogás a partir da água residual,
6) Cálculo do potencial energético da água residual,
7) Cálculo do potencial energético para o volume de águas residuais de lacticínios produzidas anualmente em Portugal.


Orientação: Helena Nadais

Observações: O leite tem sido uma fonte de alimento para a população humana desde tempos imemoriais e, hoje em dia, as indústrias de lacticínios representam um dos maiores segmentos mundiais da indústria de produção alimentar. As águas residuais (ou efluentes) produzidas nestas indústrias representam um grave problema ambiental, se não forem tratadas adequadamente. Geralmente, estas águas residuais podem ser encaminhadas para sistemas de tratamento biológicos, dando origem à produção de energia na forma de biogás. A estimativa do volume de águas residuais geradas anualmente em Portugal por este tipo de indústrias é superior a 6 500 000 m3. Neste trabalho pretende-se avaliar o potencial de produção de energia (biogás) a partir destas águas residuais utilizando um mini-reator biológico alimentado com uma água residual de uma indústria de lacticínios.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Gabinete 314 - Departamento de Ambiente e Ordenamento da Universidade de Aveiro Hora: 11h
Pessoa de contacto: Maria Helena Gomes de Almeida Gonçalves Nadais

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2979. Queres combater a invasão microbiana no mundo dos dispositivos médicos?


Instituição: Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa - Instituto de Investigação do Medicamento - iMed
Responsável: Isabel Ribeiro
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Ciências da Saúde, Tecnologia
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Isabel Ribeiro, Ana Bettencourt, Lídia Gonçalves


Descrição: Descrição: O que é um dispositivo médico? Porque podem os dispositivos médicos estar associados a infeções? Quais os agentes patogénicos responsáveis por essas infeções? Que estratégias selecionar para prevenir a infeção? Como aferir o sucesso da estratégia seguida?
Estas questões serão abordadas no decorrer do estágio seguindo-se a realização de diferentes trabalhos laboratoriais relacionados com prevenção da colonização, por microrganismos patogénicos, de superfícies de biomateriais destinados à produção de dispositivos médicos (nomeadamente catéteres e implantes ósseos). Os alunos irão produzir por via biotecnológica antimicrobianos para a funcionalização de silicone usado na produção de catéteres. Avaliarão as propriedades antibiofilme/antibacterianas dos materiais funcionalizados e realizarão alguns ensaios de caracterização de superfície. Vão também estudar a libertação de fármacos antimicrobianos adicionados a scaffolds obtidos por impressão 3D e avaliar a citocompatibilidade em células de mamífero de alguns biomateriais.
Espera-se que no final os alunos façam uma apresentação do trabalho desenvolvido e respetiva discussão.

Observações: Trazer bata.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada da Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa Hora: 9:30:00 AM
Pessoa de contacto: Ana Bettencourt

Estágio Esgotado


2941. Química Computacional: Ferramentas para Novos Cientistas


Instituição: Centro de Química de Coimbra (CQC), Departamento de Química, Universidade de Coimbra
Responsável: Sérgio Paulo Jorge Rodrigues
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Química
Data: de 26-06-2023 a 30-06-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Pedro Caridade, Sérgio Rodrigues, Rafael Neves


Descrição: As propriedades dos átomos têm padrões ao longo da tabela periódica que são muitas vezes ensinados de uma forma empírica. O mesmo se passa quando tratamos de moléculas como, por exemplo, a geometria de equilíbrio. Uma das formas de interpretar estas propriedades é usar métodos baseados na mecânica quântica e no uso intensivo de computadores. Pretende-se neste estágio, que aprendam a usar o computador como uma ferramenta de um laboratório moderno, prevendo e estudando nossas moléculas.

Observações: na

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada do Departamento de Química, Polo I da Universidade de Coimbra Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Pedro Caridade

Estágio Esgotado


2795. Química no Duche


Instituição: Centro de Estudos de Engenharia Química (CEEQ), Instituto Superior de Engenharia de Lisboa
Responsável: Nelson Guerreiro Cortez Nunes
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Físico-Química, Química, Tecnologia
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Nelson Guerreiro Cortez Nunes Angela Maria Pereira Martins


Descrição: Neste estágio propomos que fiques a conhecer algumas propriedades físico-químicas de produtos de uso diário como champôs, gel de banho ou sabonete assim como poderás produzir alguns destes produtos. Sabias que quando estás rodeado de espuma durante o banho a propriedade físico-química responsável chama-se tensão superficial? E quando colocas champô na cabeça? Claro que não desejas que ele escorra imediatamente, não é? A propriedade físico-química responsável chama-se viscosidade!
Para que a tua pele não fique irritada na presença destes produtos é necessário que o pH seja adequado.
Vamos neste estágio tentar produzir alguns destes detergentes e ao mesmo tempo caracterizar e comparar as principais propriedades físico-químicas destes materiais com outros produtos comerciais como champôs e géis de banho. Também vamos tentar encontrar alguma informação disponível na bibliografia.
Desejamos que da próxima vez que estiveres no duche penses um pouco no mundo fascinante da Química e de como esta Ciência está realmente em toda a parte!

Observações: Estágio na área da Química (nível introdutório)

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Átrio do Edifício P do ISEL Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Nelson Nunes

Estágio Esgotado


3130. Química Teórica e Computacional ao Serviço da Química Verde


Instituição: Centro de Química de Coimbra (CQC), Departamento de Química, Universidade de Coimbra
Responsável: Sérgio Paulo Jorge Rodrigues
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Química
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Luis Pedro Viegas


