PAVILHÃO DO CONHECIMENTO
CIÊNCIA VIVA
REDE CENTROS CIÊNCIA VIVA















MARCH (Making Science Real in Schools)

O projeto europeu MARCH, que envolveu organizações de sete países europeus, propôs-se criar uma rede de escolas, centros de investigação e parceiros locais com o objetivo de promover a inovação na educação em ciência e tecnologia.
Em curso entre 2014 e 2016. Site do Projeto






Explorar potencialidades de visitas de estudo como promotoras de aprendizagens em contexto de educação formal, não-formal e informal. Formadoras: Ana Rodrigues; Patrícia João e Vanessa Souza.
Local: Vila Nova da Barquinha




Formadoras: Cláudia Faria e Teresa Conceição

Formador: Hugo Tente, CENSE, DCEA, FCT, Universidade NOVA de Lisboa

Formadores: Romeu Vicente e Rui Oliveira, Universidade de Aveiro

Boas práticas em STEM: Partilha e Divulgação de Conteúdos Inovadores.
Local: Pavilhão do Conhecimento - Ciência Viva, Pavilhão do Conhecimento, Lisboa

Investigar a Sustentabilidade Ambiental das Cidades

Programa

Boas práticas em Ciência e Tecnologia

Programa
Atividades sobre energia nos 2.º e 3.º ciclos Eva Varela Firme, Herschel Grammar School, Londres Ensino tradicional vs. abordagem IBSE Teresa Conceição, Instituto de Educação, Lisboa Gerir projetos de Ciência e Tecnologia nas escolas portuguesas Raquel Forca, Agrupamento de Escolas de Almodôvar Painel Cidades Sustentáveis Adelaide Ferreira, EB Pedro Jacques de Magalhães | César Marques, Escola Profissional de Almada

Formadores: Romeu Vicente e Rui Oliveira, Universidade de Aveiro

The State of the Art in Science Education Todor Galev, Bulgaria.

Kit de Projetos Exemplos de boas práticas aplicadas nas escolas dos países parceiros.


Lista de Investigadores


Cidades Sustentáveis

Em Portugal participaram no projeto MARCH grupos de 25 escolas que aceitaram o desafio de identificar problemas ambientais na sua comunidade e de procurar soluções que, com recurso à ciência e à tecnologia (C&T), permitissem tornar as suas cidades sustentáveis. As atividades desta iniciativa, a que se deu o título Cidades Sustentáveis, foram concebidas de acordo com princípios da abordagem IBSE (Inquiry Based Science Education) e contaram com o apoio de professores, investigadores de várias universidades e entidades locais.

Atividades nas escolas



Escola: Agrupamento de Escolas João Villaret, Loures
Descrição: O projeto com o título "Da janela da minha escola" desafiou várias turmas a aprender o ambiente em redor da sua escola, uma zona nas proximidades do rio Tejo. Aprender aqui significou observar, tomar notas, fazer perguntas como ponto de partida para realizar trabalho de pesquisa de acordo com a metodologia IBSE. Os líquenes como bio-indicadores foram uma das temáticas exploradas em laboratório, com apoio de investigadores da Universidade de Lisboa. Os alunos apresentaram o seu trabalho num seminário para professores organizado pelo coordenador do projeto. A conferência MARCH, (Londres, Nov. 2016) foi outro dos fóruns onde este projeto foi apresentado.
Professor Responsável: Teresa Loureiro
Estudantes: 90
Investigador: Universidade de Lisboa

O projeto (IBSE) | Apresentações (alunos) - Grupo 1 e Grupo 2 | Seminário - História Geológica da Várzea e Costeiras



