Cuidar da saúde: a participação activa dos doentes

26 Janeiro | 19.30 | Cuidar da saúde: a participação activa dos doentes

O envolvimento activo do público é fundamental para garantir sistemas de saúde eficientes, com menos desperdício, mais sustentáveis. A participação das pessoas com ou sem doenças reforça a legitimidade e a transparência dos sistemas de saúde, alinhando as políticas e práticas de saúde com as expectativas e anseios dos indivíduos; contribui para desenvolver sistemas de saúde com uma visão mais global, centrados nas pessoas, nas comunidades e nos seus ambientes; e dá mais poder e mais responsabilidade aos cidadãos, desde logo por fomentar o envolvimento na prevenção da doença. 

No primeiro Dia C de 2017 discutiremos o desafio que representam as doenças crónicas de longa duração — como a diabetes —, associadas a estilos de consumo, padrões de actividade, aumento da esperança de vida. Conheceremos também várias respostas a este desafio, com a mais antiga associação de doentes do país e com uma plataforma que apoia inovações médicas desenvolvidas por pacientes.

 

Os oradores:

Helena Canhão

Helan Canhão

Doutorada e agregada em Reumatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. Professora catedrática convidada de Epidemiologia na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa e investigadora principal na unidade EpiDoC da mesma faculdade. Directora da equipa médica e coordenadora do projecto Patient Innovation.

 

Rogério Ribeiro

Rogério Ribeiro

Doutorado em Ciências da Vida - Fisiologia pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, é investigador especializado em diabetologia e bioquímica nutricional, e assistente convidado na Universidade de Aveiro. Rogério Ribeiro é gestor de projectos na Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal.