Comunicados de Imprensa

[ Imprimir ] [ Listar Comunicados ]
24-07-2000
PAVILHÃO DO CONHECIMENTO
Lisboa

Pavilhão do Conhecimento: um ano a promover a cultura científica
250 mil visitantes é a prenda de aniversário

Sessão comemorativa dia 25 de Julho, 18 horas com a presença do ministro da Ciência e da Tecnologia

O Pavilhão do Conhecimento/Ciência Viva assinala amanhã o seu primeiro aniversário ao serviço da promoção da cultura científica.

Uma Sessão comemorativa, com intervenções do Professor Alexandre Quintanilha e do Professor João Lobo Antunes (18 horas), e uma visita às exposições "Debaixo da Pele" (Deutsches Museum de Munique) e "Cérebro" (Experimentarium de Copenhaga), às 19 horas, assinalam esta efeméride, que contará com a presença do ministro da Ciência e da Tecnologia, Professor José Mariano Gago

Inaugurado em 25 de Julho de 1999, o Pavilhão do Conhecimento é um espaço destinado à divulgação da ciência e da tecnologia, de iniciativa e responsabilidade do Ministério da Ciência e da Tecnologia. Baseado nos modernos conceitos da museologia interactiva, este espaço de divulgação é também um centro nacional de recursos, que apoia outros centros e museus de ciência em todo o país, integrando a Rede de Centros Ciência Viva.

Além da actividade constante de apresentação de grandes exposições interactivas de ciência e tecnologia, provenientes dos mais importantes centros de divulgação da Europa e dos Estados Unidos, o Pavilhão do Conhecimento foi concebido como um centro de recursos, tendo como missão estimular a concepção e produção de exposições a cargo de instituições nacionais, bem como lançar uma oferta de formação em museologia científica, em colaboração com outras instituições congéneres no estrangeiro.

"Exploratorium" (S. Francisco, EUA), "A casa inacabada" (Cité des Sciences, La Villete, França), "Ciência e Desporto" (Science Museum, Londres, Reino Unido), "Vê, Faz, Aprende" (Techniquest, Cardiff, Reino Unido/Heureka, Finlândia) e "Vácuo" (Deutsches Museum, Alemanha) foram as primeiras grandes exposições do Pavilhão do Conhecimento.

O público que visitou estas exposições foi a maior recompensa do cuidado que presidiu à sua escolha: mais de 250.000 visitantes ilustram o trabalho de divulgação e promoção da educação e cultura científica do Pavilhão do Conhecimento, no primeiro ano da sua existência. Destes, 54,5% foram grupos escolares, enquanto o público em geral representou 45,5% dos visitantes (19% dos quais utilizando "bilhetes de família", de forma a tornar ainda mais acessível o usufruto das exposições).

"O Cérebro" (Experimentarium de Copenhaga) e "Debaixo da Pele", do Deutsches Museum, são as novas exposições patentes ao público no Pavilhão do Conhecimento, por onde passaram igualmente a exposição dedicada à exploração espacial, concebida pela Agência Espacial Europeia, e a exposição sobre doenças transmissíveis, visitada pelo presidente dos EUA, aquando da sua deslocação a Portugal.

O Pavilhão do Conhecimento é um espaço em constante mudança: Laboratórios ao Vivo trazem ao conhecimento do público projectos do ensino experimental das ciências em curso nas escolas, no âmbito do Programa Ciência Viva; o Ciberc@fé é o espaço publico de acesso gratuito à Internet disponível no Pavilhão do Conhecimento. A realização diária de sessões de introdução à Internet e periódica de ateliers de produção de páginas, ambos gratuitos, fazem parte integrante deste espaço onde 30 postos de trabalho, apoiados por monitores especialmente treinados, permitem usufruir desta tecnologia da sociedade da informação.