Escola: EB2,3 Dom Francisco Manuel de Melo, Amadora
Descrição: O impacto da poluição do ar na saúde foi o tema estudado por um grupo de estudantes num clube da sua escola. Viver numa cidade atravessada por uma autoestrada com trânsito intenso foi a razão para a escolha do tema. Os alunos fizeram um plano de trabalho para procurar respostas para as perguntas que colocaram inicialmente. Os princípios da metodologia do IBSE estiveram por trás de todo o projeto. A fraude da Volkswagen foi um dos assuntos abordados por este grupo. Para este estudo os alunos contaram com o apoio de um investigador da Universidade Nova de Lisboa, que esclareceu as dúvidas com que os alunos se depararam. Foi criado um modelo de cidade como forma de divulgar as conclusões a que o grupo chegou. Um estudante e uma professora desta escola apresentaram o projeto na conferência MARCH, Londres, Nov 2016.
Professor Responsável: Helena Moita de Deus e Célia Miranda
Estudantes: 8 | Professores: 2 (Biologia e Física)
Consultor: Hugo Tente, CENSE - FCT/UNL
Investigador: Universidade Nova Lisboa

Poster 1 | Poster 2 | Visita de estudo | Relatório de atividades | Maquete cidade | Atividades 2014 | Apresentação | Poster 3 | Poster 4



Escola: Agrupamento Pedro Jacques de Magalhães
Descrição: Grupos de estudantes estudaram um problema que afeta a comunidade local: a poluição do ar. Investigar sobre o tema envolveu a realização de experiências. Encontrar soluções para reduzir este tipo de poluição envolveu entrevistas com a população local. O ponto de partida para o estudo do tema foi um problema de saúde (surto de Legionella ocorrido localmente, em 2014). As conclusões a que os alunos chegaram foram apresentados numa sessão da câmara municipal. Um especialista em qualidade do ar da universidade de Lisboa deu apoio aos grupos desta escola (respondeu sts 'perguntas). O projeto durou dois anos escolares.
Professores Responsáveis: Adelaide Adelaide Ferreira e Iolanda Farias
Estudantes: 60 | Professores: 2 (Física e Biologia)
Consultor: Hugo Tente, CENSE - FCT/UNL

Atividades: 2014-2015 - PDF | 2015-2016 - PDF | Moção autarquia






Escola: Escola Profissional de Almada
Descrição: Os alunos de uma escola profissional estiveram envolvidos em atividades com o objetivo de identificar os melhores materiais a utilizar na construção de habitações para garantir um isolamento térmico adequado. As atividades, organizadas de acordo com a metodologia IBSE, envolveram a construção de modelos casas nas quais foram realizados testes com diferentes materiais. Dois investigadores da universidade de Aveiro e uma instituição local deram apoio a este grupo de alunos.
Professor Responsável: César Marques
Estudantes: 28 (13 + 15 em dois anos escolares - Anos letivos 2014-2015 / 2015-2016)
Especialista: João Cleto, AGENEAL
Investigador: Romeu Vicente, Universidade de Aveiro

2014 | 2015



Escola: Casa Pia de Lisboa - CED Nossa Senhora da Conceição
Descrição: Com o objetivo de investigar sobre o desperdício alimentar, este grupo de alunos calculou a quantidade comida desperdiçada na cantina da escola e em restaurantes locais. Um trabalho colaborativo com uma organização local que distribui alimentos para pessoas com necessidades também foi incluído na atividade deste grupo. As conclusões dos grupos foram apresentadas através de gráficos construídos nas aulas de matemática. Uma visita a uma estação de tratamento de resíduos permitiu que os alunos ficassem igualmente a par desta temática.
Professor Responsável: Ana Mira
Estudantes: 56

Blogue



Escola: Agrupamento de escolas de Infias, Vizela, Braga
Descrição: Quatro grupos de estudantes de uma turma realizaram investigações sobre a poluição da água de diferentes fontes e locais em redor da escola. Um dos grupos focou-se nos perigos da água potável dos poços da comunidade rural. Considerando os perigos envolvidos no consumo dessa água, os alunos fizeram uma campanha junto da população. Os alunos também participaram ainda numa ação de despoluição de um rio da região.
Professor Responsável: Elisa Maria Cardoso Saraiva
Estudantes: 20 |Professores: 3
Apoio: Associação ambiental

