A zona procurada não existe

Os investigadores e engenheiros responsáveis por esta ação disponibilizam-se para realizar as sessões abaixo indicadas em escolas de acordo com os dados providenciados:

Gravidade Zero

Entidade : Active Space Technologies
Responsável: Bruno Carvalho
Local: Coimbra
Data: Dia 8 e 9 de Outubro
Público Alvo: 5º e 6º ano

Descrição: Preparação de uma viagem ao espaço, estar no espaço e regresso à terra.

Acção Esgotada


Exploração do Sistema Solar

Entidade : CAAUL - Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa
Responsável: Pedro Mota Machado
Local: Grande Lisboa
Data: 7, 9 Outubro
Público Alvo: Estudantes do Ensino Secundário

Descrição: Pretende-se apresentar uma resenha sobre a exploração recente do Sistema Solar. Pretende-se falar sobre alguns casos científicos e os meios para os estudar.

Acção Esgotada


Como construir uma missão espacial

Entidade : CAAUL - Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa
Responsável: Pedro Mota Machado
Local: Grande Lisboa
Data: 7, 9 Outubro
Público Alvo: Estudantes do Ensino Secundário

Descrição: Pretende-se apresentar os diversos aspectos pertinentes à construção de uma missão espacial quer a nível científico quer a nível da engenharia da missão. Tudo isto baseado num exemplo concreto.

Acção Esgotada


À Procura das Primeiras Galáxias: viagens no tempo – agora em 3D!

Entidade : CAAUL - Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa
Responsável: David Sobral
Local: Qualquer na grande Lisboa
Data: 6-10 de Outubro (manha ou tarde)
Público Alvo: Todas as idades

Descrição: Como se formaram as primeiras galáxias? Podemos vê-las? Que aspecto tinha a nossa galáxia há 13 mil milhões de anos e como evoluiu até aos dias de hoje? Venha conhecer as mais poderosas máquinas do tempo e o progresso enorme que elas têm permitido nas buscas pelas primeiras galáxias/estrelas. Embarque connosco numa viagem para trás no tempo de mais de 13 mil milhões de anos, até ao limite do que conseguimos ver hoje em dia. E, no regresso, aproveite para ver como é que galáxias como a nossa se formam e evoluem, tirando partido das fantásticas capacidades 3D das nossas máquinas do tempo gigantes.

Links: http://p3.publico.pt/actualidade/ciencia/5359/ha-cada-vez-menos-estrelas-no-universo

http://www.superinteressante.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=2213:ainda-ha-estrelas-no-ceu&catid=28:artigos&Itemid=120

http://www.dn.pt/inicio/ciencia/interior.aspx?content_id=2873454&page=-1

Acção Esgotada


À Procura das Primeiras Galáxias: viagens no tempo – agora em 3D!

Entidade : CAAUL - Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa
Responsável: David Sobral
Local: Barreiro
Data: 6-10 de Outubro (manha ou tarde)
Público Alvo: Todas as Idades

Descrição: Como se formaram as primeiras galáxias? Podemos vê-las? Que aspecto tinha a nossa galáxia há 13 mil milhões de anos e como evoluiu até aos dias de hoje? Venha conhecer as mais poderosas máquinas do tempo e o progresso enorme que elas têm permitido nas buscas pelas primeiras galáxias/estrelas. Embarque connosco numa viagem para trás no tempo de mais de 13 mil milhões de anos, até ao limite do que conseguimos ver hoje em dia. E, no regresso, aproveite para ver como é que galáxias como a nossa se formam e evoluem, tirando partido das fantásticas capacidades 3D das nossas máquinas do tempo gigantes.

Links: http://p3.publico.pt/actualidade/ciencia/5359/ha-cada-vez-menos-estrelas-no-universo

http://www.superinteressante.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=2213:ainda-ha-estrelas-no-ceu&catid=28:artigos&Itemid=120

http://www.dn.pt/inicio/ciencia/interior.aspx?content_id=2873454&page=-1

Acção Esgotada


Os próximos monstrinhos

Entidade : CAAUL - Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa
Responsável: Hugo Messias
Local: Área de Lisboa
Data: 6 de Outubro à tarde
Público Alvo: Qualquer

Descrição: A actividade foca-se nos próximos grandes observatórios, alguns já em funcionamento. Para que foram construídos e como funcionam?

