CONVITE PÚBLICO À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS


O programa Ocupação Científica dos Jovens nas Férias - Ciência Viva no Laboratório tem contribuído ao longo de mais de duas décadas para criar um futuro mais próximo da ciência para milhares de jovens portugueses. Milhares de jovens participaram já neste programa, cuja importância as instituições científicas e de ensino superior reconhecem, integrando estas actividades na sua própria programação.

No ano em que está a ser lançada a “Estratégia Nacional de Inteligência Artificial AI2030”, de que a Ciência Viva é uma das entidades promotoras, entendemos ser oportuno responder ao desafio de promover uma maior literacia dos jovens nas aplicações científicas e sociais da inteligência artificial, ciência de dados e aprendizagem automática em todas as áreas do conhecimento.

A educação para todos, numa perspectiva humanista e inclusiva, é uma componente essencial desta estratégia, apontando para a necessidade de generalizar a aplicação destes saberes aos mais variados domínios do conhecimento, como o ambiente, a biodiversidade, a saúde ou as ciências sociais e humanas.

Lançamos assim em 2019 o programa CRIAR FUTURO, abrindo novos caminhos da Ciência Viva no Laboratório a uma importante meta de inovação e desenvolvimento para a próxima década.

Deste modo, a Ciência Viva torna público um Convite à Apresentação de Propostas dirigido a todas as unidades de investigação reconhecidas pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

O QUE É O PROGRAMA CRIAR FUTURO?

Em convergência com os princípios de promoção do ensino experimental das ciências e de atracção dos jovens para carreiras de natureza científica, a Ciência Viva dinamiza, desde 1997, um programa de estágios de jovens do ensino secundário em laboratórios e instituições de investigação científica.

A Criar Futuro desenrola-se durante o período de férias escolares de Verão para permitir aos alunos uma aproximação prolongada e efectiva à realidade do trabalho de investigação científica.

Os traços mais comuns da Ciência Viva no Laboratório são:

  • grupos de 2 a 4 estudantes, em média, para cada estágio
  • acompanhamento por investigadores seniores, doutorados e post-docs
  • participação nos projectos de investigação em curso nas instituições, em termos adequados ao perfil e conhecimentos dos estudantes
  • foco no trabalho prático, sempre integrado nas rotinas de organização social da produção científica, da sua linguagem e instrumentos
  • estágios com uma duração média de 2 semanas

COMO PARTICIPAR?

Ciência Viva no Laboratório - Criar Futuro decorre entre dias 1 de Julho e 31 de Agosto.

Para uma divulgação adequada do programa e consequente adesão por parte dos alunos, as propostas de estágios devem ser inseridas até ao dia 30 de Maio.




Documentos de apoio




Estágios

  • Duração mínima de 1 a 2 semanas.
  • Cada estágio deverá ter o acompanhamento de um investigador por cada 2 a 4 alunos.
  • A actividade a desenvolver pelos alunos deverá aproximar-se o mais possível da investigação científica realizada no laboratório de acolhimento.
  • O título e descrição do estágio deverão ser claros e apelativos.
  • O estágio não poderá estar enquadrado em quaisquer outros programas promovidos pela entidade de acolhimento para o mesmo público-alvo.




Submissão de candidaturas online

Existem duas áreas de acesso ao formulário de candidatura:

    Área do Responsável

  • para introdução de informação pelo coordenador do programa de estágios na instituição
  • preenchimento do formulário Caracterização da Entidade
  • preenchimento do formulário Proposta Financeira (caso seja necessário financiamento para a realização dos estágios)
  • validação dos estágios, após preenchimento pelos investigadores

  • Área do Investigador

  • para introdução dos dados sobre os estágios pelos investigadores. Após preenchimento do formulário, escolher a opção Status: Completo.



Despesas elegíveis

  • Despesas estritamente necessárias para a realização das actividades previstas no estágio.
  • Refeições para os alunos, preferencialmente nas instalações da entidade de acolhimento.
  • Alojamento para os alunos deslocados (pousadas da juventude, residências universitárias e similares).

FORMULÁRIO DE CANDIDATURAS