Comunicados de Imprensa

[ Imprimir ] [ Listar Comunicados ]
25-07-2001
OCUPAÇÃO CIENTÍFICA DOS JOVENS NAS FÉRIAS - 2001
VÁRIOS

"Ocupação Científica de Jovens nas Férias" - 2001


DIVULGAÇÃO IMEDIATA


De férias com a ciência

Sexta-feira, 27 de Julho, às 15.00 horas

Universidade do Algarve
Centro de Desenvolvimento de Ciências e Técnicas de Produção Vegetal
Centro de Ciências do Mar
Campus de Gambelas - Faro

Setecentos estudantes do ensino secundário vão passar parte das suas férias a trabalhar com e como cientistas. Trata-se da quinta edição da iniciativa "Ocupação Científica de Jovens nas Férias", que este ano conta com a participação de 56 instituições, que recebem os estudantes nas suas instalações.

Assim, em Famalicão, Vila Real, Porto, Espinho, Aveiro, Covilhã, Coimbra, Lourinhã, Santarém, Lisboa, Évora, Faro, Funchal e Ponta Delgada, nesta iniciativa da Ciência Viva, realizam-se, de Julho a Setembro, 179 acções que envolvem cerca de 200 investigadores.

Sexta-feira, pelas 15.00 horas, no Centro de Desenvolvimento de Ciências e Técnicas de Produção Vegetal (CDCTPV) e no Centro de Ciências do Mar (CCM), da Universidade do Algarve - duas das instituições de acolhimento deste programa de ocupação científica de jovens - terá lugar a apresentação pública deste programa 2001, e conta com a visita do ministro José Mariano Gago, que contactará com investigadores e estudantes.


O que é a Ocupação Científica de Jovens nas Férias?

Iniciada em 1997, desenvolve-se durante o período de férias escolares dos alunos, nos meses de Verão, e pretende proporcionar aos estudantes do ensino secundário uma oportunidade de aproximação à realidade do trabalho de investigação científica. Esta aproximação tem vindo a assumir formas diversificadas, incluindo a participação em equipas de investigação ou a realização de actividades laboratoriais, acompanhadas por investigadores.





Para mais informações consultar: www.cienciaviva.mct.pt/instituicoes/ocupacao/

Contactos das instituições: CCM - Prof. Adelino Canário - Telef: 289 800 925
CDCTPV - Prof. Gustavo Nolasco - Telef: 289 800 960

Lisboa, 25 de Julho 2001




Centro de Desenvolvimento de Ciências e Técnicas de Produção Vegetal (CDCTPV) e Centro de Ciências do Mar (CCMAR): o exemplo de duas das 56 instituições aderentes

Descrição sumária das actividades:

Centro de Desenvolvimento de Ciências e Técnicas de Produção Vegetal (CDCTPV)

Propagação in vitro de plantas lenhosas
Profª Anabela Romano
Alunas: 2
Andreia Silva 12º Ano, Escola secundaria Pinheiro Rosa, Faro 2/31 Julho
Andreia Silvestre 12º Ano, Escola secundaria Pinheiro Rosa, Faro 2/31 Julho

Aquisição de conhecimentos teóricos e práticos relacionados com a propagação in vitro de plantas. Este estágio permitirá aos alunos ter contacto e ensaiar técnicas laboratoriais avançadas na área da Biotecnologia Vegetal. Os alunos tomarão contacto com projectos de investigação a decorrer no laboratório e integrar-se-ão nesses trabalhos.

Apoio a análises de DNA de espécies vegetais
Prof. José M. Leitão
Alunos : 4
Andres Rosa, 10º Ano, Escola secundária Pinheiro e Rosa, Faro, 2-31 de Julho
Catarina Bentes 10º Ano, Escola secundária Pinheiro e Rosa, Faro, 2-31 de Julho
Patricia Nascimento 10º Ano, Escola secundária Pinheiro e Rosa, Faro, 2-31 de Julho
Marlene Rolo 11º Ano, Escola secundaria de Albufeira, Albufeira, 2-31de Julho

Os alunos efectuarão extracções de DNA genómico total de espécies vegetais, quantificarão as amostras por espectrofotometria e electroforése em gel de agarose, procedendo de seguida à sua análise por marcadores-DNA (RAPDs-Random Amplified Polymorphic DNA) recorrendo ao PCR (Polymerase Chain Reaction). Durante o mesmo estágio os alunos iniciar-se-ão à análise estatística dos resultados e tomarão contacto com outras técnicas de análise genómica e de mapeamento genético de cromossomas e com outros tipos de ensaios, em particular ensaios de campo, realizados no âmbito dos projectos que o laboratório desenvolve.