Acção Esgotada


Medir o Universo

Entidade : CAAUL - Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa
Responsável: Hugo Messias
Local: Área de Lisboa
Data: 8 de Outubro à tarde
Público Alvo: Qualquer

Descrição: Uma viagem pelo Universo, onde se põe em perspectiva a grandeza do Universo à medida da escala humana.

Acção Esgotada


O ALMA

Entidade : CAAUL - Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa
Responsável: Hugo Messias
Local: Área de Lisboa
Data: 7 e 9 de Outubro à tarde
Público Alvo: Qualquer

Descrição: O primeiro super-observatório já funciona. Chama-se ALMA e encontra-se no norte do Chile. O que tem de tão super? O que faz e como o faz?

Acção Esgotada


A nova Astronomia com ALMA

Entidade : CAAUL - Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa
Responsável: José Afonso
Local: Grande Lisboa
Data: 7,8 (tarde) e 10 de Outubro
Público Alvo: Escolas

Descrição: Após milhares de anos de interrogações e desafios sobre o Cosmos, encontramo-nos hoje no limiar de uma revolução do conhecimento. Com a construção do Atacama Large Millimetre Array (ALMA), o Homem prepara-se para, pela primeira vez, desvendar os
segredos do nascimento de estrelas e planetas, galáxias, e até talvez da própria Vida. As capacidades ímpares do ALMA, a primeira infraestrutura para observação astronómica que resulta de um esforço verdadeiramente global, justificam tais expectativas, que começam já
hoje a ser confirmadas. Nesta palestra apresentarei o projecto ALMA e a ciência que começa a revelar-se com este poderoso telescópio.

Acção Esgotada


Na Fronteira do Universo: em busca do fim da Idade das Trevas

Entidade : CAAUL - Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa
Responsável: José Afonso
Local: Grande Lisboa
Data: 7,8 (tarde) e 10 de Outubro
Público Alvo: Escolas

Descrição: Após milhares de anos a estudar o céu, numa história que é tão velha como o próprio Homem, encontramo-nos hoje prestes a assistir a uma revolução no conhecimento. Pela primeira vez, o Homem prepara-se para observar o nascimento da primeira luz do Universo, e finalmente compreender como se deu a formação das primeiras estruturas do Cosmos. Sabemos que pouco após o Big Bang, uma escuridão fundamental se terá instalado. Sabemos também que hoje o Universo é rico em luz, sendo as estrelas uma das suas origens. Como se deu a transição da _Idade das Trevas_ para a _Idade da Luz_? Quais foram os primeiros faróis do grande oceano cósmico? Utilizando uma nova geração de telescópios e instrumentação astronómica, com capacidades nunca antes possuídas, pensamos estar à beira de os revelar. Nesta conferência apresentarei a forma como a Astronomia se dirige, inexoravelmente, para a revelação que marcará uma época, discutindo os obstáculos que existem e como se espera que sejam ultrapassados nos anos mais próximos.

Acção Esgotada


Porque acelera o Universo?

Entidade : CAAUL - Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa
Responsável: Nelson Nunes
Local: Qualquer distrito
Data: 9 de Outubro
Público Alvo: Alunos do ensino secundário

Descrição: Duas equipas de astrónomos descobriram em 1998 que o Universo se encontra em expansão acelerada. Por esta descoberta, os líderes das equipas receberam o prémio Nobel da Física em 2011. Esta revelação levou a especulação de que existe uma fonte de energia repulsiva chamada de _energia escura_. Eu darei um resumo da evidência para um Universo acelerado e irei expor as ideias discutidas entre os cientistas para explicar esta evolução.

Acção Esgotada


Como se pesa o Universo?

Entidade : CAAUL - Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa
Responsável: Nelson Nunes
Local: Qualquer distrito
Data: 10 de Outubro
Público Alvo: Alunos do ensino secundário

Descrição: _Dêem-me um ponto de apoio e moverei o Mundo_ são as famosas palavras de Arquimedes proferidas há muitos séculos. Entretanto, o desenvolvimento da Física e da Astronomia permitiu-nos de facto estimar as massa da Terra, do Sol, das Galáxias e mesmo compreender quais são as componentes do Universo e as suas respectivas abundâncias. Isto sem ajuda de pontos de apoio e alavancas. Nesta apresentação vamos descobrir quais são os truques e processos pelos quais os investigadores medem as massas dos corpos celestes_ como sabemos que apenas 5% da matéria do Universo é composta de matéria normal (isto é, neutrões e protões), e compreender que o Universo tem uma expansão acelerada.

