dna


ADN plasmídico


Influência da gravidade no comportamento físico do ADN plasmídico

A experiência: objectivo
Verificar, com uma amostra de ADN plasmídico, se esta continua com todas as suas funcionalidades intactas, nomeadamente quanto à sua integridade, conformação e capacidade de expressão dos seus genes marcadores de resistência a antibióticos.


Sobre o ADN plasmídico

O ADN plasmídico é uma molécula de ácido desoxirribonucleico circular, de pequena dimensão, com capacidade de autorreplicação dentro de uma bactéria, fazendo uso da maquinaria bioquímica bacteriana. Estas moléculas possuem uma origem de replicação e um marcador selectivo (normalmente um gene de resistência a antibióticos, p. ex. ampicilina) e assumem diferentes conformações físicas dependendo das condições em que são armazenadas.

O efeito da gravidade pode provocar alterações nessa conformação e promover quebras físicas na integridade da molécula. Poderão também ocorrer mutações que impeçam a expressão de genes fundamentais e assim comprometam a viabilidade da molécula. Estes efeitos serão analisados através de técnicas de rotina em biologia molecular, ao alcance dos alunos.


Metodologia/Descrição do trabalho

De uma amostra de vector plasmídico pUCI8 é retirada uma fracção para ser enviada para o espaço. A restante amostra é dividida em duas fracções armazenadas a 4°C e a - 20°C, respectivamente.
A amostra enviada para o espaço será comparada com as que ficaram em Terra, nomeadamente através de electroforese em gel de agarose para análise da integridade e da conformação da molécula e serão utilizadas as fracções para transformação de bactérias (Escherichia coli) para comparação de viabilidade e eficiência de transformação, revelada pelo número de recombinantes obtidos com as diferentes fracções.


Análises a efectuar

1 - Extracção de plasmídeos a partir de bactérias recombinantes.

Será utilizado um kit de extracção a partir de células já lisadas (não viáveis).



Voltar