Login

[ Imprimir ]
A Ciência e o Espaço

Missões Viking Levaram Português a Lua de Saturno

Teresa Firmino

Público On-Line, 15-01-2005


Tinha seis anos quando as sondas Viking pousaram em Marte, em 1976. E a primeira pergunta que fez foi: "Por que é que aquelas coisas não se mexem?" Tantos anos depois de ter ficado desiludido com a imobilidade das Viking, o físico Fernando Simões ainda não concretizou o sonho de participar na missão de um robô a outro planeta - mas está envolvido no projecto mais arrojado da ESA, a ida da sonda Huygens à lua Titã, para estudar a sua curiosa atmosfera e aterrar na superfície.

Fernando Simões, do Centro de Estudos Terrestres e Planetários da Universidade de Versalhes (França), é o único português envolvido directamente na missão da Huygens. A sua equipa desenvolveu um dos seis instrumentos da sonda, o HASI, que se destina a estudar as propriedades eléctricas da atmosfera e a composição da superfície na zona de aterragem.

Ontem, o físico português, tal como os cientistas que se concentravam no Centro de Operações Espaciais da ESA na Alemanha, só ao início da noite recebeu os primeiros dados e, se cumpriu a promessa, passou a noite acordado a trabalhar. Dizia que iria ser a primeira pessoa a saber como é a condutividade na atmosfera de Titã e uma das primeiras a saber se há lá relâmpagos ou como são os sons, já que o HASI também tem um microfone.

Mas o trabalho de Fernando Simões, de 35 anos, que estudou no Instituto Superior Técnico, não acaba aqui. Vai passar dois anos a analisar os dados da Huygens. Quando acabar, talvez não falte muito para a ESA enviar a Marte uma sonda e um robô que realizará, finalmente, o seu sonho de criança. Se for aprovada, é provável que a missão Exomars parta entre 2009 e 2011, com um instrumento desenvolvido por Fernando Simões no robô. "Servirá para determinar a quantidade de gelo no solo."

O cientista português já participou nas sondas Mars Express, em órbita de Marte, e Roseta, a caminho de um cometa. "Mas meu grande orgulho foi desenvolver este instrumento para a Exomars." Gostaria que Portugal, um dos países-membros do ESA, participasse a sério nessa missão. "E a seguir queria que Portugal tivesse um objectivo mais ambicioso, que é enviar um 'rover' português a Marte. Palavra de honra."

[ Imprimir ]