Acção Esgotada


A Física do Big Bang

Entidade : CAUP
Responsável: Carlos Martins
Local: Qualquer distrito do continente
Data: 6 a 10 de Outubro
Público Alvo: Ensino secundário

Descrição: Nos últimos 20 anos apendemos mais sore o Universo do que em todo o resto da história da humanidade. Esta palestra descreve o estado actual da Cosmologia (ie, o modelo do Big Bang) e os seus grandes desafios futuros. O principal é o facto de observações recentes sugerirem que 96% do conteúdo do Universo se encontrar em formas (conhecidas como materia escura e energia escura) que não emitem luz nem foram ainda detectadas experimentalmente em laboratório, sendo apenas conhecidas pelos seus efeitos gravitacionais. Uma nova geração de telescópios e satélites tentará, na próxima década, caracterizar este lado escuro do Universo.

Acção Esgotada


A Física da Gravidade e dos Satélites

Entidade : CAUP
Responsável: Carlos Martins
Local: Qualquer distrito do continente
Data: 6 a 10 de Outubro
Público Alvo: Ensino secundário

Descrição: Um dos paradoxos da nossa civilização é que quanto mais dependemos da ciência e da tecnologia no nosso dia-a-dia menos o cidadão comum sabe sobre elas. Nesta palestra, após uma introdução breve aos campos gravitacionais e ao seu papel nas órbitas dos satélites, discutiremos alguns exemplos do papel (muitas vezes ignorado) dos satélites nas nossas vidas.

Acção Esgotada


A Física da Vida e dos Extraterrestres

Entidade : CAUP
Responsável: Carlos Martins
Local: Qualquer distrito do continente
Data: 6 a 10 de Outubro
Público Alvo: Ensino secundário

Descrição: Saber se existe ou não vida (e, em particular, vida inteligente) noutros locais do Universo é um das nossas mais profundas interrogações. Todas as formas de vida que conhecemos baseiam-se no carbono e na água, mas nenhum princípio físico conhecido implica que esta seja a única possibilidade. Nesta palestra discutiremos possíveis definições de vida, e os princípios básicos da física que a condicionam. algumas formas de a procurar - seja ela igual à nossa, ou completamente diferente.

Acção Esgotada


Palestra com o título: eréticos dos tempos modernos

Entidade : CAUP
Responsável: Giancarlo Pace
Local: Área do Porto
Data: Sem limitações.
Público Alvo: Alunos e público geral.

Descrição: Reflexão sobre os factores que determinam o sucesso duma teoria científica. Falaremos de famosas controvérsias entre uma teoria astrofísica dominante e teorias alternativas. Daremos também exemplos dessas controvérsias fora do campo da astronomia, e salientaremos a importância da honestidade intelectual.

Acção Esgotada


Palestra com o título: _A vida no Universo_

Entidade : CAUP
Responsável: Giancarlo Pace
Local: Área do Porto
Data: Sem limitações.
Público Alvo: Alunos e público geral.

Descrição: Falar-se-à da vida no Universo e do esforço humano para estudá-la. O orador tem formação na área da astronomia, razão pela qual a maior parte da palestra terá como foco a busca de exoplanetas. Mas o assunto será também abordado numa perspectiva filosófica e biológica.

Acção Esgotada


O Sol tranquilo?!

Entidade : CAUP - ESTGV
Responsável: Alexandre Aibéo
Local: Distrito de Viseu
Data: 10 de outubro
Público Alvo: Maiores de 12 anos

Descrição: “Não olhar directamente para o Sol!” Foi exatamente esse risco que revolucionou a forma como “vemos” o Sol. Outros olhos, outras formas de ver. O interior de Sol, a sua rotação, as manchas solares e as auroras boreais. Numa altura em que imagens extraordinariamente detalhadas nos mostram a intensa atividade do Sol, torna-se importante compreender o comportamento do ciclo solar. Uma viagem ao sabor do vento solar em que nem sempre o Sol é o que parece.