Blogue



Escola: Álvaro Velho, Barreiro
Descrição: A destruição do ambiente na região foi o ponto de partida para um grupo de estudantes apresentar propostas para recuperação da área. As atividades foram integradas num projeto anterior apoiado por uma organização ambiental. Ao longo da investigação, os alunos contaram com o apoio de instituições locais, nomeadamente a câmara local e a responsável de um museu. As atividades envolveram pesquisa sobre o ambiente local, atividades em laboratório (análise de água e solo), trabalho de campo e ações de divulgação para a comunidade local. Os resultados deste trabalho serão publicados num e-book. Os alunos organizaram um seminário para a escola e comunidade local para apresentar os resultados do seu projeto. Um jornal local publicou um artigo sobre o evento.
Professores Responsáveis: Helena Cristina Pires e Rui Sequeira
Apoio: organização ambiental (ASPEA)
Estudantes: 17
Professores: 3 (Biologia, Arte e Inglês) | Apoio: organização ambiental (ASPEA)

Site | Blogue | Vídeo | Programa | Notícias | Fotos (Facebook)






Escola: Secundária Antero de Quental, Ponta Delgada, Açores
Descrição: Os efeitos nefastos do tabaco foi o tema escolhido por um grupo de alunos para o seu projeto. Com o apoio da Liga Portuguesa contra o cancro, os alunos produziram imagens 3D para a entrada da escola e no pátio, como forma de sensibilizar a população escolar para o problema.
Professor Responsável: José Rebuge
Estudantes: 20 (2015-2016 e 2016-2017).

Exposição - PDF (fotos) | Divulgação de atividades - PDF (fotos) | Dia Mundial sem Tabaco (fotos) | Cartaz (pdf)






Escola: Escola Secundária de Camilo Castelo Branco, Carnaxide
Descrição: "O cocó dos cães é prejudicial para a saúde pública?" Esta foi a pergunta que um grupo de alunos de um clube da escola tentou responder através da análise de amostras em laboratório. Os alunos organizaram uma campanha com vista a mudar os hábitos das pessoas. Para isso, conceberam e produziram autocolantes. Os detalhes sobre a campanha foram publicados numa página do Facebook criado por esse grupo.
Professor Responsável: Cláudia Duarte dos Santos
Estudantes: 8

Facebook: A-Poia | Notícia (Ass. Pais)



Escola: Agrupamento de Escolas Amato Lusitano, Castelo Branco
Descrição: Nas aulas de geografia, uma turma fez uma investigação sobre a sustentabilidade dos edifícios da cidade em termos de consumo de energia e conforto térmico. O edifício da escola foi escolhido como estudo de caso. As entrevistas que fizeram aos utilizadores da escola e as leituras sobre o tema permitiram aos alunos chegar a um conjunto de recomendações. Produziram um vídeo e dois cartazes para divulgação das conclusões a que chegaram.
Professor Responsável: Cacilda Basto
Estudantes: 23





Escola: Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Gomes de Almeida, Espinho
Descrição: A hidroponia e a vermicompostagem forma temas estudados por grupos de alunos nas aulas de biologia. Várias experiências foram concebidas e realizadas pelos estudantes, a fim de chegar a conclusões sobre as vantagens destas técnicas. Este grupo pretende fazer um cartaz para ser apresentado numa conferência de ciência que terá lugar em Lisboa, em julho, como forma de disseminar o trabalho realizado junto de um público alargado. O projeto decorreu durante dois anos lectivos.
Professor Responsável: Alberto Caeiro
Estudantes: 48
Professores: Matemática, Arte, Geografia, Física, Ciências Naturais, Geologia, Religião.

Atividades | Facebook | Foto de Grupo | Site | Vermicompostagem - PDF






Escola: Escola Básica e Secundária de Airães, Felgueiras, Porto
Descrição: Um grupo de estudantes decidiram investigar como se poderia poupar energia na escola. O estudo envolveu o estudo dos padrões de consumo de energia da escola (eletricidade e gás) e o consumo de água, por um período de dois anos e a posterior comunicação suas conclusões através de gráficos. Depois de terem estudado o problema em diferentes disciplinas, os estudantes publicaram um conjunto de recomendações dirigidas a um público generalistas.
Professor Responsável: Ana Margarida Gonçalves
Professores: Matemática, Arte, Geografia, Física, Ciências Naturais, Geologia, Religião.
Estudantes: 39