Descrição: A Química Verde é definida como _a invenção, conceção e aplicação de produtos químicos e processos que reduzam ou eliminem o uso e geração de
substâncias perigosas. O estágio em _Química Teórica e Computacional ao Serviço da Química Verde tem como objetivo proporcionar uma experiência prática sobre as técnicas e aplicações computacionais na área da Química Verde, nomeadamente na previsão da reatividade de reações químicas associadas ao problema do aquecimento global. Durante o estágio, os alunos terão a oportunidade de trabalhar em projetos de pesquisa em desenvolvimento, aprender a usar software especializado e familiarizar-se com as metodologias de cálculo mais utilizadas nesta área.
O estágio começará com uma introdução à Química Verde, a sua importância e os principais desafios que enfrenta. Em seguida, os alunos terão a oportunidade de aprender sobre algumas técnicas de Química Teórica e Computacional, incluindo o cálculo de constantes de velocidade e como elas são usadas para projetar moléculas mais verdes.
No final do estágio, o aluno terá adquirido uma compreensão sólida de algumas técnicas de Química Teórica e Computacional e seu papel na Química Verde, além de ter ganho experiência prática em trabalhar em projetos de pesquisa numa universidade.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada do Departamento de Química Hora: 10:00
Pessoa de contacto: Luis Pedro Viegas

Estágio Esgotado


2983. Químicos Medicinais no combate ao cancro


Instituição: Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa - Instituto de Investigação do Medicamento - iMed
Responsável: Maria M. M. Santos
Nº Alunos: 2
Anos: 11º, 12º
Área: Ciências da Saúde, Físico-Química, Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Ana Paula Francisco e Maria M. M. Santos


Descrição: O(A) aluno(a) será integrado(a) numa equipa de investigação de química medicinal que prepara novas moléculas para potencial aplicação terapêutica na área de oncologia. Durante o estágio o(a) aluno(a) irá acompanhar e participar na síntese de novas moléculas com interesse terapêutico para o cancro. Os compostos a serem sintetizados irão ser purificados utilizando técnicas de cromatografia e de recristalização. A identificação e caracterização dos compostos será feita através de técnicas espectroscópicas de Infravermelho (IV), Ressonância Magnética Nuclear (RMN) e medição do ponto de fusão. Também irá acompanhar ensaios de estudos de estabilidade de potenciais futuros fármacos por ulta-violeta (UV) e cromatografia líquida de alta resolução (HPLC). No final do estágio o(a) aluno(a) irá apresentar e discutir os resultados alcançados, recorrendo a aplicações multimédia.

Observações: Os alunos devem trazer bata e um caderno para registar as experiências realizadas.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada da Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa Hora: 09:30 AM
Pessoa de contacto: Ana Paula Francisco e Maria M. M. Santos

Estágio Esgotado


2965. Radiação ionizante - medição e monitorização


Instituição: Departamento de Física, Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD)
Responsável: Marco Paulo Duarte Naia
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Física, Físico-Química
Data: de 26-06-2023 a 30-06-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Marco Paulo Duarte Naia, Maria Adelaide Andrade e Armando Soares


Descrição: O trabalho de estágio tem como principal objetivo mostrar aos estudantes a deteção experimental da radiação ionizante e como o fenómeno faz parte do ambiente onde vivemos. As atividades dos alunos consistirão no seguinte:
a) apresentação do detetor Geiger-Müller e realização de algumas experiências sobre a radioatividade em ambiente laboratorial_
b) desenvolvimento de modelos para descrição quantitativa dos resultados experimentais_
c) comparação resultados obtidos com modelos teóricos propostos na literatura_
d) medição da taxas de contagens em vários pontos do campus da universidade para construção de um mapa da radiação ambiente_
e) construção do mapa e discussão sobre as semelhanças/diferença dos ambientes monitorizados.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Departamento de Física da UTAD: Átrio do Polo II da ECT no Campus de Quinta de Prados Hora: 10h:00min
Pessoa de contacto: Marco Paulo Duarte Naia

Estágio Esgotado


2864. Resistência bacteriana a antibióticos


Instituição: Centro de Investigação em Ciências da Saúde (CICS), Universidade da Beira Interior
Responsável: Susana Ferreira
Nº Alunos: 2
Anos: 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Susana Ferreira Inês Martins Marina Posso


Descrição: Os antibióticos representam uma das descobertas clínicas mais significativas em termos de saúde pública, atuando não apenas como moléculas potencialmente curativas, mas também desempenhando um papel preventivo e garantindo menor risco na prática de alguns procedimentos médicos mais complexos. No entanto, o uso inapropriado dessas moléculas na medicina humana e veterinária ou na produção de alimentos tem resultado no surgimento e disseminação de microrganismos resistentes, que comprometem a eficácia dos antibióticos. De facto, esta resistência é atualmente considerada uma das maiores preocupações de saúde pública do século XXI. Considerando a problemática que é a resistência a antibióticos e a necessidade de desenvolvimento de novas moléculas e com o objetivo de perceber de que forma se pode avaliar o potencial de resistência bacteriana e o efeito de novas moléculas, os estudantes serão integrados no dia a dia do grupo de investigação de “Natural Products and Microbial Research” do Centro de Investigação em Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior (CICS-UBI). Assim, este projeto pretende promover e desenvolver a capacidade científica dos estudantes no âmbito da Microbiologia considerando a resistência bacteriana como foco de estudo. Para tal, os estudantes terão oportunidade de contactar com diversas metodologias fenotípicas e genotípicas de análise de resistência bacteriana, e também de avaliação da atividade antimicrobiana de novos compostos.

Observações: No âmbito da iniciativa Ocupação Científica de Jovens nas Férias 2023, o Centro de Investigação em Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior (CICS-UBI) abre as portas, na semana de 17 a 21 de julho de 2023, a estudantes do secundário (do 11º ao 12º ano) com o projeto “Resistência bacteriana a antibióticos”.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Portaria da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior Hora: 10:00
Pessoa de contacto: Susana Ferreira

Estágio Esgotado


3028. Robôs@Home :: Construir Robôs Móveis Inteligentes


Instituição: Laboratório de Robótica e Equipamentos Inteligentes, Instituto Politécnico de Castelo Branco
Responsável: Paulo Jorge Sequeira Gonçalves
Nº Alunos: 8
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Electrónica, Informática, Robótica, Tecnologia
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Paulo Jorge Sequeira Gonçalves Rodrigo Farinha Bernardo Tiago José Milheiro da Silva Erica Varela