Notas: Número máximo de participantes por sessão: 60.

Acção Esgotada


Rocket Science!

Entidade : CEIIA – Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel
Responsável: Álvaro Ferreira
Local: Maia, Matosinhos, Porto
Data: 6 a 10 Outubro (manhãs e tardes)
Público Alvo: 8 aos 12 Anos

Descrição: O objetivo desta atividade é sensibilizar as crianças para a temática da exploração espacial.
Através da apresentação de uma palestra sobre a história e ciência de foguetões e o desenvolvimento de foguetões de papel, propulsionados a ar comprimido, pretende-se, de uma forma divertida, alertar o estudante para a importância desta temática.

Notas: A escola tem que providenciar papel, lápis de cor, tesouras, cola e fita cola.
Componente prática dependente de bom tempo: necessidade de espaço (ar livre) para lançamento dos _foguetões_ desenvolvidos pelos alunos.

Acção Esgotada


Estação Espacial Internacional (EEI) – Viver no Espaço

Entidade : CEIIA – Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel
Responsável: Álvaro Ferreira
Local: Maia, Matosinhos, Porto
Data: 6 a 10 Outubro (manhãs e tardes)
Público Alvo: Todos

Descrição: O que é a Estação Espacial Internacional, qual o seu objectivo e como se vive lá:
- Sistema de energia_
- Sistema de comunicação_
- Áreas de pesquisa científica_
- Tripulação: como sobrevive_


Notas: O conteúdo pode ser adaptado facilmente dependendo da idade do público: um enfoque em temas mais complexos e relacionados com tecnologia para alunos do secundário e um enfoque nas curiosidades e a vida dos astronautas para os mais pequenos.

Acção Esgotada


Galileo e sistemas de posicionamento global

Entidade : CEIIA – Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel
Responsável: Álvaro Ferreira
Local: Maia, Matosinhos, Porto
Data: 6 a 9 de Outubro (tarde)
Público Alvo: Aberto a todos mas recomendado para o Secundário

Descrição: Como funciona um sistema de posicionamento global.
Características do programa europeu.
O porquê da sua construção.
Diferenças em relação ao sistema GPS americano.

Acção Esgotada


Nós no Espaço

Entidade : CEIIA – Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel
Responsável: Álvaro Ferreira
Local: Maia, Matosinhos, Porto
Data: 8 a 10 de Outubro (manhãs e tardes)
Público Alvo: 3º Ciclo e Secundário (Física e Biologia)

Descrição: Desde o lançamento de foguetes tripulados até à vida em orbita, passando pelas viagens espaciais e o regresso dos astronautas, o ser humano está sujeito a uma série de solicitações que desafiam o seu corpo e mente.
Perceber como o nosso corpo reage a cada uma destas fases é importante para avaliar a importância da robustez física dos astronautas.

Acção Esgotada


Universidade: e agora? Um percurso, um exemplo.

Entidade : CEIIA – Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel
Responsável: Álvaro Ferreira
Local: Maia, Matosinhos, Porto
Data: 6, 9 e 10 de Outubro.
Público Alvo: Secundário

Descrição: Tiago Rebelo é actualmente Engenheiro de Investigação e Desenvolvimento no CEIIA, onde procura desenvolver e estabelecer novos projectos colaborativos nas áreas Aeronáutica e Espacial.
No passado, Tiago foi o primeiro português a participar no prestigiado programa Europeu SpaceMaster, onde obteve um duplo mestrado em Ciência e Tecnologia Espacial. Em 2013, Tiago participou no Caltech Space Challenge ¬ – um desafio lançado pela NASA que levou 32 jovens Engenheiros e Investigadores a planear (em 5 dias) uma missão espacial a uma das luas de Marte.
Durante o seu percurso académico, Tiago Rebelo estudou em 5 Universidades diferentes em países tão distintos como a Alemanha, o Reino Unido e a Suécia.
Nesta actividade, Tiago partilhará o seu percurso e as suas experiências na área Aeroespacial, procurando explorar a importância do desenvolvimento de estudos avançados nesta área da Engenharia.