Obtenção de resistência à salinidade em cultura de tecidos de citrinos
Profª Maria Emília Costa e Engª Ana Luísa Martins
Aluna: 1
Leila Duarte, 12º Ano, Escola secundaria de Albufeira ,15-27 de Julho

Preparação de meio sólido e de meio líquido de crescimento das culturas vegetais. Subcultura das culturas já existentes no Laboratório, para aquisição de técnicas de manipulação em assepsia e de repicagem. Desenvolvimento de um protocolo experimental de forma a introduzir a resistência à salinidade na cultura de tecidos seleccionada. Inicialização da cultura de células em suspensão a partir da cultura de tecidos já existente. Realização de um ensaio em erlenmeyer para avaliação das consequências metabólicas devido a choques salinos de teor diferente. Avaliação da toxicidade produzida nas células e subsequente viabilidade.

Isolamento e clonagem de genes virais
Prof. Gustavo Nolasco, Engª Carla Santos
Alunos : 2
Pedro Cruz 11 º Ano, Escola secundária Pinheiro e Rosa, Faro, 2-15 de Julho
Helena Leonardo 11º Ano, Escola secundária Pinheiro e Rosa, Faro, 2-15 de Julho
(embora esta acção já tenha terminado, os alunos estarão presentes)

A criação de resistência contra vírus em plantas pode ser obtida através da inserção de genes do vírus no genoma das planta (obtenção de plantas transgénicas). O passo inicial deste processo é o isolamento e caracterização molecular destes genes. Neste estágio os alunos utilizarão técnicas correntes de biologia molecular (electroforese, Polymerase Chain Reaction, clonagem em células de E. coli e purificação de plasmídeos) para isolar um gene viral, inseri-lo num plasmídeo bacteriano e caracterizá-lo.

A bioquímica da fotossíntese nas plantas
Prof.ª Maria Manuela David
Alunos : 1
Valter 12º Ano, Escola secundária 9-27 de Julho

Medição da fotossíntese, recolha de amostras, extracção e quantificação espectrofométrica de pigmentos fotossintéticos, açucares não estruturais e proteína solúvel em folhas de diferentes variedades de alfarrobeira.


Centro de Ciências do Mar (CCMAR)


Embriogénese de tilápia
Profª Deborah Power
Alunos: 1
Ana Luisa Viljaen Rodrigues 12º Ano, Escola secundaria Gil Eanes, Lagos 16-31Julho

A estudante colaborará na manutenção de reprodutores de tilápia, na preparação e manutenção de incubadoras e na realização de pequenas experiências sobre aspectos do desenvolvimento embrionário da tilápia. Neste caso utilizará corantes específicos que permitirão visualizar alterações anatómicas como resultado das manipulações experimentais.

Produção de peixes em cativeiro para repovoamento
Dr Rui Serrano / Prof. Eduardo N Barata
Alunos: 2
Juliana Marina Barroso 12º Ano, Escola secundaria Gil Eanes, Lagos 16-31 de Julho
Catarina Veloso Reis 12º Ano, Escola secundaria Gil Eanes, Lagos 16-31 de Julho

Os estudantes colaborarão no desenvolvimento de metodologias para a criação de larvas e juvenis de uma espécie de peixe protegida da Ria Formosa, com vista a serem reintroduzidos no habitat natural. Isto envolve manutenção das incubadoras, preparação de culturas de algas e de zooplancton para alimentação das larvas. Simultaneamente colaborarão na realização de experiências de comportamento que estão a ser efectuadas com a espécie.