Descrição: O objectivo do estágio é de integrar os participantes nas actividades de investigação e desenvolvimento no laboratório de robótica e equipamentos inteligentes, com atividades na área dos robôs de companhia que se movem numa casa inteligente.
Para tal, serão formadas equipas que irão construir quatro robôs móveis e inteligentes para realizar tarefas de interação com humanos em casa e operações de busca e salvamento. Cada equipa irá desenhar peças para depois serem impressas em 3D ou fabricadas na oficina.
Estes robôs poderão ser posteriormente utilizados pelas escolas secundárias de proveniência dos alunos para as competições do Festival de Robótica em 2024.
Os participantes realizarão atividades com braços robôs, já existentes no laboratório. O laboratório promove estágios de verão ciência viva, desde 2005.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Laboratório de Robótica, Escola Superior de Tecnologia, Avenida do Empresário, 6000-767 Castelo Branco Hora: 2:30:00 PM
Pessoa de contacto: Paulo Gonçalves

Estágio Esgotado


3165. Sensor inteligente para monitorização de temperatura


Instituição: Centro de Investigação em Organizações, Mercados e Gestão Industrial (COMEGI), Universidade Lusíada-Norte
Responsável: Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão
Nº Alunos: 2
Anos: 12º
Área: Informática
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Prof. Doutor Rui Lima


Descrição: A operacionalidade do centro de dados de uma instituição depende dos sistemas de refrigeração de ar. O objetivo é projetar um sistema que seja capaz de monitorizar algumas variáveis ambientais em tempo real, tais como a temperatura. O sistema final deverá ainda recolher os dados, bem como enviar alertas por email.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão Hora: 10h00
Pessoa de contacto: Prof. Doutor Rui Lima

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2918. Será que a Doença de Parkinson começa no intestino? - Investigar o papel de um miRNA candidato na função mitocondrial e resposta inflamatória


Instituição: Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC), Universidade de Coimbra
Responsável: Ana Raquel Fernandes Esteves
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Ana Raquel Fernandes Esteves


Descrição: A Doença de Parkinson é a segunda doença neurodegenerativa mais comum e afeta mais de 5 milhões de pessoas no mundo. Neste estágio iremos avaliar se a sobreexpressão de um micro-RNA (miRNA), cujos níveis estão aumentados no intestino de doentes de Parkinson, desencadeia as marcas patológicas da Doença de Parkinson.
Para tal vamos utilizar linhas celulares transfectadas com o miRNA seleccionado. Após a transfecção vamos avaliar os seguintes parâmetros:
- Os níveis de várias proteínas marcadoras da doença como a alfa-sinucleína e proteínas envolvidas na resposta inflamatória pela técnica Western Blotting_
- Morfologia mitocondrial por imunocitoquímica (Marcação com TOM20, uma proteína da membrana externa da mitocôndria).

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: D.Dinis Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Sara Varela Amaral

Estágio Esgotado


2946. Síntese de um Fotossensibilizador com Potencial Aplicação em Terapia Fotodinâmica


Instituição: Centro de Química de Coimbra (CQC), Departamento de Química, Universidade de Coimbra
Responsável: Sérgio Paulo Jorge Rodrigues
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Química
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Isabel Soares e Susana Lopes


Descrição: A terapia fotodinâmina (PDT, do inglês Photodynamic Therapy) é uma terapia não invasiva que permite eliminar células tumorais através da combinação de um fotossensibilizador com uma fonte de luz. Os fotossensiblizadores acumulam-se seletivamente nos tecidos tumorais e, após irradiação, induzem a sua destruição através de um processo que envolve a geração de espécies reativas de oxigénio. O objetivo deste estágio é a sintese e caraterização uma molécula com caraterísticas de fotossensibilizador com potencial aplicação em terapia fotodinâmica.

Observações: na

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada do Departamento de Química, Polo I, Universidade de Coimbra Hora: 10:00
Pessoa de contacto: Isabel Soares, Susana Lopes

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2943. Síntese e Caracterização de Nanopartículas


Instituição: Centro de Química de Coimbra (CQC), Departamento de Química, Universidade de Coimbra
Responsável: Sérgio Paulo Jorge Rodrigues
Nº Alunos: 3
Anos: 11º, 12º
Área: Química
Data: de 26-06-2023 a 30-06-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Carlos Serpa e Otávio Chaves


Descrição: Nos últimos anos foram desenvolvidos métodos novos e eficientes para a síntese e modificação de nanopartículas metálicas com diferentes formas (NPs) tanto isotrópicas (esféricas) quanto anisotrópicas (e.g., triângulos, bastões, hexaedros e decaedros). No caso das NPs esféricas as suas propriedades são dependentes do seu tamanho e em contrapartida as NPs anisotrópicas apresentam propriedades físicas e químicas dependentes da sua forma e dimensão. Atualmente, a liderança neste campo de investigação (nanotecnologia) está aberta para os que se dediquem ao descobrimento de aplicações novas e impactantes que envolvam luz. Dessa forma, sabendo-se que o formato e dimensão das NPs anisotrópicas impactam drasticamente na sua interação com a luz e como consequência nas suas aplicações, o estágio tem como objetivo a compreensão e aprendizagem dos meios de síntese de NPs anisotrópicas de prata, sua interação com a luz através de medidas de absorção no ultravioleta-visível e a avaliação de estabilidade com a mudança da força iônica do meio.

Observações: na

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada do Departamento de Química, Polo I da Universidade de Coimbra Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Carlos Serpa e Otávio Chaves

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2866. Sistemas de conversão de energia


Instituição: Centro de Investigação em Digitalização e Robótica Inteligente (CeDRI), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: Ângela Paula Ferreira
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Electrónica, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Ângela Ferreira_ José Batista


Descrição: Atendendo ao atual constrangimento da utilização dos combustíveis fósseis, aliado à escassez de recursos naturais e dos efeitos negativos emissões de gases com efeito de estufa, é necessário promover a utilização de fontes renováveis de energia de forma a garantir uma transição energética sustentável. Neste contexto, as atividades a desenvolver estão orientadas para que os estudantes interajam com ferramentas de simulação de dispositivos de conversão de energia, destacando-se os sistemas solares fotovoltaicos e os sistemas de conversão de energia mecânica em elétrica. Os estudantes terão oportunidade de realizar experiências laboratoriais, avaliar a eficiência energética dos sistemas de conversão, e ainda contactar com microrredes com fontes renováveis.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Bragança Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Ângela Ferreira_ José Batista

