Café de Ciência na Assembleia da República 2012

Café de Ciência na Assembleia da República

Investigação fundamental e aplicada: Contributos do bosão de Higgs

Quarta-feira, 24 de Outubro de 2012, às 18h

Os recentes desenvolvimentos científicos no CERN despertaram o interesse e a curiosidade dos media e da sociedade em geral.

Os dados obtidos no LHC, acelerador de partículas instalado a 100 metros de profundidade na fronteira Franco-Suíça, apontam para a existência de uma nova partícula compatível com o bosão de Higgs, uma das peças em falta no puzzle da actual Física de Partículas.

Portugal participa neste projecto com mais de uma centena de investigadores de diferentes universidades. Para além da investigação científica, esta equipa esteve envolvida no desenvolvimento dos detectores e dos sistemas de aquisição e processamento de dados. Coube à indústria portuguesa a construção de muitos destes equipamentos, de acordo com as especificações definidas pelo CERN.

A descoberta do bosão de Higgs é assim um exemplo de como a investigação fundamental mobilizou o esforço conjunto de cientistas, engenheiros e empresas e contribuiu para o desenvolvimento de tecnologia sofisticada, com aplicações em outras áreas como a computação e as ciências da saúde.

Temas

- Ciência
Será esta a partícula que faltava?

- Indústria
Sabe que o maior contrato de serviços industriais para a construção do LHC foi atribuído a uma empresa portuguesa?

- Aplicações
Será o GRID o futuro da computação?
Tomografia por emissão de positrões (PET): uma nova abordagem à imagiologia médica.


O vídeo do debate  |  Fotos Ciência Viva  | Fotos Assembleia da República

Material Gráfico

 

Quantos Queres com dados sobre o envolvimento de Portugal na investigação e na industria relacionada com o tema do Café de Ciência

 

Individual de mesa com dados sobre a participação de Portugal no CERN

Participantes (+)

 

Edições Anteriores

Abril de 2012 | 2011 | 2010 | 2009 | 2008 | 2007

 

Voltar