Comunicados de Imprensa

[ Imprimir ] [ Listar Comunicados ]
18-07-2016
Ciência Viva no Verão em Rede arranca com peixe fresquinho
Figueira da Foz

No campo, na praia ou na cidade, a ciência está na rua: 20 Anos de Ciência Viva no Verão


A edição deste ano da Ciência Viva no Verão em Rede, que assinala os 20 anos do programa, arranca na próxima quarta-feira, dia 20 de Julho, às 10.30, no mercado da Figueira da Foz. O evento conta com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.

Durante a acção “Olhó o peixe fresquinho”, integrada na iniciativa "Ciência Viva no Mercado", os participantes, acompanhados pelos investigadores do laboratório MAREFOZ, vão visitar a área de venda de peixe fresco, descobrir a diversidade de espécies marinhas habitualmente comercializadas, as suas características fisiológicas e a forma como são exploradas.

A "Ciência Viva no Mercado" pretende levar o público à descoberta dos mercados municipais, dos vendedores de peixe e do peixe que vendem dando-lhes a conhecer a investigação para a gestão sustentável das pescas. Mas não só. E também sensibilizar o público para a importância de diversificar os seus hábitos de consumo de pescado. Em todo o território nacional realizam-se mais de 50 visitas, acompanhadas por investigadores da área da Biologia Marinha, promovidas pela Rede de Centros Ciência Viva.

O MAREFOZ resulta de uma parceria entre a Universidade de Coimbra, o MARE, a Câmara Municipal da Figueira da Foz e a Incubadora de Empresas da Figueira da Foz para o desenvolvimento da Economia Azul. Participam na visita, organizada pelo Centro Ciência Viva de Coimbra - Exploratório Infante D. Henrique, o Vice-Reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, o Presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, João Ataíde, a Presidente da Ciência Viva, Rosalia Vargas, o Director do Centro de Ciência Viva de Coimbra, Paulo Trincão, e o Coordenador do MAREFOZ, João Carlos Marques.

A Ciência Viva no Verão é o programa de divulgação científica mais aguardado da época estival. Este ano verificaram-se 3000 inscrições só nos primeiros 15 minutos e até às 15.00 de hoje inscreveram-se 10957 pessoas. São mais de 1100 acções e passeios científicos em todo o território nacional, organizadas em parceria com mais de 150 entidades.

SOBRE A CIÊNCIA VIVA NO VERÃO

A Ciência Viva no Verão é organizada desde 1996 pela Ciência Viva em colaboração com instituições científicas, centros ciência viva, associações, autarquias e empresas. Decorre todos os anos entre 15 de Julho e 15 de Setembro.

O programa teve início há 20 anos com acções de Astronomia, tendo-se alargado mais tarde a outras áreas do conhecimento e integrado visitas guiadas com especialistas a praias, estuários, florestas, minas e pedreiras, faróis, pontes, barragens, castelos e empresas de diferentes áreas da engenharia. Em média, participam por ano neste programa 50 000 pessoas.

A Ciência Viva no Verão é uma iniciativa de divulgação científica aberta a todos, aproximando os cidadãos da ciência sob a forma de uma experiência directa e vivida, na companhia de investigadores e especialistas de empresas, museus, autarquias e associações científicas. Desde 2015 o programa é organizado em parceria com a Rede de Centros Ciência Viva, permitindo uma optimização de recursos e um contacto mais próximo com as populações.