Estágio Esgotado


2837. Tecidos sensoriais para a medicina


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: Ana Baptista
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Ciências da Saúde, Electrónica, Física, Físico-Química, Química, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Mariana Moniz


Descrição: Uma nova geração de têxteis eletrónicos e inteligentes surge com um elevado potencial de auxílio nos cuidados primários de saúde. Neste sentido, este estágio visa a transformação de tecidos/roupa convencional em tecidos inteligentes capazes de responder a estímulos de movimento, tais como o toque/pressão ou estiramento. Na área biomédica, por exemplo, estes tecidos sensoriais podem ser úteis na prevenção do aparecimento das úlceras de pressão em pacientes privados de movimentos. Se quiseres descobrir mais sobre as potencialidades dos tecidos sensoriais inscreve-te neste estágio.

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no Cenimat e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edifício CENIMAT Hora: 10:00h
Pessoa de contacto: Mariana Moniz

Estágio Esgotado


3164. Tecnologias 3D aplicada à mecânica automóvel


Instituição: Centro de Investigação em Organizações, Mercados e Gestão Industrial (COMEGI), Universidade Lusíada-Norte
Responsável: Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Ciências da Saúde, Informática, Robótica
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Prof. Doutor Pedro Reis Gomes


Descrição: Esta atividade fundamenta o seu objetivo no conceito “aprender pela observação e experimentação”. Nesse sentido, propõe-se a investigação e desenvolvimento de conceitos ligados à mecânica automóvel. Através do processo denominado “Engenharia Inversa”, com o auxílio de um scanner 3D fazer a digitalização de um chassi à escala 1:24. Utilizar software 3D para reproduzir esse chassi com as alterações personalizadas de cada participante. O resultado final será imprimido em 3D.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão Hora: 9h00
Pessoa de contacto: Prof. Doutor Pedro Reis Gomes

Estágio Esgotado


3128. Terapia direcionada – A bala mágica de Ehrlich revisitada


Instituição: Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa - Instituto de Investigação do Medicamento - iMed
Responsável: Rafael F. A. Gomes
Nº Alunos: 1
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Ciências da Saúde, Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Rafael Gomes, Késsia Andrade


Descrição: Esta proposta de estágio visa trazer experiência e conhecimento na criação de novos metodologias de modificação de biomoléculas para gerar novas terapias direcionadas.
A modificação de biomoléculas, em particular de proteínas, é um tópico interessante que tem sido explorado para gerar novas modalidades terapêuticas. Nesse sentido, a modificação por exemplo de anticorpos com fármacos deu origem a antibody-drug-conjugates (ADC) aprovados para o tratamento de cancro. Este conceito permite o uso de anticorpos para direcionar os fármacos de interesse para as células alvo, evitando efeitos secundários da ação inespecífica do fármaco.
A investigação neste campo continua desafiante, em particular o desenvolvimento de novas tecnologias para a modificação seletiva de proteínas gerando uma ligação estável mas funcional. A nossa proposta de trabalho consiste na modificação de proteínas usando luz para promover uma reação fotoquímica entre a biomolécula e as nossas moléculas modelo. Deste modo o aluno terá contacto com práticas comuns de laboratório de química orgânica sintética, com práticas de laboratório de bioconjugação e ainda com técnicas avançadas de química como fotoquímica.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa Hora: 9:30h
Pessoa de contacto: Rafael Gomes

Estágio Esgotado


2925. Tic-tac da longevidade: como atrasar o envelhecimento celular?


Instituição: Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC), Universidade de Coimbra
Responsável: Ana Rita Álvaro
Nº Alunos: 2
Anos: 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Ana Rita Álvaro


Descrição: Neste estágio, que decorrerá no grupo de Neuroendocrinologia e Envelhecimento do CNC-UC, os cientistas estagiários vão realizar diversas experiências e técnicas laboratoriais que incluem: recolha e isolamento de células do sangue, preparar culturas de neurónios e fibroblastos, avaliar características celulares típicas de envelhecimento recorrendo a diferentes técnicas de biologia molecular.

Observações: Neste estágio, que decorrerá no grupo de Neuroendocrinologia e Envelhecimento do CNC-UC, os cientistas estagiários vão realizar diversas experiências e técnicas laboratoriais que incluem: recolha e isolamento de células do sangue, preparar culturas de neurónios e fibroblastos, avaliar características celulares típicas de envelhecimento recorrendo a diferentes técnicas de biologia molecular.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Largo D.Dinis, Coimbra Hora: 10:00 (17 de julho de 2023)
Pessoa de contacto: Ana Rita Álvaro

Estágio Esgotado


2830. Transforma os teus movimentos em energia eléctrica


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: Luis Pereira
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Electrónica, Física, Físico-Química, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Suman Nandy Guilherme Ferreira Sumita Goswami Shubham Das


Descrição: Vem ver como podes usar materiais abundantes e sustentáveis para transformar energia mecânica em energia elétrica. Irás modificar folhas de papel com outros materiais e montar o teu gerador de energia. Com a ajuda da equipa do CENIMAT e do AlmaScience irás também fazer demonstradores onde poderás por em praticas as tuas habilidades na electrónica.

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste
momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no CENIMAT e DCM. Este estágio
decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edificio CENIMAT Hora: 10:00h
Pessoa de contacto: Suman Nandy

Estágio Esgotado


2966. TSF - Transmissão sem fios


Instituição: Departamento de Física, Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD)
Responsável: Marco Paulo Duarte Naia
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Física, Físico-Química
Data: de 10-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Marco Paulo Duarte Naia, Maria Adelaide Andrade e Armando Soares.


