Ano Internacional da Luz 2015




A Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou 2015 como o Ano Internacional da Luz.

A Sociedade Portuguesa de Física, a Comissão Nacional da Unesco e a Ciência Viva coordenam a participação de Portugal nesta celebração mundial. Do programa nacional fazem parte um conjunto de atividades asseguradas por universidades, autarquias, escolas, museus e centros de ciência, que abordam a temática da luz na ciência, na tecnologia, na natureza e na cultura em diferentes iniciativas (conferências, palestras, cafés de ciência, exposições), a decorrer em todo o país.

Destaques

No dia 4 de Julho, o Museu da Luz comemora o Ano Internacional da Luz com um dia dedicado ao tema.

 

Para conhecer mais iniciativas do programa nacional visite ail2015.org

 

 

Objetivos do Ano Internacional da Luz em Portugal

• Promover as tecnologias da luz como fator de melhoria da qualidade de vida no mundo
• Reduzir a poluição luminosa e o desperdício de energia
• Promover o envolvimento dos jovens na ciência
• Promover a educação dos jovens
• Promover o desenvolvimento sustentável

Luz – a relevância do tema
A luz, através da fotossíntese, é essencial para a existência da maior parte dos seres vivos. É através da luz que comunicamos, que nos vemos e que conhecemos o nosso lugar no Universo. Mas a luz é mais do que ciência e tecnologia, é também arte e cultura – fotografia, cinema, pintura e muitas outras formas de expressão que utilizamos para representar pensamentos e emoções. Como sublinhou Ahmed Zewail, laureado com o Nobel em 1999 pelos seus trabalhos na área da femtoquímica, a civilização não existiria sem a luz.  

 

 

 

 

Comissão Nacional do Ano Internacional da Luz

Carlos Fiolhais, Universidade de Coimbra (Coordenador Nacional)
Teresa Peña, Sociedade Portuguesa de Física (Presidente)
Elizabeth Silva, UNESCO
Ana Noronha, Ciência Viva (Diretora executiva)
José António Matos, Bastonário da Ordem dos Biólogos
Manuel Filipe Costa, Universidade do Minho | Sociedade Portuguesa de Ótica e Fotónica (Presidente)
Maria José Calhorda, Universidade de Lisboa | Sociedade Portuguesa de Química (Presidente)
Carlota Simões, Universidade de Coimbra (Coordenadora do Ano da Matemática - 2013)
Gonçalo Figueira, Instituto Superior Técnico (Coordenador da Divisão de Ótica da SPF)
Máximo Ferreira, Centro Ciência Viva de Constância (Diretor)
Pedro Pombo, Universidade de Aveiro | Centro de Ciência Viva de Aveiro (Diretor)
Sérgio Seixas de Melo, Universidade de Coimbra | Sociedade Portuguesa de Química