Listagem de Ações de Verão


2112. A bordo do Tejo

Passeio pela zona do Mouchão da Póvoa, no estuário do Tejo, a bordo da falua Esperança, uma embarcação típica deste rio. Durante a visita, serão abordados, entre outros, temas ambientais, nomeadamente acerca da importância ecológica do estuário do Tejo e o papel que este ecossistema desempenha para as suas comunidades biológicas de flora e fauna. Poderá verificar-se observação de várias espécies de aves. Actividade preparada em parceria entre a CML e o MARE.

Esta actividade decorre na área protegida N/A

Itinerário: Saída da marina do Parque das Nações - contorno do Mouchão da Póvoa - regresso à marina do Parque das Nações

Duração: 2.00 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 5 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Câmara Municipal de Lisboa | Direção Municipal do Ambiente, Estrutura Verde, Clima e Energia (CML/DMAEVCE)

Ponto de encontro: marina do Parque das Nações. Por favor, chegar com 15min de antecedência! Hora: 09.45

Como chegar: metro: estação do Oriente
autocarro: 728

Coordenadas GPS: 38.75602457638, -9.0924309434204

Localidade: Freguesia do Parque das Nações

Concelho: LISBOA

Distrito: LISBOA

Actividade Acessivel
Chegar com 15min de antecedência. Para além da equipa a bordo, participaram também na preparação da actividade 3 biólogos (2 do MARE e 1 da CML): Susana França, João Paulo Medeiros e Inês Metelo

Mais informações: https://cidadania.lisboa.pt/programas-e-servicos/desenvolvimento-e-formacao/atividades-ludico-pedagogicas/educacao-ambiental

Datas:

22-07-2022 10:00 - Ação já em curso / terminada

05-09-2022 10:00 - Data esgotada - Lista de espera


2045. A Capital dos Dinossauros há 150 milhões de anos atrás!

Venha conhecer as Praias de Porto das Barcas e do Caniçal, na Lourinhã e perceber como era esta região no tempo dos dinossauros, há aproximadamente 150 milhões de anos!
A Lourinhã tornou-se famosa nacional e internacionalmente pelos achados fósseis de dinossauros. Ao participar nesta atividade, terá a oportunidade de observar as rochas e fósseis, compreendendo assim qual o ambiente em que os dinossauros e outros organismos viveram.
Quer saber o porquê de a Lourinhã ser apelidada de Capital dos Dinossauros? Junte-se ao Museu da Lourinhã nesta atividade e descubra o que torna esta região tão especial!

Esta actividade decorre na área protegida Reserva Especial de Conservação – Antiga Rede Natura

Itinerário: Praia de Porto das Barcas - Praia do Caniçal

Duração: 3.00 Horas

Preço: 3.50 €/participante

Idade Minima: 8 anos

Centro Ciência Viva: Centro Ciência Viva do Alviela - Carsoscópio

Entidade Parceira: Museu da Lourinhã

Ponto de encontro: 1ª Paragem - Praia de Porto das Barcas: Parque de estacionamento da Praia de Porto das Barcas_ 2ª Paragem - Praia do Caniçal: Caminho de terra batida que dá acesso à Praia do Caniçal. Hora: 10h00

Como chegar: 1ª Paragem - Praia de Porto das Barcas: a partir do Museu da Lourinhã (localizado no centro da vila) seguir em direção à Atalaia de Cima e depois até à Praia de Porto das Barcas_
2ª Paragem - Praia do Caniçal: da Praia de Porto das Barcas seguimos para a vila da Lourinhã, passando pelo centro da mesma. De seguida, avançamos em direção a Norte e percorremos a Estrada de Paimogo, em direção à Praia do Caniçal.

Coordenadas GPS: 39.227128767112, -9.3385035039691

Localidade: Praia de Porto das Barcas: Atalaia (Lourinhã)

Concelho: LOURINHÃ

Distrito: LISBOA

O acesso à Praia de Porto das Barcas implica uma descida (e posterior subida) por uma estrada de alcatrão, passando o participante depois para um caminho plano de terra batida (aproximadamente 3 minutos a pé até ao local da atividade). O nível de dificuldade do percurso é baixo.
Já o acesso à Praia do Caniçal implica uma descida (e posterior subida) acentuada por um caminho relativamente longo (aproximadamente 10 minutos a pé) de terra batida. Em alternativa, o participante poderá optar por levar o carro para o fundo do caminho de terra batida, de forma a ficar mais próximo da praia. No final do caminho de terra batida existe um local onde é possível estacionar o carro. Posteriormente, a visita será feita percorrendo vários locais da praia, o que implica caminhar na areia. O nível de dificuldade do percurso é elevado.
Assim, pessoas com mobilidade reduzida poderão ter dificuldade em usufruir plenamente da atividade.

Mais informações: https://museulourinha.org/

Data:

13-08-2022 10:00 - Inscrição


2049. A Capital dos Dinossauros há 150 milhões de anos atrás!

Venha conhecer as Praias de Porto das Barcas e do Caniçal, na Lourinhã e perceber como era esta região no tempo dos dinossauros, há aproximadamente 150 milhões de anos!
A Lourinhã tornou-se famosa nacional e internacionalmente pelos achados fósseis de dinossauros. Ao participar nesta atividade, terá a oportunidade de observar as rochas e fósseis, compreendendo assim qual o ambiente em que os dinossauros e outros organismos viveram.
Quer saber o porquê de a Lourinhã ser apelidada de Capital dos Dinossauros? Junte-se ao Museu da Lourinhã nesta atividade e descubra o que torna esta região tão especial!

Esta actividade decorre na área protegida Reserva Especial de Conservação – Antiga Rede Natura

Itinerário: Praia de Porto das Barcas - Praia do Caniçal

Duração: 3.00 Horas

Preço: 3.50 €/participante

Idade Minima: 8 anos

Centro Ciência Viva: Centro Ciência Viva do Alviela - Carsoscópio

Entidade Parceira: Museu da Lourinhã

Ponto de encontro: 1ª Paragem - Praia de Porto das Barcas: Parque de estacionamento da Praia de Porto das Barcas_ 2ª Paragem - Praia do Caniçal: Caminho de terra batida que dá acesso à Praia do Caniçal. Hora: 15h00

Como chegar: 1ª Paragem - Praia de Porto das Barcas: a partir do Museu da Lourinhã (localizado no centro da vila) seguir em direção à Atalaia de Cima e depois até à Praia de Porto das Barcas_
2ª Paragem - Praia do Caniçal: da Praia de Porto das Barcas seguimos para a vila da Lourinhã, passando pelo centro da mesma. De seguida, avançamos em direção a Norte e percorremos a Estrada de Paimogo, em direção à Praia do Caniçal.

