Ana Maria Costa Freitas

 

EU SOU AGRÓNOMA

 

“Tout le monde cherche” é uma expressão que me acompanha permanentemente e que reflecte a minha visão sobre a ciência: uma procura constante, consciente e dirigida. É esta procura constante, inclusive de nós próprios, que dá sentido à vida. É por isso que podemos dizer que é a ciência que dá sentido à vida."

 

 

 

 

Fotografia: António Pedro Ferreira