Programa do workshop

Programa do workshop

Para visualizar os PDF´s necessita do Acrobat Reader
Faça o download aqui


9h45
Recepção


10h00
Introdução ao Science, Education and Marine Archeology Program in Portugal (SEMAPP) e à expedição de 2004
Kevin Barardo, Ocean Technology Foundation – Portugal


10h20
Sugestão de Actividades:
Apresentação e desenvolvimento de algumas actividades práticas
Kevin Barardo, Ocean Technology Foundation – Portugal


12h20
Apresentação do concurso “À descoberta do Fundo do Mar”
(Documento em Powerpoint - 500Kb)
Ciência Viva


12h45
Almoço


14h00
“Veículos Robóticos Autónomos Oceânicos: ferramentas para conhecer melhor o mundo que nos rodeia”
Paulo Oliveira, Instituto de Sistemas e Robótica (ISR) – IST

“O Laboratório de Sistemas Dinâmicos e Robótica Oceânica do Instituto de Sistemas e Robótica do Instituto Superior Técnico de Lisboa tem desenvolvido, ao longo dos últimos anos, vários veículos robóticos autónomos utilizados como ferramentas para exploração dos mares e da interface mar/terra. As missões contempladas incluem tarefas de observação no âmbito da oceanografia, biologia e geologia, mapeamento de habitats marinhos, estudos de impacto ambiental e avaliação da extensão de áreas marinhas poluídas. Os veículos em causa – AUVs, ROVs e UAVs - são compostos por pequenos sistemas embedidos de computação, sensores e actuadores de alto desempenho permitindo aos cientistas inspeccionar, de uma maneira cómoda, o universo marinho tri-dimensional.”

15h00
“Sobre os Canhões Submarinos na Margem Portuguesa e Margem Sul Espanhola” (Documento em Pdf)
Pedro Terrinha, LATTEX/Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (GeoFCUL) e Instituto Geológico e Mineiro (IGM)

“O que são canhões submarinos? Como se formam? Que características apresentam os canhões da costa portuguesa? Pequena incursão no estudo dos canhões submarinos que tentará responder a estas e outras questões.”


16h00
Pausa para café


16h15
“Importância da Biodiversidade” (Documento em Powerpoint - 16MB)
Teresa Cerveira Borges, Centro de Ciências do Mar do Algarve (CCMAR), Universidade do Algarve

“A variedade de vida que nos rodeia é manifestamente complexa, tendo sofrido mudanças drásticas através dos tempos, para além da sua distribuição espacial ser assimétrica. Para muitos de nós estas observações são muito interessantes e o estudo da biodiversidade apresenta-se como um exercício naturalmente importante. No entanto, muitas vezes ignora-se uma questão fundamental: Será que a biodiversidade é importante?
Tentar-se-á responder a esta questão discutindo o que é ou poderá ser “valioso” em biodiversidade e porquê, bem como aspectos do seu estudo.“


17h00
Conclusão



Voltar