Descrição: O estágio tem como principal objetivo trabalhar e experimental com alguns aspetos da teoria eletromagnética utilizando os componentes de circuitos básicos (resistências, condensadores e bobinas). Para estimular a progressão partirão de circuitos básicos até aos circuitos acoplados. No final deverá ser recriada a famosa experiência de Hetz de transmissão de um sinal elétrico à distância.
As atividades dos alunos consistirão no seguinte:
a) experiência em ambiente laboratorial com circuitos oscilatórios_
b) utilização do osciloscópio_
c) circuitos com condensadores_
d) circuitos com bobinas_
e) circuitos acoplados_
f) montagem da experiência de Hertz.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Departamento de Física da UTAD: Átrio do Polo II da ECT no Campus de Quinta de Prados Hora: 10h:00min
Pessoa de contacto: Marco Paulo Duarte Naia

Estágio Esgotado


2829. Uma folha de papel pode ser um sensor


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: Luis Pereira
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Electrónica, Física, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Inês Cunha Madalena Roque Cristina Gaspar Mariana Peixoto


Descrição: Criar dispositivos eletrónicos recicláveis e de baixo custo é muito importante para alguns produtos de consumo intensivo como as embalagens inteligentes. A utilização de materiais naturais e amigos do ambiente, como o papel, e de tecnologias de processamento de baixo custo, como a impressão, são vitais para este objetivo.
Neste trabalho podes projetar e criar circuitos eletrónicos simples com capacidade para detetar variações da radiação ultra-violeta, de temperatura ou pH e indicar essas alterações num pequeno mostrador que muda de cor. No final verás como podes reciclar e reutilizar todos os materiais que utilizaste.

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no CENIMAT e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edifício CENIMAT Hora: 10:00h
Pessoa de contacto: Inês Cunha

Estágio Esgotado


2860. Uma viagem ao mundo da química e da biologia para prevenir a Diabetes


Instituição: Centro de Investigação em Biociências e Tecnologias da Saúde (CBIOS), Universidade Lusófona
Responsável: Regina Menezes
Nº Alunos: 2
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Química
Data: de 05-07-2023 a 14-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Regina Menezes, João Costa, Ana Sofia Fernandes e Andreia Rosatella


Descrição: Todos conhecemos alguém próximo com Diabetes. Sabes realmente o que é a Diabetes? Se tens curiosidade sobre o que é esta doença e como preveni-la, este estágio é para ti!

A Diabetes tipo 2 é uma doença crónica com uma incidência muito alta na nossa população. Hábitos de vida saudáveis, como uma alimentação equilibrada e rica em vegetais, são fatores que previnem o seu aparecimento. E, porque será que os vegetais são tão importantes na prevenção da Diabetes? Uma das razões é que muitas plantas são ricas em compostos bioativos com efeitos benéficos para a saúde. Por outro lado, o mundo da química também oferece soluções inovadoras para o combate da Diabetes, como a utilização dos Líquidos Iónicos (LIs). Para saberes como estes agentes poderão atuar no nosso corpo para prevenir a Diabetes, vais ter que conhecer os nossos laboratórios.

Em oito dias poderás:

a) Sintetizar LIs e testar a sua toxicidade em modelos experimentais_
b) Aprender como os investigadores estudam no laboratório o que acontece no corpo humano_
c) Testar a atividade dos LIs e compostos bioativos derivados de uma dieta rica em vegetais, em processos que são importantes para combater a Diabetes_
d) Aprender a apresentar e a discutir resultados, de uma forma fundamentada.

Junta-te a nós e vem descobrir o que é ser um cientista na área das Ciências da Saúde!

Observações: O estágio decorrerá todos os dias das 9h às 17h.

No campus da Universidade Lusófona, os participantes terão acesso a restaurantes e a espaços amplos com disponibilização de micro-ondas onde poderão fazer as suas refeições.

Este estágio será orientado por uma equipa multidisciplinar de investigadores do CBIOS, nomeadamente: Regina Menezes, João Costa, Ana Sofia Fernandes e Andreia Rosatella.

Mais informações sobre o CBIOS: http://cbios.ulusofona.pt/

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada principal da Universidade Lusófona (Campo Grande, 376 1749-024 Lisboa) Hora: 9:30:00 AM
Pessoa de contacto: Regina Menezes

Estágio Esgotado


3146. Utilização da microextração na deteção rápida de antibióticos em produtos alimentares


Instituição: Centro de Química da Madeira (CQM), Universidade da Madeira
Responsável: Jorge Pereira
Nº Alunos: 2
Anos: 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Físico-Química, Química
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es):


Descrição: Desenvolvimento de uma metodologia rápida e expedita para análise da presença de antibióticos de uso veterinário em produtos alimentares com recurso a microextração seguida de análise por cromatografia líquida de alta performance (UPLC).

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Universidade da Madeira, Edifício da Penteada, Piso 0, Sala 0.57 Hora: 10h00
Pessoa de contacto:

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2992. Vamos fazer cerâmica ecológica com ovos e café


Instituição: Geobiociências, Geoengenharias e Geotecnologias (GeoBioTec) - FCT NOVA
Responsável: Carlos Galhano
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Agronomia, Biologia, Físico-Química, Geologia, Tecnologia
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Carlos Galhano Joaquim Simão José António Pedro Lamas Eduarda Ferreira Miguel Freitas


Descrição: Os alunos terão a experiência de executar peças cerâmicas recorrendo ao uso de cascas de ovos e borras de café, que normalmente são colocadas no lixo orgânico. Vamos por isso, fazer tijolos e peças cerâmicas ecológicas e sustentáveis.

