O Cientista Pergunta

Café de Ciência
Novas tecnologias, participação pública e cuidados de saúde no futuro 

11 de Fevereiro | das 10h00 às 13h00 | Pavilhão do Conhecimento – Centro Ciência Viva

Estaria disposto a adoptar uma inovação de saúde desenvolvida por um doente ou cuidador? 

Como criar processos verdadeiramente participativos que promovam o envolvimento efectivo dos cidadãos?

Que informações sobre o dia-a-dia estaria disposto a partilhar de forma permitir a promoção de uma saúde personalizada?

Como acompanhar a utilização de dispostivos médicos de forma a gerir expectativas de criadores, utilizadores e cuidadores?

Como incentivar projectos de transferência de tecnologia e conhecimento dos centros de investigação para a indústria e a comunidade de inovadores, numa perspectiva de acesso aberto? 

 

A ciência já não é feita apenas pelos cientistas. Há cada vez mais investigadores a virar-se para o público em geral à procura de contributos para a sua investigação. Convidamos cinco cientistas a partilhar questões relacionadas com o seu trabalho para as quais gostariam de obter contributos do público. Afinal, todos podemos ser especialistas em diferentes áreas.

Participe neste debate sobre os impactes da tecnologia e da participação pública nos cuidados de saúde no futuro, com cientistas, associações de pacientes, médicos e outros profissionais da área da saúde.

Em pequenos grupos discutem-se questões lançadas pelos próprios cientistas e formulam-se sugestões para tornar a investigação científica e a inovação mais responsáveis e mais próximas das preocupações da sociedade. 


Cientistas Convidados

Helena Canhão - Patient Innovation e Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa
Ana Fred - BITalino, Instituto de Telecomunicações - Lisboa
Ricardo Pereira - Enabling the Future
Sofia Crisóstomo - GAT - Grupo de Ativistas em Tratamentos e projecto "Mais PARTICIPAÇÃO, melhor saúde"
Rogério Ribeiro - APDP - Associação Protectora dos Diábeticos Portugueses  

Este debate é organizado no âmbito da exposição A revolução científica para além do laboratório e do projecto europeu Sparks.

 

 

 

 Voltar