Coordenadas GPS: 39.227142272552, -9.3384860696105

Localidade: Praia de Porto das Barcas: Atalaia (Lourinhã)

Concelho: LOURINHÃ

Distrito: LISBOA

O acesso à Praia de Porto das Barcas implica uma descida (e posterior subida) por uma estrada de alcatrão, passando o participante depois para um caminho plano de terra batida (aproximadamente 3 minutos a pé até ao local da atividade). O nível de dificuldade do percurso é baixo.
Já o acesso à Praia do Caniçal implica uma descida (e posterior subida) acentuada por um caminho relativamente longo (aproximadamente 10 minutos a pé) de terra batida. Em alternativa, o participante poderá optar por levar o carro para o fundo do caminho de terra batida, de forma a ficar mais próximo da praia. No final do caminho de terra batida existe um local onde é possível estacionar o carro. Posteriormente, a visita será feita percorrendo vários locais da praia, o que implica caminhar na areia. O nível de dificuldade do percurso é elevado.
Assim, pessoas com mobilidade reduzida poderão ter dificuldade em usufruir plenamente da atividade.

Mais informações: https://museulourinha.org/

Datas:

06-08-2022 15:00 - Ação já em curso / terminada

20-08-2022 15:00 - Inscrição


1869. A engenharia na produção da Carta Militar à escala 1:25 000

Visita guiada à cadeia de produção da Carta Militar à escala 1:25 000 onde se pretende mostrar a inclusão e os resultados da aplicação da engenharia nos diversos processos ao longo da cadeia de produção.

Esta actividade decorre na área protegida N/A

Itinerário: Visita às variadas áreas da cadeia de produção: Fotogrametria - Topografia - Edição - Controlo de Qualidade - Impressão

Duração: 2.00 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 10 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Centro de Informação Geoespacial do Exército (CIGeoE)

Ponto de encontro: Hall de entrada do edifício Hora: 10h00

Como chegar: Morada:
Centro de Informação Geoespacial do Exército
Av. Dr. Alfredo Bensaúde
1849-014 Lisboa

Localidade: Lisboa

Concelho: LISBOA

Distrito: LISBOA

Actividade Acessivel
Acessibilidade para mobilidade reduzida.

Mais informações: https://www.igeoe.pt/

Datas:

27-07-2022 10:00 - Ação já em curso / terminada

24-08-2022 10:00 - Data esgotada - Lista de espera


2187. A importância de SER Rio Tejo (Azambuja - Cartaxo)

Perante o actual cenário das alterações climáticas é imperativo alertar para a importância dos recursos hídricos e para a sua boa gestão (abundância, dinâmica e qualidade) sejam eles superficiais ou subterrâneos. Um rio não é apenas o canal principal, é um sistema hídrico complexo, ramificado, com uma dinâmica própria, visível à superfície mas com ligação ao grande reservatório subterrâneo (aquíferos). No sistema fluvial ibérico, o rio Tejo foi-se modificando ao longo dos últimos milhões de anos (desde o Pré-Tejo), constituindo actualmente a “artéria hídrica” mais longa da península. A sua importância é inegável para os seres vivos que dele dependem directa ou indirectamente. No entanto, são numerosos os exemplos que podem contribuir para alterações na qualidade ambiental deste rio ((tranvases, barragens, actividades agrícolas e industriais, captações (rega e abastecimento público), pesca, turismo e dragagens) e comprometer a sobrevivência de todos os que dele dependem. Explorar-se-á o uso do solo na bacia hidrográfica e irá avaliar-se a qualidade da água dos afluentes (ribeiros, valas hidráulicas agrícolas, rio Tejo), em vários locais entre Azambuja e Cartaxo e enquadrar com a dinâmica do sector mais a montante do estuário do Tejo, relacionando com a maré dinâmica e a maré salina.

A acção inicia-se pelas 10h, tem uma pausa entre as 13h e as 14h (almoço livre, podendo os participantes levar merenda para piquenique) e termina pelas 17h.

Esta actividade decorre na área protegida N/A

Itinerário: Percurso constituído por várias paragens em ribeiras, valas e rio Tejo, entre Azambuja e Cartaxo..

Duração: 6.00 Horas

Actividade gratuita

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Faculdade de Engenharia da Universidade Lusófona

Ponto de encontro: Junto ao Pavilhão Desportivo Municipal de Azambuja Hora: 9:45

Como chegar: Pela A1 sair na N3 – Carregado, Azambuja. Depois das portagens virar à direita em direcção N3 – Cartaxo-Azambuja. Seguir pela N3, passar por Casal Pinheiro, Vila Nova da Rainha e quando chegar a Azambuja (na rotunda da Bomba de Combustível Ouro Negro) virar à esquerda em direcção ao Pavilhão Desportivo Municipal (entre o supermercado ALDI e a Praça de Touros).

Coordenadas GPS: 39.06755, -8.87635

Localidade: Azambuja

Concelho: AZAMBUJA

Distrito: LISBOA

Actividade Acessivel
Parte do percurso a pé, com deslocações entre locais usando viatura própria (entre Azambuja e Cartaxo, em estradas junto ao rio).

O percurso escolhido é acessível e as distâncias a percorrer não são longas. Uma parte feita em viatura do participante entre alguns pontos de observação. Para aceder aos miradouros naturais utilizam-se estradas de terra.
Coordenadas GPS: 39° 4.053_N - 8° 52.581_W

Data:

10-09-2022 10:00 - Inscrição


1817. A Muralha de Wellington e a defesa da Capital do Reino nas Invasões Francesas

Visita ao Centro de Interpretação das Linhas de Torres e aos Fortes da Ajuda Grande e Pequeno. Conhecer o sistema defensivo que protegeu a Capital do Reino do exército de Napoleão, num dos episódios mais marcantes da Guerra Peninsular, a 3.ª invasão francesa (1810).

Itinerário: Centro de Interpretação das Linhas de Torres, Bucelas - Serra da Alrota, Bucelas

Duração: 3.00 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 12 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Rede de Museus Municipais de Loures

Ponto de encontro: Centro de Interpretação das Linhas de Torres, Bucelas Hora: 10h00

Como chegar: Como chegar ao local com coordenadas - 38°54_ 06.1__ N 9°07_ 13.5__ W

Em Bucelas, na rotunda vire sentido Arranhó (quem vem de Alverca vira à direita, quem vem de Loures vira à esquerda)
Nos sinais luminosos verá uma placa a dizer Museu do Vinho e da Vinha, entre no estacionamento (em calçada portuguesa), passe pela escola EB23 de Bucelas, estacione.
O Centro de Interpretação das Linhas de Torres está sediado no Museu do vinho e da Vinha - Bucelas, um edifício bordeaux, muito perto da Escola, junto ao estacionamento em terra batida.

Localidade: Bucelas

Concelho: LOURES

Distrito: LISBOA

Mais informações: https://www.cm-loures.pt/AreaConteudo.aspx?DisplayId=770

Datas:

07-08-2022 10:00 - Ação já em curso / terminada

13-08-2022 10:00 - Data esgotada - Lista de espera


1906. A vida na zona das marés

Inicialmente, será feita uma breve explicação, no local, sobre os povoamentos presentes na zona entremarés e apresentado o padrão de zonamento vertical. Serão feitas observações acompanhadas da correspondente explicação relativamente às adaptações dos organismos às condições do meio. Alguns organismos típicos das zonas entremarés serão capturados (com a devida reposição) e observados para ilustrar a biodiversidade local, com o objetivo de descobrir e conhecer algumas espécies de fauna e flora características deste tipo de ambientes e entender o seu modo de vida de um ponto de vista integrado.

