Geologia no Verão 2009



Pesquisa Livre:



Pesquisar por: Data | Concelho | Distrito | Entidade

Título: Da Arriba Fóssil da Serra dos Candeeiros às Grutas e Nascentes de Chiqueda
(Sociedade Portuguesa de Espeleologia)
Data: 1 de Agosto às 10:00 Avaliar
2 de Agosto às 10:00 Avaliar
22 de Agosto às 10:00 Avaliar
23 de Agosto às 10:00 Avaliar
12 de Setembro às 10:00 Avaliar
13 de Setembro às 10:00 Avaliar
Descrição: A acção permite observar os depósitos relacionados com um antigo litoral situado na Serra dos Candeeiros que permitem considerar a vertente ocidental como uma arriba fóssil. Nos calcários do Jurássico superior da plataforma litoral existem várias grutas no vale encaixado da Ribeira do Mogo onde também se situam as nascentes da Chiqueda que escoam as águas infiltradas na Serra dos Candeeiros.
Ponto de encontro: Largo da Igreja da localidade de Pedreiras.
Como Chegar: A localidade de Pedreiras localiza-se a sul de Porto de Mós, com acesso pela IC2.
Idade Mínima: 6 anos
Coordenadas GPS: 39.58 N, -8.86 O
Localidade: Alcobaça / ALCOBAÇA / LEIRIA
Itinerário: Casa do Caçador, Lagoa do Cão, Nascentes de Chiqueda e Poço Suão - Vale do Mogo e Gruta da Ervideira
Número de participantes: 20
Duração: 8 h
Transporte:
Responsável pela acção: Ilda Calçada
URL: http://www.spe.pt
Notas: Os interessados devem possuir viatura própria. É recomendado levar botas de campo, uma muda de roupa e calçado, chapéu, farnel, água (1,5 L por pessoa) e protector solar.

 
Título: Grutas e Nascentes de Porto de Mós
(Sociedade Portuguesa de Espeleologia)
Data: 25 de Julho às 09:30 Avaliar
26 de Julho às 09:30 Avaliar
1 de Agosto às 09:30 Avaliar
2 de Agosto às 09:30 Avaliar
15 de Agosto às 09:30 Avaliar
16 de Agosto às 09:30 Avaliar
12 de Setembro às 09:30 Avaliar
13 de Setembro às 09:30 Avaliar
Descrição: A acção inicia-se com a visita à Fórnia. Durante o percurso, observam-se aspectos da circulação de águas subterrâneas nas regiões calcárias. De seguida visita-se a gruta da Cova da Velha. À tarde, o percurso passa pelo Polje de Alvados, Portela e visita-se a Gruta da Mouração. A acção termina com a passagem pelas nascentes cársicas do rio Lena.
Ponto de encontro: Jardim da Ecoteca de Porto de Mós, em frente ao Turismo.
Como Chegar: Para chegar a Porto de Mós pode-se ir pela A8 (saindo na saída de Porto de Mós em direcção a esta localidade). Também é possível pelo IC2, apanhando a N243 em direcção a esta vila.
Idade Mínima: 8 anos
Coordenadas GPS: 39.59 N, -8.81 O
Localidade: Porto de Mós / PORTO DE MÓS / LEIRIA
Itinerário: A Fórnea e a Cova da Velha, Polje de Alvados, Portela, Gruta da Mouração, Nascentes do Lena.
Número de participantes: 20
Duração: 8 h
Transporte:
Responsável pela acção: Ilda Calçada
URL: http://www.spe.pt
Notas: Caminhada com cerca de 6km e com desníveis acentuados. Os interessados devem possuir viatura própria e levar botas de campo, chapéu, farnel, água (1,5 L por pessoa) e protector solar.

 
Título: Do canhão da Caranguejeira, com as águas que banharam o menino do Lapedo, às fontes do rio Lis e ao Buraco Roto
(Sociedade Portuguesa de Espeleologia)
Data: 18 de Julho às 10:00 Avaliar
19 de Julho às 10:00 Avaliar
15 de Agosto às 10:00 Avaliar
16 de Agosto às 10:00 Avaliar
29 de Agosto às 10:00 Avaliar
30 de Agosto às 10:00 Avaliar
Descrição: Na Ribeira da Caranguejeira veja uma nascente de águas com temperatura acima da média regional, visite um vale em canhão escavado pela ribeira, onde foi encontrado o abrigo do Menino do Lapedo, considerado um híbrido entre neandertais e humanos modernos. Conheça ainda as nascentes do Rio Lis entre Reixida e Fontes e a gruta do Buraco Roto.
Ponto de encontro: Junto à Câmara Municipal de Leiria.
Como Chegar: Chegar à cidade de Leiria através das seguintes vias: A1, A8, A17 e IC2.
Idade Mínima: 6 anos
Coordenadas GPS: 39.74 N, -8.81 O
Localidade: Caranguejeira , Fontes e Reguengo do Fetal. / BATALHA / LEIRIA
Itinerário: Leiria, Caranguejeira, Vale Sobreiro, Cardosos, Cortes, Reixida, Fontes, Reguengo do Fetal (Batalha)
Número de participantes: 20
Duração: 8 h
Transporte:
Responsável pela acção: Ilda Calçada
URL: http://www.spe.pt
Notas: É necessário levar farnel, calçado e vestuário (incluindo chapéu) adequado a percurso pedestre, água (1,5 L por pessoa) e protector solar. O equipamento para as visitas (eventuais/facultativas) às grutas é fornecido pela entidade responsável pela acção. Levar viatura própria ou assegurar lugar na de outros participantes.