Observações: Local: Departamento de Ciências da Terra - Edificio IX - junto da Estátua.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Departamento de Ciências da Terra da FCT NOVA Hora: 10:45
Pessoa de contacto: Carlos Galhano

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2981. Vamos prevenir a formação de metástases cerebrais de cancro da mama


Instituição: Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa - Instituto de Investigação do Medicamento - iMed
Responsável: Maria Alexandra Brito
Nº Alunos: 2
Anos: 11º, 12º
Área: Ciências da Saúde
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Maria Alexandra Brito, Ana Rita Garcia, Joana Godinho Pereira


Descrição: O cancro da mama é a patologia maligna mais frequente nas mulheres, levando ao desenvolvimento de metástases cerebrais em 15 a 25% das doentes. As metástases cerebrais de cancro da mama são uma situação clínica muito preocupante, pelo facto de estarem associadas a reduzida qualidade de vida e diminuta sobrevivência. As metástases cerebrais formam-se após passagem das células malignas através das células endoteliais que revestem os capilares sanguíneos cerebrais. Estas células têm uma estrutura única e complexa, conhecida por barreira hematoencefálica. O Laboratório Neurovascular dedica-se ao estudo da passagem das células de cancro da mama através da barreira hematoencefálica e ao desenvolvimento de estratégias para a sua prevenção, de modo a evitar a formação das metástases cerebrais. O objetivo do presente estágio é proporcionar aos alunos a compreensão dos fundamentos científicos do processo de metastização cerebral, bem como de metodologias atuais para o seu estudo. Para o efeito, durante o estágio o aluno terá contacto com diversas técnicas de biologia celular e molecular. Entre estas, conta-se a cultura das células de cancro da mama e das células endoteliais da barreira hematoencefálica, isoladamente e em conjunto, de modo a mimetizar a situação patológica. Será também analisada a expressão de proteínas de interesse pelo método de imunofluorescência, distinguindo um tipo celular do outro recorrendo a marcadores específicos, de modo a estabelecer as alterações resultantes da interação. Será ainda avaliado o efeito de modeladores específicos na prevenção das alterações resultantes da exposição das células endoteliais às células de cancro da mama. Globalmente, este estágio proporcionará ao aluno bases para o seu desenvolvimento científico nas áreas da Biologia, Bioquímica, Medicina e Ciências Farmacêuticas e Biomédicas. Também importante é o facto de proporcionar a integração num ambiente de investigação, em contexto real, acompanhando o trabalho de jovens cientistas que se encontram a desenvolver as suas teses de doutoramento.

Observações: O estágio “Vamos prevenir a formação de metástases cerebrais de cancro da mama” realiza-se no Laboratório Neurovascular, Instituto de Investigação do Medicamento, Faculdade de Farmácia de Lisboa. O aluno integrará uma equipa dedicada ao estudo das metástases cerebrais de cancro da mama, tendo a oportunidade de acompanhar os trabalhos em curso e de aprender múltiplas metodologias, seus fundamentos e procedimentos. Em particular, o aluno tomará contacto com culturas de células de complexidade crescente, incluindo culturas simples e culturas mistas ou co-culturas. Acompanhará também a avaliação das alterações decorrentes da interação celular e sua modelação, recorrendo à análise da morfologia das células por microscopia de fluorescência, bem como de proteínas de interesse por imunofluorescência. Globalmente, este estágio proporcionará ao aluno o contacto com um ambiente de investigação em contexto real, fornecendo-lhe bases para o seu desenvolvimento científico nas áreas da Biologia, Medicina e Ciências Farmacêuticas e Biomédicas.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Entrada da Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa Hora: 9:30:00 AM
Pessoa de contacto: Maria Alexandra Brito

Estágio Esgotado


2843. Vamos produzir nanopartículas capazes de purificar a água contaminada.


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: Daniela Gomes
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Físico-Química, Matemática, Química, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Maria Leonor Matias


Descrição: Vamos produzir catalisadores capazes de degradar os poluentes presentes na água só pela
ação do sol. Papel será a base dos nossos catalisadores e técnicas bastante
simples e amigas do ambiente serão usadas para produzir estas partículas especiais que são
ativadas pelo sol.

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no Cenimat e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edifício CENIMAT Hora: 10:00
Pessoa de contacto: Maria Leonor Matias

Estágio Esgotado


2827. Vamos usar o barro na medicina


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: João Paulo Borges
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Ciências da Saúde, Física, Físico-Química, Química, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): João Paulo Borges Paula Soares Cezar Tipa


Descrição: Na área da medicina são necessários métodos cada vez mais eficazes para a libertação de fármacos de forma específica e controlada (apenas na zona de tratamento). Biomateriais inteligentes podem ser extremamente úteis para cumprir essa missão.

Neste estágio vais usar uma argila, a montmorillonite (MMT), para incorporar um fármaco (azul de metileno) entre as suas camadas de sílica e alumina. De seguida, vais quantificar a libertação do azul de metileno a pH 1.2, ou seja, em condições semelhantes ao valor ácido do estômago_ e a pH 7.4, condição básica encontrada no intestino grosso.

Em função do trabalho experimental, no final vais avaliar em que órgão é que a libertação deste fármaco transportado em nanoparticulas de argila acontece, e se esta ocorre de forma controlada.
Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h.
Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no DCM.

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no Cenimat e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edifício CENIMAT Hora: 10:00h
Pessoa de contacto: Cezar Tipa

Estágio Esgotado


3669. Vem conhecer mais sobre poluição marinha com a equipa do MARLab


Instituição: MARE-NOVA
Responsável: Carla Silva
Nº Alunos: 2
Anos: 11º, 12º
Área: Biologia
Data: de 03-07-2023 a 07-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Carla Silva Neusa Figueiredo Alexandra Malho Marta Dias


Descrição: Vem conhecer e participar nas atividades que ocorrem no Laboratório de Investigação Marinha e Risco Ambiental (MARlab) do Centro de Ciências do Mar e Ambiente (MARE), situado na FCT-NOVA!

Irás mergulhar em temas fascinantes no âmbito de projectos de investigação, nomeadamente os projetos MexBioSines (UIDP/0429/2020) e PlasticHg (2022.04580.PTDC). Esta oportunidade permitirá que fiques a saber mais sobre o impacto dos microplásticos nos ecossistemas marinhos através da análise dos microplásticos em mexilhões do Porto de Sines e da identificação de microrganismos associados aos microplásticos!
Algumas das atividades incluem a visualização destas partículas _invisíveis_ e identificação do tipo de polímero, acompanhar dissecações de organismos e aprender algumas técnicas de Biologia Molecular (extração de DNA, PCR e eletroforese).

Junta-te à nossa equipa e vem vivenciar esta experiência enriquecedora sobre Poluição Marinha!