Acção Esgotada


Viagem a Marte

Entidade : CEIIA – Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel
Responsável: Álvaro Ferreira
Local: Maia, Matosinhos, Porto
Data: 8 de Outubro (manhã e tarde)
Público Alvo: Secundário e 3º Ciclo

Descrição: Os desafios de uma viagem a Marte.
Pequena introdução sobre o espaço, onde começa e a sua definição de vazio.
Os desafios que a exploração espacial impõe nos sistemas terrestres e no modo de vida humana que conhecemos.
Os riscos humanos em microgravidade, desafios físicos para as aeronaves, comunicações e possível trajectória da viagem especial a marte.

Acção Esgotada


Impressão 3D no Espaço

Entidade : CEIIA – Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel
Responsável: Álvaro Ferreira
Local: Maia, Matosinhos, Porto
Data: 6 a 10 de Outubro 2014
Público Alvo: Secundário

Descrição: Nos dias que correm, a impressão 3D começa a ganhar uma importância significativa na vida terrestre, possibilitando inovações antes impensáveis. O estado actual da tecnologia permitirá, num futuro próximo a impressão de objectos no espaço e, num futuro mais longínquo, um auxílio importante na colonização de outros planetas. Nesta apresentação serão analisados vários casos em que a impressão 3D irá adquirir um papel de relevância na exploração espacial, e a forma como a aplicação desta tecnologia ao Espaço irá afetar o quotidiano no planeta Terra.

Acção Esgotada


O clima do espaço

Entidade : CENTRA-IST (Centro Multidisciplinar de Astrofísica)
Responsável: Dário Passos
Local: Área de Faro (ex. S.Brás de Alportel, Faro, Loulé, Olhão, ...)
Data: De 7 a 10 de Outubro
Público Alvo: Alunos de 11 ou 12 anos ou público em geral

Descrição: Palestra de Física que introduz o conceito de clima espacial (space weather). O tema principal é o Sol, sendo abordados diversos aspectos da Física Solar como por exemplo campos magnéticos, manchas solares, actividade solar ao longo dos séculos, estrutura do sol (e outras estrelas), etc. Descrição dos problemas que as tempestades solares (geomagnéticas) podem provocar em satélites, sistemas de navegação, etc.

Notas: No caso de ser para alunos, será mais fácil introduzir os conceitos a turmas que tenham Física ou Química nos seus programas de estudo. A palestra pode também ser dada em Inglês se houver alguma escola interessada.

Acção Esgotada


Os óculos dos telescópios?

Entidade : Centro de Astrofísica da Universidade do Porto
Responsável: Carlos M. Correia
Local: Porto
Data: Manhãs (9h-12h) da semana
Público Alvo: Aluno/as 10-18 anos e professore/as

Descrição: Até os maiores telescópios terrestres são míopes! Nesta palestra vamos ficar a perceber como é que corrigimos os telescópios para obter imagens tão nítidas de objetos longínquos. Até ver planetas extra-solares...

Notas: Poderemos ver também dois breves documentários sobre a matéria. Projetor necessário.

Acção Esgotada


Setor Espacial - Tecnologias transversais

Entidade : EDISOFT, SA
Responsável: Ricardo Conde
Local: Área de Mafra
Data: 8 de Outubro à tarde
Público Alvo: Pré Universitário, Secundário, Tecnológico

Descrição: Abordar ao nível do ensino secundário (10º, 11º e 12º anos) as áreas do setor Espacial e a transversalidade das tecnologias. Abordagem ao nível aplicacional e exemplificativo

Acção Esgotada


Sondas Espaciais: Olhar para as Estrelas à boleia de um Cometa.

Entidade : GMV
Responsável: Rui Barradas Pereira
Local: Àrea de Lisboa
Data: 6 a 9 de Outubro
Público Alvo: >10 anos, mas pode ser adaptado a públicos mais novos

Descrição: As sondas espaciais são naves espaciais não tripuladas, utilizadas para a exploração remota do espaço e dos objectos espaciais. Nesta apresentação vou dar a conhecer 3 missões cientificas da ESA: Gaia (está a construir um mapa 3D da nossa galáxia), Solar Orbiter (vai fazer um estudo detalhado do Sol) e Roseta (está a estudar de perto um cometa)

Acção Esgotada


A Navegação por Satélite

Entidade : GMV
Responsável: Teresa Ferreira
Local: Lisboa
Data: 7 a 9 de Outubro
Público Alvo: Escolas

Descrição: Como funciona a navegação por satélite e a proliferação de novos sistemas: GPS, Galileo, GLONASS, BEIDOU.