 
Título: As grutas que escondem as águas subterrâneas da Serra da Arrábida
(Sociedade Portuguesa de Espeleologia)
Data: 18 de Julho às 10:00 Avaliar
19 de Julho às 10:00 Avaliar
1 de Agosto às 10:00 Avaliar
2 de Agosto às 10:00 Avaliar
15 de Agosto às 10:00 Avaliar
16 de Agosto às 10:00 Avaliar
29 de Agosto às 10:00 Avaliar
30 de Agosto às 10:00 Avaliar
12 de Setembro às 10:00 Avaliar
13 de Setembro às 10:00 Avaliar
Descrição: De manhã desce-se ao Focinho do Cabo Espichel observando-se a saída da Lapa das Pombas invadida pelo mar e, percorrendo um corrimão junto à arriba, entra-se nesta gruta e vê-se a entrada da Furna dos Segredos. Da parte da tarde, visitam-se os sumidouros das águas da depressão da cabeceira do Ribeiro das Terras do Risco e que levam a água até uma nascente litoral, a Gruta dos Morcegos.
Ponto de encontro: Encontro às 10 horas no Castelo de Sesimbra.
Como Chegar: Indo pela A2, sair na saída para Fernão Ferro em direcção a Santana (N378).
Idade Mínima: 8 anos
Coordenadas GPS: 38.45 N, -9.10 O
Localidade: Sesimbra, Santana, Casais da Serra, Azóia / SESIMBRA / SETÚBAL
Itinerário: Sesimbra, Azóia, Cabo Espichel, Sesimbra, Santana, Casais da Serra
Número de participantes: 20
Duração: 8 h
Transporte:
Responsável pela acção: Ilda Calçada
URL: http://www.spe.pt
Notas: Percurso com piso irregular e acidentado. É necessário vencer alguns desníveis.É necessário levar farnel, calçado e vestuário (incluindo chapéu) adequado a percurso pedestre, água (1,5 L por pessoa) e protector solar. O equipamento para as visitas eventuais/facultativas) às grutas é fornecido pela entidade responsável pela acção. Levar viatura própria ou assegurar lugar na de outros participantes.

 
Título: Passeio pela Serra de Montejunto entre o anfiteatro de Pragança e o Vale das Rosas
(Sociedade Portuguesa de Espeleologia)
Data: 25 de Julho às 10:00 Avaliar
26 de Julho às 10:00 Avaliar
8 de Agosto às 10:00 Avaliar
9 de Agosto às 10:00 Avaliar
22 de Agosto às 10:00 Avaliar
23 de Agosto às 10:00 Avaliar
Descrição: A acção consiste numa caminhada desde Pragança até ao miradouro de Salve-Rainha, sobre o anfiteatro de Pragança. Após passagem pela Gruta de Salve-Rainha atinge-se o topo da serra, donde se desfrutam panorâmicas a perder de vista pela Bacia do Tejo. A descida faz-se pelo Vale das Rosas que se estreita em apertada garganta à passagem pela Falha de Montejunto, com interessantes aspectos tectónicos.
Ponto de encontro: Na Abrigada, no parque de estacionamento do Intermarché.
Como Chegar: Para se chegar à localidade de Abrigada, pode-se sair na saída da A1 (Alenquer), apanhando o IC2, até chegar a esta povoação.
Idade Mínima: 8 anos
Coordenadas GPS: 39.14 N, -9.02 O
Localidade: Pragança a Cabanas de Torres / ALENQUER / LISBOA
Itinerário: Pragança, Vale das Rosas, Alto dos Cortiços, Cabanas de Torres
Número de participantes: 20
Duração: 8 h
Transporte:
Responsável pela acção: Ilda Calçada
URL: http://www.spe.pt
Notas: Caminhada com cerca de 5km e com desnível acentuado. Os interessados devem possuir viatura própria e levar botas de campo, chapéu, farnel, água (1,5L por pessoa) e protector solar.

