Diário de Bordo


Diário de Bordo
14 de Abril de 2004




Técnicos do Zoomarine participaram na expedição para reintroduzirem oito tartarugas-caretas, também conhecidas por tartarugas-bobas (Caretta caretta), no seu habitat natural. Os animais foram levados num barco mais pequeno para serem introduzidas suficientemente longe do navio para não verem pessoas e nadarem na sua direcção.



A Andrómeda era uma tartaruga pequena quando foi encontrada no norte de Portugal em Janeiro de 2003, durante o derrame de fuel-óleo do navio Prestige que afectou a costa galega. O NRP “Schultz Xavier” foi um dos navios que participou nas acções que sucederam ao derrame e um dos membros da tripulação a bordo hoje estava também a bordo nessa altura. Assim, de uma forma simbólica, ele ajudou a reintroduzir a Andrómeda no oceano. Quando ela chegou ao Zoomarine, tinha 22 centímetros de comprimento e pesava 2,2 Kg. Quando hoje nadou de novo em liberdade, pesava 6,6 Kg e media 33,8 centímetros.


A Marroquina, agora uma grande tartaruga, foi apanhada numa rede de pesca perto de Faro em Fevereiro de 2001. Tinha os intestinos obstruídos por uma grande quantidade de areia. Nessa altura, media 27 centímetros de comprimento e pesava 2,5 Kg. Agora, pesa uns impressionantes 44 Kg e a sua carapaça mede 61 centímetros. A Marroquina esteve no Centro de Reabilitação de Espécies Marinhas do Zoomarine durante três anos porque participou num estudo de comparação entre corações de répteis e de humanos.



Marco Bragança, biólogo e educador do Zoomarine, comentou, depois de reintroduzir as tartarugas: “Estamos contentes por estas tartarugas voltarem ao mar, mas há muito trabalho a fazer com os outros animais no centro de reabilitação.”
Devido ao estado do mar e aos ventos fortes, os investigadores do SEMAPP não puderam mergulhar no Delta.



Clique na imagem para ver o vídeo

Curiosidade
A tartaruga-careta é considerada uma espécie ameaçada em toda a sua área de distribuição desde 1978 e o seu estatuto não se alterou.
Todas as tartarugas marinhas regressam à mesma praia onde nasceram para pôr os seus ovos.


[12-04-2004] [13-04-2004] [14-04-2004] [15-04-2004] [16-04-2004] [17-04-2004] [18-04-2004]



Voltar