Esta actividade decorre na área protegida N/A

Itinerário: Praia de São Pedro do Estoril, Cascais

Duração: 2.00 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 6 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: MARE - Centro de Ciências do Mar e do Ambiente

Ponto de encontro: Estacionamento da Praia de São Pedro do Estoril, Cascais (38°41_35.38_N, 9°22_5.24_W) Hora: 9.30

Como chegar: https://goo.gl/maps/fohStREw5bcNgSWu5

Localidade: Praia de São Pedro do Estoril, Cascais

Concelho: CASCAIS

Distrito: LISBOA

Tendo em conta a zona a ser visitada, esta atividade não é acessível a pessoas com mobilidade reduzida

Mais informações: https://ambiente.cascais.pt/pt/espacos/praias/praia-s-pedro-do-estoril

Data:

15-07-2022 09:30 - Ação já em curso / terminada


1907. A vida na zona das marés

Inicialmente, será feita uma breve explicação, no local, sobre os povoamentos presentes na zona entremarés e apresentado o padrão de zonamento vertical. Serão feitas observações acompanhadas da correspondente explicação relativamente às adaptações dos organismos às condições do meio. Alguns organismos típicos das zonas entremarés serão capturados (com a devida reposição) e observados para ilustrar a biodiversidade local, com o objetivo de descobrir e conhecer algumas espécies de fauna e flora características deste tipo de ambientes e entender o seu modo de vida de um ponto de vista integrado.

Esta actividade decorre na área protegida N/A

Itinerário: Praia da Empa, Ericeira - Mafra

Duração: 2.00 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 6 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: MARE - Centro de Ciências do Mar e do Ambiente

Ponto de encontro: Estacionamento Praia da Empa, Ericeira - Mafra (38°58_45.48_N, 9°25_17.77_W Hora: 10.00

Como chegar: https://goo.gl/maps/RpLRWKYuUcDAFqEL9

Localidade: Praia da Empa, Ericeira, Mafra

Concelho: MAFRA

Distrito: LISBOA

Tendo em conta a zona a ser visitada, esta atividade não é acessível a pessoas com mobilidade reduzida

Mais informações: https://www.cm-mafra.pt/pages/1112?poi_id=160

Data:

01-08-2022 10:00 - Ação já em curso / terminada


1816. Arqueólogo por um dia

Visita à villa romana de Frielas, com possibilidade de experimentar uma escavação arqueológica. O Sítio Arqueológico de Frielas integra uma villa de época romana, revelando um proprietário com relativo poder de compra. As cerâmicas, as moedas e os motivos decorativos dos mosaicos espelham gostos e estratégias de consumo das gentes que viveram nesta villa, entre os meados do século I d.C. até meados do século V d.C..

Itinerário: Frielas

Duração: 2.00 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 6 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Rede de Museus Municipais de Loures

Ponto de encontro: Villa romana de Frielas - Rua Quinta do Caiado, Frielas Hora: 09h30

Como chegar: Rodoviária de Lisboa 301 ou 305 – Estação do Oriente e sair em Frielas

Coordenadas: 38°49_ 37__ N 9°8_ 37__ W

Localidade: Frielas

Concelho: LOURES

Distrito: LISBOA

Mais informações: https://www.cm-loures.pt/AreaConteudo.aspx?DisplayId=775

Data:

18-08-2022 09:30 - Data esgotada - Lista de espera


2185. BIO e GEOdiversidade no Paul de Manique do Intendente (Azambuja)

À descoberta do Paul de Manique do Intendente, uma zona húmida adjacente à ribeira do Judeu, um dos afluentes da margem direita do rio Tejo.
Durante a visita iremos abordar:
- A importância das zonas húmidas no actual contexto das alterações climáticas, os valores de BIO e GEOdiversidade presentes e a importância destes sistemas para a manutenção da biodiversidade.
- A evolução e utilização pela avifauna, assistindo a uma campanha de anilhagem de passeriformes no contexto da monitorização da avifauna do Paul.
- A geodiversidade da região de Manique do Intendente e a evolução geológica da região na proximidade da Serre de Montejunto, rochas, solos e águas (ribeiras, nascentes).
- O uso do solo e a sua influência para a qualidade do solo e das águas superficiais e subterrâneas e a utilização sustentável de recursos naturais.

A acção inicia-se pelas 10h, tem uma pausa entre as 13h e as 14h (almoço livre, podendo os participantes levar merenda para piquenique) e termina pelas 17h.
A acção tem o apoio do Município de Azambuja.

Esta actividade decorre na área protegida N/A

Itinerário: Percurso pelo Paul de Manique do Intendente e pelas zonas limítrofes, com paragens em diferentes locais para observação.
Necessária viatura própria para pequenas deslocações entre pontos de observação: paul, ribeira do Judeu e miradouros naturais.

Duração: 6.00 Horas

Actividade gratuita

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Faculdade de Engenharia da Universidade Lusófona

Ponto de encontro: No parque de estacionamento junto à Escola Básica Integrada de Manique do Intendente. Hora: 9:45

Como chegar: O Paul de Manique localiza-se no município de Azambuja, cerca de 70km a Norte de Lisboa.
Pela A1 (Norte) sair em Aveiras e seguir, pela N366 na direcção de Alcoentre. No cruzamento para Alcoentre (à esquerda) vire à direita para Manique, Vila Nova de São Pedro. Quando entrar em Manique do Intendente vai passar pelos semáforos (onde encontrará à sua esquerda a Igreja) e deve seguir em frente até encontrar corte à direita com indicação de Paul/Escola Básica de Manique.
Em frente à escola tem um estacionamento para viaturas que pode usar.

Coordenadas GPS: 39.21975, -8.88556667

Localidade: Manique do Intendente

Concelho: AZAMBUJA

Distrito: LISBOA

Actividade Acessivel
O percurso escolhido é acessível e as distâncias a percorrer não são longas. Uma parte feita em viatura do participante entre alguns pontos de observação. Para aceder aos miradouros naturais utilizam-se estradas de terra com alguma inclinação que têm de ser percorridas a pé (cerca de 200m).

Data:

03-09-2022 10:00 - Inscrição


1819. Conhecer as uvas através dos sentidos - Uma atividade sensorial em família

Traga os seus filhos e conheçam em família, as uvas através dos sentidos. Vamos fazer sumo de uva no nosso cincho em miniatura, saboreá-lo acabadinho de espremer e descobrir que as uvas têm muitos cheiros, cores e sabores diferentes.

Itinerário: Bucelas

Duração: 2.00 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 3 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Rede de Museus Municipais de Loures

Ponto de encontro: Museu do Vinho e da Vinha - Bucelas Hora: 10h30

Como chegar: Como chegar ao local com coordenadas - 38°54_ 06.1__N 9°07_ 13.5__ W

Em Bucelas, na rotunda vire sentido Arranhó (quem vem de Alverca vira à direita, quem vem de Loures vira à esquerda)
Nos sinais luminosos verá uma placa a dizer Museu do Vinho e da Vinha, entre no estacionamento (em calçada portuguesa), passe pela escola EB23 de Bucelas, estacione.

