Segurança, percepção de risco e desperdício alimentar

15º Café de Ciência na Assembleia da República

Segurança, percepção de risco e desperdício alimentar

14 de Dezembro, 18.00

Fotos da Sessão 


Vídeo da sessão 

  


Participantes (+)


Tema

Neste Café de Ciência convidamos investigadores, empresários do sector alimentar, especialistas de instituições públicas e associações não governamentais para debater a segurança e o desperdício alimentar no nosso país. 

Assegurar a disponibilidade de alimentos seguros e saudáveis, fazendo face ao aumento do consumo por habitante, é um factor essencial para o desenvolvimento social e económico. Torna-se por isso necessário optimizar a produção, distribuição e conservação de alimentos, racionalizando o uso de solos agrícolas, água e energia e reduzindo o desperdício nas diferentes fases do processo.

Não basta no entanto produzir mais e de forma mais eficiente. A alimentação traz também a marca da nossa cultura e da nossa subjectividade, que condicionam as preferências individuais e a percepção de risco. Um alimento pode ser desperdiçado por suscitar receios infundados ou por não agradar, ao passo que outro pode apresentar riscos cumulativos para a saúde que não são perceptíveis para a maioria dos consumidores.

Neste sentido, a segurança alimentar deverá ser encarada como uma responsabilidade partilhada entre produtores, decisores políticos, consumidores e comunidade científica.

 

Documentos e Websites

Do Campo ao Garfo - Desperdício Alimentar em Portugal | Projecto PERDA
Alimentação Saudável em Números - 2015 | Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável - DGS
Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional | Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável
Nutrimento.pt | Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável
Perigos de origem alimentar | ASAE
Mais=Melhor | Campanha dos Serviços Sociais da Universidade de Coimbra
Projeto de Lei 66/XIII  - Transição para uma alimentação mais saudável e sustentável nas cantinas públicas 
Projeto de Lei 266/XIII - aplicável à doação de géneros alimentares, para fins de solidariedade social 
Plano Municipal de Combate ao Desperdício Alimentar - Câmara Municipal de Lisboa 

 

Notícias

Lisboa quer ser a primeira cidade sem desperdício alimentar
As famílias portuguesas comem todos os dias o suficiente? Há muitas que não
Portugal desperdiça um milhão de toneladas de alimentos por ano
Exposição sobre o combate ao desperdício alimentar na cidade de Lisboa
Primeiro supermercado contra o desperdício chega a Portugal

 

 

Voltar

 

Edições Anteriores

Abril 2016Abril 2015 | Out 2014Março 2014 | Nov 2013 | Abril de 2013 | Out 2012 | Abril 2012 | 2011 | 2010 | 2009 | 2008 | 2007 | 2005