Listagem de Estágios

Centro de Investigação de Montanha (CIMO), Instituto Politécnico de Bragança

1721. Ciência e Tecnologia do Vinho


Instituição: Centro de Investigação de Montanha (CIMO), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: J  Verdial Andrade / António Castro Ribeiro
Nº Alunos: 3
Anos:
Área:
Data: de 18-07-2022 a 22-07-2022 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): António Castro Ribeiro David Barreales


Descrição: Descrevem-se as etapas da produção e estabilização do vinho e referem-se as principais características de diferentes vinhos.
Os alunos terão oportunidade de realizar as principais análises físico-químicas para controlo da qualidade, complementadas com análise sensorial.
No final, os participantes estarão sensibilizados para a importância do controlo analítico e sensorial do vinho e capacitados para realizar algumas análises de rotina nas diferentes etapas da sua produção.
O estágio será integrado nos projetos de investigação em curso no Centro de Investigação de Montanha e decorrerá no Laboratório de Enologia.

Observações: Os alunos deverão trazer bata. Estágio com oferta de almoço e possibilidade de alojamento para
alunos candidatos selecionados e afastados do local de habitação

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Laboratório de Enologia da ESA- IPB Hora: 9:30H
Pessoa de contacto: António Castro Ribeiro/David Barreales

Estágio já em curso / terminado

1699. CSI HONEY – Vem descobrir a origem do mel de melada de carvalho


Instituição: Centro de Investigação de Montanha (CIMO), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: Soraia Falcão
Nº Alunos: 2
Anos:
Área:
Data: de 18-07-2022 a 22-07-2022 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Soraia Falcão Maria Eliza Souza Kheira Moufida Mouffouk


Descrição: Quando pensamos em mel, associamos a sua origem ao néctar das flores. Sabias, que nem só de néctar as abelhas produzem mel, também podem usar secreções de partes vivas das plantas ou de excreções de insetos sugadores que permanecem nas partes vivas das plantas, sendo estes chamados méis de melada. Com uma cor mais escura e um aroma único, os méis de melada são mais ricos em compostos bioativos que lhes conferem uma maior atividade terapêutica. Dadas estas características, o interesse do consumidor por este tipo de mel tem vindo a aumentar, o que se reflete no seu maior valor comercial. O carvalho é considerado como uma fonte botânica deste tipo de mel, tanto através dos seus exsudados vegetais como das secreções produzidas pelos insetos que fazem o seu ciclo de vida nesta árvore. Para evitar adulterações e aumentar seu valor comercial, é fundamental encontrar características específicas associadas a este tipo de mel, para isso a determinação da sua origem é fundamental para construir o bilhete de identidade deste mel, determinando sua origem botânica.
Este estágio tem como objetivo caracterizar o mel de melada de carvalho Quercus pyrenaica através da identificação de compostos marcadores, que nos vão dar pistas acerca da origem porque são únicos para este tipo de mel. Além do mais vais poder recolher e identificar os insetos presentes nos carvalhos, que produzem melada, de forma a poder diferenciar a origem do mel.
Para isso, vais analisar os compostos fenólicos e voláteis (aroma) de méis de melada do Parque Natural de Montesinho, provenientes de colmeias localizadas em zonas de carvalhos. Após a extração, os compostos serão analisados por técnicas cromatográficas. Para a identificação dos insetos produtores de melada, terás a oportunidade de fazer uma visita de campo ao Parque Natural de Montesinho e aprender a colocar armadilhas, a recolher os insetos e depois a identificá-los no laboratório.
Candidata-te e vem conhecer o fascinante mundo dos produtos da colmeia, em especial o mel e descobrir que há muito mais na origem do mel que as flores.