Blogue | Construção de um Painel Solar



Escola: Escola Secundária João de Deus, Faro
Descrição: Um grupo de alunos (12.º ano) começou a interrogar-se sobre o desaparecimento de uma praia numa área costeira no sul de Portugal. Este foi o ponto de partida para o seu trabalho. Uma investigadora da universidade do Algarve acompanhou o grupo numa visita guiada ao local, forneceu documentação para apoiar a hipótese inicial dos estudantes e a investigação que se seguiu. O estudo incluiu entrevistas à comunidade local, em espacial à população mais velha, para recolher informação sobre a praia. Os resultados deste estudo foram apresentados numa conferência de professores e alunos de geografia.
Professor Responsável: Anabella Vaz
Estudantes: 4 (clube).
Investigadora (apoio):Susana Costas, Centro de Investigação Marinha e Ambiental, Universidade do Algarve

Recuperação da Praia dos Estudantes - PDF


Escola: Agrupamento de Escolas de Almodôvar
Investigadora (apoio):Susana Costas, Centro de Investigação Marinha e Ambiental, Universidade do Algarve
Descrição: “É possível produzir biodiesel a partir de óleo de cozinha?” foi a pergunta a que os alunos desta escola procuraram responder. Isto envolveu experiências em laboratório. Os resultados do seu estudo foram publicados num vídeo (ao lado direito). Este projeto ganhou um prémio numa competição nacional.
Professor Responsável: Raquel Forca
Estudantes: 57
Professores: 4 (Física, História, Biologia)



Escola: Escola Básica Augusto Gil, Porto
Descrição: “Como reduzir o calor nas nossas cidades?” foi o problema com que os alunos de um clube de ciências foram confrontados e para o qual deveriam encontrar soluções. Este desafio criou as condições para os alunos adquirirem conceitos de biologia e conceitos sobre planeamento urbano. A comunicação dos conhecimentos adquiridos tem sido feita através de modelos construídos nas aulas de Educação Visual, que mostram a planificação de uma cidade sustentável, com enfoque em habitações com telhados verdes. Estas atividades permitiram que os alunos passassem a valorizar os ecossistemas naturais. Durante a investigação e o trabalho prático, os jovens foram apoiado por uma arquiteta. O projeto decorreu durante dois anos lectivos.
Professor Responsável: Manuela Lopes
Estudantes: 6 Professores: 2 (Biologia e artes)
Consultora: Diana Fernandes, arquiteta paisagista, FCUP.

PDF (2015) | Modelo de Cidade Sustentável



Escola: Casa Pia de Lisboa - CED Nossa Senhora da Conceição
Descrição: Alunos de duas turmas investigaram as mudanças necessárias para serem introduzidas num bairro, a fim de torná-lo sustentável. Os alunos criaram modelos como forma de comunicar os seus planos.
Professor Responsável: Marta Matos
Estudantes: 60 Professores: 2 (Biologia e artes)





Escola: Agrupamento de Escolas do Cerco, Porto
Descrição: Uma turma de alunos do ensino secundário transformou uma sala de aula num laboratório de energia sustentável, com módulos orientados para a produção, transporte e armazenamento de energia e com a tecnologia relativa às aplicações práticas na indústria, agricultura e comércio. A fim de planear os módulos, os alunos tinham que aprender os conceitos relacionados com o tema. Os alunos contaram com o apoio de um investigador da universidade do Porto. Foram asseguradas sessões para os estudantes mais jovens de escolas locais, apoiadas em cartazes criados pelos alunos. Este projeto estava integrado no projeto europeu MARCH, mas também num outro projeto que assegurou a maior parte do apoio financeiro.
Professor Responsável: Isabel Pelicano
Estudantes: 22

Energia Fotovoltaica | Energia Fototérmica | Energia Eólica | Laboratório de Energia | Laboratório da energia sustentável | Certificado | Vídeo