Localidade: Bucelas

Concelho: LOURES

Distrito: LISBOA

Actividade Acessivel

Mais informações: https://www.cm-loures.pt/AreaConteudo.aspx?DisplayId=770

Datas:

06-08-2022 10:30 - Ação já em curso / terminada

14-08-2022 10:30 - Data esgotada - Lista de espera


1971. Do Aqueduto das Águas Livres ao Parque Florestal de Monsanto

A visita tem início no Centro de Interpretação de Monsanto, pelas 9h30, onde o visitante poderá ouvir falar sobre a história do Parque Florestal de Monsanto. Segue-se uma atividade de exploração com vista a encontrar algumas das claraboias do Aqueduto e muitas curiosidades sobre a fauna e flora deste maravilhoso espaço. O percurso permitirá ainda ao visitante percorrer a travessia do vale de Alcântara antes de terminar pelas 12h30 no mesmo local da partida.

Esta actividade decorre na área protegida Parque Florestal de Monsanto

Itinerário: CIM - Centro de Interpretação de Monsanto - Visita à exposição - Caminhada pelo Parque Florestal de Monsanto pelo percurso das Claraboias do Aqueduto - Travessia do vale de Alcântara do Aqueduto das Águas Livres - Regresso ao CIM

Duração: 3.00 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 6 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Museu da Água

Ponto de encontro: CIM - Centro de Interpretação de Monsanto Hora: 9.30

Como chegar: De carro - existe estacionamento no Centro de Interpretação de Monsanto
Autocarro CARRIS - 711, 750, 770

Localidade: 38° 44_ 23.31__ N | 9° 11_ 9.22__ W - Estrada do Barcal - Monsanto

Concelho: LISBOA

Distrito: LISBOA

Percurso não acessível para pessoas com dificuldade de locomoção.

Mais informações: https://informacoeseservicos.lisboa.pt/contactos/diretorio-da-cidade/centro-de-interpretacao-de-monsanto

Datas:

08-09-2022 09:30 - Data esgotada - Lista de espera

15-09-2022 09:30 - Data esgotada - Lista de espera


1978. Do Chafariz à Fábrica de Água de Alcântara

Sabia que no Aqueduto das Águas Livres, infraestrutura de abastecimento de água a Lisboa construída no século XVIII, embora a água não fosse tratada, os arquitetos introduziram dispositivos destinados à limpeza da água com a intenção de eliminar possíveis contaminações?
Sabia que a Fábrica de Água de Alcântara tem um forte contributo na melhoria da qualidade da água do Estuário do Tejo?
Então, venha conhecer uma das maiores obras de engenharia hidráulica, seguindo depois para a maior estação de tratamento de águas residuais do país, um excelente exemplo de Economia Circular, onde a água tratada é reciclada e valorizada para outros fins antes de ser devolvida ao Tejo.

Itinerário: Visita guiada ao percurso do Aqueduto das Águas Livres no Vale de Alcântara - percurso pedestre pela Rua Maria Pia até à Fábrica da Água de Alcântara (Av. de Ceuta) com visita guiada. Início no Aqueduto - Fim na ETAR de Alcântara

Duração: 3.00 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 6 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Museu da Água

Ponto de encontro: Calçada da Quintinha, nº 6 (em Campolide) Hora: 9,30

Como chegar: autocarro CARRIS - 742, 751, 758

Localidade: Calçada da Quintinha, nº 6 em Campolide (Lisboa)

Concelho: LISBOA

Distrito: LISBOA

Percurso pedestre não recomendável a pessoas com dificuldade de Locomoção.

Data:

24-08-2022 09:30 - Data esgotada - Lista de espera


2188. Do pré-Tejo ao Tejo actual: a evolução nos últimos milhares de anos

Nesta visita pelo rio Tejo venha conhecer:
- A geodiversidade do rio Tejo.
- A evolução do Baixo-Tejo nos últimos milhares de anos (do Pré-Tejo à actualidade) e a sua relação com a subida do nível médio do mar.
- A dinâmica do rio/estuário do Tejo e as suas geoformas fluviais (margens, canais, barras/mouchões, praias, planícies de inundação, …) e estuarinas (sapais, rasos de maré, restingas, …).
- A qualidade da água e sedimentos.
- A ocupação/tipo de actividade humana pré-histórica, histórica e actual na dependência da dinâmica fluvial, como por exemplo: os concheiros, as casas palafíticas, a exploração de recursos (ouro, areeiros), a agricultura, a pesca, as obras de defesa e protecção, as barragens, os diques, a Vala de Azambuja (vala Real), etc.
- As mudanças do percurso do rio Tejo nos tempos mais recentes: causas naturais e antrópicas.
- As aves da lezíria do Tejo, espécies e hábitos.

Durante a atividade vamos medir os parâmetros físico-químicos da água, recolher e observar sedimentos e observar a avifauna.

A acção desenvolve-se para 2 grupos, um de manhã (9h – 13h) e um de tarde (14h – 18h).
A acção tem o apoio do Município de Azambuja (embarcação tradicional – o varino Vala Real)

Esta actividade decorre na área protegida N/A

Itinerário: Percurso de viatura própria entre Azambuja e o ponto de embarque (Vala de Azambuja/aldeia avieira do Porto da Palha).
Percurso fluvial no Rio Tejo, entre Azambuja e Valada, decorrendo toda a actividade
dentro da embarcação – o varino Vala Real - com passagem pela Ilha dos Cavalos, Ilha das garças, aldeia de Aldeia Avieira de Escaroupim e aldeia da Palhota.

Duração: 4.00 Horas

Actividade gratuita

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Faculdade de Engenharia da Universidade Lusófona

Ponto de encontro: Junto ao Pavilhão Desportivo Municipal de Azambuja Hora: 8:30 – Grupo da manhã e 13:30 – Grupo da tarde

Como chegar: Pela A1 sair na N3 – Carregado, Azambuja. Depois das portagens virar à direita em direcção N3 – Cartaxo-Azambuja. Seguir pela N3, passar por Casal Pinheiro, Vila Nova da Rainha e quando chegar a Azambuja (na rotunda da Bomba de Combustível Ouro Negro) virar à esquerda em direcção ao Pavilhão Desportivo Municipal (entre o supermercado ALDI e a Praça de Touros).

Coordenadas GPS: 39.06755, -8.87635

Localidade: Azambuja

Concelho: AZAMBUJA

Distrito: LISBOA

Actividade Acessivel
Parte do percurso de carro até ao ponto de embarque e depois toda a actividade decorrerá dentro da embarcação tradicional – o varino Vala Real.
Coordenadas GPS: 39° 4.053_N - 8° 52.581_W

Datas:

13-09-2022 09:00 - Inscrição

13-09-2022 14:00 - Inscrição


2006. Na Rota da Água em Lisboa

Visita Jogo para famílias - munidos de um lápis ou de uma caneta as famílias vão ser convidadas a percorrer os vários núcleos do Museu da Água de uma forma lúdica preenchendo um roteiro através de várias pistas que se encontram no Aqueduto das Águas, Reservatório da Mãe d_Água das Amoreiras, Galeria subterrânea do Loreto e a Estação Elevatória a Vapor dos Barbadinhos.