Notas: Material a ser adequado à audiência.

Acção Esgotada


Estrelas Cadentes e Naves Espaciais: Do Céu até à Terra

Entidade : Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear
Responsável: Mario Lino da Silva
Local: Freguesias de Chelas, Olivais, Parque das Nações, Moscavide, Bobadela
Data: 5 a 9 de Outubro todo o dia
Público Alvo: Ensino Secundário (preferencial)

Descrição: Descrição das diferentes fases de uma missão Espacial tripulada ou robótica, desde a descolagem da Terra até ao regresso na Terra ou a aterragem noutro planeta.
Diferenças entre aterrar em planetas e satélites sem atmosfera (por exemplo a Lua) ou com atmosfera (Terra, Marte, Vénus, Titã). A palestra conclui com uma pequena exposição da Participação Portuguesa nas actividades de exploração Espacial da ESA.

Acção Esgotada


Estrelas Cadentes e Naves Espaciais: Do Céu até à Terra

Entidade : Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear
Responsável: Mario Lino da Silva
Local: Palmela, Setúbal
Data: 4 e 10 de Outubro, todo o dia
Público Alvo: Ensino Secundário (preferencial)

Descrição: Descrição das diferentes fases de uma missão Espacial tripulada ou robótica, desde a descolagem da Terra até ao regresso na Terra ou a aterragem noutro planeta.
Diferenças entre aterrar em planetas e satélites sem atmosfera (por exemplo a Lua) ou com atmosfera (Terra, Marte, Vénus, Titã). A palestra conclui com uma pequena exposição da Participação Portuguesa nas actividades de exploração Espacial da ESA.

Acção Esgotada


Investigar e trabalhar em programas Espaciais: Uma perspectiva pessoal

Entidade : Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear
Responsável: Mario Lino da Silva
Local: Freguesias de Chelas, Olivais, Parque das Nações, Moscavide, Bobadela
Data: 5 a 9 de Outubro todo o dia
Público Alvo: Todos. Acessível a crianças mais novas

Descrição: Actividade mais informal de divulgação geral em relação com a temática ESPAÇO, Perguntas e respostas acerca da investigação ciêntífica na área de exploração Espacial.

Notas: Formato de perguntas e respostas acerca de como é trabalhar na área do Espaço, e/ou peguntas de cultura geral acerca de temas Espaciais. Levarei material de apoio.

Acção Esgotada


Investigar e trabalhar em programas Espaciais: Uma perspectiva pessoal

Entidade : Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear
Responsável: Mario Lino da Silva
Local: Palmela, Setúbal
Data: 4 e 10 de Outubro, todo o dia
Público Alvo: Todos. Acessível a crianças mais novas

Descrição: Actividade mais informal de divulgação geral em relação com a temática ESPAÇO, Perguntas e respostas acerca da investigação ciêntífica na área de exploração Espacial.

Notas: Formato de perguntas e respostas acerca de como é trabalhar na área do Espaço, e/ou peguntas de cultura geral acerca de temas Espaciais. Levarei material de apoio.

Acção Esgotada


Pequena história da exploração do espaço

Entidade : Instituto Superior Técnico
Responsável: Luis M. B. C. Campos
Local: Lisboa
Data: 10 de outubro
Público Alvo: Todos

Descrição: A conferência refere cronologicamente algumas das ideias e programas que levaram à conquista do espaço:
1. O livro de Jules Verne “Da terra à lua”_
2. O desenvolvimento do motor de foguete: Godart, Tsiolkovski, etc.
3. As previsões de von Sanger
4. O primeiro míssil balístico de von Braun V-2
5. O primeiro satélite: o Sputnik
6. O programa Appollo
7. O N – II soviético.
Passa a uma pequena panorâmica da utilização do espaço:
1. Astronomia
2. Meteorologia
3. Oceanografia
4. Telecomunicações
5. Observação
E dos recursos associados:
1. Lançadores
2. Satélites
3. Sondas
4. Estação espacial
Concluindo com uma visão do futuro da exploração do espaço por analogia com os descobrimentos portugueses.