Observações: Os alunos deverão trazer bata. Estágio com oferta de almoço e possibilidade de alojamento para alunos candidatos selecionados e afastados do local de habitação

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Centro de Investigação de Montanha (CIMO) Hora: 9:30
Pessoa de contacto: Soraia Falcão

Esta iniciativa já não aceita candidaturas


1688. Uma viagem sustentável aos benefícios do azeite


Instituição: Centro de Investigação de Montanha (CIMO), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: Manuela Meireles
Nº Alunos: 3
Anos:
Área:
Data: de 18-07-2022 a 22-07-2022 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Manuela Meireles, Juliana Almeida-de-Souza, Vera Ferro-Lebres


Descrição: Durante esta semana os participantes terão oportunidade de contactar com parte da investigação realizada no Centro de Investigação de Montanha. Conhecerão o Projeto “OleaChain competências para a sustentabilidade e inovação da cadeia de valor do olival tradicional no Norte Interior”.
Durante este estágio científico, os participantes vão conhecer de que forma a ciência pode contribuir para a valorização dos produtos de origem local como o azeite, e do aproveitamento de subprodutos relacionados com a produção deste. Será dado destaque ao ponto de vista da nutrição e da alimentação humana.
Vão ter contacto com o método científico, desde a observação, colocação de hipótese, experimentação, análise de resultados e conclusões. Algumas das atividades práticas a realizar serão:
“Olhar os rótulos”_
“O azeite na cozinha”_
“Avaliação nutricional dos alimentos”_
“Avaliação da composição corporal”_
“Dieta Mediterrânica”_
“Penso como um cientista“_
“Produtos inovadores e efeitos na saúde - análise de resultados”,
“Comunico ciência”.
Estas atividades serão realizadas no laboratório de Dietética Laboratorial (cozinha), no Laboratório de Antropometria e na Sala de Informática. As atividades estão pensadas de forma a desenvolver o pensamento crítico e analítico dos alunos e a proporcionar um cruzamento entre as temáticas abordadas no ensino secundário e a investigação prática realizada.

Observações: Os alunos deverão trazer bata. Estágio com oferta de almoço e possibilidade de alojamento para alunos candidatos selecionados e afastados do local de habitação.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Escola Superior de Saúde - Avenida D. Afonso V - 5300-121 Bragança Hora: 10h
Pessoa de contacto: Manuela Meireles

Esta iniciativa já não aceita candidaturas


1700. Vou ser Cientista por uma semana...


Instituição: Centro de Investigação de Montanha (CIMO), Instituto Politécnico de Bragança
Responsável: Ana Maria Queiroz
Nº Alunos: 3
Anos:
Área:
Data: de 18-07-2022 a 22-07-2022 Horário: Manhã + Tarde
Investigador(es): Ana Maria Queiroz Paulo Brito


Descrição: Atualmente, a Qualidade e Segurança Alimentar são, cada vez mais, preocupações inerentes a todos os consumidores. Para o controlo da qualidade da água e dos alimentos são fundamentais as análises químicas e microbiológicas.
No estágio proposto os participantes terão oportunidade de determinar experimentalmente alguns dos parâmetros químicos e microbiológicos associados à qualidade da água e dos alimentos. Os estagiários terão a possibilidade de um primeiro contacto com alguns equipamentos sofisticados de métodos instrumentais de análise, assim como de colocar em prática algumas das técnicas utilizadas nas análises de microbiologia alimentar, tais como a análise de coliformes e de microrganismos totais em amostras de alimentos, assim como observação de microrganismos ao microscópio.

Observações: Os alunos deverão trazer bata. Estágio com oferta de almoço e possibilidade de alojamento para alunos candidatos selecionados e afastados do local de habitação.

Este estágio disponibiliza alojamento para alunos deslocados

Este estágio disponibiliza almoços

1º Dia de Estágio

Local de encontro: Auditório Alcínio Miguel, Escola Superior de Tecnologia e Gestão, Instituto Politécnico de Bragança Hora: 9:30
Pessoa de contacto: Ana Maria Queiroz/ Paulo Brito

Esta iniciativa já não aceita candidaturas