Rita Duarte

 

EU SOU QUÍMICA


"Aos 14 anos escrevi um poema onde já me imaginava química. Dizia assim: "Um dia vou ser química / Vou fazer isto a brincar / Juntar isto e aquilo / Aquilo e isto / Até explodir / Paciência... / Lá vai tudo pelo ar". Hoje tento não fazer explodir nada e sei que não podia ter escolhido melhor profissão."

 

Fotografia: António Pedro Ferreira