PROJECTOS
CIÊNCIA E SOCIEDADE

AANChOR

Horizonte 2020 | 2018 - 2022


O projeto All-AtlaNtic Cooperation for Ocean Research and innovation (AANChOR) tem como principal ambição promover a cooperação em Investigação e Inovação no Atlântico Sul dando cumprimento ao estabelecido na Declaração de Belém. A Declaração de Belém foi assinada pela União Europeia, o Brasil e a África do Sul em 2017, em Lisboa (Belém) e pretende melhorar a cooperação desenvolvida ao nível da investigação e da inovação na bacia do Atlântico, desde a Antárctica até ao Árctico.

 

O projecto, que envolve 17 parceiros em 9 países no mundo, alcançará os seus objectivos através do lançamento de uma plataforma de especialistas que identificação actividades colaborativas concretas que serão implementadas a longo prazo e que reforçarão a cooperação internacional entre a Europa e os países do Atlântico Sul. Estas actividades colaborativas destinam-se a: reforçar a capacitação; promover a transferência de conhecimento entre a academia e a indústria para um melhoramento da inovação oceânica; desenvolver padrões comuns; aumentar a consciência e literacia do oceano nos cidadãos; e convergir e alinhar iniciativas de infraestruturas de Investigação e Inovação.


Website

SISCODE

Horizonte 2020 | 2018-2021


Este projecto europeu, com 18 parceiros em 12 países europeus, está a testar e comparar metodologias de co-design, para as aplicar em políticas de investigação e inovação responsáveis. A Ciência Viva, através do Pavilhão do Conhecimento, organiza um laboratório de co-criação com diversas partes interessadas – de escolas a poderes locais, de cidadãos a associações náuticas –, desenvolvendo o protótipo de um serviço para alargar o usufruto de ambientes marinhos ou similares. O serviço a prototipar é um festival de ciência no rio Tejo dedicado à construção DIY de embarcações, que será alimentado pelo trabalho criativo dos participantes.


Website

OPEN AIRE

Horizonte 2020 | 2018-2020


A Ciência Viva foi “third party” neste projecto que contou com o envolvimento de 50 parceiros em mais de 27 países, para promover a abertura da comunicação académica, e fomentar formatos inovadores de comunicar e monitorizar a investigação. O projeto trabalhou em ferramentas de busca e reutilização de dados e publicações científicos. A Ciência Viva participou no desenvolvimento e edição da primeira revista de ciência aberta para jovens estudantes – desde o 1º ciclo ao secundário –, bem como na mobilização da comunidade escolar para a publicação de resultados de investigação na revista.


Website

FIT4RRI

Horizonte 2020 | 2017-2020


O FIT4RRI desenvolve competências nos princípios da inovação e inovação responsáveis (RRI) e da ciência aberta, em particular no âmbito das entidades que produzem e financiam investigação científica, para promover a sua aceitação institucional. Enquanto parceira do projecto, a Ciência Viva trabalhou no mapeamento de recursos de RRI e ciência aberta, bem como na identificação de necessidades nestes domínios sentidas pelos investigadores. No geral o projecto, que envolve 13 entidades de 9 países europeus, tem como objectivo organizar e desenvolver recursos de formação nestas áreas, focando-se no envolvimento do público em ciência e inovação.


Website