EU SOU NEUROCIENTISTA

Catarina Resende Oliveira

 

“Fascina-me o modo como o cérebro nos permite sentir, recordar, relacionarmo-nos com os outros e como, no reverso da medalha, em certas doenças neurodegenerativas a identidade do individuo se vai apagando. O que me atrai na investigação científica é a possibilidade de encarar o futuro com esperança.”