Ciência Viva nas Férias - Ocupação Científica de Jovens nas Férias - 2001

Lista das instituições de acolhimento

1.º Aquário Vasco da Gama - Lisboa
2. CBA - Centro de Biologia Ambiental - Faculdade de Ciências da Univ. de Lisboa
3. CENIMAT - Centro de Investigação de Materiais - FCT - UNL
4. Centro de Análise Matemática, Geometria e Sistemas Dinâmicos - IST
5. Centro de Ciências Biológicas e Geológicas - Univ. da Madeira
6. Centro de Ciências do Mar - Univ. do Algarve
7. Centro de Desenvolvimento de Ciências e Técnicas de Produção Vegetal - Univ. do Algarve
8. Centro de Estudos Florestais - Instituto Superior de Agronomia
9. Centro de Farmacologia e Biopatologia Química - Universidade do Porto
10. Centro de Física Computacional da Universidade de Coimbra
11.º Centro de Geofísica da Universidade de Lisboa
12. Centro de Investigação em Ciências Geo-Espaciais - Univ. do Porto
13. Centro Lusíada de Estudos do Ambiente - Univ. Lusíada - Famalicão
14. CMAF - Centro de Matemática e Aplicações Fundamentais - Lisboa
15. CMDT - Centro de Malária e Outras Doenças Tropicais - IHMT - Lisboa
16. CNC - Centro de Neurociências de Coimbra
17. Departamento de Biologia - Universidade de Aveiro
18. Departamento de Botânica - Universidade de Coimbra
19. Departamento de Ciências Tecnológicas e Desenvolvimento - Univ. dos Açores
20. Departamento de Electrónica e Telecomunicações - Universidade de Aveiro
21. Departamento de Física - Universidade de Aveiro
22. Departamento de Geologia - UTAD - Vila Real
23. Departamento de Química - FCT - Universidade Nova de Lisboa
24. Departamento de Química - Universidade da Madeira
25. Departamento de Química - Universidade de Aveiro
26. Departamento de Química - Universidade de Coimbra
27. Estação Agronómica Nacional - Oeiras
28. Exploratório Infante D. Henrique - Coimbra
29. EZN - Estação Zootécnica Nacional - Santarém
30. Fundação Navegar - Espinho
31. GEAL - Museu da Lourinhã
32. GEOUE - Núcleo de Geologia da Universidade de Évora
33. IAV - Instituto Ambiente e Vida - Univ. de Coimbra
34. IBMC - Unidade de Stress em Plantas - Porto
35. ICAM - Instituto de Ciências Agrárias Mediterrânicas - Univ. de Évora
36. IHE - Instituto de Histologia e Embriologia - Fac. de Medicina de Lisboa
37. IMAR - Departamento de Zoologia - Univ. de Coimbra
38. INETI - Instituto Nacional de Engenharia e Tecnologia Industrial - Lisboa
39. Instituto de Genética Médica Jacinto de Magalhães - Porto
40. Instituto de Oceanografia - Faculdade de Ciências da Univ. de Lisboa
41. Instituto de Sistemas e Robótica - Instituto Superior Técnico
42. Instituto Geológico e Mineiro (Museu) - Lisboa
43. Instituto Gulbenkian de Ciência - Oeiras
44. Instituto Hidrográfico - Lisboa
45. Instituto Tecnológico e Nuclear - Sacavém
46. IPATIMUP - Porto
47. ISEGI - Instituto Superior de Estatística e Gestão de Informação - Lisboa
48. ITQB - Instituto de Tecnologia Química e Biológica * - Oeiras
49. LNEC - Laboratório Nacional de Engenharia Civil - Lisboa
50. Museu Nacional de Arqueologia - Lisboa
51. Museu, Laboratório e Jardim Botânico - Fac. de Ciências de Lisboa
52. Serviço de Genética - Hospital de S. Pedro - Vila Real
53. Unidade de Engenharia e Tecnologia Naval - IST - Lisboa
54. Unidade de Investigação em Materiais Cerâmicos - Univ. de Aveiro
55. Universidade da Beira Interior
56. Universidade Lusófona - Lisboa


Ciência Viva nas Férias - Ocupação Científica de Jovens nas Férias
1997 - 2001


O Programa de Ocupação Científica de Jovens nas Férias, iniciado em 1997, abrangeu, até ao ano 2000, cerca de 1180 alunos.

A iniciativa deste ano conta com a colaboração de 56 instituições que oferecem cerca de 179 estágios a cerca de 700 alunos e envolvendo cerca de 200 investigadores.