Plátano

Plátano

Planta encontrada em:
AE Professor Reynaldo dos Santos Liceu Francês EB de Atouguia da Baleia AE de Valongo Colégio Valsassina EB1 Dr. Sousa Martins EB D. António de Ataíde EB de Santo António Externato de Penafirme

Árvore de copa muito ampla, que pode alcançar 30 m de altura. Tronco grosso com casca lisa, amarelada, que se desprende em placas, deixando no tronco machas irregulares esbranquiçadas a cinzento-esverdeadas. Folhas caducas grandes, palmadas, com 3 ou 5 lobos.

Flores muito pequenas, verdes, agrupadas em inflorescências esféricas com pedúnculo compridos e pendentes. Os frutos são aquénios (com apenas uma semente ligada à parede do fruto num único ponto), agrupados em infrutescências esféricas que fazem lembrar um ouriço. Cada fruto está rodeado na base por pêlos que facilitam a dispersão pelo vento e desprende-se da infrutescência no ano seguinte.

A sua origem não é fácil de determinar, por ser o resultado de uma hibridação entre o Platanus orientalis (nativo do sudoeste da Ásia) e o Platanus occidentalis (nativo da zona atlântica dos EUA). É muito comum em Portugal, plantado como ornamental em jardins, praças e ruas.


Curiosidades

É uma árvore muito plantada nas cidades, pela sua grande resistência à poluição.


Se encontrou esta planta na sua escola, diga-nos:

* Campos Obrigatórios.