Itinerário: 9.30h Aqueduto das Águas Livres - Travessia do Vale de Alcântara (941 metros) - 11h Reservatório da Mãe d_Água das Amoreiras (visita jardins e interior)- Galeria subterrânea do Loreto (acesso pela Casa do Registo) - termina 12h30 e continua da parte da tarde a partir das 14h30 na Estação Elevatória a Vapor dos Barbadinhos (termina às 15h30)

Duração: 4.00 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 6 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Museu da Água

Ponto de encontro: Calçada da Quintinha, nº 6 em Campolide Hora: 9h30

Como chegar: Autocarro da CARRIS - 742, 751, 758

Localidade: Aqueduto das Águas Livres - Calçada da Quintinha, nº 6 (em Campolide)

Concelho: LISBOA

Distrito: LISBOA

Esta atividade implica deslocação entre os vários núcleos a pé.

Mais informações: https://www.epal.pt/EPAL/menu/museu-da-%c3%a1gua

Datas:

17-08-2022 09:30 - Data esgotada - Lista de espera

01-09-2022 09:30 - Data esgotada - Lista de espera


2169. O estuário visto pelos satélites/ Tagus estuary seen by satellites

Nesta viagem, a bordo do Lisboat, os participantes ficam a conhecer o trabalho dos cientistas que estudam o Estuário do Tejo através de imagens de satélite.

Esta actividade decorre na área protegida N/A

Itinerário: o percurso do Lisboat

Duração: 2.00 Horas

Preço: 5.00 €/participante

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: LISBOAT

Ponto de encontro: Cais de embarque: Estação Sul e Sueste, Terreiro do Paço Hora: 10.50

Como chegar: de transportes públicos, a pé

Coordenadas GPS: 38.707808628479, -9.1332219781188

Localidade: Lisboa

Concelho: LISBOA

Distrito: LISBOA

Actividade Acessivel
N/A

Mais informações: https://certo-project.org/Resources/Lisboat

Data:

05-08-2022 11:00 - Ação já em curso / terminada


2097. O exotismo da biodiversidade na Doca de Alcântara

As espécies exóticas ou não indígenas, chegam de várias partes do mundo com o auxílio das atividades humanas, e podem causar grandes impactos sobre ambientais, com perda de biodiversidade, impactos económicos e até mesmo na saúde humana. A maioria das espécies exóticas marinhas chega através das atividades de navegação, transportadas nos tanques das águas de lastro, ou incrustadas nos cascos das embarcações. As marinas de recreio e portos comerciais são, por isso, vias de entrada privilegiadas para estes viajantes indesejados.
A prevenção da chegada e instalação destas espécies é uma preocupação que tem cada vez mais peso na gestão das infraestruturas portuárias, mas passa pela implementação de boas práticas por parte dos utilizadores, em particular no uso e manutenção das embarcações. A monitorização destas portas de entrada para as espécies exóticas é também uma ferramenta essencial para poder saber quando e onde chegam novas espécies, em particular aquelas que se sabe que poderão ter um comportamento invasor, causando impactos negativos.
No âmbito desta atividade será efetuada uma visita à Doca de Alcântara , uma marina de recreio gerida pela Administração do Porto de Lisboa, localizada junto a um dos portos comerciais mais importantes do país. Os participantes serão recebidos no emblemático edifício da Gare Marítima da Rocha Conde de Óbidos, onde será feito um enquadramento ao tema. Será depois efetuada uma visita aos passadiços da Doca de Alcântara, onde os participantes irão realizar as seguintes atividades:
- Medir as condições ambientais da coluna de água
- Usar as diferentes técnicas de amostragem de espécies não indígenas
- Identificar as espécies recolhidas
- Analisar os resultados
Para efetuar estas atividades, os participantes terão o apoio de algumas fichas de identificação das principais espécies exóticas que podem estar presentes na doca e de um folheto explicativo do a problemática da introdução de espécies exóticas marinhas.
Com esta ação pretende-se sensibilizar o público para os seguintes
aspetos:
- a importância de prevenir a introdução de espécies exóticas
- a necessidade de implementar boas práticas no uso de embarcações
- a importância da biodiversidade dos estuários e zonas costeiras.

Itinerário: Gare Marítima Rocha Conde de Óbidos – Doca de Alcântara

Duração: 2.30 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 3 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: MARE - Centro de Ciências do Mar e do Ambiente

Ponto de encontro: Gare Marítima Rocha Conde de Óbidos Hora: 9:50h

Como chegar: De carro: Avenida Brasília – Rua Cintura do Porto de Lisboa – Seguir sempre junto à Doca de Alcântara até chegar à Gare Marítima Rocha Conde de Óbidos
Transportes públicos – todos os transportes com paragem na Avenida 24 de Julho

Localidade: Lisboa

Concelho: LISBOA

Distrito: LISBOA

O acesso aos passdiços da marina é difícil para pessoas com mobilidade reduzida

Data:

26-07-2022 10:00 - Ação já em curso / terminada


2154. O Outro Lobo

Esta ação pretende dar a conhecer uma espécie ameaçada em Portugal, o lobo-ibérico, em particular a sua biologia e ecologia. Os participantes serão também informados sobre os perigos que corre esta espécie e, ainda, os trabalhos que estão a ser desenvolvidos no nosso país para a conservação deste predador.

Itinerário: Percurso pedestre circular dentro da área do Centro de Recuperação do Lobo Ibérico.

Duração: 2.00 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 10 anos

Centro Ciência Viva: Centro Ciência Viva do Lousal - Mina de Ciência

Entidade Parceira: Grupo Lobo

Ponto de encontro: Centro de Recuperação do Lobo Ibérico Hora: 18:50 (visitas a iniciar às 19:00)_ 18:20 (visitas a iniciar às 18:30)_ 17:50 (visitas a iniciar às 18:00)

Como chegar: Desde Lisboa:
Seguir pela auto-estrada A8 e sair em direcção a Malveira/Mafra – A21. Continuar na A21 em direção a Mafra e sair na saída 2 – Torres Vedras/Malveira. Na rotunda, seguir pela 1ª saída em direção a Torres Vedras/Tapada de Mafra. Após percorrer 2km, chega ao Vale da Guarda. Depois desta localidade virar à esquerda para Picão/Carapiteira (existe uma placa a indicar Centro de Recuperação do Lobo Ibérico). No Picão, virar à esquerda numa rampa em calçada, onde se encontra uma placa com a informação “Lobo Ibérico”. Seguir sempre em frente por uma estrada de terra batida até chegar ao CRLI.

Coordenadas GPS: 38.960977428539, -9.2719029130249

Localidade: Picão, Gradil

Concelho: MAFRA

Distrito: LISBOA

O percurso tem uma extensão de cerca de 1km, com duração aproximada de 2h00. Apresenta um grau de dificuldade baixo/médio, tendo um desnível ascendente e um descendente, ambos moderados. O percurso é de terra batida e com desníveis.

