Café de Ciência na Assembleia da República

 

11º Café de Ciência na Assembleia da República

Mexer no Cérebro
Ciência, ética e sociedade


Quarta-feira, 12 de Março de 2014, às 18h

 
Mais poderoso do que um supercomputador, mas frágil e com pouco mais de um quilograma, o cérebro é ainda largamente desconhecido. Cada um de nós transporta consigo este órgão de enorme complexidade que assegura a nossa capacidade de conhecer, decidir e interagir com o mundo que nos rodeia.

À medida que o conhecimento e a capacidade de intervir no cérebro vão avançando, novas perspectivas de tratamento são criadas. Mas, com a multiplicação de fármacos, a possibilidade de implantar dispositivos médicos e a capacidade de regenerar ou modificar tecidos, surgem também novos riscos e dilemas éticos.

Intervenções indirectas no cérebro, como a educação, os cuidados básicos de saúde ou a alimentação, são socialmente aceites e reconhecidamente contribuem para a potenciação das capacidades cognitivas. No entanto, a intervenção directa no cérebro, numa perspectiva de melhoria cognitiva (em inglês, neuro-enhancement), terá consequências ao nível do indivíduo e da sociedade, que urge ponderar.


Neste Café de Ciência o debate envolve decisores políticos, investigadores, médicos e outros profissionais de saúde, associações científicas, associações de pacientes e responsáveis de empresas.

Fotos

 

Temas

Terapia e normalidade

Como distinguir intervenções terapêuticas de intervenções para simples melhoramento? Que critérios éticos devem ser estabelecidos para a investigação e aplicações  biomédicas não terapêuticas?

Equidade

Poderá o melhoramento cognitivo exacerbar desigualdades sociais?

Responsabilidade

Quem assume a responsabilidade pelos que não têm condições de o fazer por si próprios? Poderão os pais melhorar cognitivamente os filhos?

Visão da sociedade

Estamos no limiar de um desenvolvimento sem precedentes do potencial humano, ou apenas da subordinação a uma norma social que elege a competitividade como regra? Que sociedade queremos?

Governança

Serão precisas novas normas para regular o melhoramento cognitivo, ou basta transpor as que regem outros sectores das ciências da vida? Poderá o financiamento público ser aplicado na investigação em melhoramento cognitivo?

Que contributos podem os investigadores dar para apoiar as decisões dos legisladores nesta área?

 

Participantes (+)

 

Material Gráfico

Individual mesa

                             

Rótulos "Kit neuroenhancement"                            

 Individual de mesa  

Notícias/Referências

  • Neuropotenciação e os desafios do "melhoramento humano" - Revista XXI, FFMS

  • Novel neurotechnologies: intervening in the brain - Nuffield Council on Bioethics

  • Human enhancement and the future of work - Royal Society

  • Ethics of Human Enhancement:25 Questions & Answers - US National Science Foundation

  • Cientistas pensem no assunto. Miúdos não façam isto em casa - Público/ Washington Post

  • Consumo de drogas e de metilfenidato por estudantes do ensino superior para melhorar o desempenho escolar - Público

  • O cérebro do primeiro macaco disse ao segundo para se mexer e ... - Público

  • "Artilhar" o cérebro - metro

  • How the human brain works (Interactive movie) - New Scientist

 

Projectos de interesse

NERRI

Projecto europeu de mobilização e aprendizagem mútua, para desenvolver o conceito de investigação e inovação responsáveis (RRI) no âmbito do melhoramento cognitivo ("neuro-enhancement").

Human Brain Project

Projecto europeu de investigação que reune mais de 200 investigadores e 80 paises, para simular o funcionamento do cérebro através de modelos produzidos por supercomputadores.

BRAIN Initiative

Projecto americano de investigação para desenvolvimento de novas tecnologias e técnicas que permitam mapear o cérebro.

Consumos terapêuticos de performance na população jovem: trajetórias e redes de informação

Projecto de investigação do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia que tem como objecto de análise as trajectórias de consumos terapêuticos de performance na população jovem em Portugal. Centra-se especificamente no consumo das designadas smart drugs e das lifestyle drugs para performance cognitiva e performance corporal.

 

Este Café de Ciência é realizado no âmbito do projecto europeu NERRI e decorre na Semana do Cérebro.



Edições Anteriores

Novembro de 2013 | Abril de 2013 | Outubro de 2012 | Abril de 2012 | 2011 |2010 | 2009 | 2008 | 2007 


 



Voltar