Comunicados de Imprensa

[ Imprimir ] [ Listar Comunicados ]
13-07-2012
PASSEIO NO ESTUÁRIO DO TEJO DÁ INÍCIO À CIÊNCIA VIVA NO VERÃO 2012

DIVULGAÇÃO IMEDIATA

Começa já no próximo domingo, 15 de Julho, a Ciência Viva no Verão 2012. São 1755 acções organizadas pela Ciência Viva em parceria com mais de uma centena de entidades nas áreas da Biologia, Geologia, Astronomia, Engenharia, Castelos e Faróis, sempre na companhia de especialistas.

O arranque oficial da edição deste ano terá lugar no próximo dia 17 de Julho, terça-feira, às 10.30, com a acção “Ciência Viva no estuário do Tejo”, que se inicia na Doca do Espanhol, em Alcântara. Estará presente a Secretária de Estado da Ciência, Leonor Parreira.

A bordo de uma embarcação tradicional, biólogos, geólogos e especialistas na área do ambiente levam os participantes num passeio típico da Ciência Viva no Verão. As zonas estuarinas como berçários de peixes e locais de biodiversidade são o tópico escolhido pelos biólogos, enquanto os geólogos contam a atribulada estória geológica do estuário. Investigadores da Agência Portuguesa do Ambiente abordam o ordenamento do estuário e a qualidade da água. Este passeio científico utiliza energia eólica, não contribuindo para as emissões de carbono.

Intervenientes:
Maria José Costa e Isabel Caçador, Centro de Oceanografia, FCUL
César Andrade e Conceição Freitas, Centro de Geologia, FCUL
Carlos Cupeto e Susana Firmo, Agência Portuguesa do Ambiente

SOBRE O PROGRAMA CIÊNCIA VIVA NO VERÃO

A Ciência Viva no Verão é organizada desde 1996 pela Ciência Viva em colaboração com instituições científicas, centros ciência viva, associações, autarquias e empresas. Decorre todos os anos entre 15 de Julho e 15 de Setembro.

É o programa de divulgação científica mais aguardado da época estival: este ano recebemos 2500 inscrições só nos primeiros cinco minutos. Até hoje, mais de 14 000 pessoas já escolheram as suas acções preferidas entre milhares de passeios científicos, observações astronómicas e visitas a algumas das mais interessantes praias, florestas, barragens, pontes, adegas, faróis e castelos em todo o território nacional.

Programa completo em www.cienciaviva.pt