Mais informações: http://www.grupolobo.pt

Datas:

28-07-2022 19:00 - Ação já em curso / terminada

04-08-2022 19:00 - Ação já em curso / terminada

11-08-2022 19:00 - Data esgotada - Lista de espera

18-08-2022 18:30 - Data esgotada - Lista de espera

25-08-2022 18:30 - Data esgotada - Lista de espera

02-09-2022 18:00 - Data esgotada - Lista de espera


1870. Observações Astronómicas

Sessão de Observação Astronómica onde se pretende despertar o interesse para a Astronomia, permitindo a observação de variados objetos celestes.
As observações dependem das condições climatéricas e de observação que se façam sentir no momento da sessão.

Esta actividade decorre na área protegida N/A

Itinerário: Apresentação em auditório com explicação sumária da atividade seguida de observações no telescópio.

Duração: 2.30 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 10 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Centro de Informação Geoespacial do Exército (CIGeoE)

Ponto de encontro: Hall de entrada do edifício Hora: 21h30

Como chegar: Morada:
Centro de Informação Geoespacial do Exército
Av. Dr. Alfredo Bensaúde
1849-014 Lisboa

Localidade: Lisboa

Concelho: LISBOA

Distrito: LISBOA

Actividade Acessivel

Mais informações: https://www.igeoe.pt

Datas:

12-08-2022 21:30 - Data esgotada - Lista de espera

19-08-2022 21:30 - Data esgotada - Lista de espera


1871. Observações Astronómicas para crianças

Sessão de Observação Astronómica dirigida para os mais novos onde se pretende despertar o interesse e motivar as crianças para a Astronomia, permitindo a observação de variados objetos celestes.
As observações dependem das condições climatéricas e de observação que se façam sentir no momento da sessão.

Esta actividade decorre na área protegida N/A

Itinerário: Apresentação em auditório com explicação sumária da atividade seguida de observações no telescópio.

Duração: 2.30 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 6 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Centro de Informação Geoespacial do Exército (CIGeoE)

Ponto de encontro: Hall de entrada do edifício Hora: 21h30

Como chegar: Morada:
Centro de Informação Geoespacial do Exército
Av. Dr. Alfredo Bensaúde
1849-014 Lisboa

Localidade: Lisboa

Concelho: LISBOA

Distrito: LISBOA

Mais informações: https://www.igeoe.pt/

Datas:

19-07-2022 21:30 - Ação já em curso / terminada

26-07-2022 21:30 - Ação já em curso / terminada

02-08-2022 21:30 - Ação já em curso / terminada

09-08-2022 21:30 - Ação já em curso / terminada


1818. Oficinas de Cerâmica

A partir de um copo de barro feito num molde de gesso, vamos criar uma caneca original e irrepetível, aplicando a técnica da colagem em barro e muita imaginação. Decoração com engobes. As peças realizadas são cozidas no forno do museu e entregues, posteriormente, aos participantes.

Itinerário: Sacavém

Duração: 2.00 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 10 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Rede de Museus Municipais de Loures

Ponto de encontro: Museu Cerâmica de Sacavém Hora: 10h30

Como chegar: Rodoviária de Lisboa 301 ou 305 – Estação do Oriente e sair em Sacavém
Comboio e autocarro da carris 708 a sair do Martim Moniz
Coordenadas 38.794144 / -9.102413

Localidade: Sacavém

Concelho: LOURES

Distrito: LISBOA

Mais informações: https://www.cm-loures.pt/AreaConteudo.aspx?DisplayId=776

Data:

28-08-2022 10:30 - Data esgotada - Lista de espera


1824. Oficinas de Cerâmica

A partir de um copo de barro feito num molde de gesso, vamos criar uma caneca original e irrepetível, aplicando a técnica da colagem em barro e muita imaginação. Decoração com engobes.
As peças realizadas são cozidas no forno do museu e entregues, posteriormente, aos participantes.

Itinerário: Museu de Cerâmica de Sacavém

Duração: 2.00 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 10 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Rede de Museus Municipais de Loures

Ponto de encontro: Museu de Cerâmica de Sacavém Hora: 14h30

Como chegar: Como chegar: Rodoviária de Lisboa 301 ou 305 – Estação do Oriente e sair em Sacavém
Comboio e autocarro da carris 708 a sair do Martim Moniz
Coordenadas 38.794144 / -9.102413

Localidade: Sacavém

Concelho: LOURES

Distrito: LISBOA

Mais informações: https://www.cm-loures.pt/AreaConteudo.aspx?DisplayId=776

Data:

28-08-2022 14:30 - Data esgotada - Lista de espera


2100. Pistas e vestígios da presença de animais no Parque Florestal de Monsanto

Visita guiada através de uma área menos explorada do Parque Florestal de Monsanto, na qual se percorrem trilhos e zonas florestais mais abertas em busca de vários tipos de vestígios deixados pelos animais residentes. Para além do som das aves e do restolhar de animais no solo, muito de pode descobrir através de um olhar mais atento, do olfato ou de um ouvido apurado.

Esta actividade decorre na área protegida N/A

Itinerário: Centro de Interpretação de Monsanto - Monte das perdizes - Seis Pedreiras

Duração: 1.30 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 5 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Câmara Municipal de Lisboa | Direção Municipal do Ambiente, Estrutura Verde, Clima e Energia (CML/DMAEVCE)

Ponto de encontro: Receção do Centro de Interpretação de Monsanto (CIM) - Estrada do Barcal, 1500-068 Lisboa. Por favor, chegar com 15min de antecedência! Hora: 9.15

Como chegar: Autocarro 770 (via Sete-rios)

Coordenadas GPS: 38.739892051814, -9.1864584626464

Localidade: Freguesia de Benfica

Concelho: LISBOA

Distrito: LISBOA

Chegar com 15min de antecedência. As condições climatéricas e o momento em que se realiza a atividade determinam as marcas ou vestígios detectáveis, tornando-a imprevisível. Recomenda-se uso de calçado confortável, chapéu e água.

Mais informações: https://www.facebook.com/profile.php?id=100057527166993

Datas:

27-07-2022 09:30 - Ação já em curso / terminada

10-08-2022 09:30 - Data esgotada - Lista de espera

24-08-2022 09:30 - Data esgotada - Lista de espera

07-09-2022 09:30 - Data esgotada - Lista de espera


2186. Valorização das plantas do Paul de Manique do intendente para cosmética natural

A partir do conhecimento da diversidade etnobotânica do Paul de Manique previamente efetuada, pretende-se apresentar uma caracterização geral das plantas com maior potencial medicinal que se podem encontrar na zona.

Após observação de algumas das espécies mais características da região, será efetuada a demonstração de algumas das técnicas de extração mais utilizadas para a obtenção de extratos, compostos ativos e óleos essenciais.

No final os participantes são convidados a incorporar alguns dos ativos numa formulação cosmética base e assim criar a sua própria formulação cosmética.

A acção tem o apoio do Município de Azambuja e da empresa Elisa Câmara Lda.

Esta actividade decorre na área protegida N/A

Itinerário: Ponto de partida pelas 10.30 h
Escola Básica de Manique do Intendente: iremos percorrer a pé a zona do Paul de Manique para observação das plantas existentes com maior potencial medicinal.

Serão apresentadas as actividades numa tenda montada no Paul de Manique:

a-Conhecimento das diversas técnicas de extração tradicionais e modernas e demonstração dos métodos mais simples e acessíveis para obtenção de extratos e óleos essenciais.

b- Os participantes serão convidados a incorporar alguns dos ativos (extratos e óleos essenciais) para criar a sua própria formulação cosmética.

