Login

[ Imprimir ]
A Ciência e o Espaço

Cassini-Huygens Continua a Estudar Anéis de Saturno
Público, 13-12-2004


e procura espreitar através das nuvens de Titã

As drásticas mudanças de brilho que neste grande plano do anel C de Saturno devem-se às enormes variações na concentração de partículas de poeira em torno do planeta.
A imagem foi obtida pela sonda Cassini-Huygens a 836 mil quilómetros de distância de Saturno, e foi ontem foi divulgada pela NASA. As imagens fotogénicas do planeta dos anéis já possibilitaram a descoberta de novas luas e continuam a fascinar, mas o ponto alto da missão vai começar na véspera de Natal, quando o módulo europeu Huygens se desligar da norte-americana Cassini e iniciar a descida para Titã.

As densas nuvens que rodeiam esta pequeno lua escondem-na dos ávidos olhos humanos, mas ainda ontem a NASA esperava concentrar lá todos os meios de imagem da sonda, para tentar descortinar como será a superfície de Titã, à qual a Huygens deverá chegar a 14 de Janeiro. Para já, os cientistas suspeitam que a lua não tem lagos de metano em estado líquido, como se pensava. Talvez seja mais um deserto coberto de crateras, como a nossa própria Lua. Seja como for, Titã será um dos temas mais em foco esta semana, no congresso da União Americana de Geofísica, em San Francisco.

[ Imprimir ]