Login

[ Imprimir ]
A Ciência e o Espaço

Telescópio Hubble Vê Galáxias Longínquas
Público, 12-03-2004

Não têm a graciosidade das galáxias espirais, como a Via Láctea, ou das galáxias elípticas observadas perto de nós.
Algo desordenadas, algumas das galáxias parecem colidir com outras, numa mistura caótica e sujeitas a forças gravitacionais que lhes dão formas estranhas. Umas parecem palitos, outras filamentos de lâmpadas ténues.
Mas esta é uma das imagens feitas pelo telescópio espacial Hubble às galáxias e estrelas mais longínquas, cuja luz foi emitida há mais de 13 mil milhões de anos (nessa altura, o Universo, hoje com 13.700 milhões de anos e criado pelo Big Bang, tinha só cinco por cento da idade actual).
Nas imagens, que exigiram ao Hubble 400 órbitas à Terra e uma exposição total de mais de 11 dias, observam-se dez mil galáxias.
"Pela primeira vez, estamos a ver estrelas que se formaram das profundezas do Big Bang", sublinhou Steven Beckwith, director do Instituto de Investigação do Telescópio Espacial. "Estas imagens vão estar nos livros de astronomia por muitos anos."

[ Imprimir ]