A ação termina pelas 13 h.

Duração: 2.30 Horas

Actividade gratuita

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Faculdade de Engenharia da Universidade Lusófona

Ponto de encontro: No parque de estacionamento junto à Escola Básica Integrada de Manique do Intendente. Hora: 10:15

Como chegar: O Paul de Manique localiza-se no município de Azambuja, cerca de 70km a Norte de Lisboa.
Pela A1 (Norte) sair em Aveiras e seguir, pela N366 na direcção de Alcoentre. No cruzamento para Alcoentre (à esquerda) vire à direita para Manique, Vila Nova de São Pedro. Quando entrar em Manique do Intendente vai passar pelos semáforos (onde encontrará à sua esquerda a Igreja) e deve seguir em frente até encontrar corte à direita com indicação de Paul/Escola Básica de Manique.

Em frente à escola tem um estacionamento para viaturas que pode usar.

Coordenadas GPS: 39.21975, -8.88556667

Localidade: 39° 13.185_N - 8° 53.134_W

Manique do Intendente

Concelho: AZAMBUJA

Distrito: LISBOA

Actividade Acessivel
O percurso escolhido para a observação das plantas do Paul é acessível e as distâncias a percorrer não são longas.
Não são necessários conhecimentos científicos avançados para a compreensão dos métodos de extração e suas aplicações na área da cosmética.
Os participantes, na parte experimental poderão demonstrar sua criatividade na preparação da sua própria formulação e cosmético utilizando extratos e óleos essenciais fornecidos pelos monitores.

Data:

08-09-2022 10:30 - Inscrição


2035. Visita à Fábrica de Água da Foz do Lizandro

Sabia que a Fábrica de Água da Foz do Lizandro tem um forte contributo na melhoria da qualidade da água das praias da região, e consequentemente na atribuição do galardão Bandeira Azul da praia da Foz do Lizandro?
Esta estação de tratamento de águas residuais, serve parte do Município de Mafra e é um excelente exemplo de Economia Circular: a água tratada poder ser reciclada para fins diversos, antes de ser devolvida ao mar, e as lamas, após tratamento, são encaminhadas para valorização agrícola.
O objetivo da visita é apresentar a principal estação de tratamento de águas residuais, que contribuiu fortemente para a melhoria da qualidade da água das praias da região. O sistema de saneamento associado recolhe, trata e valoriza as águas residuais urbanas de parte do município de Mafra, devolvendo-as ao meio recetor, neste caso o mar, em condições ambientalmente seguras.
O sistema de saneamento da Foz do Lizandro descarrega o efluente tratado no rio Lizandro e foi dimensionado para tratar um equivalente populacional de 28.125 hab. eq., ao qual corresponderá um caudal médio de 4.138 m3/dia.

Esta actividade decorre na área protegida n.a.

Itinerário: A atividade consiste na visita à Fábrica de Água (ETAR) da Foz do Lizandro e de uma caminhada ao longo do rio Lizandro, num percurso total de 4km (ida e volta)

Duração: 2.00 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 8 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Águas do Tejo Atlântico

Ponto de encontro: No parque de estacionamento, junto à ponte e à Igreja da N. Senhora do Ó Hora: 10:15

Como chegar: A partir da Ericeira seguir pela EN247 em direção à Foz do Lizandro / Carvoeira, cortar à esquerda em direção à Senhora do Ó, na estrada com o mesmo nome. Passar a ponte e estacionar no estacionamento próximo da Igreja da Sra. do Ó. O restante caminho até à ETAR faz-se a pé (650m aproximadamente - 10min).
No final da visita à ETAR os participantes poderão fazer uma caminhada junto ao rio Lizandro - facultativo

Coordenadas GPS: 38.9500813274, -9.3948124589233

Localidade: Senhora do Ó - Carvoeira

Concelho: MAFRA

Distrito: LISBOA

A atividade implica uma caminhada.
Na ETAR existem algumas escadas que permitem o acesso a alguns dos orgãos de tratamento

Mais informações: https://www.aguasdotejoatlantico.pt/content/foz-do-lizandro

Data:

25-08-2022 10:30 - Data esgotada - Lista de espera


2037. Visita à Fábrica de Água de Beirolas

Sabia que a Fábrica de Água de Beirolas tem um forte contributo na melhoria da qualidade da água do estuário do Tejo?
Esta estação de tratamento de águas residuais, serve parte dos Municípios de Lisboa (zona oriental) e Loures e é um excelente exemplo de Economia Circular: a água tratada poder ser reciclada para fins diversos, antes de ser devolvida ao mar, e as lamas, após tratamento, são encaminhadas para valorização agrícola e ainda permitem a produção de energia.
O objetivo da visita é apresentar a principal estação de tratamento de águas residuais (ETAR), que contribuiu fortemente para a melhoria da qualidade da água do Estuário do Tejo. O sistema de saneamento associado recolhe, trata e valoriza as águas residuais urbanas de parte dos municípios de Lisboa e Loures, devolvendo-as ao meio recetor, neste caso o Estuário do Tejo, em condições ambientalmente seguras.
O sistema de saneamento de Beirolas e descarrega o efluente tratado no estuário do Tejo e foi dimensionada para tratar um equivalente populacional de 213.510 hab. eq., ao qual corresponderá um caudal médio de 54.500 m3/dia.

Esta actividade decorre na área protegida n.a.

Itinerário: O acolhimento será feito no CEA (Centro de Educação Ambiental), localizado na Fábrica de Água de Beirolas, seguindo-se uma visita à Fábrica de Água.

Duração: 2.00 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 8 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Águas do Tejo Atlântico

Ponto de encontro: No parque de estacionamento, no interior do recinto da Fábrica de Água de Beirolas. Hora: 10:15

Como chegar: A Fábrica de Água de Beirolas fica localizada no Parque das Nações.
O acesso será através da Via do Oriente, virar junto ao Pingo Doce para a R. Chen He em direção ao Parque Tejo.
Morada: Fábrica de Águas de Beirolas R. Chen He 1990-513 Lisboa Portugal
Ver no Google Maps

Coordenadas GPS: 38.788939343598, -9.0971516312866

Localidade: Parque das Nações - Lisboa

Concelho: LISBOA

Distrito: LISBOA

o acesso a algumas etapas de tratamento é limitado (edifícios fechados e escadas)

Mais informações: https://www.aguasdotejoatlantico.pt/content/beirolas

Data:

01-09-2022 10:30 - Data esgotada - Lista de espera


2016. Visita ao Centro de Educação Ambiental da Tejo Atlântico

O Centro de Educação Ambiental da Tejo Atlântico – Fábrica de Água, uma nova geração de produtos é um espaço novo, dedicado à educação e sensibilização ambiental onde se desenvolvem várias atividades participativas focadas no valor da água nas suas diferentes dimensões.
Neste centro educativo a inovação tecnológica é o veículo principal para a aprendizagem e diversão, com atividades ludico-pedagógicas de grande envolvimento dos visitantes com o ciclo da água e os valores ambientais.
O espaço permite que os visitantes usufruam de diversas experiências focadas no Uso Eficiente da Água e na Economia Circular e, claro está, no Valor da Água, ao mesmo tempo que permite aos visitantes ficarem a conhecer o papel das Fábricas de Água na gestão do ciclo urbano da água e na valorização dos recursos aí gerados.