Acção Esgotada


Viagem à Lua

Entidade : Instituto Superior Técnico, Universidade de Lisboa
Responsável: Paulo Jorge Soares Gil
Local: Área de Lisboa
Data: disponível dias 4, 7, 8 e 10 de Outubro no máximo dois dias à escolha
Público Alvo: Estudantes de Ensino Secundário a partir do 10º ano (preferencial)

Descrição: Apresentação (PowerPoint) dos passos mais importantes de uma viagem à Lua e estabelecimento de uma base lunar e dos desafios que lal objectivo apresenta, A apresentação utiliza o exemplo do programa Apolo, único exemplo real de viagem tripulada à Lua para ilustrar a complexidade, características e dificuldades de uma viagem á Lua.

Acção Esgotada


Observação da Terra

Entidade : IPMA
Responsável: Isabel Monteiro
Local: Lisboa
Data: 7 de outubro durante a manhã
Público Alvo: 1º ciclo

Descrição: A atividade foca a observação da Terra por satélite. Os alunos são conduzidos a pensar nas vantagens da utilização deste sistema de observação. Descreve-se o modo como os satélites são colocados no espaço, e como captam as imagens. Apresentam-se algumas imagens, desde as obtidas pelos primeiros satélites meteorológicos, até à atualidade, evidenciando a evolução sofrida.


Acção Esgotada


Observação da Terra

Entidade : IPMA
Responsável: Isabel Monteiro
Local: Lisboa
Data: 6 e 8 de outubro de manhã
Público Alvo: 3º ciclo

Descrição: A atividade foca a observação da Terra por satélite. Descreve-se a evolução dos satélites de observação da Terra, os tipos de órbitas e a forma como a observação é efetuada. Com o objectivo de familiarizar o estudante com imagens de satélite apresentam-se alguns exemplos de aplicação, como a utilização na monitorização da vegetação, no efeito de ilha urbana e ainda a utilização da cor nas imagens de satélite.

Acção Esgotada


Buracos negros: da abstração à realidade

Entidade : IST
Responsável: Jorge Rocha
Local: área de Lisboa e Setúbal
Data: 6, 7 e 10 de Outubro
Público Alvo: 10º ao 12º ano

Descrição: Buracos negros são objectos astrofísicos onde a gravidade é extrema. Como tal, originam muitos fenómenos que são exóticos do ponto de vista de um comum ser terrestre. Talvez por isso, buracos negros surgem frequentemente em ficção científica. No entanto, a sua presença no universo está cientificamente confirmada e a sua importância para diversos ramos da física é inquestionável. Nesta apresentação vamos falar sobre buracos negros, alguns dos seus mais curiosos efeitos, como inferimos a sua existência e como o seu estudo tem avançado enormemente a física moderna.

Acção Esgotada


Como Funcionam os Satélites de Telecomunicações

Entidade : IT - Universidade de Aveiro
Responsável: Nuno Borges Carvalho
Local: Aveiro
Data: Dia 6 de Outubro todo o dia ou Dia 10 de Outubro todo o dia
Público Alvo: 9º ano e Secundário

Descrição: Nesta apresentação apresentam-se os conceitos básicos de telecomunicações via satélite focando-se especialmente no funcionamento dos satélites de telecomunicações. Serão apresentados alguns vídeos da ESA. Será ainda apresentada a actividade do CANSAT relacionada com a ESERO.

Notas: Necessidade de um video projector com som

Acção Esgotada


O Sol, a Terra e a Lua - Os objectos celestes que mais importância têm na nossa vida

Entidade : LIP- Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas
Responsável: Patrícia Gonçalves
Local: Àrea de Lisboa e distrito de Setúbal
Data: Todos os dias da semana de 4 a 10 de Outubro, excepto segunda de manhã e sexta feira, antes das 15h.
Público Alvo: Estudantes do ensino básico ( 1º ao 6º ano)

Descrição: Bloco 0 – Contextualização

Objectivo: Onde estamos? Transmitir as dimensões relativas da Terra, dos Planetas e do Sol e as suas dimensões no Universo.
• Dimensões relativas dos planetas e estrelas.