Escola: Escola Secundária Martins Sarmento, Guimarães
Investigadora (apoio):Susana Costas, Centro de Investigação Marinha e Ambiental, Universidade do Algarve
Descrição: Calcular a percentagem de plantas invasoras num parque urbano local que poderiam perturbar um hotspot de biodiversidade foi a tarefa de um grupo de alunos desta escola. Participar em sessões oferecidas por uma instituição ambiental e aprender a usar guias foram parte da preparação para as visitas de estudo. No âmbito de uma parceria com o município, o grupo pode contar com o apoio de um especialista.
Professor Responsável: Miguel Viana
Estudantes: 27 (mais diretamente envolvidos: 11)

Actividades (PDF)



Escola: Escola Dr. Manuel Gomes de Almeida, Espinho
Descrição: Avaliar o impacto sobre a saúde do impacto do som em ambiente escolar é o objectivo deste projecto. Com base nos dados obtidos a partir de um estudo inicial, serão postas em prática e monitoradas propostas de melhorias a introduzir na escola. Como este estudo necessita de informações de diferentes áreas do saber (biologia, física e matemática) o projeto é apoiado pelos professores destas disciplinas. Foram estabelecidas parcerias com o Dpt de Física da Universidade de Aveiro; o Instituto Politécnico do Porto e o Instituto de Saúde e Tecnologia do Porto, podendo o grupo de alunos contar com o apoio de especialistas de diferentes áreas. As atividades estão em curso no presente ano letivo
Professor Responsável: Rui Polónia
Estudantes: 60 Professores: 33
Consultora: João Duarte e Vitor Bonifácio, Universidade de Aveiro, Dpt. Física






Escola: Escola Professor José Augusto Lucas, Linda-a-Velha
Descrição: Um grupo de estudantes estudou os efeitos das pontas de cigarro no rio que atravessa a sua comunidade. Experiências em laboratório ajudaram a chegar a conclusões sobre os efeitos nocivas dos produtos contidos nas pontas de cigarro. Os alunos fizeram entrevistas e organizaram uma campanha destinada a mudar os hábitos das pessoas, tanto na comunidade local e escolar. Cinzeiros construídos pelos alunos e um vídeo fizeram parte desta campanha. O projeto decorreu durante dois anos lectivos.
Professor Responsável: Ana Pinto
Estudantes: 8
Consultora: Isabel Palma, Faculdade de Ciências e Tecnologia, UNL



Escola: Secundária com 3.º Ciclo de Raul Proença – Caldas da Rainha
Descrição: Conceber um plano para uma pousada da juventude sustentável foi o desafio a que um grupo de estudantes pré-universitários respondeu. A principal aposta foram as soluções baseadas na energia renovável e na reciclagem de materiais. O plano elaborado pelos alunos foi apresentado à comunidade local. Como adicional, um dos grupos construiu uma máquina de jogos a partir de peças ou computadores obsoletos.
Professor Responsável: Carlos Alberto Teixeira Pires
Estudantes: 30 Professores: 3

Pousada da Juventude Sustentável


Escola: Agrupamento Pedro Jacques de Magalhães
Descrição: O tema escolhido por um grupo de estudantes desta escola teve a ver com a facto de a escola estar localizada numa cidade com tráfego intenso (comboio, autoestrada). Depois de ter planeado as suas pesquisas a partir de um de brainstorming inicial, estudantes fizeram medições do ruído em diferentes áreas da cidade, a fim de identificar as zonas com maior poluição sonora. As atividades de investigação envolveram testes com materiais para identificação das suas características em termos de isolamento sonoro e para verificação da aplicabilidade destes materiais em barreiras de som na cidade. O projeto decorreu durante dois anos.
Professor Responsável: Iolanda Farias
Estudantes: 28 (4 estudantes coordenadores) Professores: 2 (Física e Biologia)

Poluição Sonora





Escola: Escola Manuel Ferreira Patrício, Évora
Descrição: Estudantes de quatro turmas (necessidades especiais) decidiram realizar a tarefa de identificar o melhor local no recreio da escola para começar uma horta. Para isso recolheram amostras de solo de diferentes locais para serem analisadas no laboratório da escola nas aulas de Química.
Professor Responsável: Leonor Rocha
Estudantes: 29 Professores: 3