Observações: Trazer bata branca e caderno de laboratório

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Universidade NOVA de Lisboa/Faculdade de CIências e Tecnologia/Departamento de Ciências e Engenharia Ambiental/Gabinete 222 e 227 Hora: 10h
Pessoa de contacto: Carla Silva, Neusa Figueiredo

Estágio já em curso / terminado

2958. Vem descobrir as Ciências da Vida


Instituição: Departamento de Ciencias da Vida, NOVA School of Science and Technology, Universidade Nova de Lisboa
Responsável: Paula Videira
Nº Alunos: 2
Anos: 12º
Área: Biologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Paula Alexandra Quintela Videira Alexandra Fernandes Jaime Mota Claudia Carvalho Jose Paulo Sergio Filipe Pedro Baptista


Descrição: As Ciências da Vida integram a Microbiologia, Genética, Biotecnologia, Nanobiotecnologia, Biologia Celular, Imunologia,
Durante este estágio, os alunos realizarão diversas experiências para investigar:
i) a patogenicidade e diversidade de microrganismos
ii) a organização sub-celular de uma célula
iii) a capacidade das bactérias em produzir estruturas multicelulares
iv) a diversidade e percurso evolutivo das leveduras e a relevância do estudo da sua ecologia e fisiologia
v) a capacidade de resposta do nosso sistema imunológico como mecanismo de defesa contra patogénios
vii) o desenvolvimento de cancro e a importância do desenvolvimento de novas terapias.
Os alunos aprenderão a (1) manusear culturas de microrganismos e de células humanas, (2) a analisar amostras humanas em contexto fisiológico e de doença como a infeção e o cancro e (3) a trabalhar com técnicas de análise normalmente usadas no trabalho de rotina de um laboratório de Microbiologia, Biologia Molecular e Genética, (4) conhecer a importância e o funcionamento da Colecção Portuguesa de Leveduras (PYCC) localizada no Departamento de Ciências da Vida.
Website https://www.dcv.fct.unl.pt/

Observações: Departamento de Ciencias da Vida, NOVA School of Science and Technology, Monte da Caparica

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Departamento de Ciencias da Vida, NOVA School of Science and Technology Hora: 10:00:00 AM
Pessoa de contacto: Paula Alexandra Quintela Videira

Estágio Esgotado


2882. Vem experimentar a Engenharia Mecânica


Instituição: Centro de Investigação em Modelação e Optimização de Sistemas Multifuncionais (CIMOSM), Instituto Superior Engenharia de Lisboa
Responsável: Inês Barbosa
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Física, Tecnologia
Data: de 26-06-2023 a 30-06-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Inês Barbosa, Ricardo Portal, André Carvalho, Afonso Leite, Mário Mendes, Pedro Marques, Joana Gaspar


Descrição: A engenharia mecânica é uma engenharia de vasta aplicabilidade, desde o projeto de sistemas mecânicos às aplicações biomédicas. Neste estágio, os alunos vão poder entrar no papel de um engenheiro mecânico e realizar diferentes tarefas que lhes permitirão ficar a conhecer algumas das valências da engenharia mecânica. Desde a conceção à impressão 3D de um objeto, à construção e teste de estruturas, à automação de sistemas e ao estudo do movimento, os alunos poderão ver a engenharia mecânica de diferentes perspetivas.

Observações: No primeiro dia, os estagiários deverão dirigir-se ao átrio principal do ISEL pelas 9h15, onde o responsável do estágio os esperará. Os estagiários serão previamente contactados no sentido de lhes transmitir informações mais detalhadas.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio não disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: átrio principal do ISEL Hora: 9:15:00 AM
Pessoa de contacto: Inês Barbosa

Estágio Esgotado


3191. Vem imprimir grafeno


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: Henrique Almeida
Nº Alunos: 4
Anos: 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Electrónica, Física, Físico-Química, Química, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Cláudia Pereira, Margarida Barata, Filipa Matos


Descrição: O prémio Nobel da Física foi atribuído à descoberta do grafeno face às excelentes propriedades deste material em particular na condução eléctrica. Muito embora a produção de grafeno seja complexa e dispendiosa, no CENIMAT|i3N é utilizada uma nova tecnologia sustentável e amiga do ambiente para produzir grafeno recorrendo a uma tecnologia laser.
Neste estágio vais fazer grafeno e aplicar este material a sensores, baterias e circuitos integrados.

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no Cenimat e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edifício CENIMAT Hora: 10:00h
Pessoa de contacto: Henrique Almeida

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


3168. Vem monitorizar os teus Biossinais com elétrodos feitos por ti


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: Joana Vaz Pinto
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º,
Área: Ciências da Saúde, Electrónica, Física, Físico-Química, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Joana V. Pinto, Tomás Pinheiro, Joana Neto, Maria Morais, Rui André


Descrição: Que tal a ideia de criar tatuagens feitas de materiais condutores para medir os sinais produzidos pelo teu corpo? Não é fantasia, no CENIMAT conseguimos fazer elétrodos para medir biossinais em substratos transparentes e muito finos. Convidamos-te neste estágio a desenhar elétrodos com a forma que quiseres e a ver o sinal dos teus músculos ou até mesmo do teu coração. Irás ter a oportunidade de desenhar os elétrodos usando programas próprios, produzi-los em substratos sustentáveis como o papel e a transferi-los para substratos transparentes e flexíveis. Neste estágio trabalharás com lasers para produzir os teus elétrodos em substratos de papel e com tintas condutoras.

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz de Ciência no Cenimat e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edifício CENIMAT Hora: 10:00
Pessoa de contacto: Tomás Pinheiro

Estágio Esgotado


2836. Vem soldar!


Instituição: Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT), Universidade Nova de Lisboa
Responsável: João Pedro Oliveira
Nº Alunos: 4
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Robótica, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): João Pedro Oliveira, João Lopes, António Alvarez


Descrição: A soldadura é um meio de unir diferentes metais e criar formar mais ou menos complexas. A soldadura está presente em imensas aplicações do nosso dia a dia (telemóveis, carros, equipamentos de cozinha, etc.). No entanto, muitas vezes a soldadura é quase como uma arte e requer um bom controlo do processo e saber as propriedades dos materiais a soldar.
Nesta actividade vais poder soldar diferentes materiais e depois testar e analisar a sua resposta mecânica. Irá também ver como é que o material é influenciado pelo calor fornecido pela soldadura e como tal irá impactar a sua resposta mecânica.
Vem sujar as mãos no laboratório e descobrir o mundo da soldadura!