Bloco 1- O Sol e a Terra

Objectivo: Transmitir a noção de que o Sol é a fonte de energia da Terra, mas que temos de nos proteger dele. Explicar como é que estamos protegidos.
• O Sol dá-nos luz, calor e energia.
• O Sol às vezes fica mal disposto!
• A Terra tem escudos protectores!! (magnetosfera, atmosfera).
• Actividade com ímanes para explicar o campo magnético.
• No espaço, onde está a estação espacial, já só existe a protecção da magnetosfera porque estamos acima da atmosfera.
• A Lua não tem escudos protectores! Os astronautas têm de andar muito bem protegidos.

Bloco 2- A Lua e a Terra

Objectivo: Explicar como se viaja até à Lua. Descrever a programa Apollo: como eram lançadas as naves, como chegavam à Lua, como alunavam, como voltavam a entrar em órbita e como regressavam os

Notas: A actividade consiste numa apresentação com slides e com demonstração de alguns conceitos.
Tempo: 1 h.

Acção Esgotada


Pergunta à Astrónoma & Cria o teu Exoplaneta

Entidade : Universidade de Edinburgo
Responsável: Salomé Matos
Local: Área de Lisboa e Vila Franca de Xira
Data: 4 e 5 de Outubro
Público Alvo: 1º Ciclo do Ensino Básico, 5 a 10 anos

Descrição: * Sessão _Pergunta à Astrónoma_ (duração cerca de 20-30 min): Sessão de pergunta e resposta orientada sobre Astronomia_ como são as crianças que escolhem os assuntos sobre os quais têm curiosidade, o nível será aquele definido por elas.

* _Cria o teu Exoplaneta_ (duração cerca de 30-40 min): será explicado o que é um exoplaneta e usando vários materiais as crianças criarão o exoplaneta que imaginarem (depois podem levar a obra de arte para casa).

Materiais (a ser providenciados pela escola):
- Cola de baton e/ou líquida apropriada para as crianças
- Papel de jornal (ou outro papel velho que iria para o lixo)
- Cola com brilhantes (_glitter glue_)
- Papel colorido, várias cores (pode ser papel de impressora, papel seda, papel crepe, não importa desde que seja colorido), cortado em tiras compridas de cerca de 2,5 cm - 3cm de largura (aproximadamente)
- Um saco para o lixo
- Algo (papel/plástico) para cobrir as mesas em que as crianças trabalham

Notas: A actividade pode ser feita em português, inglês ou espanhol se solicitado.
The activity may be delivered in Portuguese, English or Spanish upon request.
La actividad se puede realizar en portugués, inglés o español si así lo solicita.

Acção Esgotada


Somos feitos do Pó das Estrelas [Carl Sagan]

Entidade : Universidade de Edinburgo
Responsável: Salomé Matos
Local: Área de Lisboa e Vila Franca de Xira
Data: 4 e 5 de Outubro
Público Alvo: Ensino Secundário, 15 a 18 anos

Descrição: Numa viagem pela vida das estrelas vamos descobrir o fantástico percurso desde o seu nascimento até à sua morte. Esta é uma viagem onde pedaços de magia e elementos químicos se misturam. Descobriremos como são formadas as estrelas, como vivem os seus tempos de adolescente e jovem adulta e desvendaremos os mistérios da sua morte.
Como é que os astrónomos hoje estudam estrelas? Como é possível conhecer as suas características como temperatura ou cor? Como é que se pode estudar um percurso de vida que transcorre milhões de anos?
Uma história onde se misturam um pouco da física das estrelas e a origem dos muitos elementos químicos que hoje encontramos na Terra e no espaço.

Recursos audiovisuais a ser garantidos pela escola.

Notas: A actividade pode ser feita em português, inglês ou espanhol se solicitado.
The activity may be delivered in Portuguese, English or Spanish upon request.
La actividad se puede realizar en portugués, inglés o español si así lo solicita.

Acção Esgotada


Satélites de observação da Terra e do Espaço

Entidade : Universidade dos Açores - Grupo da Biodiversidade dos Açores
Responsável: Rita Godinho
Local: Angra do Heroísmo
Data: 5 - 10 de Outubro
Público Alvo: Crianças

Descrição: Palestra sobre as plataformas espaciais existentes para a observação e estudo dos planetas, estrelas e universo em geral.

Notas: Pretende-se fazer uma palestra o mais interactiva possível. Na existência de meios (computadores), poder-se-à também explorar os recursos da plataforma ESA Kids.

Acção Esgotada