Poluentes Atmosféricos


Poluentes Atmosféricos


Fontes e Efeitos dos Poluentes Atmosféricos
O ar pode apresentar-se mais ou menos poluído por substâncias gasosas, líquidas ou sólidas, de origem natural ou produzidas pelas actividades humanas.

O ar atmosférico seco é composto por 78% de azoto, 21% de oxigénio, 0,95% de argon e 0,05% de elementos vestigiais.

Poluentes secundários
- resultantes de reacções e de transformações entre poluentes primários na atmosfera
ex: ozono

Poluentes primários
- são emitidos directamente pelas fontes de emissão
ex: monóxido de carbono e o dióxido de enxofre.



Efeitos dos Poluentes Atmosféricos

Os efeitos da exposição à poluição atmosférica dependem essencialmente das concentrações dos poluentes e do tempo de exposição

Exposições prolongadas a concentrações baixas de poluentes podem ser mais nocivas do que exposições de curta duração a concentrações elevadas

Factores de sensibilidade que determinam a maior ou menor severidade dos efeitos nos indivíduos: idade, estado nutricional, condição física ou predisposições genéticas

Grupos de risco: crianças, idosos, grávidas e indivíduos que sofram de problemas respiratórios e cardíacos


Óxidos de Azoto (NOx)
Monóxido de carbono (CO)
Dióxido de Enxofre (SO2)
Ozono (O3)
Partículas
Efeitos das partículas na saúde



Programa | Sites | Poluentes



Voltar