Login

[ Imprimir ]
A Ciência e o Espaço

«Mars Express» detecta gás metano em Marte
TSF - online, 30-03-2004


O grupo italiano responsável por um dos instrumentos a bordo da sonda europeia «Mars Express» anunciou que foi detectado gás metano em Marte. A descoberta está a entusiasmar os cientistas, já que na Terra o gás é apenas produzido por seres vivos.

O gás foi descoberto pelo «Planetary Fourier Spectrometer» (PFS) e se as leituras forem confirmadas podem ser um indício de vida, mesmo que no passado, no planeta vermelho.

No entanto, há outra possibilidade de peso para explicar a existência do gás, mas esta revela-se menos interessante para os cientistas, já que o metano pode ter ficado retido em zonas interiores de Marte, desde que o planeta foi formado, e estará agora num processo de libertação para a atmosfera marciana.

Na Terra, o metano é um gás biogénico, produzido por seres vivos, mas também é possível encontrá-lo no interior do planeta, como em minas de carvão, fontes hidrotermais ou actividades vulcânicas. Para detectar o metano, o PFS detectou a radiação em infravermelhos emitida pelas moléculas e que corresponde à sua estrutura química inconfundível.

Segundo a Agência Espacial Europeia, Vittorio Formisano, responsável pelo PFS, explica que «foi visto metano em muito pequena quantidade, mas o resultado é claro». «É muito interessante, do ponto de vista científico (...) teremos que fazer mais medições», acrescentou.

As incógnitas em torno da existência deste gás em Marte são ainda muitas, mas, caso não haja a fonte de metano, este acabará por desaparecer do planeta vermelho em poucas centenas de anos, devido à radiação solar.

[ Imprimir ]