Atividades


Escola: Básica e Secundária de Nogueira, Lousada, Porto.
Descrição: O impacto de um aterro sanitário na qualidade do ar e da água na comunidade local foi o problema estudado por um grupo de estudantes desta escola localizada no norte de Portugal. Visitas de campo a uma floresta local para fazer observações e chegar a conclusões foi uma das atividades realizadas pelos alunos.Este grupo foi apoiado por professores de diferentes áreas, durante as diferentes fases do estudo. Mais informações no blogue criado pelos alunos.
Professor Responsável: Miguel Viana, Suzana Costa.
Estudantes: 5 Professores: 2

Blogue


Escola: EB 1,2,3/PE do Porto da Cruz – Machico, Madeira
Descrição: Um grupo de estudantes desta escola propôs-se iniciar um projeto voltado para o reflorestamento de áreas na ilha que tinham sido recentemente devastadas por incêndios e avalanches. O principal problema identificado pelos alunos foi a perda de espécies endémicas desta ilha (floresta Laurissilva). O grupo contou com o apoio de um investigador da Universidade da Madeira, Domingos Henrique, na identificação das espécies. Os resultados do projeto pode ser visto no blogue que o grupo criou.
Professoras: Marisol Andrade e Rita Vieira
Estudantes: 20

Blogue



Escola: Agrupamento de Escolas do Cerco
Descrição: Após terem identificado os hábitos da população no que respeita aos gastos energéticos, através de entrevistas à população escolar, os alunos de duas turmas criaram um vídeo com o objetivo de criar hábitos de poupança energética.
Professor Responsável: Alexandra Vaz e Isabel Pelicano
Estudantes: 40 Professores: 2

Redução de Gastos



Escola: Agrupamento de Escolas Cidade do Entroncamento
Descrição: A movimentada estação de comboio no centro da cidade alertou os alunos para um problema: a poluição sonora, que consideraram que merecia ser estudado. Identificar os locais mais barulhentos da cidade foi a primeira tarefa. Recolheram dados através de entrevistas aos membros da comunidade. Concluíram que as áreas em redor da estação ferroviária eram as mais barulhentas. Identificaram uma razão que piorava o problema: não havia barreiras a separar os carris da rua. Assim, marcaram uma reunião com o departamento ambiental do município para discutir o problema e apresentar soluções para minimizar o problema. Os estudantes apresentaram exemplos postos em prática noutros países e propostas de materiais a serem utilizados nas barreiras.
Professor Responsável: Marta Azevedo
Estudantes: 40 Professores: 2





Escola: Escola Secundária do Agrupamento de Escolas João de Deus, Faro.
Descrição: Grupos de estudantes identificaram vários de problemas na sua cidade para os quais procuraram soluções que posteriormente foram apresentadas ao governo local. Os resultados deste estudo foram apresentados pelos estudantes num Encontro MARCH em Lisboa.
Professor Responsável: Anabella Vaz
Estudantes: 40

Novas Luzes

Escola: Agrupamento de Escolas de Almodôvar
Descrição: Os dois temas escolhidos pelos alunos desta escola. Localizada numa zona rural, estão relacionados com problemas com que a comunidade local é confrontada. Desidratar fruta foi uma solução apresentada pelos alunos para evitar o desperdício de produtos agrícolas. Construíram um desidratador no qual realizaram testes. A análise de amostras da água de poços locais foi outra das atividades em que os alunos se envolveram, com base na suspeita da falta de qualidade dessa água para consumo humano. As conclusões foram apresentadas à comunidade local com objetivo de as alertar para o problema.
Professor Responsável: Fátima Castelo, Raquel Forca e Sylvie de Sousa
Estudantes: 100 | Professores: 4 (Biologia e Física).