Esta actividade decorre na área protegida n.a.

Itinerário: Durante a visita ao CEA (Centro de Educação Ambiental) serão dadas a conhecer curiosidades sobre a água e o seu valor e realizadas diversas atividades relacionadas com o uso eficiente da água e a sua valorização na Fábrica de Água. Será ainda feita uma abordagem do processo de tratamento de águas residuais quando chegam à Fábrica de Água, assim como o papel da Empresa, sensibilizando para o papel que tem na preservação dos recursos hídricos, neste caso concreto o Estuário do Tejo.

Duração: 1.00 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 6 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Águas do Tejo Atlântico

Ponto de encontro: No parque de estacionamento, no interior do recinto da Fábrica de Água de Beirolas. Hora: 10:15 e 14:15

Como chegar: O Centro de Educação Ambiental da Águas do tejo Atlântico localiza-se na Fábrica de Água de Beirolas. Localizada no Parque das Nações Norte, entre a foz do Trancão e a Ponte Vasco da Gama
O acesso será através da Via do Oriente, virar junto ao Pingo Doce para a R. Chen He em direção ao Parque Tejo.
Localidade: Fábrica de Águas de Beirolas R. Chen He 1990-513 Lisboa Portugal
Ver no Google Maps

Coordenadas GPS: 38.788880804766, -9.0967010201721

Localidade: Lisboa

Concelho: LISBOA

Distrito: LISBOA

Actividade Acessivel

Mais informações: https://www.aguasdotejoatlantico.pt/content/centro-de-educacao-ambiental-da-tejo-atlantico-cea

Datas:

30-08-2022 10:30 - Data esgotada - Lista de espera

30-08-2022 14:30 - Data esgotada - Lista de espera


2106. Visita ao Centro de Interpretação da Natureza de Monserrate

O Centro de Interpretação da Natureza de Monserrate oferece uma visita pedagógica que dá a conhecer os valores naturais mais importantes da Serra de Sintra, estimulando o contacto com a natureza, a sensibilização ambiental e o conhecimento sobre a fauna e a flora presentes nos ecossistemas únicos que caracterizam esta região. Através de uma abordagem inovadora, com recurso a ferramentas digitais e materiais didáticos, os visitantes são convidados a viajar no tempo, para conhecer os principais episódios que definiram a história geológica, cultural e natural da Serra de Sintra. De seguida, propõe-se a exploração das particularidades dos ecossistemas ribeirinhos recorrendo a um aquaterrário, onde é possível conhecer ao vivo alguns dos seus habitantes. A biologia das árvores, que é possível conhecer através de um modelo de um carvalho-português decomposto em raiz, tronco e copa, é outro dos temas em destaque. A visita termina com a projeção de perfis de aves e mamíferos alados em voo com a qual se pretende que os visitantes consigam identificar estas espécies pelo seu comportamento, pelos seus traços anatómicos ou até pelas respetivas vocalizações.

Esta actividade decorre na área protegida Parque Natural de Sintra-Cascais

Itinerário: Visita ao Centro de Interpretação da Natureza de Monserrate, no Parque de Monserrate (Sintra)

Duração: 2.00 Horas

Preço: 10.00 €/participante

Idade Minima: 6 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: Parques de Sintra - Monte da Lua, S.A.

Ponto de encontro: Bilheteira do Parque de Monserrate Hora: 10:15

Como chegar: A) De viatura particular:

Pode chegar à Vila de Sintra utilizando:
• IC19 (desde Lisboa)
• IC30 (desde Mafra)
• EN9 (desde Cascais, pela A5)

O Parque e Palácio de Monserrate localiza-se na estrada que liga o centro da Vila de Sintra a Colares (EN375).

Coordenadas GPS
38º47_38.515_N 9º25_15.413_W

B) De transportes públicos:

LISBOA > SINTRA: Comboio (CP) – Linha de Sintra
Estações de origem:
• Estação de Oriente
• Estação do Rossio
• Estação de Entrecampos

SINTRA (estação ferroviária) > MONSERRATE: Autocarro n.º 435 (Scotturb)

Mais informações em https://www.parquesdesintra.pt/pt/planear-a-visita/como-chegar/

Salientamos que as responsabilidades da Parques de Sintra se limitam aos parques e monumentos sob sua gestão, sendo a empresa alheia a todas as circunstâncias externas, nomeadamente, os acessos e os transportes para chegar aos locais.

Localidade: Sintra

Concelho: SINTRA

Distrito: LISBOA

Actividade Acessivel

Mais informações: https://www.parquesdesintra.pt

Datas:

28-07-2022 10:30 - Ação já em curso / terminada

04-08-2022 10:30 - Ação já em curso / terminada

11-08-2022 10:30 - Inscrição

18-08-2022 10:30 - Inscrição

25-08-2022 10:30 - Inscrição

01-09-2022 10:30 - Inscrição

08-09-2022 10:30 - Inscrição

15-09-2022 10:30 - Inscrição


2171. Visita ao LNEC

Como é que o LNEC desenvolve os seus trabalhos de investigação? Como é que os nossos investigadores e técnicos avaliam projetos de obras de pontes, túneis, barragens, infraestruturas de transportes e edifícios, materiais e elementos de construção, tais como cimento, betão, revestimentos e isolamentos? Como funcionam os nossos laboratórios, os nossos modelos físicos e a plataforma sísmica?

No ano em que assinala os 75 anos de atividade, o Laboratório Nacional de Engenharia Civil associa-se ao Programa Ciência Viva no Verão abrindo as suas portas ao público e convida a visitar algumas das suas infraestruturas de investigação, numa interessante viagem pela investigação em Engenharia Civil.

Esta actividade decorre na área protegida N/A

Itinerário: Visita a algumas infraestruturas de investigação, aos jardins e a algumas áreas de especial interesse arquitetónico e artístico dentro do “campus” do LNEC

Duração: 2.30 Horas

Actividade gratuita

Idade Minima: 10 anos

Centro Ciência Viva: Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Entidade Parceira: LNEC - Laboratório Nacional de Engenharia Civil

Ponto de encontro: LNEC - Av. do Brasil 101, 1700-075 Lisboa_ Receção do edifício Arantes e Oliveira (edifício principal) Hora: 15:00

Como chegar: a pé, de carro (estacionamento disponível dentro do “campus”, de acordo com instruções da vigilância, de metro (estação de Alvalade, Linha Verde) ou autocarro (nºs 717, 731, 750, 783)

Coordenadas GPS: 38.758584693722, -9.1410540284423

Localidade: Lisboa, Alvalade

Concelho: LISBOA

Distrito: LISBOA

Actividade Acessivel
N/A

Mais informações: http://www.lnec.pt

Datas:

28-07-2022 15:00 - Ação já em curso / terminada

11-08-2022 15:00 - Data esgotada - Lista de espera

14-09-2022 15:00 - Data esgotada - Lista de espera