Observações: Este estágio resulta de atividades de investigação associadas a projetos que estão a decorrer neste momento, sendo uma excelente oportunidade de poder interagir com o que se faz
de Ciência no Cenimat e DCM. Este estágio decorre todos os dias das 10:00h às 17:00h e inclui almoço.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Edíficio CENIMAT Hora: 10.00
Pessoa de contacto: João Pedro Oliveira, Jiajia Shen

As inscrições para este estágio encontram-se encerradas


2921. ViMBiP - Viagem ao mundo da Medicina Bigenómica e de Precisão


Instituição: Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC), Universidade de Coimbra
Responsável: Manuela Grazina
Nº Alunos: 2
Anos: 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde, Tecnologia
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Manuela Grazina


Descrição: Este estágio inclui:
1) O contacto com tecnologias usadas em diagnóstico e investigação biomédica das citopatias mitocondriais (avarias na fábrica de energia), utilizadas habitualmente no Laboratório de BioMedicina Mitocondrial e Teranóstica (LBioMiT), sendo possível contactar com a realidade profissional de uma equipa multidisciplinar cuja ação tem como objetivo a deteção de causas de doença e a investigação de mecanismos biomoleculares associados a alterações genéticas.
2) Participação no projeto a decorrer atualmente no LBioMiT, em parceria com a Universidade de Valladolid, Espanha (PI Zoraida Verde Rello). O projeto centra-se na sequenciação e análise de 2 genes: G6PD e H6PD, em doentes de SARS-CoV-2, a fim de identificar variantes genéticas, por análise de correlação genótipo-fenótipo, que possam influenciar o risco de infeção por SARS-CoV-2 e a sua evolução.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Largo D.Dinis, Coimbra Hora: 10:00 (17 de julho de 2023)
Pessoa de contacto: Manuela Grazina

Estágio Esgotado


3095. Vírus que infetam bactérias: uma nova alternativa à antibioterapia


Instituição: Departamento de Ciências Veterinárias, Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD)
Responsável: Prof. Patricia Poeta
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Biologia, Ciências da Saúde
Data: de 17-07-2023 a 21-07-2023 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Patricia Alexandra Curado Quintas Dinis Poeta, Vanessa Silva, Adriana Silva


Descrição: Os Bacteriófagos são vírus que infetam especificamente as bactérias e são também chamados de fagos. Estes vírus aderem-se à bactéria, perfuram a sua parece celular e injetam no hospedeiro o seu conteúdo genético. Dentro da bactéria, o vírus aproveita-se da célula hospedeira para se reproduzir. O uso indiscriminado de antibióticos leva ao surgimento de bactérias resistentes e como consequência deixa de existir opções terapêuticas para erradicar essas infeções. Devido ao problema da resistência aos antibióticos, é necessário e urgente o surgimento de novos antibióticos e novas alternativas que ajudem na resolução desta problemática. A utilização de fagos para o tratamento de infeções, como alternativa ou complemento, tem sido bem-sucedida e são utilizados como potenciais terapêuticos na resposta à crise de resistência a antibióticos, sendo classificada como uma estratégia inovadora. Desta forma, constitui objetivo deste estágio isolar bacteriófagos de amostras ambientais, nomeadamente de águas e solos e testar a sua capacidade antibacteriana face a bactérias resistentes aos antibióticos.

Observações: Será necessário o uso de bata.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Laboratório de Microbiologia Médica Hora: 10:30:00 AM
Pessoa de contacto: Patricia Alexandra Curado Quintas Dinis Poeta, Vanessa Silva, Adriana Silva

Estágio Esgotado


2798. “A Química na nossa Vida”


Instituição: Centro de Estudos de Engenharia Química (CEEQ), Instituto Superior de Engenharia de Lisboa
Responsável: Nelson Alberto Frade da Silva
Nº Alunos: 3
Anos: 10º, 11º, 12º
Área: Ciências da Saúde, Química
Data: de 26-06-2023 a 30-06-2023 Horário: Manhã
Investigador(es): Nelson A. F. Silva Hugo Filipe Félix Antunes da Silva Manuel José de Matos Maria Isabel Godinho


Descrição: A Química é uma ciência da qual dependemos constantemente no nosso dia-a-dia. Como exemplos podemos considerar a nossa higiene diária, na qual utilizamos produtos fabricados por processos químicos, o nosso pequeno-almoço em que os iogurtes e os cereais que comemos são preparados em indústrias químicas ou a roupa que vestimos que é fabricada com têxteis e tingida com corantes preparados quimicamente. Mesmo na determinação de parâmetros clínicos que permitem avaliar o nosso estado de saúde, as análises químicas e as bioanálises estão sempre presentes. Em suma, estamos diariamente acompanhados pela química que nos ajuda a ter uma vida mais saudável, saborosa e confortável. Neste estágio realizaremos a análise e caracterização química de produtos importantes para o nosso dia-a-dia assim como de amostras biológicas em que determinaremos alguns parâmetros clínicos importantes para a nossa saúde. Para o efeito irás utilizar as técnicas de análise que os químicos usam nos seus laboratórios. Analisaremos, por exemplo, o fluor na pasta dos dentes, o ferro em águas de diferentes proveniências ou o teor de sódio e potássio na tua própria urina. Ficarás assim a saber como são analisados os produtos que usas todos os dias e como se pode avaliar o teor de sal no teu organismo. Ficaras também a conhecer o que faz e como faz um químico na sua rotina diária. A química passará assim a ter menos segredos para ti e perceberás porque esta é uma ciência essencial para todos nós.

Observações: _A química passará assim a ter menos segredos para ti e perceberás porque esta é uma ciência essencial para todos nós_.

Este estágio não disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Átrio principal do ISEL, em frente à cantina Hora: 10.00h
Pessoa de contacto: Nelson Alberto Frade da Silva

Estágio Esgotado