PDF



Escola: Colégio Luso-Francês, Porto
Descrição: Chegar a conclusões sobre a qualidade pedonal numa cidade (Porto) foi o objectivo deste projeto sobre a mobilidade sustentável. De modo a estudar o problema diferentes grupos analisaram a qualidade das ruas no centro da cidade (dados qualitativos); tendo posteriormente transformado esses dados em dados quantitativos. O passo seguinte do estudo foi a inserção, num mapa da cidade, dos pontos bons e maus das ruas, com base nos dados recolhidos e tratados. A apresentação de propostas para melhorar a situação foi o passo final deste estudo. Esta iniciativa já estava em curso na escola quando o grupo integrou o projeto MARCH. O projeto tem sido apresentado em vários seminários.
Professor Responsável: Rita Gabriela Rocha
Estudantes: 20 | Consultor: Gonçalo Salazar, CEIIA

PDF



Escola: Escola Profissional Agrícola Afonso Duarte, Montemor-o-Velho
Descrição: Um grupo de estudantes desta escola profissional agrícola colaborou com o município na construção de um folheto turístico com informações sobre os recursos ambientais locais. Os alunos começaram por fazer visitas de campo para identificar os locais de interesse a serem incluídos no folheto. Aprender sobre os locais (fauna, flora, geologia) foi o passo que se seguiu. A criação de conteúdos foi a etapa final deste projeto.
Professor Responsável: Florbela Leite e Sara Travassos
Estudantes: 20 | Professores: 2

PDF


Escola: Maria Lamas, Torres Novas
Descrição: O cheiro nauseabundo de um curso de água local, a ribeira da Boa Água, e o seu reduzido caudal levaram um grupo de alunos a suspeitar da falta de qualidade da água e a estudar a situação. Dirigiram um convite a um especialista para uma sessão de esclarecimento que os ajudasse a perceber o problema e a identificar a fonte de poluição. O grupo de alunos preparou uma sessão para os colegas da turma que incluiu a apresentação da situação e a promoção de um debate.
DisciplinasFísica e Química e Português
Professora: Dina Coelho.
Alunos: 3 (8.º ano)
Especialista: Fernando Ribeiro, Instituto de Conservação da Natureza.



Escola: Agrupamento de Escolas de Ponte de Sor, Portalegre
Descrição: Este projeto, de caráter multidisciplinar, propôs-se estimular a participação ativa dos jovens no processo de aprendizagem, realçar a importância da ciência no dia-a-dia e mostrar a relevância da educação científica dos cidadãos. Um workshop dinamizado pela responsável pela educação ambiental da EPAL deu a conhecer aos alunos as ETAR do concelho (funcionamento, minimização de danos da contaminação) e uma visita a uma das ETAR (Póvoa e Meadas, em Castelo de Vide) permitiu que ficassem a par dos processos físico-químicos envolvido no tratamento da água. O workshop e a visita foram a base para as atividades desenvolvidas na disciplina de Ciências Naturais. Para o desenvolvimento das atividades contribuíram as disciplinas de Físico-Química, Ciência Naturais, Geografia e Português e incluíram alunos de Educação Especial no âmbito da disciplina de Saúde e Segurança.
Coordenadores: Cristina Gonçalves e Virgínia Silva
Estudantes: 8.º ano (turma)

Fotos


Escola: Escola Básica e Secundária D. Sancho II, Alijó, Vila Real
Impacto de grandes empreendimentos na fauna e flora regional
Identificação da fauna e flora regionais e avaliação do impacto da barragem do Tua; (Elaborar um roteiro/percurso orientado)
Poluição da água de um ribeiro de S. Mamede de Ribatua
Identificação da área afetada pela poluição; análise da água da ribeira; determinação das fontes de poluição; apresentação de medidas/ações para a resolução do problema.
Resíduos sólidos urbanos
Diagnóstico da situação de recolha de RSU no concelho; determinação da existência de lixeiras; desenvolvimento de ações de sensibilização e/ou limpeza; apresentação de soluções para uma recolha seletiva eficaz.
Professora Responsável: Iolanda Ribeiro da Silva
Grupo: 12.º ano | Disciplina: Biologia

Escola: Escola Manuel Ferreira Patrício, Évora
Descrição: Durante o Dia da Ciência, um grupo de alunos construiu modelos para uma casa sustentável. Os modelos mais criativos foram incluídos numa exposição aberta à comunidade.
Professor Responsável: Isabel Afonso
Estudantes: 25