 
Título: Grutas e nascentes do vale em canhão do Rio Ota e de Alenquer
(Sociedade Portuguesa de Espeleologia)
Data: 25 de Julho às 10:00 Avaliar
26 de Julho às 10:00 Avaliar
8 de Agosto às 10:00 Avaliar
9 de Agosto às 10:00 Avaliar
29 de Agosto às 10:00 Avaliar
30 de Agosto às 10:00 Avaliar
5 de Setembro às 10:00 Avaliar
6 de Setembro às 10:00 Avaliar
Descrição: A acção inicia-se no vale em canhão formado pelo Rio da Ota, onde se observam as paredes verticais e as cascalheiras. Visita-se ainda a captação de água da margem direita, discutindo-se as condições de aparecimento de nascentes neste local. Pode-se observar o Monte Redondo, cuja existência esteve ameaçada com a possível construção do aeroporto na Ota. Em Alenquer visitar-se-á a Lapa dos Morcegos.
Ponto de encontro: No parque de estacionamento da igreja da Ota.
Como Chegar: Para se chegar à localidade da Ota, pode-se sair na saída da A1 (Alenquer), apanhando o IC2, até chegar a esta povoação.
Idade Mínima: 6 anos
Coordenadas GPS: 39.10 N, -8.98 O
Localidade: Ota / ALENQUER / LISBOA
Itinerário: Atouguia das Cabras, Ota, Cheganças, Alenquer
Número de participantes: 20
Duração: 8 h
Transporte:
Responsável pela acção: Ilda Calçada
URL: http://www.spe.pt
Notas: Os interessados devem possuir viatura própria e levar botas de campo, chapéu, farnel, água (1,5L por pessoa) e protector solar.

 
Título: Grutas da Praia da Adraga e Pedra d_Alvidrar, com a serra de Sintra à vista
(Sociedade Portuguesa de Espeleologia)
Data: 25 de Julho às 10:00 Avaliar
26 de Julho às 10:00 Avaliar
8 de Agosto às 10:00 Avaliar
9 de Agosto às 10:00 Avaliar
22 de Agosto às 10:00 Avaliar
23 de Agosto às 10:00 Avaliar
5 de Setembro às 10:00 Avaliar
6 de Setembro às 10:00 Avaliar
12 de Setembro às 10:00 Avaliar
13 de Setembro às 10:00 Avaliar
Descrição: Desde a Praia da Adraga até à Pedra d’Alvidrar existem grutas com diferentes géneses. O espectacular Fojo da Adraga é resultante do desmonte das rochas vulcânicas intruídas nos calcários. A gruta da Pedra d’Alvidrar constitui um conjunto de galerias abertas ao longo das camadas muito inclinadas. Também se poderá visitar os campos de lapiás de Negrais, Maceira e Pedra Furada e as grutas de Olelas.
Ponto de encontro: Parque de estacionamento da estação de comboios de Sintra que fica no cruzamneto da Avenida dos Combatentes da Grande Guerra com a Rua André Albuquerque.
Como Chegar: Para se chegar à povoação de Sintra, pode-se ir pelo IC19 e pela N247.
Idade Mínima: 8 anos
Coordenadas GPS: 38.80 N, -9.38 O
Localidade: Praia da Adraga e Olelas / SINTRA / LISBOA
Itinerário: Sintra, Colares, Praia da Adraga, Sintra, Negrais, Olelas
Número de participantes: 20
Duração: 8 h
Transporte:
Responsável pela acção: Ilda Calçada
URL: http://www.spe.pt
Notas: É desaconselhável levar calções. Os interessados devem possuir viatura própria e levar botas de campo, chapéu, farnel, água (1,5L por pessoa) e protector solar.
Materiais adicionais: Grutas da Adraga

 
Título: As nascentes dos rios Almonda e Alviela e a água que forma as grutas e os tufos calcários
(Sociedade Portuguesa de Espeleologia)
Data: 18 de Julho às 10:00 Avaliar
19 de Julho às 10:00 Avaliar
22 de Agosto às 10:00 Avaliar
23 de Agosto às 10:00 Avaliar
5 de Setembro às 10:00 Avaliar
6 de Setembro às 10:00 Avaliar
Descrição: A acção inicia-se na nascente do rio Almonda, mostrando-se a represa onde é captada água para a fábrica da Renova, as grutas associadas e os tufos calcários que se depositaram nos terraços do rio. A parte da tarde inclui um passeio pela nascente Rio do Alviela e grutas atravessadas pela ribeira de Amiais, com referência ao enquadramento geológico e aos problemas de contaminação das águas.
Ponto de encontro: Junto ao Café Cabaças, na povoação de Videla.
Como Chegar: A povoação de Videla localiza-se na saída da A1 para Torres Novas (direcção Alcanena) na EN243.
Idade Mínima: 6 anos
Coordenadas GPS: 39.48 N, -8.63 O
Localidade: Casais Martanes, Ribeira Ruiva, Lapas e Olhos de Água do Alviela / ALCANENA / SANTAREM
Itinerário: Almonda,Casais Martanes,Pedrógão,Ribeira Ruiva, Lapas,Torres Novas,Alcanena,Olhos de Água do Alviela
Número de participantes: 20
Duração: 8 h
Transporte:
Responsável pela acção: Ilda Calçada
URL: http://www.spe.pt
Notas: É necessário levar farnel, calçado e vestuário (incluindo chapéu) adequado a percurso pedestre. O equipamento para as visitas (eventuais/facultativas) às grutas é fornecido pela entidade responsável pela acção.

 

Página Principal