Informação sobre polímeros

O que são POLÍMEROS?

Se dissermos que são PLÁSTICOS toda a gente sabe do que estamos a falar. Mas os polímeros não são apenas os plásticos, eles também entram na constituição do nosso corpo. Por exemplo, o ADN, que contém o código genético que define as características das pessoas e outros seres vivos, é um polímero. Também são polímeros as proteínas e o amido nos alimentos.

Se aprendermos coisas sobre os polímeros que são tão habituais no nosso dia podemos perceber como utilizá-los melhor e como reciclá-los melhorando o ambiente.


Como são feitos os polímeros?

Toda a matéria é constituída por pequenas unidades a que chamamos moléculas. Os POLÍMEROS são grandes moléculas. Aqui ao lado podemos ter uma ideia do seu aspecto.




Estireno – substância obtida a partir do petróleo (peça de Lego)





A razão pela qual são tão grandes é porque são formadas por moléculas mais pequenas e que estão todas ligadas como blocos numa construção de LEGO. A palavra “poli” em “polímero” significa “muito”. Estas moléculas mais pequenas, que formam o polímero, são chamadas monómeros. A palavra “mono” em “monómero” significa “um”. A figura ao lado é o monómero que forma o polímero que vimos antes.




Poliestireno – vários estirenos unidos (Lego montado com várias peças)



Apesar das macromoléculas dos polímeros serem grandes, ainda são pequenas demais para poderem ser vistas, mesmo com um microscópio, porque as moléculas são as mais pequenas porções de matéria.

Apesar de não podermos ver as moléculas de polímero individualmente podemos ver os polímeros, porque eles são constituídos por BILIÕES ou TRILIÕES destas moléculas juntas. Elas formam aquilo que são os materiais nossos conhecidos, de que falámos no começo, como os plásticos e a borracha.

De facto os polímeros são dos materiais mais usados no nosso dia a dia. Para qualquer lado que nos viremos encontramos um exemplo de um polímero. E ouvimos chamar-lhes muitos nomes geralmente começados por POLI-.




Exemplos de polímeros são: o polietileno, dos sacos de plástico das compras e dos brinquedos; o policarbonato, dos CD´s; o poliestireno, dos copos que mantém as bebidas frias ou quentes; o polipropileno, das películas para embrulhar os alimentos e dos cordéis, o Teflon, dos revestimentos antiaderentes das frigideiras; o poliester, das roupas; o nylon, das roupas, das cordas e dos tapetes; o spandex, dos fatos de banho e o Kevlar, das canoas e dos coletes à prova de bala.


Como examinar os polímeros?

Existem várias técnicas para descobrirmos várias coisas sobre os polímeros, como por exemplo, o seu tamanho. A técnica a que vamos recorrer é a dispersão dinâmica da luz (DLS). Com esta técnica podemos estudar o modo com a luz é dispersa pelas moléculas do polímero para obter a sua velocidade.

Na Dispersão da luz usamos uma característica dos polímeros: o facto de se movimentarem mais lentamente do que as moléculas mais pequenas. E quanto maiores e mais pesadas forem as moléculas do polímero mais lentamente se movem.
Assim, se conseguirmos saber a que velocidade se deslocam as moléculas do polímero podemos saber o seu tamanho.

Querem experimentar? É fácil! quando estiverem no pátio da escola, experimentem chegar rapidamente até à porta da vossa sala de aula. Foi rápido, não foi? Agora, peçam a uns seis, ou mais, colegas para fazerem a mesma experiência fazendo o mesmo caminho. Mas, só podem deslocar-se sempre juntos. Para isso têm que dar as mãos, sem que nenhum se solte.
Que tal? demoraram mais, não é verdade? E quantos mais forem, no grupo, maior dificuldade têm em se deslocar. É mais difícil vencer os obstáculos que vos vão surgindo, tais como outros colegas que se atravessem no caminho, as colunas do pátio, as escadas ou alguma passagem mais estreita.

Com as moléculas acontece exactamente o mesmo. As moléculas pequenas podem mover-se mais livre e rapidamente. Se se juntarem formando grandes e longas moléculas como as dos polímeros, o seu movimento torna-se mais lento, tal como na vossa experiência quando tentam chegar à aula de mãos dadas.

Dispersão Dinâmica da Luz



Voltar